Documents

A arte da luz _ Todo o conteúdo _ DW.DE _ 23.01.pdf

Description
12/02/2015 A arte da luz | Todo o conteúdo | DW.DE | 23.01.2015 MEDIATECA / TODO O CONTEÚDO C U L TU R A A arte da luz O Centro Internacional de Arte da Luz em Unna, na Alemanha, é o primeiro e único museu do mundo dedicado exclusivamente ao tema. As obras são mostradas abaixo do solo, nos depósitos de uma antiga cervejaria. Lágrimas em azul e vermelho Nos porões da Cervejaria Linden, desativada em 1979, surgiu um m
Categories
Published
of 5
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
  12/02/2015 A arte da luz | Todo o conteúdo | DW.DE | 23.01.2015http://www.dw.de/a-arte-da-luz/g-18209581 1/5 CULTURA  A arte da luz O Centro Internacional de Arte da Luz em Unna, na Alemanha, é o primeiro e único museudo mundo dedicado exclusivamente ao tema. As obras são mostradas abaixo do solo, nosdepósitos de uma antiga cervejaria. Lágrimas em azul e vermelho Nos porões da Cerve jaria Linden, desativada em 1979, surgiu um museu especial. Os corredores e depósitos deram lugar ao Túnel das lágrimas , feito de lâmpadas fluorescentes azuis e vermelhas, pelo artista KeithSonnier. O jogo de luz engana a vista, de que modo que as cores são percebidas de forma diferente. Da luz à escuridão  A superfície do museu subterrâneo possui milhares de metros quadrados. Os espaços não lembram as salas brancas e iluminadas dos museus tradicionais. E eles nada mudaram com o tempo: as paredes são úmidas, nãoexiste aquecimento. A iluminação dos porões provém somente de instalações luminosas como Eu (emdiálogo ), de Jan von Munster. A visita só é possível com um guia. MEDIATECA / TODO O CONTEÚDO  12/02/2015 A arte da luz | Todo o conteúdo | DW.DE | 23.01.2015http://www.dw.de/a-arte-da-luz/g-18209581 2/5 Mãos à luz O artista americano James Turrell está representado em Unna com duas instalações. Ele viajou especialmentedo Arizona para montar seus trabalhos na cidade do leste alemão. Na instalação Floater 99 , os contornos daarquitetura se dissolvem na luz difusa, que parece se fundir com observador, num cenário azul-gelo e magenta. Descoberta do céu O trabalho do pioneiro das instalações de luz James Turrell lembra uma câmera obscura onde se podecaminhar. Ela é composta por duas partes: na primeira sala, a luz incide sobre uma pequena lente no piso, esão exibidos os menores movimentos, como o bater de asas de um pássaro. No espaço sobreposto Skyspace ,a luz natural e a artificial se misturam para criar um espetáculo particular.  12/02/2015 A arte da luz | Todo o conteúdo | DW.DE | 23.01.2015http://www.dw.de/a-arte-da-luz/g-18209581 3/5 Luz geométrica Para a instalação No and Neon , François Morellet escolheu o espaço de uma antiga câmara fria. Ali, elemontou nove salas com lâmpadas de neon, dispostas em parte de forma diagonal, vertical ou horizontal. Aslâmpadas reagem ao movimento, iluminando o espaço em diferentes intensidades. Quando as lâmpadasdiagonais estão acesas, a luz parece mais sombria. Flores de cervejaria Rebecca Horn é uma das mais conhecidas artistas alemãs. A abóboda que escolheu para a sua instalação Sombras de lótus se encontra abaixo do lençol freático. Como plantas subaquáticas, os fios de cobre dasluminárias se enroscam com seus buquês luminosos, projetando pequenas ilhas de luz nas paredes úmidas. Além disso, há um som que lembra o canto das baleias.  12/02/2015 A arte da luz | Todo o conteúdo | DW.DE | 23.01.2015http://www.dw.de/a-arte-da-luz/g-18209581 4/5 Balé de sombras Christian Boltanski brinca com o medo da escuridão: figuras de bruxas ou demônios penduradas num andaimesão iluminadas de tal forma que parecem dançar como sombras assustadoras pelas paredes. Assim Boltanskiresgata suas memórias de infância. Seu pai, de srcem judaica, morreu no Holocausto. E ele lembra a caça às bruxas na Idade Média, cujos vestígios também podem ser encontrados em Unna. Tons luminosos  Antigamente, a cerveja era fermentada em quatro tanques de pedra. A artista Christina Kubisch resgata umareminiscência de um passado distante, instalando 172 alto-falantes no piso dos tanques de fermentação. A luznegra os faz brilhar, transformando-os em rígidas fileiras de pontos luminosos. Eles se despregam do chão eparecem flutuar, emitido um som abafado.
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x