Documents

Acidentes domésticos.docx

Description
Download Acidentes domésticos.docx
Categories
Published
of 7
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
   Acidentes domésticos O acidente doméstico é aquele que ocorre no local onde habitamos ou em seu entorno. Tipos de habitação : apartamento, casa térrea, sobrado de alvenaria ou mesmo de madeira, entre outros. O ambiente doméstico geralmente é constituído por: cozinha, lavanderia, despensa, banheiro, sala de refeições, sala de visitas, quartos, quintal, jardim, garagem e escadas. Ao se considerar apartamento, acrescenta-se escadas e elevadores. Os locais de maior risco são : cozinha, banheiro, escada, quintal, sala e quarto. Vários fatores podem estar relacionados a uma freqüência maior de traumas dentro de casa: pequenas dimensões, iluminação deficiente, móveis ou objetos pontiagudos, piso escorregadio, tomadas elétricas sem proteção (ou mal protegidas), ausência de proteção para a criança, como corrimão na escada, passadeira deslizante, objetos que podem causar danos: martelo, serrote, alicate, furadeira, faca, espeto de churrasco, etc. Fatores relacionados à ocorrência de acidentes: # Idade:  quanto menor a idade, maior deve ser a vigilância das crianças, a educação para prevenção deve aumentar a medida de seu crescimento, mostrando os riscos e suas consequências. O papel dos pais é fundamental, ao servirem de exemplo e darem as orientações. # Escolaridade:  as pessoas mais instruídas terão possibilidades maiores de prevenir os acidentes, assim como cuidar da primeira assistência. # Ambiente físico:  casas em mau estado de conservação, pequenas, mal situadas, cômodos pequenos, cozinhas apertadas, também pequenas, com mau estado da fiação, da tubulação, do gás, podem facilitar os acidentes. Para cada um dos cômodos do ambiente doméstico, dadas as suas peculiaridades, ocorrem alguns acidentes com maior frequência. São considerados os locais de acidentes mais frequentes, por ordem decrescente: cozinha, banheiro, corredor, escada, quarto e sala. É IMPORTANTE ANALISAR, DO PONTO DE VISTA DA SEGURANÇA, TODOS OS CÔMODOS EM SEPARADO DO AMBIENTE DOMÉSTICO:  Cozinha É o lugar mais perigoso para a criança porque é nela que ocorre a maioria das queimaduras, lesões cortantes, lacerações e intoxicações, entre outros acidentes Principais medidas de segurança na cozinha: # O bujão de gás deve estar do lado de fora. # Tomadas elétricas devem estar protegidas e fios presos e recolhidos. # Materiais de limpeza devem estar em suas embalagens srcinais e fora do alcance das crianças, em armários altos e trancados. # Utilizar os queimadores (bocas) do fogão de trás, cabos de panela devem estar virados para dentro e para trás. # Objetos cortantes devem ficar fora do alcance das crianças (facas, garfos, pratos e copos de vidro, saca rolhas, espetos), em gavetas e armários com travas. Banheiro: É o segundo lugar mais perigoso da casa. Principais medidas de segurança: # Armários contendo cosméticos, medicamentos, aparelhos elétricos devem ser mantidos trancados e longe do alcance das crianças. # Evitar deixar o piso molhado e usar tapetes antiderrapantes. # Controlar o aquecedor se for a gás (manutenções periódicas), manter o banheiro bem ventilado. # Não usar chave para ligar o chuveiro, se for elétrico. O indicado são disjuntores de 20 ou 30 Watts. # A fiação deve estar em bom estado e presa no alto, as tomadas elétricas devem estar protegidas, aparelhos elétricos não devem ser mantidos nas tomadas ou ligados após o uso. # As tampas dos vasos sanitários devem ser mantidas fechadas e travadas. Quarto das crianças: # Devem ter camas com largura de 80 cm a 1 metro com proteções laterais e os espaços entre as grades devem ser de 5 a 7 cm para evitar que as crianças prendam a cabeça. # Cuidados semelhantes com os beliches. # Os móveis não devem ter cantos pontiagudos, mas arredondados para evitar lesões nas crianças. # Brinquedos devem ser guardados em ordem para evitar quedas. # Cobertores e lençóis devem ser presos no pé da cama, para evitar asfixia. # Janelas devem ter proteção e não ter nenhum móvel embaixo para evitar quedas.# Tomadas devem ter protetores e deve-se evitar TV e abajures em quarto de crianças pequenas.  Quarto do casal:  # Não se deve fumar na cama, evitando risco de incêndio. # Tomadas devem ter protetores, os fios devem ser curtos e fora de alcance de crianças e as TVs e outros aparelhos colocados sobre móveis firmes e estáveis, evitar usar a mesma tomada para dois ou mais aparelhos elétricos. evitando risco de choques, traumas ou incêndio. # Medicamentos, perfumes e cosméticos devem ser guardados em armário alto e trancados, para evitar intoxicações. # Bolinhas de naftalina não devem ser utilizadas, por risco de intoxicação. Sala de estar:  # Aparelhos eletrônicos devem ser mantidos fora do alcance das crianças, com fios curtos e presos, evitando o risco de choque elétrico ou queimaduras. # Bebidas alcoólicas devem ser acondicionadas em armário alto e trancado para evitar intoxicações. # Fósforos e isqueiros também devem ser guardados em armários altos e trancados evitando risco de incêndio. # Móveis devem ter pontas rombas, evitando risco de ferimentos. # A sala deve estar arrumada e em ordem e as escadas devem ter cancelas para evitar quedas. # Telefone de fácil acesso para pedir socorro em caso de necessidade. # Plantas ornamentais e portas de vidro devem ser evitadas ou sinalizadas para evitar intoxicações ou traumas. # Cortinas não devem ter puxadores para evitar enforcamento. Lavanderia, jardim, garagem e varandas : # Janelas devem ter grades de proteções e não ter móveis perto para evitar quedas. # Churrasqueiras devem ter fixação adequadas e mantidas longe das crianças, não deve se utilizar álcool liquido, pelo risco de incêndio. # Piscina deve ter muro, cerca ou grades de proteção, portão trancado, lona de cobertura e alarme, pelo risco de afogamento. # Pesticidas herbicidas, Vários objetos na garage devem ser mantidos em armários altos e trancados, evitando risco de intoxicação ou traumas. # Não se deve manter plantas tóxicas em casa. # Baldes e bacias devem ser mantidos em local alto e vazios pelo risco de afogamento. # Tanque de lavar roupa deve ter fixação adequada e não se deve deixá-lo cheio de água ou roupas, evitado o risco de trauma por queda do mesmo.  Corredores e escadas:  # Manter iluminação clara e constante e com piso adequado, anti derrapante, sem tapetes ou objetos que atrapalhem a circulação, evitando risco de quedas. ACIDENTES MAIS FREQUENTES DE ACORDO COM AS IDADES SÃO:    0 a 1 ano:  quedas (trocador, cama, colo), asfixia, sufocação, aspiração de corpos estranhos, intoxicações, queimaduras (água quente, cigarro).    2 a 4 anos: quedas, asfixia, sufocação, afogamentos, intoxicações, choques elétricos, traumas.    5 a 9 anos:  quedas, atropelamentos, queimaduras, afogamentos, choques elétricos, intoxicações, traumas.    10 a 19 anos:  quedas, atropelamentos, afogamentos, choques elétricos, intoxicações, traumas. O tema dos acidentes é um problema de saúde pública, nem sempre bem cuidado como outros e a prevenção de suas ocorrências deveria ser de conhecimento de todos os profissionais, assim como de todas as famílias, para que mais tarde os familiares possam transmitir seus conhecimentos com exemplos dados pelos pais/responsáveis à criança sob sua tutela. Os acidentes domésticos são a principal causa de morte até aos 18 anos.  Em 2012, as crianças até aos 14 anos foram as maiores vítimas de acidentes domésticos e de lazer. Constituem, por este motivo, um importante problema de saúde pública. Dados do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge indicam que 36,4% dos acidentes com crianças até aos 14 anos ocorreram em casa mas, se fossem consideradas apenas crianças até aos cinco anos, este valor subiria para os 80%. PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES DOMÉSTICOS As quedas são a principal causa de acidentes domésticos, seguindo-se os cortes, queimaduras e intoxicações. Entre 2000 e 2012, 109 crianças e jovens até aos 19 anos morreram devido a uma queda. Entre 2000 e 2013, 60.705 crianças até aos 18 anos foram internadas por terem sofrido uma queda.  A maioria dos acidentes deve-se a faltas de atenção por parte dos adultos e menosprezo por riscos comuns, bastam alguns segundos de distração para que os acidentes aconteçam. A vigilância, consciência e supervisão à medida que a criança adquire novas habilidades de locomoção e manipulação é essencial. Tudo é um brinquedo 
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x