Documents

Artigo.Monitoria.Anny.pdf

Description
1 Aulas práticas como ferramenta auxiliar no processo ensino/aprendizagem da disciplina Morfologia e Anatomia de Espermatófitas Practical classes as an auxiliary tool in the teaching/learning process of the Morphology and Anatomy of Spermatophyta Jorgeany Maria Bento da Silva1, Eliseu Marlônio Pereira de Lucena2 Resumo A visão atual do ensino de Botânica ainda é
Categories
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
  1 Aulas práticas como ferramenta auxiliar no processo ensino/aprendizagem da disciplina Morfologia e Anatomia de Espermatófitas Practical classes as an auxiliary tool in the teaching/learning process of the Morphology and Anatomy of Spermatophyta Jorgeany Maria Bento da Silva 1 , Eliseu   Marlônio Pereira de Lucena 2 Resumo  A visão atual do ensino de Botânica ainda é o tradicional, onde a metodologia que predomina em sala de aula é a expositiva, desestimulante para alunos e subvalorizado dentro do ensino de Ciências e Biologia. Diante de tais constatações e na busca de alternativas que possam contribuir com a melhoria do ensino de Botânica, é necessário que a qualidade das estratégias de ensino-aprendizagem utilizadas no ensino superior sejam revistas, tornando-se imprescindível a aplicação de metodologias que favoreçam e enriqueçam esse processo. O presente trabalho objetivou avaliar a eficiência do uso de aulas práticas como ferramenta auxiliar no processo ensino-aprendizagem da disciplina Morfologia e Anatomia de Espermatófitas, do curso de Ciências Biológicas/CCS, da Universidade Estadual do Ceará.   Para isso, os alunos dessa disciplina responderam uma mesma questão de múltipla escolha antes da aula prática e após a aula prática, a respeito do conteúdo teórico que foi ministrado na aula anterior. Depois, as questões foram corrigidas através de um gabarito e foram atribuídas notas de 0 a 10 para cada aluno, antes e após cada aula prática. Finalmente, foi utilizado o software Excel 2013 para a elaboração de um gráfico com a média aritmética da notas obtidas pelos alunos antes e após cada aula prática. Verificaram-se os seguintes resultados: o conteúdo com tema Reprodução das Fanerógamas foi o que obteve a média mais baixa dentre as questões resolvidas antes da aula prática (nota 1); a Anatomia da Folha obteve médias baixas e iguais (nota 3), tanto antes, quanto depois da aula prática; as questões que perguntavam acerca da Anatomia da Flor e sobre a Aula de Campo, obtiveram médias máximas e iguais (nota 10), tanto antes, quanto depois da aula prática; das quatorze práticas realizadas, apenas em duas (Morfologia da Semente e Anatomia do Fruto), a transmissão do conteúdo teórico superou ao prático. Podemos concluir que a aula prática é uma ferramenta eficiente no processo ensino-aprendizagem da disciplina Morfologia e Anatomia de Espermatófitas, do curso de Ciências Biológicas/CCS, da Universidade Estadual do Ceará. Palavras-chaves:  Botânica. Iniciação a docência. Didática. 1 Monitora da Disciplina Morfologia e Anatomia de Espermatófitas e Discente do Curso de Ciências Biológicas, Laboratório de Ecofisiologia Vegetal, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Ceará 2 Doutor, Orientador e Docente do Curso de Ciências Biológicas, Laboratório de Ecofisiologia Vegetal, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Estadual do Ceará  2 Abstract The current view of the teaching of Botany is still traditional, where the methodology that predominates in the classroom is the expositive, discouraging for students and undervalued within the teaching of Science and Biology. In view of such findings and in the search for alternatives that may contribute to the improvement of Botany teaching, it is necessary that the quality of teaching-learning strategies used in higher education be reviewed, making it imperative to apply methodologies that favor and enrich this process. The present work aimed to evaluate the efficiency of the use of practical classes as an auxiliary tool in the teaching-learning process of the Morphology and Anatomy of Spermatophyta, of the Biological Sciences/CCS course of the Ceara State University. For this, the students of this discipline answered the same question of multiple choice before the practical class and after the practical class, regarding the theoretical content that was taught in the previous class. Then the questions were corrected through a template and grades from 0 to 10 were assigned to each student before and after each practice class. Finally, Excel 2013 software was used to compile a graph with the arithmetic mean of the grades obtained by the students before and after each practical class. The following results were verified: the content with the theme Phanerogamy Reproduction was the one that obtained the lowest mean among the questions solved before the practical class (note 1); Leaf Anatomy obtained low and equal means (note 3), both before and after the practical class; The questions that asked about the Flower's Anatomy and the Field Class, obtained maximum and equal means (note 10), both before and after the practical class; Of the fourteen practices performed, only in two (Seed Morphology and Fruit Anatomy), the transmission of the theoretical content surpassed the practical one. We can conclude that the practical class is an efficient tool in the teaching-learning process of the Morphology and Anatomy of Spermatophyta, from the Biological Sciences/CCS course at the Ceara State University. Keywords:  Botany. Teaching initiation. Didactics. INTRODUÇÃO O programa de monitoria da disciplina de Morfologia e Anatomia das Espermatófitas constitui-se como um espaço que permite a troca de conhecimentos entre os monitores e os demais estudantes (PAULETTI et al., 2013).  A aprendizagem significativa acontece quando a nova informação é fixada em conceitos relevantes preexistentes na estrutura cognitiva do aluno (LIMA et al., 2016), a monitoria funciona como uma ponte entre essa nova informação e os conceitos preexistentes do aluno de graduação. Durante as aulas práticas os alunos têm um contato direto com o material biológico e são estimulados a fazerem desenhos do material predisposto nas bancadas ou no microscópio. A aula prática é realizada com o auxilio do monitor da disciplina, sendo supervisionado pelo professor orientador. Neste sentido, a aula prática aproxima o aluno do que foi visto em aulas teóricas (LIMA et al., 2016).  3 O ensino de Botânica, na época atual, tem sido motivo de muita preocupação por estudiosos, isso se dá pelo pouco interesse dos alunos pela matéria (MENEZES et al., 2008). Alguns assuntos minitrados durante as aulas fogem do contexto dos discente, portanto, quando os assuntos são relacionados a fatos do cotidiano, os alunos conseguem compreender melhor. É relevante o levantamento de novos critérios para a prática desse ensino, metodologias que tornem os alunos participantes ativos da formação do seu próprio conhecimento (PIUS; ROSA; PRIMON, 2008). Para a maioria dos estudantes a disciplina de Botânica é pouco atrativa, pela nomenclatura cientifica e termos complexos (SILVA; SANO, 2011). De acordo com Pessin e Nascimento (2010) as aulas práticas relacionadas aos assuntos de botânica reforçam a aprendizagem dos alunos. Tanto os docentes como os discentes, consideram a presença de aulas práticas importantes para o progresso de ensino-aprendizagem (LIMA; GARCIA, 2011). Através de estudos foi constatado que alunos submetidos a aulas práticas obtiveram maior número de acertos referente ao conteúdo estudado, ao contrário dos alunos que apenas participaram de aulas teóricas (PRIGOL; GIANNOTTI, 2008). Como formadores de opiniões, sabemos das dificuldades dos alunos quanto aos assuntos de biologia, especialmente aos conteúdos de botânica, portanto, a elaboração de métodos didáticos tornam as aulas teóricas mais atrativa e esclarecedoras (ARRAIS; SOUSA; MASRUA, 2014). Quando métodos didáticos de ensino são devidamente planejados e executados, o objetivo ultrapassa as expectativas dos professores (ABDALLA; MORAES, 2014). Sabendo que o estudo de anatomia vegetal é constituído de estruturas celulares microscópicas, os alunos encontram dificuldade nessa prática e uma alternativa viável para análises de estruturas vegetais microscópicas é a criação de modelos didáticos anatômicos (FARIA, 2013). Durante qualquer processo de aprendizagem é necessário que o professor se mostre capacitado e se disponha de meios que contribuem com o ensino (NASCIMENTO, 2014).  A monitoria executa um importante papel na construção do processo de ensino e aprendizagem (SOUSA JÚNIOR et al., 2008).  4 Sendo assim, a presente pesquisa objetivou avaliar a eficiência do uso de aulas práticas como ferramenta auxiliar no processo ensino-aprendizagem da disciplina Morfologia e Anatomia de Espermatófitas, do curso de Ciências Biológicas/CCS, da Universidade Estadual do Ceará. METODOLOGIA  A pesquisa foi desenvolvida envolvendo os alunos da disciplina de Morfologia e Anatomia de Espermatófitas, que é ofertada no 4º semestre do curso de licenciatura em Ciências Biológicas/CCS, da Universidade Estadual do Ceará  – UECE. Tal disciplina possui seis créditos, totalizando 102 horas/aula.  As aulas são teóricas e práticas, sendo as teóricas realizadas em sala de aula, enquanto as práticas são realizadas no Laboratório de Botânica (LABOTAN), após as aulas teóricas de cada assunto, o qual possui microscópios ópticos e lupas estereoscópicas, a fim de visualizar as estruturas morfológicas e anatômicas vegetais, respectivamente, durante as aulas práticas.  A presente pesquisa foi realizada com dez estudantes, devidamente matriculados na supracitada disciplina, no semestre de 2016.2, durante 14 aulas práticas: morfologia da raiz, morfologia do caule, morfologia da folha, morfologia da flor, morfologia da semente, morfologia do fruto, reprodução das fanerógamas, anatomia da folha, anatomia da raiz, anatomia do caule, anatomia da flor, anatomia da semente, anatomia do fruto e aula de campo. Inicialmente foi elaborado um banco de questões de múltipla escolha, de tal forma, que para cada assunto a ser abordado na prática, foi elaborado seis questões. Para a elaboração destas questões, utilizou-se como base o fundamento teórico de um PDF de aula prática que é disponibilizado via email pela monitoria, antes da aula prática, o qual retrata uma revisão do que foi visto na aula teórica, sobre determinado assunto. O material teórico disponível no PDF contém a base teórica da aula, imagens que servem como exemplo, procedimento metodológico da prática, estudo dirigido e pesquisa, que devem ser respondidos e anexados ao relatório da aula. Portanto, vale salientar que para o aluno que assistiu a aula teórica ou fez uma leitura previa do PDF de aula prática, teoricamente, é plenamente possível responder as questões que estão sendo aplicadas.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x