Documents

Informática na Educação- conformar ou transformar escola.pdf

Description
Informática na educação: conformar ou transformar a escola José Armando Valente * Introdução Os meios de produção e de serviço estão passando por profundas mudanças, caracterizadas por uma supervalorização do conhecimento. Certamente, estamos adentrando na sociedade do conhecimento em que o conhecimento e, portanto, os processos de aquisição do conhecimento assumirão papel de destaque, de primeiro plano (Drucker, 1993; Naisbitt & Abur
Categories
Published
of 9
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
   nformáticanaeducação conformaroutransformaraescola JoséArmandoValente   ntrodução Osmeiosdeproduçãoedeserviçoestãopassando por profundasmudanças,caracterizadas por umasupervalorizaçãodoconhecimento.Certamente,estamosadentrando na sociedadedoconhecimentoemqueoconhecimentoe,portanto,osprocessosdeaquisiçãodoconhecimentoassumirãopapeldedestaque,deprimeiroplano Drucker,1993;Naisbitt   Aburdene,1990;Tower,1990 .Essamudançaimplica em umaalteraçãodeposturadosprofissionaisemgeral   portanto,requerorepensardosprocessoseducacionais.Aeducaçãonãopodemaisserbaseada na instrução que o professorpassa aoaluno, mas na construção doconhecimentopeloalunoenodesenvolvimentodecompetênciascomoaprendera buscar ainformação,compreendê-laesaberutilizá-la na resoluçãodeproblemas.Atentativademodernizarourepensaraeducaçãotemsidofeitaatravésdaintroduçãodocomputador na escola.  o entanto,autilizaçãodocomputadornaeducaçãonãosignifica,necessariamente,orepensardaeducação.Ocomputadorusadocomomeiodepassarainformaçãoaoalunomantémaabordagempedagógicavigente,informatizandooprocessoinstrucionale,portanto,conformandoaescolacomatradiçãoinstrucionístaqueela já tem.  or outrolado,ocomputadorapresentarecursosimportantes para auxiliaroprocessodetransformaçãodaescola-acriaçãodeambientesdeaprendizagemqueenfatizamaconstruçãodoconhecimentoenãoainstrução.Omodelotradicionaldeeducaçãoestácentrado na transmissãodeinformaçãodoprofessor para oalunoe na fixaçãodessainformaçãoatravésdeumsemnúmerodeatividadesqueosalunosdevemcumprir.Entretanto,ofatodeainformaçãotersidotransmitidaedeaatividade Professor do NúcleodeInformáticaEducativadaUniversidadedeCampinas PERSPECTIVA Florianópolis UFSC/CED NUP n 24 p 41 -49    osé rmandoValente ter sido realizada com sucessonãosignifica que o ahmo compreendeu o queelerecebeuouoqueelerealizou.ComoafinnaPiaget  1978 , acriançapoderealizarumaatividade com sucessoenãonecessariamentecompreenderoqueelafez.Autilizaçãodainformáticanaeducaçãotambémtemseguidoessa mesma abordagem,confonnandoosprocessostxlucacionaiscomoque já é usado em sala de aula. Alémdos recursosdisponíveis o almo pode usar o computador para realizarwnasérie de atividades com sucesso. Entretanto, dependwdo   tipo de software usado e do tipode wvolvimwto do professor na interação alooo-computador, o alooo pode ounão comprem deroqueelerealizou.Poroutrolado,existematividadesquepodemserrealizadascomocomputador,queforçamoalunoabuscarinfonnações,processá-laseutilizá-las na resoluçãodeproblemas,permitindoacompreensãodoquefazeaconstrução do seupróprioconhecimento.   f zer ocompreender Adistinçãoentreofazer  savoirjaire eocompreenderéapresentada por Piagetemseulivro Fazer e  ompreender  1978 .Nesselivroelemostraatravésdediversasatividadesqueacriançaécapazderealizaraçõescomplexase ter umêxitoprecoce.Entretanto,issonãosignificaqueacriançatemacompreensãoconceitualizadadaquiloquerealizou.  la podesaberfazer,masnãocompreenderosconceitosenvolvidos na atividadequerealizou.Piagetobservouqueapassagemdosaberfazerparaocompreenderse dá graças à tomadadeconsciência,queconsiste na transformaçãodoesquemadasações quepermitemofazer emnoçõeseoperações queconstituemaconceitualização .Essapassagemse dá emtrêsestágios:noprimeiroestágioacriançanegligenciatodososconceitosenvolvidos na atividade,nosegundoelacoordenaalgunsconceitosenoterceiro,acriançacoordenatodososconceitosenvolvidos na ativida de. Porexemplo, na atividadedeenfileirardominósdemodoquequandooprimeirocai,derrubatodososoutros,acriançapodeconseguirrealizaressaatividadecomsucesso,porémacriançanoprimeiroestágionãoentendequeadistânciaentreosdominóséfundamental;nosegundoestágioentendequeadistânciaéimportante,porémoalinhamentodevesersempreemlinhareta;efinalmente,noterceiroestágiocoordenaos   nformática   educação confonnaroutransformara   ã   elementosdistânciaealinhamentoeécapazdeenfileirarosdominósdemodoqueelespossamfazerumcaminhocurvo.Alémdisso,Piagetobservouquenãoéoobjetoqueinduzaoestágiodacompreensão.Ofatodeacriança ter entendidooftmcionamento  o dominónãosignificaqueelanecessariamenteentendacomoempilharcartasdebaralhoparaconstruirumcastelodecartas.Acompreensãoéfrutodaqualidadedainteraçãocriança-objeto.Senoprocessoderealizarumaatividadeacriançanãoselimitar à obtençãodoêxito,masfordesafiada,desequilibradacomnovosproblemasoucomnovasmaneirasderesolveromesmoproblema,elatemachancederefletirsobreosresultadosdassuasações,detomarconsciência  o quefez e portanto,passardoníveldofazerparaonível  o compreender.Aqualidadedainteraçãoaprendiz-objeto é particularmentepertinenteaocasodousodediferentes softw res educacionais.Umdeterminado softw re nãopodeanalisadoindependentementedoseuuso.  o mesmomodoquenão é oobjetoquelevaàcompreensão,nãoéo softw re quepermiteaoalunoentenderounãoumdeterminadoconceito.Acompreensão é frutodecomoo softw re é utilizadoedecomooalunoestásendodesafiado n atividadedeusaraquele softw re .Nessesentido,oprofessortemumpapelftmdamentalcomoproponentedenovosdesafiosedeprovocador  o desequilíbrio.Entretanto,dependendodo softw re emuso,essaatividadeexigedoprofessorumamaioroumenoratuação.Alguns softw res apresentamcaracterísticasquefacilitamaatuaçãodoprofessor n interaçãoaluno-computador,permitindoaoprofessorfacilmenteentenderoqueoalunoestápensandooufazendo.Outrosnãooferecemessascaracterísticas e portanto,exigemumamaioratuação  o professorparaconseguirqueoalunopossapassardoníveldofazerparaocompreender. Diferentesusosdocomputadornaeducação Ocomputadorpodeserusado n educaçãoatravésde softw re dotipotutoriais,exercício-e-prática,jogos,simulação,multimídiaou softw re deaplicaçãomaisgeralcomoaslinguagensdeprogramação BASIC,Pascal,Logo ,os softw res nonnalmentedenominadosaplicativos,comoumalinguagemparacriaçãodebancodedadoscomoDBaseouumprocessadordetexto,eos softw res paraconstruçãodemultimídia.    osé rmando Valente   tutori is enf tiz m a  present ção d s liçõesou a expli it ção dainformação.Aaçãodoahmopodeserestringiravirarpáginasdeumlivroeletrônicoourealizarexercícioscujoresultadopodeseravaliadopeloprópriocomputador.Noentanto,essasatividadespodemfacilmenteserreduzidasaofazersemexigirqueoahmocompreendaoqueestáfazendo.Cabeaoprofessorinteragircomoalunoecriarcondiçõesparalevaroalunoaoníveldacompreensão,comoporexemplo,proporpro-blemasparaseremresolvidoseverificarseoproblemafoiresolvidocorretamente.Oprofessor,nessecaso,devecriarsituaçõesparaoalu-nomanipularasinfonnaçõesrecebidasdemodoqueelapossasertrans-fonnadaemconhecimentoeesseconhecimentopossaseraplicadocor-retamente na resoluçãodeproblemassignificativosparaoaluno.  or outrolado,aanálisedaatividadedeprogramarocomputadorusandoumalinguagemdeprogramaçãotempermitidoidentificardi-versasaçõesqueoalunorealizaequesãodeextremaimportâncianaaquisiçãodenovosconhecimentosenacompreensãodoqueoalunofaz Valente,1993 .Primeiro,ainteraçãocomocomputadoratravésdaprogramaçãorequeradescrição de umaidéiaemtermosdeumalinguagemformaleprecisa.Essadescriçãopermiteaoalunorepre-sentareexplicitaroníveldecompreensãoquepossuisobreosdiferen-tesaspectosenvolvidos na resolução do problema.Segundo,ocompu-tadorexecutafielmenteadescriçãofornecida.  sse feed ck fieleimediatoédesprovidodequalqueranimosidadeouafetividadequepossahaverentreoalunoeocomputador.Oresultadoobtidoéfrutosomen- te doquefoisolicitado à máquina.Terceiro,oresultadoobtidoatravésdocomputadorpermiteaoalunorefletirsobreoquefoisolicitadoaocomputador.Finalmente,seoresultadonãocorrespondeaoqueeraesperado,oalunotemquedepuraraidéiaoriginalatravésdaaquisiçãodeconceitosdeumadeterminadaárea oalunonãosabeoconceitodeângulo ou álgebra ,algumaconversãodalinguagemdeprogramaçãoousobrecomputação,ousobreestratégias oalunonãosabecomousartécnicasderesoluçãodeproblemasouosconceitosadquiridos .Aatividadededepuraçãoéfacilitadapelaexistência do programadocomputador.Esseprogramaéadescriçãodasidéias do alunoemtermosdeumalinguagemprecisaefonnal.Alémdisso, existe umacorrespondên-ciadiretaentrecadacomandoeocomportamento do computador.Essascarateristicasdisponíveisnoprocessodeprogramaçãofacilitamaanálise
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x