Slides

1 - Introdução ao linux

Description
1. INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO ECONFIGURAÇÃO DE SO EAPLICATIVOSProf ª.: Rosanete Grassiani dos Santosrosaneteg@utfpr.edu.br / rosaneteg@gmail.com 2. APRESENTAÇÃO…
Categories
Published
of 31
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO ECONFIGURAÇÃO DE SO EAPLICATIVOSProf ª.: Rosanete Grassiani dos Santosrosaneteg@utfpr.edu.br / rosaneteg@gmail.com
  • 2. APRESENTAÇÃO Rosanete Grassiani dos Santos Formação: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sitemas – UTFPR Pós-Graduação em Banco de Dados – UTFPR
  • 3. INTRODUÇÃO Um detalhe muito importante quando se fala em GNU/Linux ou Softwares Livres em geral é que existem várias maneiras de se fazer a mesma coisa, e também existem vários softwares que fazem a mesma coisa. A liberdade de optar como fazer alguma tarefa é o seu diferencial.
  • 4. INTRODUÇÃO Antes de iniciarmos o estudo do Linux em particular, há a necessidade de verificarmos alguns termos, tais como:  Código-fonte  Código-fonte aberto  Kernel  GNU
  • 5. O QUE É CÓDIGO-FONTE? Grande parte dos softwares que baixamos ou compramos estão na verão “prontos para uso”, ou seja, na versão compilada. A maioria das empresas vêem isso como vantagem, pois impede outras empresas de copiar o seu código usando-o como produto de competição. Isso também dá a empresa o controle sobre a qualidade e recursos em determinado produto.
  • 6. O QUE É CÓDIGO-FONTE ABERTO? O código-fonte aberto (open source), é o oposto, ou seja, o código-fonte é liberado para que a população faça as alterações, ajustes, correções e compartilhe com a comunidade em geral.
  • 7. UM SOFTWARE É CONSIDERADO OPENSOURCE QUANDO: Distribuição livre; Acesso ao código-fonte; Permissão para criação de trabalhos derivados; Integridade do autor do código-fonte; Não discriminação contra pessoas ou grupos; Não discriminação contra áreas de atuação; Distribuição da licença; Licença não específica a um produto; Licença não restritiva a outros programas; Licença neutra em relação à tecnologia. http://softwarelivre.org/open-source-codigo-aberto
  • 8. O QUE É KERNEL? É o cérebro do SO. Um PC divide-se basicamente em duas camadas: Software e Hardware. O kernel faz a ligação entre estas duas camadas, ou seja, é ele quem gerencia os recursos do sistema e permite que os programas façam uso deles.
  • 9. O QUE É KERNEL? Pode ser descrito como um grande organizador , pois ele é responsável por garantir que todos os programas terão acesso aos recursos que necessitam (memórias RAM, por exemplo) simultaneamente, fazendo com que haja compartilhamento concorrente mas sem oferecer riscos à integridade da máquina.
  • 10. FUNCIONAMENTO DO KERNEL Começa a funcionar assim que o computador é ligado iniciando a detecção de todo o hardware indispensável ao funcionamento da máquina (monitor, placa de video, etc.). O SO é carregado em seguida e tão logo o usuário efetue o logon, o kernel passa a administrar as principais funções dentro do SO (isso inclui gerenciamento de memória, dos processos, dos arquivos e de todos os dispositivos periféricos).
  • 11. GNU Projeto idealizado em 1984 por Richard Stallman com o objetivo de recuperar o espírito cooperativo que prevalecia na comunidade de informática de sua origem. Ele buscava criar um SO que fosse completamente livre, podendo ser usado, modificado ou redistribuído por qualquer pessoa, desde que fosse garantido a todos os mesmos direitos de uso.
  • 12. GNU O programa deveria ser compatível com o UNIX, mas sem utilizar o seu código fonte. Desta forma, o nome escolhido, além de representar o mamífero Gnu, como é visto em seu logotipo, também significava um acrônimo recursivo de GNU is Not Unix, ou seja, GNU não é Unix.
  • 13. GNU Os programadores acreditavam que um SO não era apenas um kernel, ele deveria incluir também editores, formatadores de texto, software de e-mail entre muitas outras funcionalidades. Escrever um SO desta forma, além de ser complexo levaria muito tempo.
  • 14. GNU Uma das opções seria tornar o kernel compatível com o Unix, pois o design em geral já era testado e também porque a compatibilidade tornava fácil para os usuários do Unix a mudança para o GNU. Então o grupo de programadores começou a desenvolver um kernel chamado Hurd, porém em 1991, surge Linus Torvalds com seu linux, que encaixa direitinho com o sistema operacional GNU.
  • 15. O QUE É LINUX? SO gratuito e que pode ser instalado em quantas máquinas quiser (sem pagar por licença adicional). Sistema operacional de código-fonte aberto. Propicia maior agilidade no momento de adaptações e possíveis correções. Desenvolvido por programadores voluntários, com o único objetivo de torná-lo melhor. Pode ser adaptado as necessidades do usuário (flexibilidade).
  • 16. O QUE É LINUX? Tecnicamente falando Linux é um kernel.  Você lembra o que é Kernel? Kernel + Sistema GNU = GNU/Linux  O que é mesmo o GNU? Kernel + Sistema GNU + Aplicativos + Empacotamento = Distribuições Linux
  • 17. ATIVIDADE NO MOODLE Descreva o que você entende por kernel. Descreva o que você entende por GNU. O que é GNU/Linux? Qual a diferença entre “código-fonte” e “código- fonte aberto”?
  • 18. INTRODUÇÃO AO LINUX Apresento-lhes o Tux, mascote oficial do sistema GNU/Linux.
  • 19. CARACTERÍSTICAS DO LINUX Multitarefa Multiusuário Suporte a nomes extensos de arquivos e diretórios (255 caracteres) Proteção entre processos executados na memória RAM Suporte a mais de 63 terminais virtuais (consoles) Modularização – carrega em memória somente o que está sendo utilizado no momento.
  • 20. CARACTERÍSTICAS DO LINUX Devido a modularização os drivers dos periféricos e recursos do sistema podem carregados e removidos completamente da memória RAM a qualquer momento. Acessa sem problemas discos formatados pelo DOS, Windows, Novell, OS/2, SunOs, Amiga, Atari. Ou seja, FAT, FAT32, NTFS, Netware 386, entre outros formatos. Suporte a vários protocolos de rede. Suporte a dispositivos infravermelho. Suporte a rádio amador.
  • 21. CARACTERÍSTICAS DO LINUX Suporte a dispositivos plug-and-play. Suporte a dispositivo USB. Roteamento. Suporte a dispositivos periféricos disponíveis no mercado (tanto os novos quanto os velhos). Pode ser executado em 10 arquiteturas diferentes (Intel, 32, 64 Bits, Macintosh, Sparc entre outros).
  • 22. DISTRIBUIÇÕES As distribuições do Linux, nada mais são do que as características diferentes. Estas diferentes características foram criadas pelos próprios usuários/programadores devido ao objetivo inicial do GNU/Linux, que era fazer um sistema operacional funcional. Kernel + Sistema GNU + Aplicativos + Empacotamento = Distribuições Linux.
  • 23. DISTRIBUIÇÕES A evolução rápida do sistema pode gerar alguns problemas, tais como não conseguir acessar a internet. (Isso ocorre quando o usuário instala uma versão muito antiga do SO). Os principais distribuidores costumam lançar novas versões geralmente a cada semestre e pelo fato de ser gratuito a baixo custo, não faz sentido optar por versões mais antigas.
  • 24. DEBIAN Distribuição oficial GNU. Mantido por desenvolvedores voluntários de todo o mundo. Consta com excelente gerenciador de pacotes que permite upgrades rápidos e simples. Não possui instalador gráfico, mas sua instalação é muito simples.
  • 25. SLACKWARE Já foi uma das distribuições mais utilizadas do mundo. Uma das distribuições mais próximas do Unix e também uma das mais difíceis de se manter devido ao alto nível de conhecimento que seus administradores devem ter do Unix. O melhor uso desta distribuição é em servidores, onde não há necessidade de atualizações constantes.
  • 26. RED HAT Muito utilizada em servidores. Pioneira no uso de ferramentas para configuração do sistema. Atualmente só desenvolve soluções para empresas, possuindo apenas distribuições fechadas, não liberadas para a comunidade.
  • 27. FEDORA A Red Hat foi muito criticada por mudar seus planos de negócios e ter deixado de liberar versões para a comunidade. Temendo boicote generalizado lançou o Fedora. Este projeto é uma versão livre para desktops e distribuição gratuita.
  • 28. SUSE Distribuição alemã, recentemente comprada pela americana Novell. Cresceu bastante no mercado corporativo. Possui ótimo suporte a hardware. Possui o Yast, uma ferramenta de configuração que permite alterar praticamente todo o sistema.
  • 29. UBUNTU Perfeito para notebooks, desktops e servidores. Contém todos os aplicativos necessários, tais como navegador web, programas de apresentação, edição de textos, planilha eletrônica, comunicador instantâneo, entre outros. Desenvolvido na África do Sul e faz sucesso desde seu lançamento.
  • 30. YELLOW DOG LINUX Distribuição que a princípio foi direcionada apenas para Macintosh da Apple.
  • 31. INSTALAÇÃO, MANUTENÇÃO ECONFIGURAÇÃO DE SO EAPLICATIVOSProf ª.: Rosanete Grassiani dos Santosrosaneteg@utfpr.edu.br / rosaneteg@gmail.com
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks