Documents

1529433780VALSUNGANA_Pesquisa-LaborGeo

Description
Pesquisa
Categories
Published
of 77
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
    CARACTERIZAÇÃO DA SUÍTE VALSUNGANA COMO FERTILIZANTE POTÁSSICO DE LIBERAÇÃO LENTA Edson Luiz Ávila Tijucas Abril de 2018   C erta vez, disseram a Thomas Edson: - O senhor colecionou 2.000 fracassos antes de inventar a lâmpada.  Ao que Edson respondeu; -Não. Eu aprendi 2.000 maneiras de como não se inventar a lâmpada.  RESUMO O Brasil importa cerca de 75% (setenta e cinco por cento) dos insumos para produção de fertilizantes, contudo, em relação ao potássio, o governo federal admite que não há condições de se tornar auto suficiente. Baseados neste cenário foram destacados órgãos como EMBRAPA, Universidades, CETEM e CPRM entre outros para desenvolver estudos regionais em rochas ricas em potássio. Neste trabalho da rocha Granito Valsungana foram avaliadas as características mineralógicas, petrográficas e geoquímicas. É constituída por feldspatos alcalinos (microclinio e ortoclásio) com aproximadamente 60% (sessenta por cento), quartzo e plagioclásio, com 25% e 18%, respectivamente, e a biotita e muscovita com cerca de 8%. Com exceção do quartzo e do plagioclásio, os demais minerais possuem o potássio na estrutura cristalina. A geoquímica indicou que o teor de K 2 O foi de 8,68%. Para a realização do estudo da cinética de liberação do potássio a amostra foi subdividida em três amostras: “in natura”, calcinada a 710°C, calcinada a 710°C com adição de 5% (cinco por cento) de cloreto de cálcio. Foram utilizadas cinco soluções extratoras, a saber: água com pH 5,7, ácido cítrico, melich1, ácido nítrico e o ácido oxálico. Os resultados indicaram que o ácido oxálico foi o extrator que apresentou melhor desempenho na amostra calcinada com adição de cloreto de cálcio, 5,76% de K +  liberado; o ácido cítrico também na amostra calcinada com adição de 5% de cloreto de cálcio liberou 3,72% de potássio; o extrator Melich 1 teve seu melhor desempenho na amostra “in natura” com 1,17% de potássio liberado; com ácido nítrico a liberação de K +   foi de 0,66% na amostra “in natura” e a água utilizada como solução extrat ora foi a que teve o pior desempenho, apenas 0,0077% de liberação de K + , para a amostra calcinada. Experimento da modificação estrutural por meio de “quenching” foi objeto de estudo com intuito de aumentar a solubilidade do potássio. Os estudos mostraram que não ocorreu diferença substancial entre as amostras calcinadas e a natural, consequentemente não há necessidade de altos investimentos para produção do termopotássio.  ABSTRACT Brazil imports about 75% (seventy five) of the inputs for fertilizer production, however, in relation to potassium the federal government admits that there is no way to become self sufficient. Based on this scenario, organizations such as EMBRAPA, Universities, CETEM and CPRM and others have been highlighted to develop regional studies of rocks rich in potassium. In this work the mineralogical, petrographic and geochemical characteristics were evaluated. The rock is constituted by alkaline feldspars (microclinium and orthoclase) with approximately 60% (sixty), quartz and plagioclase, with 25% and 18% respectively, biotite and muscovite with about 8%, except for quartz and plagioclase, the other minerals have potassium in the crystalline structure. Geochemistry indicated that the K 2 O content was 8.68%. For the study of kinetics of potassium release the sample was subdivided into three samples, in natura , calcined at 710°C, calcined at 710°C with addition of 5% (5%) of calcium chloride. Water extraction solutions were used with pH5.7, citric acid, melich1, nitric acid and oxalic acid. The results indicated that oxalic acid was the extractor that presented the best performance in the calcined sample with addition of calcium chloride, 5.76%, citric acid 3.72%, also in the sample calcined with 5% addition of calcium chloride, the melich 1 extractor had its best performance in the in natura sample with 1.17, 0.66% nitric acid in the sample in natura and the water used as extractive solution was the one that had the worst performance 0.0077% , for the calcined sample. Experiment of the structural modification by means of quenching was studied in order to increase the solubility of potassium, the studies showed that the difference between the samples calcined with the natural one did not present substantial differences, consequently there is no need for high investments for production of the term potassium. 

english poems

Jul 12, 2018
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks