Documents

Artigo STP 27.11

Description
trasty
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  AVALIAÇÃO DO PROCEDIMENTO DE IMPLANTAÇÃO DOKANBAN NO PROCESSO DE INJEÇÃO DE PLÁSTICO Ana Camila Rigon Prison (PC!PR #a$ri%l T%r&o 'osi)a Sil*a (PC!PR Nom% So$r%nom% )o A&+or (SI#LA DA INSTITIÇÃO L&,iano -%nri.&% Orsini Pra,i)%li (PC!PR Nom% So$r%nom% )o A&+or (SI#LA DA INSTITIÇÃO  Resumo: A busca constante para manter níveis altos de produtividade, qualidade, vantagemcompetitiva, visão estratégica, entre outros temas presentes em diferentes indústrias é sempreconstante. E como filosofia várias empresas usam a filosofia lean manufacturing produindoo má!imo com o menor número de recursos reduindo quaisquer desperdícios. entre umasdas ferramentas usadas está o #anban capa de trabal$ar com os estoques intermediáriosdentro das industrias. % presente trabal$o apresentará como essa ferramenta foi implantadano processo de in&e'ão de plásticos e sua avalia'ão. (alavras)c$ave: *ean +anufacturing -anban. /0 In+ro)&12o Com a Segunda Guerra Mundial o Japão se encontrava completamente esmagado pelos Aliados, com a indústria desmantelada e recursos escassos. Ao findar-se a Segunda Grande Guerra, o esforço do governo Japonês passou a ser na produção civil, os engeneiros e oficiais do e!ercito e da marina transpuseram a dedicaçãonas industrias ue estavam sendo reconstru#das para a produção de $ens civis e não maisarmamentos. %m dos setores ue mais foi alavancado por essa mudança foi o automo$il#stico,devido a sua capacidade de fomentar outros setores. A indústria automo$il#stica &aponesa desenvolveu-se organi'adamente ue em ()*+,ultrapassou a da Alemana cidental e seis anos depois, superou a indústria norte-americanaem n#vel de produção. iante de necessidades diferentes em sua recuperação material eeconmica, os &aponeses precisavam de ve#culos mais espec#ficos e em uantidades tam$/mespec#fica. Segundo S012G 3())4, 5)(p6 a produção deveria ser pu!ada pelo consumo enão mais empurrada pela indústria ao mercado. 7ara entender-se como o Japão conseguiu se reesta$elecer industrialmente, /importante compreender o sistema criado dentro da 1ndústria Automo$il#stica,especificamente por 8aiici no, cefe de produção da 8o9ota Motor Corporation, ue ficouconecido como 8:8A 7;%C812 S:S8<M = 87S, $ase deste artigo. 30 R%4%r%n,ial T%5ri,o  2esta seção serão apresentados a srcem do Sistema 8o9ota de 7rodução> os princ#pios> a casa do Sistema 8o9ota de 7rodução> orientação importantes para a implantação. 30/0 Orig%m )o Sis+%ma To6o+a )% Pro)&12o7 1   Japão, ap?s a d/cada de @, estava enfrentado dif#ceis situaçBes fa$ris, pois asindústrias &aponesas tinam um volume de produção muito pe ueno e inúmeros recursosescassos, al/m de se encontrar diante de fortes concorrentes mundiais, sendo o principal delesos americanos. Com isso o Japão se encontrava num cenrio, onde precisava encontrar alguma sa#da para alcançar as indústrias automo$il#sticas dos <stados %nidos, dessa formanasceu o Sistema 8o9ota de 7rodução 3S876.  S87 foi ideali'ado por 8o9oda e $aseado nast/cnicas de 0enr9 Dord e DredericE 8a9or. 3030 Os 8rin,98ios )o Sis+%ma To6o+a )% Pro)&12o7 A partir das o$servaçBes feitas por 8o9oda e no, na d/cada de @, uando visitaramos <stados %nidos, surgiram dois princ#pios $sicos indispensveis do Sistema 8o9ota de7rodução 3S876F a fa$ricação com ualidade e a eliminação de desperd#cios.  princ#pio da fa$ricação com ualidade, atuava na produção, tendo como principalfinalidade tornar a produção livre de defeitos. < o princ#pio da eliminação de desperd#ciosatuava diretamente na f$rica, com o o$&etivo de diminuir as etapas da produção ue nãoagregavam valor ao produto. <ssas perdas são classificadas em sete tiposF (.7erda por superprodução>5.7erda por transporte>.7erda por processamento>+.7erda por produção de não- ualidade>@.7erda por movimentaçBes ergonmicas>4.7erda por espera>*.7erda por esto ue.Al/m dos dois princ#pios e!postos, o Sistema 8o9ota de 7rodução, possui um terceiro princ#pio, o envolvimento dos cola$oradores, esse princ#pio / fundamental para ofuncionamento ade uado dos princ#pios anteriores. 30:0 A ,asa )o Sis+%ma To6o+a )% Pro)&12o7 Digura ( - Casa Hean DonteF ttpFIIdocpla9er.com.$rIdocs-imagesI5@I45@((IimagesI5-.png 2   2o teto da casa do Sistema 8o9ota de 7rodução estão definidos os o$&etivos dessesistema, ue sãoF $uscar pela melor ualidade, o menor custo e lead-times mais curtos. s dois pilares ue sustentam a casa sãoF o conceito de Just-in-8ime 3J186 e aAutonomação 3JidoEa6.  Just-in-time / um processo de flu!o cont#nuo, onde o produto oumat/ria-prima atingem a lina de produção no momento ade uando e na uantidade essencial.A Autonomação tem como o$&etivo aumentar a eficiência da produção, restringindo aocorrência de defeitos e fa'endo com ue os tra$aladores pudessem operar em mais de umam uina, para isso os operadores e as m uinas tinam autonomia para parar a produção casoalguma anormalidade fosse identificada. A $ase da casa do Sistema 8o9ota de 7rodução / formada por uatro elementosF0ei&unEa, 8ra$alo 7adroni'ado, ai'en e <sta$ilidade.  0ei&unEa consiste na eliminaçãoda insta$ilidade da carga de tra$alo, feito atrav/s do nivelamento dos volumes de produçãode tal forma ue o flu!o se torne cont#nuo e eficiente.  8ra$alo 7adroni'ado o$&etivaesta$elecer procedimentos espec#ficos para o tra$alo de cada um dos operadores em um processo de produção.  conceito de ai'en tem como prop?sito $ai!ar os custos e melorar a produtividade, sempre visando reconecer e eliminar desperd#cios e!istentes. < por fim a<sta$ilidade ue significa produ'ir conforme o plane&ado. 30;0 Ori%n+a1<%s 8ara im8lan+a12o7 e acordo com Silva e Sacomano 3())@6 o processo de implementação deve deve ser feito segundo passos. São elesF(.7reparo do grupo com a filosofia>5.<scoler um setor para permitir o aprendi'ado>.eterminar a demanda>+.efinir uantidades de produção>@.<studo do tempo de tempo de ciclo para reposição de peças>4.efinir o sistema A2KA2 a ser utili'ado>*.efinir os cartBes a serem utili'ados>L.<studo do la9out>).isponi$ili'ar pain/is. :0 Pro,%)im%n+os M%+o)ol5gi,os  presente tra$alo usar de pes uisas $i$liogrficas ue de acordo com Andrade35)6 / a ferramenta fundamental para delimitar o tema. Al/m de ser em$asada em umestudo de caso em espec#fico ue de acordo com G1H 35L6, o estudo de caso / uma pes uisa profunda e e!austiva de um ou poucos o$&etos. < finalmente comparar os resultados doestudo de caso com os levantamentos feitos na pes uisa $i$liogrfica para validação doartigo. ;0 R%s&l+a)os % Dis,&ss<%s 8e!to. Apresentar os resultados do e!emplo real de aplicação e coment-los. =0 Consi)%ra1<%s >inais s resultados mostraram ue a filosofia lean impacta positivamente na produção e oA2KA2 / uma ferramenta efica' no controle de esto ues intermedirios, esta$elecimento 3  de flu!o cont#nuo e pu!ado, e controle visual. Contudo os passos apresentados por Silva eSacomano mostraram ue não / necessrio aplicar todos os passos e nem seguir a ordemestipulada para o$ter sucesso na implantação do A2KA2, em$ora se&a uma $oa sugestão aser seguida. R%4%r?n,ias A2;A<, M. M.. In+ro)&12o @ m%+o)ologia )% +ra$alo ,i%n+i4i,o . ). ed. São 7auloF Atlas,54. (*4 p.G1H, Antonio Carlos. Como %la$orar 8ro%+os )% 8%s.&isa . +. ed. São 7auloF Atlas, 5L.SC01M18, . C. H177<;8, M. 7AC0<C, . A. J. Anlis% )a im8lan+a12o )o sis+%maKan$an no 8ro,%sso )% in%12o )% 8ls+i,os . esenvolvimento das redes de suprimento e dalogistica no agronegocio %niversidade Dederal de ourados. 2ovem$ro de 5(S1HNA, <tel Cristina Ciari da,. SACMA2, Jos/ Kenedito. Im8lan+a12o )% an$an ,omo +,ni,a a&iliar )o 8lan%am%n+o % ,on+rol% )a 8ro)&12o7 m %s+&)o )% ,aso %m 4$ri,a )% m)io 8or+% . Gestão O 7rodução, a$r.())@. ttpFIIespecialistasem ualidade.$logspot.com.$rI5LI(5Isistema-to9ota-de-produo-!-teoria-das.tml.ttpFIIPPP.portal-administracao.comI5(I(5Isistema-to9ota-de-producao.tml 4
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks