Slides

Biomassa

Description
1. Acadêmicos:Gustavo LambertLuis Felipe CorrêaMarciel Dervanoski 2.  Produção de Energia Elétrica Através da Biomassa; Processos de Conversão Energética da…
Categories
Published
of 25
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Acadêmicos:Gustavo LambertLuis Felipe CorrêaMarciel Dervanoski
  • 2.  Produção de Energia Elétrica Através da Biomassa; Processos de Conversão Energética da Biomassa; Fontes de Biomassa no Brasil; Disponibilidade de Recursos e Consumo de Biomassa; Usinas Termoelétricas movidas a Biomassa no Brasil; Aspectos socioambientais; Vantagens e Desvantagens da Utilização da Biomassa. Produtos Derivados da Biomassa; Sistemas de Cogeração de Biomassa.
  • 3.  2º lugar na matriz de oferta de energia elétrica; Sistemas de cogeração;
  • 4.  Combustão Direta; Gaseificação; Gaseificação Industrial; Pirólise; Digestão Anaeróbia; Fermentação; Liquefação; Esterificação; Craqueamento.
  • 5.  Processo de conversão de combustíveis sólidos em gasosos por meio de reações termoquímicas. Biodigestores. Consiste na decomposição do material pela ação de bactérias. [Video]
  • 6.  Similar ao anterior porém possui 3 etapas: pirólise, secagem ou carbonização e gaseificação.
  • 7.  Transformar matéria orgânica em carvão.
  • 8.  É um processo biológico anaeróbio em que os açúcares de plantas como a batata, o milho, a beterraba e, principalmente, a cana de açúcar são convertidos em álcool, por meio de ação de microorganismos (usualmente leveduras).
  • 9.  É um processo químico que consiste na reação de óleos vegetais com um produto intermediário ativo (metóxido ou etóxido), oriundo da reação entre alcoóis (metanol ou etanol) e uma base (hidróxido de sódio ou de potássio). Resulta em glicerina e uma mistura de ésteres etílicos ou metílicos (biodiesel).
  • 10.  Processo de produção de combustíveis líquidos por meio da reação da biomassa triturada em um meio líquido com monóxido de carbono em presença de um catalisador alcalino. Obtém-se um líquido viscoso que pode ser utilizado como combustível em fornos.
  • 11.  Processo químico que consiste na reação de óleos vegetais com um produto intermediário ativo (metóxido ou etóxido), oriundo da reação entre álcoois (metanol ou etanol) e uma base (hidróxido de sódio ou de potássio) Resulta em glicerina e biodiesel.
  • 12.  Processo que provoca a quebra de moléculas por aquecimento a altas temperaturas, isto é, pelo aquecimento da substância na ausência de ar ou oxigênio a temperaturas superiores a 450°C, formando uma mistura de compostos químicos com propriedades muito semelhantes às do diesel de petróleo.
  • 13.  Lenha;  Galhos e folhas; Bagaço de cana de  Embalagens de açúcar; papelão; Pó de serra;  Casca de arroz;Quantidade estimada de biomassa na Terra é de cerca de 1,8 trilhão de toneladas
  • 14.  Bagaço de Cana- de-Açucar Álcool
  • 15.  Carvão Vegetal Lenha Resíduos de Madeira
  • 16. Fonte: BIG – Banco de Informações deGeraçãohttp://www.aneel.gov.br/aplicacoes/capacidadebrasil/CombustivelPorClasse.asp?Classe=Biomassa
  • 17.  Em junho de 2012:  437 termoelétricas movidas a biomassa;  Total de 9,35GW (7,39%) instalados ▪ Licor Negro (14 Usinas) – 1,2GW ▪ Madeira (43 Usinas) – 376,5 MW ▪ Biogás(19 Usinas) – 77MW ▪ Casca de Arroz(8 Usinas) – 32MW ▪ Bagaço da Cana (353 Usinas) – 7,6GW
  • 18.  2003  2008
  • 19.  Vantangens  Baixo custo de aquisição;  Não emite dióxido de enxofre;  As cinzas são menos agressivas ao meio ambiente que as provenientes de combustíveis fósseis;  Menor corrosão dos equipamentos;  Menor risco ambiental;  Recurso Renovável;  Emissões não contribuem para o efeito estufa.
  • 20.  Desvantagens  Menor poder calorífico;  Maior possibilidade de geração de material particulado para a atmosfera. Isto significa maior custo de investimento para a caldeira e os equipamentos para remoção de material particulado;  Dificuldade no estoque e armazenamento.
  • 21.  Bio-óleo – pirólise Biogás – decomposição de materiais Biomass-to-Liquids – gaseificação e processo de Fisher-Tropsch Etanol Celulósico – hidrólise enzimática Bioetanol “comum” – Cana de açucar(BR), Milho(EUA) e Beterraba(França) Biodiesel – Dendê, mamona ou soja Óleo vegetal.
  • 22.  Usinas de Açúcar e Álcool  No BR a cogeração produz entre 20 a 30KWh/t de cana moída Indústria de Papel e Celulose.  Combustíveis resíduais do processo: licor negro, cascas e outros.
  • 23.  Importância Melhorias
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks