Documents

Cap 6 Max Weber e as Organizações

Description
very helpfull
Categories
Published
of 12
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
    PARTE 2 E SCOLA C LÁSSICA    C APITULO 6 M AX W EBER E AS ORGANIZAÇÕES   OBJETIVOS Ao completar o estudo deste capítulo, você deverá estar preparado para explicar e exercitar os seguintes conceitos: ãTipo ideal de burocracia, criado por Max Weber, e suas características. ãPrincipais disfunções das burocracias. ãContraste entre o modelo burocrático e o modelo orgânico de estrutura organizacional INTRODUÇÃO Se você pensa que a palavra burocracia  tem conotação negativa, pense novamente. Essa conotação negativa decorre das disfunções das burocracias – ineficiência, corrupção, lentidão, excesso de funcionários mal qualificados e desmotivados etc. Em sentido ideal, a burocracia é o oposto desses defeitos – é máquina  profissional, que se baseia em regras legalmente definidas, operadas por funcionários recrutados e preparados  para desempenhar tarefas descritas com exatidão. Quem definiu a burocracia dessa forma – como máquina profissionalizada – foi o cientista social alemão Max Weber, que você irá estudar neste capítulo. Max Weber é um dos principais gurus de uma trilha específica dentro da selva das teorias – a trilha da teoria das organizações . Os autores que andam nessa trilha investigam a natureza das organizações, suas características e suas disfunções. Alguns desses autores discordam de Weber. Acham que ele pintou um quadro excessivamente mecanicista das organizações. Outros acham que seu modelo existe na vida real, mas tem um polo oposto – o das organizações orgânicas. Outros, ainda, têm modelos alternativos. Vamos entrar na trilha da teoria das organizações para conhecer essas ideias. 1. MAX WEBER E A BUROCRACIA “O principal motivo para a existência das organizações é o fato de que certos objetivos só podem ser alcançados por meio da ação coordenada de grupos de pessoas.” Como você já viu no Capítulo 1, a sociedade  moderna depende de muitos produtos e serviços essenciais para a simples sobrevivência e que são fornecidos  por organizações. Sendo tão importantes, as organizações atraíram a atenção de inúmeros estudiosos. Um deles foi Max Weber. Seu trabalho é tão importante que influenciou praticamente todos os autores que retomaram o assunto. De acordo com Weber, as organizações formais modernas baseiam-se em leis. As pessoas aceitam as leis  por acreditarem que são racionais, isto é, definidas em função do interesse das próprias pessoas e não para satisfazer os caprichos arbitrários de um dirigente. As pessoas que integram as organizações modernas também aceitam (ou pelo menos, esperam) que algumas pessoas representem a autoridade da lei: guardas de trânsito, juízes, prefeitos e gerentes. Essas pessoas são figuras de autoridade . A autoridade é contrapartida da responsabilidade que têm essas pessoas de zelar pelo cumprimento da lei. A obediência dos integrantes da organização é devida às leis, formalmente definidas, e às pessoas que as representam, que agem dentro de uma jurisdição. Qualquer sociedade, organização ou grupo que se baseie em leis racionais é uma burocracia , de acordo com Weber. Assim, a palavra burocracia  não tem nenhuma conotação negativa, na concepção de Weber. A burocracia é uma base para organizar as coletividades. Weber também identificou duas outras bases da organização social: o carisma e a tradição. Segundo Weber, as organizações formais, ou burocráticas, apresentam três características principais: 1 Formalidade. 2 Impessoalidade. 3 Profissionalismo. Max Weber nasceu na Alemanha. Na casa de seus pais, reuniam-se intelectuais, o que influenciou sua formação. Era um jovem  precoce, que aos 13 anos presenteou seus pais com dois ensaios sobre história. Em 1882, com 18 anos, entrou na Universidade de Heildelberg. Obteve seu doutorado em 1889 e se tornou professor universitário e consultor do governo alemão. Em 1897, teve  problemas de saúde que o afastaram do trabalho por cinco anos. Quando começou a Primeira Guerra Mundial, Weber, então com 50 anos, ofereceu-se como voluntário para o serviço médico e foi nomeado para organizar os hospitais militares em Heildelberg. No começo do conflito, Weber apoiava o esforço de guerra, que entendia como necessário para consolidar o poderio da Alemanha. Em seguida, tornou-se crítico do expansionismo e da guerra. Em 1918 retomou as atividades de ensino. Em 1920, morreu em decorrência da gripe espanhola que assolou a Europa depois da guerra. Seu túmulo fica em Heildelberg. Sua obra principal é  Economia e Sociedade . Quando estudante em Heildelberg, Weber filiou-se à associação de esgrima de seu pai e tornou-se adepto desse esporte, que lhe  produziu uma cicatriz no rosto. Ele a ostentava com orgulho (a barba a cobriu). Essa era a tradição naquela e em outras universidades alemãs, naquela época.   Essas três características for um modelo abstrato  que procura mundo real. Ideal não significa d organizações reais. 1.1 Formalidade Formalidade  significa que as explícitos, ou leis, que estipulam os você trabalha no governo de seu paí formal: cidadão, contribuinte, aluno no banco, nome e número na lista como empregador, e o comportamen a normas racionais (que procuram es Seu comportamento não depend fazer está explicitado nas leis. As lei as leis é comportamento passível autoridade são responsáveis pelo cu  Na burocracia, o comportament vantagens da burocracia: todos são i 1.2 Impessoalidade Impessoalidade  significa que, relações entre as pessoas que integ ocupam e pelos direitos e deveres autoridade é um superior e está subdos quais pode dar ordens e deve  pessoalmente, mas ao cargo que oc nesse sentido que as organizações relacionamento é impessoal. Não de   mam o tipo ideal de burocracia , criado por M etratar os elementos que constituem qualquer esejável  – significa padrão . O padrão sinteti organizações são constituídas com base em direitos e deveres dos participantes. Pense na or ou em sua escola. Você não é apenas você – vo , empregado, com documentos de identidade, c e chamada de cada disciplina… Seu comporta to das autoridades públicas, ou de seus emprega tabelecer coerência lógica entre os meios e fins d dos caprichos pessoais dos administradores. O s criam figuras de autoridade , que têm o direit e punição, que também está prevista e regul  primento das leis, às quais também estão sujeita o sempre é regulamentado de forma explícita. uais perante a lei, no tipo ideal de Weber. uma burocracia, nenhuma pessoa é empregada am as organizações burocráticas são governad investidos nesses cargos. A pessoa que ocup ordinado a uma legislação que define os limite ser obedecido. A obediência de seus funcio  pa. No tipo ideal de burocracia, o que conta é formais são impessoais. Outra grande vanta ende de pessoas específicas. x Weber. O tipo ideal  é organização formal do za as propriedades das normas e regulamentos anização formal em que cê desempenha um papel ntrato de trabalho, conta ento como cidadão, ou ores, estão subordinados a organização). que cada um pode e deve de emitir ordens. Violar mentada. As figuras de s. Essa é uma das grandes ou vassalo de outra. As as pelos cargos que elas um cargo investido de de seus poderes, dentro ários não lhe é devida cargo e não a pessoa. É gem da burocracia – o
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks