Slides

Ciclo de Palestras AUNICA/agosto - Pyr Marcondes

Description
1. REDES SOCIAIS Um fenômeno social, transformando a comunicação e o marketing digital 2. Último Terremoto na China 3. Último Terremoto na China…
Categories
Published
of 31
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. REDES SOCIAIS Um fenômeno social, transformando a comunicação e o marketing digital
  • 2. Último Terremoto na China
  • 3. Último Terremoto na China <ul><li>O mundo soube primeiro pelo Tweeter </li></ul><ul><li>Em meio dia, já havia sites de doações na Internet e as redes sociais divulgavam o tempo todo </li></ul><ul><li>O terremoto listou 9 entre os 10 Trending Topics do Tweeter naquele dia </li></ul>
  • 5. Here Comes Everybody: The Power of Organizing Without Organizations <ul><li>A revelatory examination of how the wildfirelike spread of new forms of social interaction enabled by technology is changing the way humans form groups and exist within them, with profound long-term economic and social effects-for good and for ill </li></ul>
  • 7. <ul><li>Redes sociais não são um fenômeno de mídia, são um fenômeno sociológico, que tem impacto na mídia e na indústria da comunicação. </li></ul>
  • 8. O IMPACTO NAS MARCAS
  • 9. “ Consumers are beginning, in a very real sense, to own our brands and participate in their creation ... WE NEED TO LEARN TO BEGIN TO LET GO” A.G. Lafley, CEO & Chairman P&G (oct 2006)
  • 10. <ul><li>A sua marca, ou a marca do seu cliente, estão sendo, neste exato momento, comentadas de todas as formas, pelo seu público-alvo e não-alvo. </li></ul><ul><li>E isso não está mais sob o seu controle, nem sob o controle do seu anunciante. </li></ul>
  • 11. O IMPACTO NA INDÚSTRIA
  • 12. <ul><li>Inúmeras indústrias passam hoje por uma revolução tão avassaladora quanto aquela que aniquilou a máquina de escrever com a chegada do computador. </li></ul>Reinvenção
  • 13. Reinvenção <ul><li>INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA </li></ul><ul><li>O modelo Henry Ford, consagrado por mais de um século, e sua máxima expressão, Detroit, quebraram. </li></ul>
  • 15. <ul><li>FIAT MIO </li></ul><ul><li>Creative Commons Project </li></ul>
  • 16. O IMPACTO NA INDÚSTRIA DA COMUNICAÇÃO
  • 17. Reinvenção <ul><li>Nosso indústria (a da comunicação) está também na ante-sala de sua própria reinvenção. </li></ul>
  • 18. <ul><li>O mundo tornou-se uma Nação de Editores </li></ul><ul><li>Qualquer um pode produzir conteúdo para qualquer um, que pode ser distribuído no mundo todo e acessado por qualquer um </li></ul><ul><li>A função do veículo de comunicação de selecionar o mundo para a audiência ficou relativa </li></ul>
  • 19. Reinvenção <ul><li>Jornais e Revistas em crise internacionalmente </li></ul><ul><li>O modelo digital de TV e Rádio ainda não está pronto em nenhum lugar do mundo </li></ul><ul><li>Anunciantes se transformam em veículos - desintermediação </li></ul><ul><li>Telecom vira mídia </li></ul><ul><li>Anunciante vira mídia </li></ul><ul><li>As audiências se multifacelaram como nunca </li></ul><ul><li>As grandes verbas de comunicação estão sendo revisadas e pulverizadas, com o crescimento do destino digital </li></ul>
  • 20. COLECIONANDO DILEMAS
  • 21. O dilema da cadeia, que se alterou <ul><li>EMISSOR CONTEÚDO RECEPCTOR </li></ul><ul><li>EMISSOR CONTEÚDO RECEPCTOR </li></ul>
  • 22. O dilema da qualidade do conteúdo versus a produção anônima do conteúdo <ul><li>Blogs e redes sociais, que por um lado produzem um volume gigantesco de bobagens, estão também, em muitos casos (emblemáticos), produzindo conteúdo de indiscutível qualidade, além de serem mais ágeis e falarem mais de perto ao internauta, porque falam de igual para igual. </li></ul>
  • 23. Não existe mais o Target... Mulheres/ 20-35/AB Existe a Maria, a Rosa, a Josefa...cada uma delas, tratada de forma individual e personalizada. O dilema do fim do Target como o conhecíamos
  • 24. A Maria são várias Marias O Fim do Target Como o Conhecíamos
  • 25. No Centro do Alvo Único Mundo Digital é possível atingir todas e medir o ROI de cada uma delas
  • 26. O QUE FAZER? SOCORRO !!!
  • 27. EXPERIMENTE ENTRAR NAS REDES SOCIAIS
  • 29. <ul><li>7 REGRAS PARA CONSTRUIR REDES SOCIAIS </li></ul><ul><li>Redes Sociais não são estratégia de Marketing, são estratégia de Negócios </li></ul><ul><li>Sirva às Pessoas – Marcas servem as comunidades, não o contrário </li></ul><ul><li>Comunidades constroem Marcas, não o contrário </li></ul><ul><li>Conflitos são construtivos </li></ul><ul><li>Os evangelistas de Marca são importantes, mas cada indivíduo conta – Comunidades sólidas são construídas por todos, não por alguns </li></ul><ul><li>Ferramenta não é estratégia </li></ul><ul><li>Loose Control (perca o controle) – Controle é uma ilusão, você nunca deterá o controle de nenhuma rede social; quando você tem uma comunidades de apaixonados pela Marca, não precisa de controle </li></ul>
  • 30. AS REDES SOCIAIS SÃO INEVITÁVEIS NÃO FUJA DELAS, ALIE-SE A ELAS, QUE ELAS RETRIBUIRAM EM DOBRO PARA O SEU NEGÓCIO
  • 31. <ul><li>eMail </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>Twitter </li></ul><ul><li>@PyrMarcondes </li></ul><ul><li>Facebook </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks