Documents

Como Mentir Com Estatísticas - Darrell Huff

Description
Como Mentir Com Estatísticas - Darrell Huff
Categories
Published
of 123
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  ! #$% ' ( )*$(% + $,*+*-,*.'+ ' )*.)/+ + ,$0 1$2.+)+($)*$ $2 '+3+ 4 0 */3 $ 4 0 )+3+% )/(+ $ ) /*0+ 50$+ 6)+ 4 1-*.'+% )+ $' ) (.+% )+ 4/71.'.3+3$% $*'89%+ 40 4:,.* $ + 3$,40 4:,.* % (/.*+, 2$;$, 4+0+ #/,*.<.'+0 .)#/,*.<.'52$18 = ,:/( '.3+3> ' ( '/1*/0+ 4 3$ $,*+0 40$2$).3 4+0+ , $00 , $ +7/, ,' ($*.3 , $( ) ($ 3+ '.?)'.+8    PENSAMENTOS Há três espécies de mentiras:Mentiras, Mentiras Descaradas e EstatísticasDisraeliO raciocínio estatístico será um dia tão necessário à cidadania eficazcomo a capacidade de ler e escrever.H.G.WellsNão são as coisas que ignoramos que nos atrapalham, mas as queconhecemos. Artemus WardNúmeros arredondados são sempre falsos.Samuel JohnsonTenho um grande assunto (Estatística) para escrever, mas sintograndemente minha incapacidade de torná-lo inteligível, semsacríficar a precisão e a profundidade.Sir Francis Galton    INTRODUÇÃO  AQUI HÁ UM MONTE DE CRIMES resmungou meu sogro quando semudou de Iowa para a Califórnia. E havia: No jornal que ele lia. É um jornalque não deixa passar um crimezinho na Califórnia, e que devotaria muitomais espaço a um crime cometido em Iowa do que os maiores jornais de lá.A conclusão de meu sogro era estatística, de maneira informal. Baseava-senuma amostra, uma amostra extraordinariamente tendenciosa. Comomuitas outras estatísticas infinitamente mais ambiciosas e sofisticadas,sofria do mal da pré-indicação : considerava que o espaço devotado por umjornal ao crime era uma medida da taxa de criminalidade.Alguns invernos atrás, uma dúzia de investigadores apresentouindependentemente números sobre pílulas anti-histaminicas. Cada umdemonstrou que uma considerável percentagem de resfriados curava-seapós o tratamento. Criou-se uma grande onda, pelo menos nos anúncios, einiciou-se mais um lançamento de sucesso de um produto médico.Baseava-se numa esperança sempre ressuscitável, e também numa curiosarecusa de examinar as estatísticas passadas sobre um fato já bemconhecido, de longa data. Como o humorista Henry G. Felsen (que não temqualquer pretensão de ser autoridade médica) indicou recentemente, umresfriado adequadamente tratado dura sete dias, mas deixado a si mesmo,cura-se em uma semana .Assim sucede com muito do que se lê ou se escuta. Médias, relações,tendências, gráficos, tabelas, nem sempre são o que parecem. Pode haverneles mais do que aparenta, mas pode também haver muito menos.A linguagem secreta da Estatística, com tanto apelo à nossa cultura baseada em fatos , é empregada para sensacionalizar, inflar, confundir esupersimplificar. Métodos e termos estatísticos são necessários pararelatar os dados das tendências sociais e econômicas, das condições dosnegócios, da opinião , das pesquisas, dos censos. Mas sem redatores queutilizem as palavras com honestidade e compreensão, e sem leitores quesaibam o que significam, o resultado só poderá ser o absurdo semântico.Nos escritos populares sobre assuntos científicos, a maltratada Estatística
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks