Slides

Dislexia

Description
1. DISLEXIA 2. Leitura e escrita muitas vezes incompreensíveis.Escrita em espelho após 6-7 anos de idade.Confusões de letras diferentes, orientações ou…
Categories
Published
of 18
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. DISLEXIA
  • 2. Leitura e escrita muitas vezes incompreensíveis.Escrita em espelho após 6-7 anos de idade.Confusões de letras diferentes, orientações ou pequenasdiferenças na grafia (p/q, b/d, c/e, u/v, l/j, n/u) ouSons semelhantes ( b/p, d/t)Não interpretação da leituraInversões de sílabas ou palavras, par/pra, lata/alta.
  • 3. Substituições de palavras com estruturas Semelhantes contribuiu/construiu.Supressão ou adições de letras ou de sílabasgainha/galinha - ponte/poteRepetição de sílabas ou palavrasDificuldade em atividades de consciênciafonológica e imaturidade fonológica.
  • 4. Fragmentação incorretaVoubrin caramanhã / vou brincar amanhãConfusão em relações temporo-espaciais,esquema corporal e lateralidade ( não reconhecedireito/esquerdo).Dificuldade em realizar rimas após 4 anos.Dificuldade em aprender grafema/fonema.
  • 5. Antecedente familiar de transtorno dedéficit deAtenção/ hiperatividade e/ou transtornode aprendizagem.É comum associação de transtornoespecífico da leitura ( dislexia) comoutros transtornos de aprendizagemcomo disgrafia e discalculia. A disortografia geralmente estáassociada à dislexia. (Rotta;Ohlweiler;Riesgo;2006)
  • 6. Sinais da Disgrafia e Discalculia:Disgrafia:Traçado de letra ilegível;Dificuldade para escrever;Mistura de letras ( maiúsculas/minúsculas,forma/cursiva)Traçado de letra incompletoDificuldades visomotora (cópia)e visoespacial.
  • 7. Discalculia:Erro na escrita dos números ( em espelho)Dificuldade em somas simplesDificuldade com sinais operacionaisDificuldade para ler números com multidigitosMemória restrita para fatos numéricos básicosDificuldade em estruturar as operações matemáticas(ordenação e espaçamento dos números)
  • 8. Encaminhamento:Orientar e sensibilizar a família para as dificuldadesApresentadas pela criança.O diagnóstico correto é essencial para o tratamentoAdequado e efetivo.Diagnóstico:Médico( pediata,neurologista ou psiquiatra)NeuropsicólogoFonoaudiólogoPedagogo
  • 9. Lembrar que é o conjunto dos sinaise sintomas que permite suspeitarde transtorno de aprendizageme não os Sintomas isolados.
  • 10. COMO O PROFESSORPODE AJUDAR
  • 11. LISTA DE OBSERVAÇÕES NO FINAL DAPRÉ-ESCOLA PARA DETERMINAR SE ACRIANÇA ESTÁ APTA PARA ADQUIRIR ALEITURA:1. Saber que as letras representam sons e asPalavras se dividem ( segmentação).2. Nomear letras do alfabeto maiúsculas e minúsculas eescrevê-las3. Aprender correspondência letra-som ( grafema/fonema)
  • 12. 4. Decodificar palavras simples e reconhecer algumasPalavras a primeira vista.5. Saber convenções da escrita . Ex.: Ler da esquerdapara a direita e de cima para baixo.6. Apresentar vocabulário em desenvolvimento.7 Procurar e tentar ler. Estimular, motivar a criançaAo desafio de que ler é fundamental.
  • 13. DICAS AO PROFESSOR:- Ter conhecimento científico sobre o problema paramelhor entender suas dificuldades.- Colocar a criança com dificuldade sentada próximoà mesa de trabalho do professor, para que assim sejaPossível prestar mais ajuda quando necessário.
  • 14. - Certificar-se de que o aluno compreendeu omaterial escrito recebido.- Oferecer instruções tanto oralmente quanto por escrito, se necessário.- Reformular questões de provas ou testes em uma linguagem mais simples. Em determinadoscasos, devem-se fazer provas orais.- Incentivar o aluno a ler e a participar das aulas- Sublinhar ou destacar a parte do texto maisimportante para sua compreensão.
  • 15. - Ensinar a realizar resumos e síntese, queajudam na aquisição do conteúdo da matéria;- Corrigir todos os erros da prova escrita juntocom o aluno, explicando onde está o erro.Não solicitar que a faça novamente por estarmal feita. Valorizar o conteúdo e a formaescrita dos trabalhos.- Permitir o uso de dicionário para a correçãode erros ortográficos
  • 16. -Não apressar a criança para terminar a tarefa.- Permitir o uso de fichas ou esboços preparadosPara pré-leitura, organização e revisão domaterial do texto.- Elevar a autoestima, valorizando seu esforço,Suas qualidades e pontos fortes.- Iniciar com palavras de uso mais corriqueiro e do“ mundo da criança” . Poporconar a leitura de pequenosGrupos de palavras que são lidas com mais fluência.
  • 17. Não colocar a criança em situações constrangedoras- Realizar encenações do texto lido para facilitara compreensão. Realizar leituras dramáticas que incentivam e melhoram a fluência.- a criança Lê uma história, em seguida, escuta-a emGravação para depois ler novamente em voz altaPor duas ou três vezes
  • 18. As habilidades dessa criança devem ser sempreenfatizadas.O que ela tem de bom?Em que ela se destaca?Quais são os seus interesses?As dificuldades devem ser trabalhadas e não exaltadas!Trabalhar a auto-estima é imprescindível.
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks