Slides

Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 14 cathedra

Description
1. Provas Selecionadas – Aula 14 CONTABILIDADE GERAL CATHEDRA COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS PROF. MORAES JR. 2. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no…
Categories
Published
of 56
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Provas Selecionadas – Aula 14 CONTABILIDADE GERAL CATHEDRA COMPETÊNCIAS PROFISSIONAIS PROF. MORAES JR.
  • 2. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 CONTABILIDADE EM EXERCÍCIOS Provas Selecionadas Prezados Alunos, Ao final de cada aula, disponibilizo as questões que serão comentadas durante a aula. Caso você julgue conveniente, poderá testar seu conhecimento previamente antes de ver os gabaritos e as resoluções comentadas. Você pode simular uma situação real de prova: para calcular o tempo de duração das provas, considere um tempo de 3 minutos por questão. Desta forma, utilizando esta metodologia, seu aprendizado será muito mais eficaz. Prova 14. Petrobrás – Profissional Júnior – Ciências Contábeis – 2008 - Cesgranrio Índice de questões por assunto: 322. Matemática Financeira 323. Matemática Financeira 324. Critérios de Avaliação do Passivo 325. Capital Social 326. Demonstração do Fluxo de Caixa 327. Demonstração do Fluxo de Caixa 328. Princípios Fundamentais da Contabilidade 329. Cisão 330. Consolidação das Demonstrações Contábeis 331. Análise das Demonstrações Contábeis 332. Análise das Demonstrações Contábeis 333. Análise das Demonstrações Contábeis 334. Análise das Demonstrações Contábeis 335. Análise das Demonstrações Contábeis 336. Operações com Mercadorias/Produtos 337. Operações com Mercadorias/Produtos 338. Contabilidade de Custos 339. Contabilidade de Custos 340. Contabilidade de Custos 341. Lucro Real 342. Lucro Real 343. Retenção na Fonte 344. ICMS substituição tributária 345. COFINS 346. Arrendamento 347. Arrendamento 348. Princípio da Oportunidade 349. Contabilidade Ambiental 350. Contabilidade Ambiental 351. Contabilidade Ambiental Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 2
  • 3. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 352. Demonstrações Contábeis Internacionais 353. FASB 354. Demonstrações Contábeis Internacionais 355. Demonstrações Contábeis Internacionais 356. Comitê Gestor de Convergência no Brasil 357. Governança Corporativa 358. Governança Corporativa 359. Governança Corporativa 360. Governança Corporativa 361. Auditoria 362. Auditoria 363. Auditoria 364. Auditoria 365. Auditoria 366. Auditoria Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 3
  • 4. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Questões Comentadas e Resolvidas 322. Certo capital, aplicado por 10 meses, a uma taxa de 18% ao ano (juros simples), rende R$ 72.000,00 de juros. Este capital aplicado, em reais, é (A) 360.000,00 (B) 400.000,00 (C) 480.000,00 (D) 500.000,00 (E) 510.000,00 Resolução Questão de Matemática Financeira, que não faz parte do escopo do curso: Capital = C Período (n) = 10 meses Taxa de Juros Simples (i) = 18% ao ano Juros = R$ 72.000,00 Juros = C x i x n => 72.000 = C x 18% x (10/12) =>  C = 72.000/0,15 = 480.000 GABARITO: C 323. Um título de renda fixa deverá ser resgatado por R$ 10.000,00 no seu vencimento, que ocorrerá dentro de 3 meses. Sabendo-se que o rendimento desse título é de 1,25% ao mês (juros compostos), seu valor presente, em reais, é (A) 9.638,55 (B) 9.634,18 (C) 9.625,00 (D) 9.555,65 (E) 9.333,33 Resolução Montante = R$ 10.000,00 Período (n) = 3 meses Juros Compostos (i) = 1,25% ao mês Montante = Valor Presente x (1 + i) n => 10.000 = Valor Presente x (1,0125) 3 =>  Valor Presente = 10.000/1,01253 => Valor Presente = 9.634,18 GABARITO: B Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 4
  • 5. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 324. Nos termos da Lei no 6.404/76, com a nova redação dada pela Lei no 11.638/07, as obrigações, encargos e riscos classificados no Passivo Exigível a Longo Prazo serão ajustados a valor (A) atualizado pela inflação. (B) de custo ou mercado, o menor dos dois. (C) de mercado, somente. (D) de reposição. (E) presente. Resolução De acordo com o art. 184 da Lei da SA: Art. 184. No balanço, os elementos do passivo serão avaliados de acordo com os seguintes critérios: (...) III - as obrigações, encargos e riscos classificados no passivo não- circulante serão ajustados ao seu valor presente, sendo os demais ajustados quando houver efeito relevante. (Redação dada pela Medida Provisória nº 449, de 2008) GABARITO: E 325. Nos termos da Lei no 6.404/76, com a nova redação dada pela Lei n o 11.638/07, a conta do capital social discriminará o montante (A) autorizado e, por dedução, a parcela subscrita. (B) integralizado e o montante a integralizar. (C) integralizado em dinheiro. (D) subscrito, totalmente integralizado. (E) subscrito e, por dedução, a parcela ainda não realizada. Resolução De acordo com o art. 182 da Lei da SA: Art. 182. A conta do capital social discriminará o montante subscrito e, por dedução, a parcela ainda não realizada. GABARITO: E Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 5
  • 6. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 326. Na elaboração dos fluxos de caixa, o conceito de caixa é ampliado, envolvendo o caixa puro, dinheiro em mão e em conta corrente bancária e as aplicações em equivalentes de caixa. Como equivalentes de caixa podem ser consideradas as aplicações financeiras resgatáveis até (A) 3 meses da data da aplicação. (B) 3 meses da data da emissão. (C) 6 meses da data da aplicação. (D) 6 meses da data da emissão. (E) 12 meses da data da aplicação. Resolução Equivalentes de caixa: são aplicações financeiras de curto prazo (resgate em até 30 dias = liquidez imediata – De acordo com o FIPECAFI), de alta liquidez, que são prontamente conversíveis em um montante conhecido de caixa e que estão sujeitas a um insignificante risco de mudança de valor. Contudo, a questão considerou 3 meses da data da aplicação. GABARITO: A 327. As atividades operacionais inclusas na demonstração dos fluxos de caixa relacionam-se, normalmente, com as transações que aparecem na (A) avaliação periódica dos ativos de longo prazo que a empresa utiliza para produzir bens e serviços. (B) demonstração do valor adicionado. (C) demonstração de resultados. (D) operação de empréstimo de credores e investidores da entidade. (E) obtenção de recursos dos donos e no pagamento a eles do retorno sobre seus investimentos. Resolução Fluxo das Atividades Operacionais (FAO) Entradas: - Recebimentos de clientes - Recebimento de vendas à vista de bens e serviços. - Descontos de duplicatas emitidas em venda a prazo (também pode ser classificado como atividade de financiamento). Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 6
  • 7. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 - Recebimento de dividendos de participação no capital de outras sociedades (também pode ser classificado como atividade de investimento). - Recebimento de juros de empréstimos concedidos (também pode ser classificado com atividade de investimento). - Recebimentos diversos (aluguéis de imóveis, recebimento de seguradoras referente a sinistro em estoques, etc). Saídas: - Pagamentos a fornecedores - Pagamento de salários a funcionários - Pagamento de tributos e multas - Pagamento de juros de empréstimos obtidos (também pode ser classificado como atividade de financiamento). Logo, as atividades operacionais inclusas na demonstração dos fluxos de caixa relacionam-se, normalmente, com as transações que aparecem na demonstração de resultados. GABARITO: C 328. O Manual de Contabilidade classifica os Princípios (Conceitos) Fundamentais de Contabilidade, em 3 categorias: • postulados ambientais da contabilidade; • princípios contábeis propriamente ditos; • restrições dos princípios contábeis fundamentais – Convenções. Os princípios contábeis propriamente ditos são: (A) Entidade, Continuidade, Custo como base de valor, Oportunidade. (B) Custo como base de valor, Denominador comum monetário, Realização da receita, Confronto das despesas com as receitas e com os períodos contábeis. (C) Objetividade, Confronto das despesas com as receitas e com os períodos contábeis, Conservadorismo, Competência. (D) Materialidade, Custo como base de valor, Objetividade e Prudência. (E) Consistência, Receitas reconhecidas proporcionalmente ao período de tempo, Objetividade, Denominador comum monetário. Resolução O artigo 3o da Resolução no 750/93 enumera os princípios fundamentais, conforme descrito abaixo: Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 7
  • 8. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Art. 3º São Princípios Fundamentais de Contabilidade: I) o da ENTIDADE; II) o da CONTINUIDADE; III) o da OPORTUNIDADE; IV) o do REGISTRO PELO VALOR ORIGINAL; V) o da ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA; VI) o da COMPETÊNCIA; e VII) o da PRUDÊNCIA. GABARITO: A 329. A operação pela qual, com a extinção de uma Companhia, são transferidas parcelas de seu patrimônio para uma ou mais sociedades, constituídas para esse fim ou já existentes, é a operação de (A) cisão total. (B) cisão parcial. (C) fusão. (D) transformação. (E) incorporação. Resolução Cisão Operação pela qual uma companhia (cindida) transfere parcelas de seu patrimônio para uma ou mais sociedades, as quais podem já existir ou ser criadas precipuamente para este fim. A cisão pode ser total, quando houver a versão de todo o patrimônio da sociedade cindida (que se extinguirá) ou parcial, quando apenas parte do patrimônio é vertido para as outras sociedades e a personalidade jurídica da companhia cindida subsiste. GABARITO: A Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 8
  • 9. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 330. Em 20.12.07, a controladora Alfa vendeu mercadorias à vista, por R$ 50.000,00, para a controlada Beta, que as revendeu para terceiros, por R$ 70.000,00, sendo R$ 45.000,00 à vista e R$ 25.000,00, a prazo. Sabe-se que: • o custo das mercadorias vendidas pela controladora foi R$ 35.000,00; • nenhuma outra venda foi realizada pela controladora para a controlada. Na consolidação, a eliminação a ser feita na Demonstração do Resultado do Exercício de 2007, em reais, é (A) Custo das Mercadorias Vendidas 20.000,00 a Vendas 20.000,00 (B) Duplicatas a Receber 45.000,00 a Fornecedores 45.000,00 (C) Vendas 25.000,00 a Clientes 25.000,00 (D) Vendas 35.000,00 a Custo das Mercadorias Vendidas 35.000,00 (E) Vendas 50.000,00 a Custo das Mercadorias Vendidas 50.000,00 Resolução Na consolidação de balanços, deve ser eliminado o valor da transação entre as companhias controladora e controlada: Vendas (controlada Beta) a Custo das Mercadorias Vendidas (controladora Alfa) 50.000,00 GABARITO: E Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 9
  • 10. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Considere as informações a seguir para responder às questões de nos 331 e 332. Saldo das contas, retirado do Balanço Patrimonial/2007 da Companhia Amigos S/A: Em reais Duplicatas a Receber 500.000,00 Duplicatas Descontadas 150.000,00 Fornecedores 220.000,00 Empréstimos Bancários de Curto Prazo 80.000,00 Empréstimos Bancários de Longo Prazo 100.000,00 Total do Passivo mais Patrimônio Líquido 800.000,00 331. Considerando, exclusivamente, os dados informados, o grau de dependência dos Bancos no financiamento dos investimentos totais, pelas instituições de crédito, é (A) 22,50% (B) 41,25% (C) 43,75% (D) 50,00% (E) 68,75% Resolução Investimentos Totais = Total do Ativo = Total do Passivo + PL = 800.000 Financiamentos Bancários Empréstimos Bancários de Curso Prazo 80.000 Empréstimos Bancários de Longo Prazo 100.000 Duplicatas Descontadas 150.000 Financiamentos Bancários 330.000 Financiamentos Bancários/Investimentos Totais = 330.000/800.000  Financiamentos Bancários/Investimentos Totais = 41,25% GABARITO: B Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 10
  • 11. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 332. Considerando, exclusivamente, os dados informados, o nível de desconto de duplicatas é (A) 18,75% (B) 23,08% (C) 30,00% (D) 42,86% (E) 45,45% Resolução Duplicatas Descontadas/Duplicatas a Receber = 150.000/500.000  Duplicatas Descontadas/Duplicatas a Receber = 30,00% GABARITO: C Considere as informações a seguir para responder às questões de nos 333 a 335. A Companhia Irmãos Flores S/A apresentou as seguintes informações relativas ao exercício social encerrado em 31.12.2007: Em reais Capital Social Realizado 8.000.000,00 Patrimônio Líquido 10.800.000,00 Lucro Líquido do Exercício 1.600.000,00 Ações Ordinárias 600.000 Ações Preferenciais 400.000 Dividendos Propostos 480.000,00 Cotação Média das Ações 6,40 333. Considerando, exclusivamente, as informações recebidas, a representatividade de cada ação (valor patrimonial), em reais, é (A) 1,60 (B) 8,00 (C) 10,80 (D) 18,00 (E) 27,00 Resolução Total das Ações = 400.000 + 600.000 = 1.000.000 Valor Patrimonial das Ações = Patrimônio Líquido/Total de Ações => Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 11
  • 12. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08  Valor Patrimonial das Ações = 10.800.000/1.000.000 = R$ 10,80 GABARITO: C 334. Admita que o lucro por ação, apurado em 2007, seja mantido por vários exercícios. Considerando tal condição (manutenção do lucro por ação), quantos anos serão necessários para que o investidor tenha o retorno do capital aplicado na Companhia? (A) 4 (B) 5 (C) 6 (D) 8 (E) 10 Resolução I – Lucro por ação em 2007: Lucro por Ação = Lucro Líquido do Exercício/Total de Ações =>  Lucro por Ação = 1.600.000/1.000.000 = 1,6 II – Retorno do Capital Aplicado: manutenção do lucro por ação Retorno do Capital Aplicado = Valor de Mercado das Ações/Lucro por Ação  Retorno do Capital Aplicado = 6,4/1,6 = 4 anos GABARITO: A 335. O retorno de caixa a ser efetivamente embolsado pelo acionista, referente a 2007, em percentual, é (A) 4,80% (B) 6,00% (C) 6,40% (D) 7,50% (E) 20,00% Resolução I – Dividendo por Ação: Dividendo por Ação = Dividendos Propostos/Total de Ações =>  Dividendo por Ação = 480.000/1.000.000 = 0,48 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 12
  • 13. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 II – Retorno de caixa a ser efetivamente embolsado pelo acionista: Retorno de Caixa = Dividendo por Ação/Valor de Mercado das Ações =>  Retorno de Caixa = 0,48/6,4 = 0,075 = 7,5% GABARITO: D Considere as informações a seguir para responder às questões de nos 336 e 337. A Indústria Natividade apresentou informações sobre a movimentação de materiais diretos, num determinado período produtivo, conforme tabela a seguir. Informações adicionais: • os preços apresentados são líquidos (sem impostos), e em reais; • não há estoque anterior de materiais diretos. 336. Admitindo-se que a Indústria Natividade utilize o critério de avaliação de estoque pelo preço médio ponderado fixo, o custo dos materiais diretos utilizados pela indústria, nesse período produtivo, em reais, é (A) 234.000,00 (B) 235.400,00 (C) 236.000,00 (D) 239.000,00 (E) 239.040,00 Resolução Média Ponderada Fixa: é utilizada no inventário periódico e calculada com base nas mercadorias existentes em estoque no período considerado para o cálculo da média, ou seja, são computadas na média ponderada fixa inclusive as mercadorias que já tenham sido vendidas no momento do cálculo da média. Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 13
  • 14. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Média Ponderada Fixa = (2.000 x 23 + 4.000 x 26 + 6.500 x 28)/(2.000 + 4.000 + 6.500) Média Ponderada Fixa = 332.000/12.500 = 26,56 Custo dos Materiais Diretos Utilizados = (5.000 + 4.000) x 26,56 =>  Custo dos Materiais Diretos Utilizados = 239.040 GABARITO: E 337. Se a Indústria Natividade adotar, na sua avaliação, o critério UEPS, o valor do estoque de materiais diretos, ao final do período produtivo, em reais, é (A) 92.960,00 (B) 93.000,00 (C) 96.000,00 (D) 96.600,00 (E) 98.000,00 Resolução UEPS ou LIFO (Último que Entra é o Primeiro que Sai, Last-In-First-Out): ao contrário do método PEPS, dá-se primeiro a saída das mercadorias mais recentes, ou seja, das últimas mercadorias que foram adquiridas. UEPS: Dia 10: Compras = 2.000 kg x R$ 23,00 Dia 16: Compras = 4.000 kg x R$ 26,00 Dia 18: Venda = 5.000 kg consumidos Saída = 4.000 kg x R$ 26,00 + 1.000 kg x R$ 23,00 Saldo no Estoque = 1.000 kg x 23 kg Dia 25: Compras = 6.500 kg x R$ 28,00 Saldo no Estoque = 1.000 kg x R$ 23,00 + 6.500 kg x R$ 28,00 Dia 28: Venda = 4.000 kg consumidos Saída = 4.000 kg x R$ 28,00 Saldo no Estoque = 1.000 kg x R$ 23,00 + 2.500 kg x R$ 28,00 Saldo no Estoque = R$ 23.000,00 + R$ 70.000,00 = R$ 93.000,00 GABARITO: B Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 14
  • 15. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Considere as informações a seguir para responder às questões de nos 338 e 339. A Indústria Cocada apresentou as informações a seguir, relativas à produção de cada unidade dos três produtos de sua linha de produção. Informações adicionais: • os custos fixos do período alcançaram o total de 450.000,00; • a indústria rateia os custos fixos pelo consumo total de matéria-prima. 338. Admita que toda a produção tenha sido vendida. O lucro relativo ao produto B, pelo critério de custeio por absorção, em reais, foi (A) 30.000,00 (B) 300.000,00 (C) 480.000,00 (D) 960.000,00 (E) 1.200.000,00 Resolução I – Rateio dos custos fixos pelo consumo total de matéria-prima: Consumo de Matéria-Prima: Matéria-Prima (A) = 50 x 6.000 = 300.000 Matéria-Prima (B) = 20 x 12.000 = 240.000 Matéria-Prima (C) = 30 x 2.000 = 60.000 Consumo Total de Matéria-Prima = 600.000 Custo Fixo (B) = (240.000/600.000) x 450.000 = 180.000 II – Cálculo do lucro relativo ao produto “B”: Custo Total (B) = Custos Variáveis + Custos Fixos =>  Custo Total (B) = (20 + 40) x 12.000 + 180.000 = 900.000 Receita de Vendas (B) = Preço de Venda x Quantidade Vendida =>  Receita de Vendas (B) = 100 x 12.000 = 1.200.000 Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 15
  • 16. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 Lucro (B) = 1.200.000 – 900.000 = 300.000 GABARITO: B 339. Considerando-se o critério de custeio variável, a margem de contribuição unitária referente ao produto C, em reais, é (A) 30,00 (B) 37,50 (C) 42,50 (D) 53,25 (E) 60,00 Resolução Margem de Contribuição Unitária = MCu = PVu – CVu Margem de Contribuição Total: corresponde à diferença entre a receita total e os custos variáveis totais, ou seja, mostra o quanto sobra de receitas para cobrir os custos fixos. Preço de Venda Unitário (C) = 150 Custos Variáveis Unitários (C) = Matéria-Prima + MOD = 30 + 60 = 90 MCu = 150 – 90 = 60 GABARITO: E Prof. José Jayme Moraes Junior – Contabilidade em Exercícios – Provas Selecionadas 16
  • 17. Contabilidade Geral com as atualizações da Lei no 11.638/07 e da MP no 449/08 340. A Indústria de Pregos Mangaba apresentou as seguintes informações de um dos produtos de sua linha: Admita que a Mangaba utilize, na análise de seus produtos, o custeio variável. O volume físico de vendas necessário para que o resultado da indústria seja nulo, em unidades do produto, é (A) 264 (B) 540 (C) 576 (D) 787 (E) 840 Resolução Custeio Direto ou Variável O custeio direto ou variável corresponde ao método de apropriação de custos q
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks