Legal forms

FORMAÇÃO CONTINUADA E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NA PROFISSÃO DE EDUCADOR DO ENSINO SUPERIOR

Description
UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Metodologia do Ensino Superior Maria de Fátima da Silva Neusa Augusta Domingues de Godoi FORMAÇÃO CONTINUADA
Categories
Published
of 36
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Metodologia do Ensino Superior Maria de Fátima da Silva Neusa Augusta Domingues de Godoi FORMAÇÃO CONTINUADA E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NA PROFISSÃO DE EDUCADOR DO ENSINO SUPERIOR LINS SP 2009 MARIA DE FÁTIMA DA SILVA NEUSA AUGUSTA DOMINGUES DE GODOI FORMAÇÃO CONTINUADA E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NA PROFISSÃO DE EDUCADOR DO ENSINO SUPERIOR Monografia apresentada à Banca Examinadora do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, como requisito parcial para obtenção do título de especialista em Metodologia do Ensino Superior, sob a orientação das professoras M.Sc. Tatiana Longo Borges e M.Sc. Heloísa Helena Rovery da Silva. LINS SP 2009 S581f Silva, Maria de Fátima da; Godoi, Neusa Augusta Domingues de Formação continuada e desenvolvimento de competências na profissão de educador do ensino superior / Maria de Fátima da Silva; Neusa Augusta Domingues de Godoi. Lins, p. il. 31cm. Monografia apresentada ao Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium UNISALESIANO, Lins, SP para Pós-Graduação Lato Sensu em Metodologia do Ensino Superior, Orientadores: Tatiana Longo Borges; Heloisa Helena Rovery da Silva 1. Docência do ensino superior. 2. Formação continuada. 3. Desenvolvimento profissional. I Título. CDU 378 MARIA DE FÁTIMA DA SILVA NEUSA AUGUSTA DOMINGUES DE GODOI FORMAÇÃO CONTINUADA E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NA PROFISSÃO DE EDUCADOR DO ENSINO SUPERIOR Monografia apresentada ao Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, para obtenção do título de especialista em Metodologia do Ensino Superior. Aprovada em: / / Banca Examinadora: Profª. M.Sc. Tatiana Longo Borges Mestre em Farmacologia pela UNESP Assinatura: Profª. M.Sc. Heloisa Helena Rovery da Silva Mestre em Administração pela CNEC / FACECA - MG. Assinatura: Lins SP 2009 Existem pessoas em nossas vidas que nos marcam para sempre, através da ajuda que nos dão diariamente ou nos deram durante toda, ou parte da nossa existência nos apoiando nas dificuldades. Dedicamos este trabalho aos meus pais, por tudo que nos transmitiram e que ainda continuam a transmitir. Aos nossos familiares que nos acompanharam em toda trajetória nos apoiando em todos os momentos. AGRADECIMENTOS Ao concluir mais esta etapa em nossas vidas é com muito prazer que agradecemos às pessoas que estiveram conosco durante o processo de construção deste trabalho. Primeiramente, agradecemos a Deus por guiar nossos passos, iluminando nossos caminhos e nos transmitindo forças para seguir em frente. Agradecemos em especial às nossas orientadoras pela colaboração compartilhando os momentos de pós-graduadas, tornando o nosso sonho possível. Aos professores do curso, pelos conhecimentos repassados no decorrer das disciplinas, contribuindo para ampliar a visão de mundo. Todo saber e todo aumento de nosso saber, em vez de terminar em uma solução, dá antes início a nossa dúvida. Aumentar o saber significa aumentar as dúvidas. E a cada resposta nova pergunta se segue. Herman Hesse RESUMO O docente deve ser um facilitador da aprendizagem, buscando fazer com que o corpo discente participe da sua formação através da integração e cooperação de todos. O principal objetivo deste estudo é demonstrar o nível de interesse por formação continuada e por desenvolvimento de competências dos docentes de ensino superior. Pretende-se também apresentar as principais competências exigidas na profissão de educador e avaliar a importância de novas habilidades na profissão de educador do ensino superior. A formação do docente superior tem a participação da própria instituição em que ele atua, pois é através dela e da troca de experiências com os demais docentes que se pode constituir um excelente manancial de conhecimentos e aperfeiçoamento constante destes profissionais. A formação continuada e a profissionalização docente é entendida como um processo que exige o abandono da centralização do ensino-aprendizagem no professor e o desenvolvimento da idéia de que existem competências próprias para o exercício da profissão docente e, portanto, um profissionalismo semelhante àquele exigido para o exercício de qualquer profissão se apresenta como uma dimensão importante, mas ainda a ser despertada entre os professores universitários. O desenvolvimento profissional do docente, com a participação da instituição, pode ser um estímulo para a busca de um aperfeiçoamento da práxis pedagógica e melhoria dos conhecimentos profissionais. A profissionalização do docente do ensino superior se faz necessária para que se tenha uma qualidade na educação. O aperfeiçoamento constante vem da necessidade de o professor ser formado dentro de um sistema de classe não tendo, desse modo, condições de sozinho pensar a transformação social. A educação deve levar o professor e o aluno a uma educação, que leve à tomada de decisões e à responsabilidade social e política. Juntos, professor e aluno buscam soluções viáveis para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Palavras-chave: Docência do ensino superior. Formação continuada. Desenvolvimento profissional. Ensino Superior. ABSTRACT The teacher should be a facilitator of learning, trying to make the student body participates in their training through the integration and cooperation of all. The main objective of this study is to demonstrate the level of interest in continuing education and development of skills of teachers of higher education. It is also present the main skills required in the profession of educator and evaluate the importance of new skills in the profession as an educator in higher education. The training of teachers is higher than the participation of the institution where he works, because it is through and the exchange of experiences with other teachers who can be an excellent source of knowledge and improvement of these professionals. The continuing education and teacher professionalization is understood as a process that requires the abandonment of the centralization of teaching and learning in teacher development and the idea that there own powers to pursue the teaching profession and therefore like the professionalism required for the exercise of any profession is presented as an important dimension, but to be aroused among teachers university. O professional development of teachers, with the participation of the institution, may be a stimulus to the search for an improved educational practice and improvement of professional knowledge. The professionalization of teaching in higher education is necessary to have a quality education. The improvement comes from the constant need to be formed within the teacher of a class not having thus able to think myself a social transformation. Education should lead the teacher and the student to an education, leading to the decision-making and social and political responsibility. Together, teacher and student seek solutions to building a more just and egalitarian society. Keywords: Teaching in higher education. Continuing education. Professional development. Higher education. LISTA DE FIGURAS Figura 1: Número total de funções docentes (em exercício e afastados) por grau de formação, segundo a região no Brasil Figura 2: Número total de funções docentes (em exercício e afastados) no Brasil por grau de formação Figura 3: Número total de funções docentes (em exercício e afastados) no Brasil, por grau de formação e organização acadêmica LISTA DE QUADROS Quadro 1: Significado dos termos empregados na formação continuada de professores tendência clássica... 20 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS ABE - Associação Brasileira de Educação CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CNE - Conselho Nacional de Educação GED - Gratificação Estímulo à Docência IES - Instituições de Ensino Superior LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional MEC - Ministério da Educação Paiub - Programa de Avaliação das Universidades Brasileiras SESu - Setor de avaliação da Secretaria de Educação Superior Unesco - Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura SUMÁRIO INTRODUÇÃO CAPÍTULO I EDUCAÇÃO PERMANENTE, FORMAÇÃO CONTINUADA OU EDUCAÇÃO CONTÍNUA EDUCAÇÃO CONTINUADA Definições Formação continuada Formação continuada em seus diferentes enfoques Formação continuada: tendências e modalidades CAPÍTULO II CONSIDERAÇÕES SOBRE A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR INTRODUÇÃO A educação para o século O docente do ensino superior O professor universitário, formação acadêmica e organização acadêmica dos docentes no Brasil nos dias atuais CAPÍTULO III A FORMAÇÃO CONTINUADA E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS DO PROFESSOR DO ENSINO SUPERIOR O PROFESSOR E A FORMAÇÃO CONTINUADA Evolução histórica da formação continuada dos professores brasileiros Limites do sistema de educação superior O discurso das competências e reflexividade na formação continuada O desenvolvimento de competências A formação do professor para a prática docente reflexiva... 50 3.4 A formação continuada do professor do ensino superior CONCLUSÃO REFERÊNCIAS... 61 12 INTRODUÇÃO O atual contexto político, econômico, social e cultural apresenta transformações que se processam em escala global. A rapidez das mudanças é uma das principais características do mundo contemporâneo. (HEPP, 2008). A complexidade desse cenário tem como principais determinantes a era da informação, o processo de globalização, as disfunções do modelo de desenvolvimento, o surgimento de novos valores pessoais, fundados em aspectos não econômicos relacionados à qualidade de vida e a emergência de um novo paradigma no cenário sócio-organizacional. (VERGARA, 2000). Essas mudanças complexas e profundas, por vezes conflitantes, que vêm acontecendo em escala global, têm provocado impactos no mundo dos negócios, das organizações e das pessoas, provocando emergências na sociedade baseadas na informação. Esse cenário gera instabilidade, incerteza e imprevisibilidade. (VERGARA, 2000). Nesse entendimento, a atual sociedade vivendo um mundo cada vez mais dinâmico, interdependente e imprevisível, caracteriza-se pelo processo contínuo de transformação, o aprender sobre como aprender. Nessa perspectiva, surge a necessidade de uma nova concepção de aprendizado em que se deve aprender a compreender, guiar, influenciar e administrar essas transformações como um todo, o que implica em desenvolver a capacidade de empreendê-las de forma integral. (SILVA, 2002). Compete aos profissionais buscar o aprendizado de forma contínua para manter-se no mercado e alcançar diferenciais competitivos, porém há uma exigência de desenvolver competências específicas quando sua profissão é disseminar a informação, ou seja, educar. (HEPP, 2008). O mercado atual exige os profissionais com formação polivalente e orientados para a visão globalizadora da realidade e a atitude contínua de aprender a aprender. (OTRANTO, 2006) O professor quando tem por objetivo formar novos profissionais, assume a responsabilidade de transformar o saber em possibilidades de ampliação do campo de trabalho e dar às práticas reais mais espaço que aos modelos prescritos e aos instrumentos tradicionalmente adotados. (VASCONCELOS; 13 AMORIM, 2008). Para tal, o profissional da educação tem que estar em formação contínua e desenvolver competências para garantir a qualidade e a eficácia do ensino. (VASCONCELOS; AMORIM, 2008). O saber acadêmico, segundo Souza (1997), não está mais circunscrito às disciplinas. A formação de especialistas se dá cada vez mais apoiada na interdisciplinaridade. A solução de problemas é cada vez mais complexa. Inúmeras são as alternativas e os recursos operacionais, obrigando a formação de equipes interdisciplinares de especialistas. Masetto (2001), ao analisar o desenvolvimento de competências, relata sobre as tecnologias que podem colaborar para um ensino e uma aprendizagem mais eficaz, aponta a visão tradicional de educação como responsável pela sua limitada utilização. Nos próprios cursos do ensino superior, o uso da tecnologia adequada ao processo de aprendizagem e variada para motivar o aluno não é tão comum, o que faz com que os professores de ensino fundamental e médio, ao ministrarem suas aluas, praticamente copiem o modo de fazê-lo e o próprio comportamento de alguns de seus professores de faculdade, dando aula expositiva, e às vezes, sugerindo algum trabalho em grupo com pouca ou nenhuma orientação. (MASETTO, 2001, p. 135). Considerando o posicionamento dos autores sobre o assunto, o tema designado para a pesquisa voltou-se à Educação Continuada dos Professores do Nível Superior, despertando o interesse de aprofundamento no assunto pesquisando-o na atualidade. Diante do exposto, levanta-se o seguinte problema: Atualmente os profissionais da educação de ensino superior tem se mantido em uma formação continuada e buscado o desenvolvimento das competências? A priori o professor tem buscado mudanças em sua práxis educativa, buscando a informação e da formação para atuação significativa junto aos alunos, entendendo que a valorização da atitude de buscar conhecimento aliada ao compromisso de alteração qualitativa de sua metodologia educacional favorece a transformação do cenário tradicional do processo de aprendizagem. (RODRIGUES; MENDES SOBRINHO, 2007). O principal objetivo deste estudo é demonstrar o nível de interesse por formação continuada e por desenvolvimento de competências dos docentes de 14 ensino superior. Pretende-se também apresentar as principais competências exigidas na profissão de educador e avaliar a importância de novas habilidades na profissão de educador do ensino superior. Desta forma, o trabalho está estruturado em três capítulos descritos a partir da revisão bibliográfica utilizando como base de dados livros, artigos, teses e dissertações. O primeiro capítulo intitulado - os caminhos da educação, a educação continuada e a formação do professor - aborda os conceitos de educação permanente, formação continuada ou educação contínua, retrata a educação na atualidade e as tendências e modalidades da formação continuada. O capítulo também relata a evolução histórica da formação continuada dos professores brasileiros. O segundo capítulo faz considerações acerca da educação no ensino superior, o professor universitário, sua formação acadêmica e organização acadêmica dos docentes no Brasil na atualidade. O terceiro capítulo fala sobre a formação continuada e desenvolvimento de competências do professor do ensino superior, a evolução histórica da formação continuada e sua reflexividade, além da formação do professor para a prática docente reflexiva e a formação continuada do professor do ensino superior A Conclusão sintetiza os conceitos vistos no estudo bibliográfico acerca do tema. 15 CAPÍTULO I EDUCAÇÃO PERMANENTE, FORMAÇÃO CONTINUADA OU EDUCAÇÃO CONTÍNUA 1 EDUCAÇÃO CONTINUADA 1.1 Definições As expressões educação continuada e formação continuada são comumente utilizadas para determinar o desenvolvimento de docentes de todas as áreas de atuação. Desta forma, é importante que se esclareça o significado de que uma dessas expressões. As expressões educação continuada, formação continuada e educação contínua são usadas como sinônimas, no lugar da expressão educação permanente, sugerindo a educação para toda a vida. Segundo Ferreira, [...] tradicionalmente ligados, o termo formação continuada refere-se à aquisição de ordem profissional e a educação continuada ou educação permanente estão ligados à cultura geral, estes termos não devem continuar em oposição: por um lado, porque esta distinção conduz a um falso problema, correndo-se o risco de mais um divisionismo no mundo refuncionalizado que vivemos e que a divisão técnica do trabalho ocasionou, fragmentando o conhecimento, as possibilidades e a vida humana. (FERREIRA, 2003, p. 19). Para Marin (1995) a educação permanente, por exemplo, sugere uma educação como um processo prolongado e em contínuo desenvolvimento. Já educação continuada é o termo mais completo por apresentar uma visão mais completa, mais valorizada e cada vez mais aceita e que pode ser trabalhada na prática cotidiana. A formação continuada representa o principal significado da atividade conscientemente proposta, direcionada para a mudança. Porém, todas as três 16 expressões, educação continuada, educação contínua e formação continuada devem ser compreendidas como possibilidade de se alterarem situações atuais epistemológicas e pedagógicas dos professores de modo processual, seguindo sempre adiante, sem finalização. Araújo afirma que: A educação continuada deve ser entendida como processo constituído por práticas cotidianas de reflexão sobre o trabalho que o professor desenvolve, além de compreender, também, que essa denominação oferece uma possibilidade mais abrangente para se obter uma visão mais integrada da educação. (ARAÚJO, 2000, p. 34). Para Pereira (apud HEPP, 2008) o termo formação continuada Constitui o conjunto de ações e atividades de aprendizagem, nas quais os professores em exercício se engajam de forma individual e coletiva, tendo em vista a melhoria das suas práticas profissionais. A formação continuada, vista nessa perspectiva, designa um conjunto de atividades de formação a ser seguido em toda trajetória profissional. (PEREIRA, apud HEPP, 2008, p. 2) que: Rodrigues; Esteves utilizam a expressão formação contínua para explicar A formação contínua tem lugar ao longo da carreira profissional após a aquisição da certificação profissional inicial [...] privilegiando a idéia de que sua inserção na carreira docente é qualitativamente diferenciada em relação à formação inicial, independentemente do momento e do tempo de serviço docente que o professor já possui quando faz a sua profissionalização, a qual consideramos ainda como uma etapa de formação inicial. (RODRIGUES; ESTEVES, 1993, p. 44). Para Hepp (2008, p. 32) a formação contínua e inicial de professores visam seu aperfeiçoamento dos saberes, das técnicas, das atitudes necessárias ao exercício da profissão de professor. Desta forma, entende-se que a formação continuada reflete a aprendizagem continuada após a formação inicial quando o professor já está atuando profissionalmente. 1.2 Formação continuada Formação continuada em seus diferentes enfoques 17 Para que se possa falar sobre formação continuada é relevante descrever os significados de educação e formação. Segundo Hepp (2008) a palavra educação vem etimologicamente dos vocábulos latinos, educare, educere, educationem e significa: O processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual e moral do ser humano e a sua inserção na sociedade, ou processo de aquisição de conhecimentos e aptidões que preparam o indivíduo para o mundo. O conceito de educação. (HEPP, 2008, p. 26). Já a etimologia da palavra formação provém, de acordo com Bueno (1974, apud HEPP, 2008, p. 26), do latim formationem e pode significar: ato ou modo de formar ou constituir algo; criação; constituição; modo como uma pessoa é criada; educação ou conjunto de conhecimentos relativos a uma área científica ou exigidos para exercer uma atividade; instrução; ou de outra forma: conjunto dos cursos concluídos e graus obtidos por uma pessoa (formação acadêmica, formação técnica, entre outros). Formar do latim formare, de forma, significa criar, modelar, constituir, reunir os elementos, as partes de um todo, dando-lhe a aparência, o exterior. Imaginar, criar o seu estilo, a sua maneira de expressar. Dar a alguém os conhecimentos necessários para o desempenho de uma carreira, ofício. (BUENO, 1974, apud HEPP, 2008, p. 28) Já o conceito de educação, segundo Hepp (2008) é mais amplo e complexo, pois refere-se ao desenvolvimento humano, em todas as fases de vida, desde o nascimento até a morte. A educação abrange a sociedade, família e escola. O indivíduo é educado de informal e formalmente pela família e pela escola respectivamente. A escola são instituições educativas encarregadas de atuar, segundo Cambi
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks