Retail

Interbits SuperPro Web

Description
1. (Unifesp 2013) O Hatha yoga pradipika, sagrada escritura do hatha yoga, escrita no século 15 da era atual, diz que, antes de nos aventurarmos na prática de austeridade e códigos morais, devemos nos
Categories
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
1. (Unifesp 2013) O Hatha yoga pradipika, sagrada escritura do hatha yoga, escrita no século 15 da era atual, diz que, antes de nos aventurarmos na prática de austeridade e códigos morais, devemos nos preparar. Autocontrole e disciplina sem preparação adequada criar mais problemas mentais e de personalidade do que paz de espírito. A beleza dessa escritura é que ela resolve o grande problema que todo iniciante enfrenta: dominar a mente. Devido abordagem corporal, o hatha yoga ficou conhecido de modo equivocado como uma categoria de ioga trabalha apenas as valências físicas (força, flexibilidade, resistência, equilíbrio e outras), quase como ginástica oriental. Isso não é verdade. (Ciência Hoje, julho de Adaptado.) De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, as lacunas do texto devem ser preenchidas, respectivamente, com a) pode a essa aonde. b) podem a essa que. c) pode à essa o qual. d) podem essa com que. e) pode essa onde. A revista Ciência Hoje 28 teve como tema central o Projeto Genoma Humano. A seguir estão alguns trechos da reportagem que servem de base para as questões seguintes. Genoma decifrado, trabalho dobrado Cinco anos antes do previsto, foi anunciado o término do sequenciamento do genoma humano. A corrida atrás da identificação de todos os genes do Homo sapiens envolveu laboratórios de 18 países, liderados por instituições dos Estados Unidos e do Reino Unido, e consumiu estimados US$ 3 bilhões, sem contar a injeção final de recursos, necessária para apressar o fim dessa primeira etapa e fazer frente a grupos privados que ameaçavam terminar antes a façanha do século . Trata-se, sem dúvida, de uma primeira etapa, porque o Projeto Genoma Humano representa, na verdade, apenas uma enorme base de dados, que os cientistas precisam entender em detalhe para um dia chegar a manipulá-los. Para os geneticistas, há trabalho para mais de um século de pesquisa. O sequenciamento, a identificação e a interpretação de genes já vinham sendo feitos há mais de 10 anos, mas em ritmo considerado lento diante das possibilidades abertas com o desenvolvimento de equipamentos que amplificam o DNA e leem milhares de sequências genéticas ao mesmo tempo. A criação do Projeto Genoma Humano visou financiar o uso dessa tecnologia e acelerar e antecipar em décadas os achados que, de um jeito ou de outro, seriam realizados , diz a geneticista Maria Rita Passos Bueno, da Universidade de São Paulo (USP). Muitos resultados são imprevisíveis, mas os dados já obtidos, diz a pesquisadora, sem dúvida permitirão um desenvolvimento extraordinário, tanto na medicina e na biotecnologia quanto na bioinformática - essa nova área vem se desenvolvendo em função da necessidade de análise de toda a informação biológica que está sendo gerada. Vários pesquisadores analisaram os possíveis desdobramentos dessa descoberta. Destacamos, por exemplo, a seguinte declaração de Ronald M. Green, diretor do Dartmouth College (USA). São três os principais benefícios trazidos pelo sequenciamento do genoma humano para a área médica: 1) aperfeiçoar o diagnóstico de doenças, incluindo os distúrbios hereditários conhecidos e muitas condições geneticamente influenciadas, como a hipertensão e diversos cânceres; 2) aprimorar o tratamento, com o desenvolvimento de drogas que seriam elaboradas Página 1 de 10 sob medida (de acordo com as características genéticas do paciente) para maximizar sua eficácia e reduzir sua toxicidade; e 3) desenvolver intervenções diretas no DNA (terapias gênicas), para corrigir falhas genéticas associadas às doenças. (CIÊNCIA HOJE, nº 28, nov p ) 2. (Uel 2001) A façanha do século , mencionada no primeiro parágrafo do texto, é: a) O trabalho conjunto de laboratórios de 18 países. b) O investimento de US$ 3 bilhões em um único projeto de pesquisa. c) A concorrência entre instituições estatais e grupos privados. d) A identificação de todos os genes do Homo sapiens . e) A união de instituições dos Estados Unidos e do Reino Unido num mesmo projeto. Leia este texto para responder à(s) questão(ões) a seguir. Saudade de escrever Apesar da concorrência (internet, celular), a carta continua firme e forte. Basta uma folha de papel, selo, caneta e envelope para que uma pessoa do Rio Grande do Norte, por exemplo, fique por dentro das fofocas registradas por um amigo em São Paulo, dois dias depois. Adoro receber cartas, fico super ansiosa para descobrir o que está escrito, conta Lívia Maria, de 9 anos. Mas ela admite que faz tempo que não escreve nenhuma cartinha. As últimas foram para a Angélica e para um dos programas do Gugu. Isabela, de 9 anos, lembra que, quando morava em Curitiba, no Paraná, trocava correspondência com sua amiga Raquel, que vive em Belo Horizonte, Minas Gerais. Eu ficava sabendo das novidades e não gastava dinheiro com telefonemas. Já Amanda, de 10 anos, também gosta de receber cartinhas, mas prefere enviar e- mails. Atualmente estou conversando com meu primo que está nos Estados Unidos via computador, já que a mensagem chega mais rápido e não pago interurbano. TOURRUCCO, Juliana. Saudade de escrever. O Estado de São Paulo, p.5, 25 jul Suplemento infantil. 3. (G1 - ifal 2018) O adjunto adverbial vem, normalmente, no final da frase, mas ele pode aparecer em outra posição, basta que se indique esse deslocamento com a vírgula. A colocação inadequada do adjunto adverbial, porém, poderá prejudicar a compreensão da frase. É o que acontece na fala da Amanda, no texto. Das cinco reestruturações apresentadas nas alternativas a seguir, uma continua com problema. Marque-a. a) Atualmente, via computador, estou conversando com meu primo que está nos Estados Unidos. b) Atualmente estou, via computador, conversando com meu primo que está nos Estados Unidos. c) Atualmente estou conversando, via computador, com meu primo que está nos Estados Unidos. d) Atualmente estou conversando com meu primo, via computador, que está nos Estados Unidos. e) Via computador, atualmente estou conversando com meu primo que está nos Estados Unidos. 4. (Espm 2017) Em uma das frases ocorre uma ambiguidade ou duplo sentido. Identifique-a: a) Ex-presidente recorreu ao Comitê da ONU acusando o juiz de violar seus direitos. b) Sem placa orientadora, taxistas evitam corredor de ônibus, mesmo após liberação pela Prefeitura. c) Pokémon Go leva jogadores à caça em cemitérios e igrejas no Brasil. d) Líderes governamentais com tensões e saias-justas na mala vão à China para o G20. e) O ministro do STF afirmou que os integrantes do Ministério Público Federal devem calçar as sandálias da humildade. Página 2 de 10 Para que ninguém a quisesse Marina Colasanti Porque os homens olhavam demais para a sua mulher, mandou que descesse a bainha dos vestidos e parasse de se pintar. Antes disso, sua beleza chamava a atenção, e ele foi obrigado a exigir que eliminasse os decotes, jogasse fora os sapatos altos. Dos armários tirou as roupas de seda, das gavetas tirou todas as joias. E vendo que, ainda assim, um ou outro olhar viril se acendia à passagem dela, pegou a tesoura e tosquiou-lhe os longos cabelos. Agora podia viver descansado. Ninguém a olhava duas vezes, homem nenhum se interessava por ela. Esquivava-se como um gato, não mais atravessava praças. E evitava sair. Tão esquiva se fez, que ele foi deixando de ocupar-se dela, permitindo que fluísse em silêncio pelos cômodos, mimetizada com os móveis e as sombras. Uma fina saudade, porém, começou a alinhavar-se em seus dias. Não saudade da mulher. Mas do desejo inflamado que tivera por ela. Então lhe trouxe um batom. No outro dia um corte de seda. À noite tirou do bolso uma rosa de cetim para enfeitar-lhe o que restava dos cabelos. Mas ela tinha desaprendido a gostar dessas coisas, nem pensava mais em lhe agradar. Largou o tecido numa gaveta, esqueceu o batom. E continuou andando pela casa de vestido de chita, enquanto a rosa desbotava sobre a cômoda. Do livro: Contos de Amor Rasgado 5. (G1 - ifal 2016) Em Dos armários tirou as roupas de seda, das gavetas tirou todas as joias. temos uma mudança na ordem direta da frase, de modo que o advérbio ficou deslocado de sua posição mais habitual, que seria após o verbo: Tirou dos armários as roupas de seda e Tirou das gavetas todas as joias. Assinale a alternativa em que uma nova posição do advérbio não altera o sentido da frase original nem gera ambiguidade: a) Tirou as roupas dos armários de seda. b) Tirou as roupas de seda dos armários. c) Tirou dos armários de seda as roupas. d) Dos armários de seda tirou as roupas. e) Das roupas de seda tirou o armário. Página 3 de 10 6. (Ufu 2015) O anúncio publicitário, produzido por uma revista para divulgar seus blogs, dialoga com outro texto. Considerando essa informação, a) indique que texto é esse e explique o processo de intertextualidade que se estabelece entre ele e o anúncio publicitário. b) explique de que maneira a linguagem não verbal do anúncio publicitário contribui com o diálogo estabelecido entre os dois textos. 7. (Fuvest 2015) Leia a seguinte mensagem publicitária de uma empresa da área de logística: A gente anda na linha para levar sua empresa mais longe Mudamos o jeito de transportar contêineres no Brasil e Mercosul. Através do modal ferroviário, oferecemos soluções logísticas econômicas, seguras e sustentáveis. a) Visando a obter maior expressividade, recorre-se, no título da mensagem, ao emprego de expressão com duplo sentido. Indique essa expressão e explique sucintamente. b) Segundo o anúncio, uma das vantagens do produto (transporte ferroviário) nele oferecido é o fato de esse produto ser sustentável. Cite um motivo que justifique tal afirmação. Texto para a(s) questão(ões) a seguir Eram tempos menos duros aqueles vividos na casa de Tia Vicentina, em Madureira, subúrbio do Rio, onde Paulinho da Viola podia traçar, sem cerimônia, um prato de feijoada - comilança que deu até samba, No Pagode do Vavá . Mas como não é dado a saudades (lembre-se: é o passado que vive nele, não o contrário), Paulinho aceitou de bom grado a sugestão para que o jantar ocorresse em um dos mais requintados italianos do Rio. A escolha pela alta gastronomia tem seu preço. Assim que o sambista chega à mesa redonda ao lado da porta da cozinha, forma-se um círculo de garçons, com o maître à frente. [...] Paulinho conta que cresceu comendo o trivial. Seu pai viveu 88 anos à base de arroz, feijão, bife e batata frita. De vez em quando, feijoada. Massa, também. Mas nada muito sofisticado. Página 4 de 10 Com exceção de algumas dores de coluna, aos 70 anos, goza de plena saúde. O músico credita sua boa forma ao estilo de vida, como se sabe, não dado a exageros e grandes ansiedades. T. Cardoso, Valor, 28/06/2013. Adaptado. 8. (Fgvrj 2015) Tendo em vista o contexto, pode ser lida em duplo sentido a palavra sublinhada na seguinte frase do texto: a) Mas como não é dado a saudades. b) Paulinho aceitou de bom grado a sugestão. c) A escolha pela alta gastronomia tem seu preço. d) forma-se um círculo de garçons, com o maître à frente. e) O músico credita sua boa forma ao estilo de vida. 9. (Espm 2014) A graça da tira decorre: a) da existência de ruído na comunicação efetuada pela esposa Helga e não entendida pelo amigo Ed Sortudo. b) de uma fala inabitual de Helga que, ao dirigir-se diretamente ao próprio marido, refere-se às qualidades de uma terceira pessoa. c) do não entendimento de um discurso ambíguo bastante comum, no qual se dirige à própria pessoa, questionando-a como se fosse uma outra. d) da diferença do nível de linguagem usado pelo emissor para se dirigir aos interlocutores, fato que fez sugerir a existência de dois maridos. e) da dificuldade de compreensão, por parte do amigo Ed Sortudo, devido aos traços de informalidade no discurso de Helga. 10. (Insper 2014) O excerto a seguir faz parte de um anúncio publicitário de uma edição especial da revista Superinteressante, que abordava o tema A ciência dos clones. A organização sintática de uma das frases que estão dentro do círculo permite dar a ela duas diferentes interpretações. Essa ambiguidade ocorre, porque a expressão sem sexo tanto pode se referir a quanto a. A alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado acima é: Página 5 de 10 a) revolução, fazer b) entender, fazer c) revolução, filhos d) filhos, fazer e) fizeram, fazer 11. (Fgv 2014) Examine o seguinte texto, extraído de uma matéria jornalística: Segundo estudos da USP, por ano, 50 milhões de raios caem no país. Especialistas dizem que numa tempestade a pessoa deve evitar lugares altos e abertos, como campos de futebol e ficar sob árvores, dentro de mar ou piscina. Folha de S. Paulo, 07/01/2012. Tendo em vista sua finalidade comunicativa, pode-se apontar, nesse texto, o defeito da a) ambiguidade. b) redundância. c) prolixidade. d) inadequação léxica. e) mistura de variedades linguísticas. Leia a tirinha abaixo, na qual aparecem Mafalda e seu pai, e responda a(s) questão(ões). O contexto é a Argentina da década de 70 ou 80 do século passado. 12. (G1 - ifsc 2014) Assinale a afirmação CORRETA. a) O humor da tirinha se baseia, em parte, na polissemia da palavra campo, que aparece com sentidos diferentes no segundo e no quarto quadrinhos. b) No quarto quadrinho, a palavra vaca deve ser entendida necessariamente como o animal, não sua carne. c) O texto faz uma crítica à formação deficiente dos profissionais argentinos, que são exportados para o exterior como matéria-prima, sendo comparados por Mafalda a carne de vaca. d) A pergunta final de Mafalda é descabida, uma vez que as vacas não vão para o exterior estudar como os profissionais argentinos. e) Na afirmação inicial de Mafalda, de que todo mundo que se forma vai embora para o estrangeiro, entrevê-se uma crítica negativa à qualidade do sistema educacional argentino. 13. (Uepb 2013) Leia a piada e marque a alternativa correta: O marido, ao chegar em casa, no final da noite, diz à mulher, que já estava deitada, - Querida, eu quero amá-la. A mulher, que está dormindo, com a voz embolada, responde: A mala... ah! Não sei onde está, não. Use a mochila que está no maleiro do quarto de visitas. - Não é isso, querida, hoje vou amar-te. Página 6 de 10 - Por mim, você pode ir até Júpiter, Saturno e até ao raio que o parta, desde que me deixe dormir em paz... a) A ambiguidade mostrada no texto se dá apenas no nível semântico. b) A piada chama a atenção para o uso incorreto dos oblíquos. c) O sentido do texto foi prejudicado pela fusão do uso de você e tu na pessoa do discurso. d) A confusão do sentido se deu em razão do equívoco no uso dos oblíquos, pois o adequado seria o termo lhe. e) O humor da piada consiste no jogo fonético/semântico causado pelo uso dos pronomes oblíquos. REINO UNIDO PODE TAXAR FAST FOOD CONTRA OBESIDADE O Reino Unido estuda cobrar taxa de empresas de fast food para financiar instalações esportivas e o combate à obesidade. Segundo um relatório, a obesidade no país cresceu quase 400% em 25 anos, e, se continuar aumentando, pode superar o cigarro como maior causa de mortes prematuras. Governo e empresas locais têm sido criticados por não combaterem o problema. (Folha de S. Paulo, 7/06/2004) 14. (Ita 2005) A manchete apresenta ambiguidade sintática, que é desfeita pelo conteúdo do texto. a) Quais as interpretações sugeridas pela manchete? b) Qual dessas interpretações prevalece na notícia? AUTO-ESTIMA Fiz a cirurgia com 16 anos. Não fiz pelas outras pessoas, fiz para me olhar no espelho e me sentir bem (...) Eu sinto como se o meu corpo tivesse absorvido o silicone, como se o peito fosse meu mesmo. E é: meu pai pagou e ele é meu. C. S., 17, sobre cirurgia plástica que fez nos seios, ontem na Folha. (Folha de S. Paulo, ) 15. (Ufscar 2005) Observe as duas últimas linhas do texto e responda às questões a seguir. a) Em tese, a última frase desse texto - C. S., 17, sobre cirurgia plástica que fez nos seios, ontem na Folha - poderia apresentar dois sentidos. Quais são eles? b) Qual desses dois sentidos é, automaticamente, descartado pelos leitores do jornal e por que é descartado? Página 7 de 10 Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Na primeira ocorrência, o verbo deve apresentar-se no plural (podem) para concordar com o sujeito composto ( Autocontrole e disciplina sem preparação adequada ). Na segunda, à locução prepositiva devido a, não deve ser acrescido o artigo definido a, já que o termo regido, o pronome demonstrativo essa, não o permite. Na terceira, é correto o uso do pronome relativo que, pois estabelece referência com o seu antecedente ( categoria de ioga ). Assim, é correta apenas a opção [B]. Resposta da questão 2: [D] Resposta da questão 3: [D] Em [D], ao deslocar o adjunto via computador para antes da explicação que está nos Estados Unidos , cria-se uma má interpretação, já que a oração que está nos Estados Unidos deixa de se referir ao primo e passa a se referir ao computador . Resposta da questão 4: [A] Na frase Ex-presidente recorreu ao Comitê da ONU acusando o juiz de violar seus direitos., a ambiguidade ocorre quanto ao uso do pronome possessivo seus, que pode referir-se ao expresidente, ao Comitê da ONU ou ao juiz. Resposta da questão 5: [B] [A] Incorreta: essa frase está ambígua, pois é possível ler que tanto as roupas podem ser de seda, quanto os armários podem ser de seda. [C] Incorreta: essa frase está com o seu sentido alterado, uma vez que na frase original as roupas são de seda, e não os armários; e nessa frase entende-se que os armários são de seda. [D] Incorreta: nessa frase também se entende que os armários são feitos de seda, ao passo que o sentido original era que as roupas são feitas de seda. [E] Incorreta: essa frase está com seu sentido alterado, já que coloca que ela tirou o armário de dentro das roupas de seda, quando na verdade o que a frase original dizia era que as roupas de seda foram tiradas de dentro do armário. Resposta da questão 6: a) O anúncio publicitário dialoga com a colocação de Lavoisier: Na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. b) A linguagem não verbal aponta para duas teclas do computador unidas, representando um atalho para o recurso de copiar dados. Ambas, unidas, são alvo de crítica, representada pelo pejorativo arremesso de objetos. Resposta da questão 7: a) Para maior expressividade a palavra linha traz uma ambiguidade bastante pertinente, mencionando a expressão andar na linha que quer dizer fazer tudo de maneira correta e a ideia de linha de trem, já que a empresa oferece transportes em containers via férrea. Página 8 de 10 b) Hoje sustentável ganhou um significado a mais, quer dizer de toda forma de trabalho que não prejudica o meio ambiente, o que acontece com os trens, eles não poluem o ar como outros meios de transporte e também são mais baratos. Resposta da questão 8: [C] A palavra preço pode ser interpretada, no contexto, como valor em dinheiro a ser pago por uma mercadoria ou serviço. Paga-se caro pela alta gastronomia, já que se trata de uma alimentação mais sofisticada. Também pode ser interpretada como consequência a punição ou a recompensa por algo. No caso, a consequência é Paulinho da Viola ver-se cercado pelos garçons e o maître: Assim que o sambista chega à mesa redonda ao lado da porta da cozinha, forma-se um círculo de garçons, com o maître à frente. Resposta da questão 9: [C] Ed Sortudo não compreende que Helga se dirige ao marido em 3ª pessoa, mesmo estando presente na cena, o que é confirmado pelo olhar que Hagar lança ao amigo. Resposta da questão 10: [D] [A] A ambiguidade gerada pela expressão sem sexo não se refere ao vocábulo revolução. [B] A ambiguidade gerada pela expressão sem sexo não se refere ao vocábulo entender, apenas ao verbo fazer. [C] A ambiguidade gerada pela expressão sem sexo não se refere ao vocábulo revolução. [D] Correta. A ambiguidade gerada pela expressão sem sexo refere-se, indesejavelmente, ao vocábulo filhos, em que é possível considerar a seguinte oração: filhos sem sexo, resultando em uma ideia absurda. No entanto, a expressão sem sexo ta
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks