Slides

Isoladas de História (04)

Description
1. ISOLADAS DE HISTÓRIA (04) Prof. Carlos Bidu 2. Filmes e séries 3. A sociedade medieval era dividida entre aqueles…. 4. QUE LUTAVAM 5. OS NOBRES ERAM OS ÚNICOS QUE…
Categories
Published
of 67
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. ISOLADAS DE HISTÓRIA (04) Prof. Carlos Bidu
  • 2. Filmes e séries
  • 3. A sociedade medieval era dividida entre aqueles….
  • 4. QUE LUTAVAM
  • 5. OS NOBRES ERAM OS ÚNICOS QUE PODIAM RECEBER FEUDOS.
  • 6. A NOBREZA DIVIDIA-SE EM VÁRIOS GRAUS DE IMPORTÂNCIA, DETERMINADA PELO TÍTULO DO NOBRE: CONDE,DUQUE, MARQUES E CAVALEIRO.ESSES TITULOS PASSAVAM DE PAI PARA FILHO
  • 7. O REI ERA O MAIS IMPORTANTE DOS NOBRES.
  • 8. EM TEMPOS DE PAZ ERA PROMOVIDOS TORNEIOS QUE SIMULAVAM COMBATES
  • 9. COM O PASSAR DO TEMPO A IGREJA CRIOU REGRAS PARA ESSES TORNEIOS, A FIM DE EVITAR PERDAS DE VIDAS E DESTRUIÇÃO DAS PLANTAÇÕES.
  • 10. QUE ORAVAM
  • 11. OS QUE ORAVAM • O CLERO DIVIDIA-SE EM DOIS GRUPOS PRINCIPAIS: O ALTO CLERO E O BAIXO CLERO. • O ALTO CLERO ERA FORMADO, EM SUA MAIORIA POR PESSOAS NASCIDAS NAS FAMÍLIAS NOBRES. • SEUS MEMBROS TINHAM MUITO PODER E TERRAS E ASSUMIAM AS SEGUINTES TAREFAS:
  • 12. O ALTO CLERO ERA FORMADO, EM SUA MAIORIA POR PESSOAS NASCIDAS NAS FAMÍLIAS NOBRES
  • 13. POR SEREM CONSIDERADOS INTERMEDIÁRIOS ENTRE OS HOMENS E DEUS, ERAM RESPONSÁVEIS POR CONDUZIR AS ALMAS NO CAMINHO DA SALVAÇÃO
  • 14. AO BAIXO CLERO, CABIA O TRABALHO BRAÇAL NAS PARÓQUIAS E O ATENDIMENTO AOS POBRES E NECESSITADOS
  • 15. QUE TRABALHAVAM
  • 16. O SERVO, OU SERVO DA GLEBA, ERA A PRINCIPAL FORÇA DE TRABALHO DO SISTEMA FEUDAL.
  • 17. EM TROCA DE PROTEÇÃO E DO USUFRUTO DA TERRA, O SERVO DEVIA CULTIVAR OS TERRENOS RECEBIDOS E AS TERRAS PESSOAIS DO SENHOR.
  • 18. ALÉM DISSO PAGAVA IMPOSTOS E FAZIA VÁRIAS OUTRAS TAREFAS COMO CONSERTAR PONTES, ESTRADAS, ETC.
  • 19. IGREJA MEDIEVAL Prof. Carlos Benjoino
  • 20. • A igreja durante o feudalismo ficou mais poderosa ainda; • Como era praticamente a única instituição existente e presente por toda Europa passou a dominar o mundo cristão e a controlar as pessoas tanto no âmbito publico quanto privado. 20
  • 21. • No século XII surge o Tribunal do Santo Oficio ou Tribunal da Inquisição, responsável de punir todos que estiverem contra ou atentassem a Igreja. Santo Ofício - Inquisição
  • 22. Auto-de-fé - Julgamentos • Os hereges, aqueles que vão contra ou negam o dogma da igreja, acabavam sofrendo um processo judicial, chamado de Auto-de-fé, um jogo de cartas marcadas, onde acabava sendo punido. Após uma longa serie de torturas o destino final poderia ser a fogueira.
  • 23. Heresias • Dentre os grupos hereges que podemos destacar temos os: • Albigenses (não aceitavam a autoridade do Papa) e os • Valdenses (questionavam o luxo do clero).
  • 24. A BAIXA IDADE MÉDIA (SÉC. XI a XV) E AS CRUZADAS • Baixa Idade Média: período de transição para a Idade Moderna; • Característica mais importante: declínio e desagregação gradual do feudalismo devido: ** às Cruzadas ** ao Renascimento Comercial e Urbano
  • 25. 1. Conceito • Cruzadas foram expedições militares organizadas pelos cristãos do Ocidente para libertar a Terra Santa dos infiéis (muçulmanos) AS CRUZADAS
  • 26. 2. Causas econômicas • A busca de riquezas pelos que não tinham direito à herança; • O desejo de acesso às especiarias; • A intenção das cidades (Gênova, Veneza, Pisa e outras) de dominar o Mediterrâneo Oriental.
  • 27. 3. Causas religiosas • Costume de peregrinação à Terra Santa; • A proibição dos turcos seldjúcidas de os cristãos visitarem a Terra Santa; • A convocação do Papa Urbano II, no Concílio de Clermont, de retomada da Palestina;
  • 28. 4. As principais cruzadas • 1ª : a Cruzada dos Cavaleiros (1096-99): tomou Jerusalém e fundou vários reinos cristãos no Oriente; • 3ª : a Cruzada dos Reis: resultou na paz com o sultão Saladino pela qual os cristãos poderiam visitar Jerusalém;
  • 29. Porque as pessoas participavam dessas Cruzadas? • As cruzadas são vistas como uma "válvula de escape" para a crise provocada pela marginalização sócio econômica. Milhares de europeus marcharam em direção à "Terra Santa" obedecendo ao chamado da Igreja Católica, mas ao mesmo tempo, movidos pelo interesse na possibilidade de saque ou de conquista de terras.
  • 30. 5. Conseqüências das Cruzadas • Terra Santa continuou em mãos dos turcos; • Aumento do comércio do Oriente com o Ocidente => • Renascimento comercial e urbano => • Extinção do sistema feudal • Surgimento da burguesia
  • 31. RENASCIMENTO COMERCIAL • Reconquista do comércio do Mediterrâneo com as cruzadas; • Desenvolvimento do comércio na região de Flandres, nos mares do Norte e Báltico • Surgimento de rotas terrestres e fluviais ligando o sul e norte da Europa. Nos pontos de encontro criaram-se as Feiras (Champagne (França) e Colônia (Alem.) • Reaparecimento da moeda, bancos... • Séc. XII: surgimento das hansas ou ligas: (associações de cidades do N Europeu; ex.: Liga Hanseática (Alem.)
  • 32. RENASCIMENTO URBANO • Na Baixa Idade Média surgiram os burgos (cidades) em redor dos castelos dos senhores feudais e outras formas; • Seus habitantes: a burguesia; • Precárias condições de saúde e higiene; • Cobrança de tributos pelo senhor feudal; • A luta pela independência das cidades conhecido como movimento comunal; • Comunas: cidades com carta de franquia
  • 33. A CULTURA MEDIEVAL • Filosofia ** influenciada pelo Cristianismo; ** confunde-se com a teologia; ** S. Agostinho: visão pessimista em relação à natureza humana ** Escolástica: conciliação entre a razão e da fé; ** S. Tomás de Aquino, o maior escolástico; condena usura;
  • 34. • Arquitetura: manifestada nas igrejas. • Estilos arquitetônicos: ** românico (romano): maciço, pesado, de linhas simples, com arcos horizontais, sombrio; ** gótico: leve, gracioso, decorado com pinturas e esculturas, colorido, com altas torres se projetando para o céu.
  • 35. AS CRISES DO SÉC. XIV NA EUROPA • A Grande Fome (1315-17) provocada pelas más colheitas e pelo aumento da população; desorganizou a vida urbana; • A Peste Negra ou Bubônica (1347-50): trazida do Oriente, disseminada pelas más condições de higiene e alimentação. • A Guerra dos Cem Anos (1337-1453): confronto entre França e Inglaterra. ** causas: disputas pelo trono francês e pela região de Flandres, rica na produção de tecidos; ** efeitos: destruição da agricultura, das feiras e do comércio centro-europeu (ex.: rota de Champagne).
  • 36. REFORMA PROTESTANTE
  • 37. • A reforma religiosa ocorreu no século XVI. • Foi um movimento de ruptura da Igreja Católica, que deu origem a outras igrejas cristãs. • A reforma aconteceu, inicialmente, em três países: - Alemanha - Suíça - Inglaterra
  • 38. • Fatores da Reforma Religiosa: – A venda de indulgências pela Igreja Católica. – A venda de “relíquias sagradas”. – A imoralidade da vida dos padres, bispos e papas. – A liberação da prática da USURA, proibida pela Igreja Católica. – A adoração a imagens. • Principais reformadores: – Martinho Lutero (1483-1546) – Alemanha – João Calvino (1509-1564) – Suíça – Henrique VIII (1509-1547) - Inglaterra
  • 39. LUTERO • Martinho Lutero foi um monge alemão. • Ele foi o primeiro reformador a ter sucesso. • Lutero questionava a ação da igreja, fazendo duras críticas à venda de indulgências, de relíquias sagradas e a simonia. • Colocou estas e outras críticas nas suas 95 teses.
  • 40. • Foi expulso da Igreja e excomungado pelo papa. • Lutero, com a proteção dos nobres alemães, fundou a Igreja Luterana Alemã. • Foi o primeiro a traduzir a Bíblia para uma língua nacional popular (o alemão).
  • 41. JOÃO CALVINO • Desenvolveu suas idéias religiosas na Suíça. • Segundo o calvinismo, as pessoas nasciam predestinadas à salvação. • Podia-se reconhecer um predestinado pelas seguintes qualidades: trabalhador, poupador, seguidor da Bíblia. • Ao reconhecer as virtudes do trabalho, o lucro e a prosperidade material teve um grande apoio da Burguesia.
  • 42. HENRIQUE VIII • Henrique VIII, rei da Inglaterra, fez a reforma anglicana. • Ele rompeu com a Igreja Católica para poder se separar e casar novamente. • No entanto, sua real intenção era confiscar as terras e os bens da Igreja para poder fortalecer a monarquia e consolidar seu poder. • No anglicanismo (Igreja Anglicana), o rei (ou rainha) é chefe da igreja.
  • 43. • Henrique VIII casou-se seis vezes. 1 - Catarina de Aragão: foi banida da corte e morreu de tristeza 2 - Ana Bolena: foi acusada de traição e executada 3 – Jane Seymour: morreu de parto 4 - Ana Cleves: divorciou-de dela depois de seis meses. 5 – Catarina Howard: traiu o rei e foi executada. 6 – Catarina Parr: Ficou viúva
  • 44. A REAÇÃO DA IGREJA • A Igreja Católica reagiu à reforma através do CONCÍLIO DE TRENTO. • O Concílio de Trento foi uma reunião de todos dos líderes da Igreja Católica em busca de soluções para a impedir a expansão do protestantismo. • Dentre as medidas tomadas pela Igreja, destacam-se:
  • 45. - Manter os dogmas da Igreja, os sete sacramentos e a hierarquia do clero. - Confirmar o celibato. - Acabar com os abusos (indulgências, venda de relíquias, simonia, etc) - A criação da Companhia de Jesus.
  • 46. • A Reforma Religiosa provocou três importantes transformações: – Quebrou a unidade da Igreja Católica – Pôs em dúvida a autoridade do Papa – Negou dogmas religiosos • Fatores do sucesso da Reforma: – Espírito crítico da burguesia – Política nacionalista dos reis – Problemas internas da Igreja Católica
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks