Slides

Israel e Palestina

Description
1. INTRODUÇÃO ã Israel e Palestina fazem parte do Oriente Médio, tal denominação foi dada ao exército britânico, este comandava o Egito durante a II Guerra…
Categories
Published
of 70
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. INTRODUÇÃO • Israel e Palestina fazem parte do Oriente Médio, tal denominação foi dada ao exército britânico, este comandava o Egito durante a II Guerra Mundial. • Cananeus, Israelitas, Fenícios e Filisteus viviam no Oriente Médio séculos antes do advento do Islã, numa região denominada Crescente Fértil.
  • 2. INTRODUÇÃO • O Crescente Fértil era composto por Israel, Líbano e Cisjordânia. • Séc. XIII a.C – israelitas conquistaram Canaã, ao sul do crescente, onde viviam cananeus e jebuseus, formaram um reino ao norte(Israel) e outro ao sul (Judá). • 300 anos depois seriam unificados pelo rei Davi, tendo Jerusalém como capital. • 586 a.C - enfraquecido por disputas internas, o reino de Israel foi conquistado por Nabucodonosor, rei da Babilônia.
  • 3. INVASÕES BÁRBARAS - BATALHAS ENTRE PERSAS E BISANTINOS
  • 4. DIÁSPORA • Comunidades de judeus que vivem fora de Israel. • Início: exílio para a Babilônia - Nabucodonosor (586aC). • Séculos XIX e XX: emigraram da Europa central e oriental para a América do Norte. • Depois da II Guerra Mundial: judeus de diversos lugares emigraram para Israel.
  • 5. O JULGO DOS JUDEUS NA BABIBLÔNIA NABUCODONOSOR
  • 6. CRONOLOGIA HISTÓRICA • 10 a.C – Israelitas • 8 a.C – Assírios • 7 a.C – Babilônios • 6 a.C – Persas • 4 a.C – Macedônios • 1 d.C – Romanos • 5 – Bizantinos (Cont. do Império Romano – Constantinopla) • 7 – Califado Islâmico • 13 – Império Mongol • 16 – Império Otomano • 20 – Potências Ocidentais
  • 7. ESPECIAL IMPORTÂNCIA À LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA DA JUDÉIA (JUDEUS)
  • 8. 700 D.C – REGIÃO CONQUISTADA PELOS MUÇULMANOS
  • 9. DISPUTA • 637 – Nova potência: Islã 1096 – Cruzadas: retomada da Terra Santa 1187 – Muçulmanos retomam Jerusalém
  • 10. NOVA POTÊNCIA: ISLÃ • Quase mil anos entre o declínio do Império Romano e o advento da Modernidade (período após o iluminismo europeu séc. XVIII), o Islã esteve na dianteira do progresso humano. • Principal potência econômica e comercial do planeta; vanguarda nas artes e nas ciências.
  • 11. REGIÃO DA PALESTINA: ÁREA DOMINADA PELA CULTURA ÁRABE
  • 12. SIONISMO • Theodor Herzl, fundador • Fato marcante: expulsão de 140 mil judeus da Rússia (década de 1880), os remanescentes fundaram o movimento "Os amantes de Sion*“. • Sião também é toda terra de Israel entre o Mediterrâneo e o Jordão. • Aumento da população judaica na Palestina em função das perseguições nos outros países. *Antigo nome judaico de Jerusalém
  • 13. SIONISMO • A maior realização sionista foi a efetiva criação do Estado de Israel em 1948. • 1974 – fundado o grupo religioso sionista Gush Emunim: apoia a expansão dos assentamentos judeus nos territórios ocupados.
  • 14. HOLOCAUSTO Uma passagem para os campos da morte Durante a II Guerra Mundial, à medida que os nazistas conquistavam países europeus, milhões de judeus eram assassinados ou confinados em campos de concentração. Quando terminou o conflito, os nazistas haviam eliminado mais de seis milhões de judeus. Deutsch Collection
  • 15. CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO Campos de concentração Durante a II Guerra Mundial, os nazistas aprisionaram entre 7 e 8 milhões de pessoas (em sua maioria judeus europeus) em 22 campos de concentração. Alguns foram assassinados por pelotões de fuzilamento, outros morreram de inanição ou como conseqüência de experiências realizadas por médicos e cientistas alemães. A maioria, contudo, morreu nas câmaras de gás. Em 1945, quando as forças aliadas liberaram os campos, encontraram milhares de cadáveres sem enterrar espalhados. A maioria dos sobreviventes sofria de alguma doença ou de desnutrição. Archive Photos
  • 16. DIVISÃO DE TERRITÓRIO • Muitos judeus foram para a Palestina, agora chamada de ISRAEL. Para evitar conflitos - ideia de dividir Israel em dois Estados: um ÁRABE e outro JUDEU. • Árabes não aceitaram a ideia de dividir o território com um povo que acabara de chegar após dois mil anos longe.
  • 17. 1948: JUDEUS DECLARARAM INDEPENDÊNCIA DE ISRAEL - FORAM ATACADOS POR PAÍSES ÁRABES VIZINHOS, SOLIDÁRIOS AOS PALESTINOS: EGITO, SÍRIA, LÍBANO E IRAQUE.
  • 18. Refúgio: Cisjordânia (Jordânia), Faixa de gaza (Egito) e outros países (Ex.: Líbano)
  • 19. OLP PASSOU A ATACAR REPENTINAMENTE O ESTADO DE ISRAEL
  • 20. 1967: RESPOSTA DE ISRAEL AOS ATAQUES PALESTINOS – TOMOU CISJORDÂNIA, FAIXA DE GAZA E AS COLINAS DE GOLÃ GUERRA DOS SEIS DIAS
  • 21. 1970: YASSER ARAFAT COMANDA ATAQUES A CIDADES DE ISRAEL
  • 22. ATAQUES DE ISRAEL CONTRA FAIXA DE GAZA
  • 23. ATAQUE DE ISRAEL CONTRA COMBOIO DE AJUDA HUMANITÁRIA
  • 24. 1977: EGITO, NA PESSOA DE ANUAR SADAT, APROXIMA-SE DOS EUA E ISRAEL 1979: Israel devolve o Sinai ao Egito e EUA ampliam sua área de influência, além de oferecer investimentos aos Egito – ACORDOS DE CAMP DAVID
  • 25. HISTÓRICO DO CONFLITO • Hebreus conquistam a Palestina por volta de 1200 a.C. e a dominam até aproximadamente 587 a.C. quando sucessivas invasões estrangeiras dão inicio à diáspora da população judaica; • 638: região conquistada pelos árabes, inserindo o islamismo; • 1896: Movimento Sionista • Declaração Balfour em 1917 – favorecia a criação do Estado de Israel na Palestina; • 14 de maio de 1948: o Estado de Israel é criado; • 15 de maio de 1948: (Primeira Guerra Árabe-Israelense) Israel atacado por Egito, Síria, Arábia Saudita, Jordânia, Iraque e Líbano - Vitoria de Israel, que fica com 75% do território palestino; • 1956: Guerra entre Israel e Egito; • 1967: Guerra dos Seis Dias; • 1970: “Setembro Negro”; • 1973: Guerra do Yom Kippur • 1985: Formação do Hezbollah; • 1987 - 1992: Intifada.
  • 26. HISTÓRICO DO CONFLITO • 1993 – Tratado de Paz de Oslo – Criação da Autoridade Nacional Palestina; • Novo Primeiro-Misitro israelense, Binyamin Netanyahu, acentua os conflitos na região com seus três “nãos”(sem reconhecimento, sem paz e sem negociações); • Tratado de Camp David (Tratado de Paz Israel – Egito) • Segunda Intifada, no ano 2000;
  • 27. 1980: A OLP É QUESTIONADA POR NÃO CONSEGUIR DAR TERRA E LIBERDADE AOS PALESTINOS
  • 28. TERRORISTAS ÁRABES MATAM ANUAR SADAT COMO VINGANÇA PELO ENTENDIMENTO ENTRE EGITO E ISRAEL
  • 29. HAMAS, HEZBOLLAH E FATAH
  • 30. HEZBOLLAH • É uma organização política e militar dos muçulmanos xiitas do Líbano, criada em 1982 no contexto da invasão de Israel ao sul do Líbano. Desde 2005 o Hezbollah conta com catorze deputados na Assembleia Nacional do Líbano. O secretário-geral da organização é o xeque Hassan Nasrallah, que ocupa este cargo desde 1992. •
  • 31. FATAH O Movimento de Libertação Nacional da Palestina, conhecido como Al-Fatah ou Fatah (que significa conquista), é uma organização política e militar, fundada em 1959 pelo engenheiro Yasser Arafat e Khalil al-Wazir (Abu Jihad). Os membros desse grupo defendiam a luta armada e o uso do terrorismo para expulsar Israel dos territórios ocupados. A Fatah ocupou o Conselho Revolucionário da OLP, atuando como seu braço armado. Atualmente possui o presidente da Palestina, Mahmoud Abbas.
  • 32. HAMAS • O Hamas é um movimento político Palestino, cuja sigla designa o Movimento de Resistência Islâmica, ou seja, luta contra a existência do Estado de Israel. • Criado, em 1987 na cidade de Gaza, a qual situa-se na Faixa de Gaza, preconiza a luta contra Israel, por todos os meios, visando a libertação da Palestina "... desde o Rio Jordão até o mar".
  • 33. HAMAS: PREGA A LUTA INCESSANTE CONTRA ISRAEL, INCLUSIVE COM ATAQUES SUICIDAS
  • 34. RELEVÂNCIA POLÍTICA
  • 35. POSSUI IMPORTANTE REDE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL QUE AJUDA FAMÍLIAS PALESTINAS CARENTES
  • 36. 1990: OLP E YASSER ARAFAT PERDEM FORÇA. PERDE APOIO DA URSS (FIM EM 1991) E DOS PAÍSES ÁRABES (PROBLEMAS INTERNOS)
  • 37. * OLP: comprometia reconhecer o Estado de Israel e a não mais atacá-lo *ISRAEL: reconhecia a OLP e dava autonomia nos territórios de Gaza e Cisjordânia (quanto menos ataques a Israel, mais terras concedidas na Cisjordânia)
  • 38. 1995: ASSASSINATO DE ITZHAK RABIN, PRIMEIRO-MINISTRO DE ISRAEL, POR UM JOVEM JUDEU CONTRÁRIO A APROXIMAÇÃO COM OS PALESTINOS Yigal Amir, o estudante ortodoxo que matou o premiê Yitzhak Rabin
  • 39. AUMENTO DAS TENSÕES E DEMORA NAS CONCESSÕES DE TERRAS AOS PALESTINOS (MAIS REVOLTA)
  • 40. 2002: MORTE DO LÍDER PALESTIN O YASSER ARAFAT
  • 41. CONTINUIDADE DOS ATAQUES SUICIDAS CONTRA ISRAELENSES
  • 42. ATUALMENTE...
  • 43. Mais de 3 milhões de palestinos querem voltar e são impedidos por Israel
  • 44. “ UMA VEZ QUE AS GUERRAS NASCEM NO ESPÍRITO DOS HOMENS, É NO ESPÍRITO DOS HOMENS QUE SE DEVEM ERGUER AS DEFESAS DA PAZ.” ( ARCHIBALD MCLEISH )
  • 45. CHARGE
  • 46. 12 JUNHO 2014 • A escalada de violência que começou em junho deste ano entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza é o terceiro conflito do tipo desde que o grupo islâmico passou a controlar a região, em 2007. • Sequestro e morte de 3 adolescentes israelenses na Cisjordania;
  • 47. RETALIAÇÃO • Adolescente palestino é encontrado morto em Jerusalém Oriental. • A essa altura, Israel já respondia aos foguetes disparados por ativistas palestinos da Faixa de Gaza em direção ao país. Em 8 de julho, após intenso bombardeio contra o sul de Israel, o Estado judeu passou para os ataques aéreos contra Gaza.
  • 48. JUSTIFICATIVAS • Além das mortes dos adolescentes, Israel justifica seus ataques como respostas aos foguetes disparados pelo Hamas em direção à Israel e uma forma defesa. O Estado israelense afirma ainda que o grupo islâmico esconde militantes e armas em residências da Faixa de Gaza e, por isso, precisa bombardeá-las, mesmo que isso signifique a morte de civis. Essa atitude tem refletivo de forma negativa na opinião pública interna e internacional.
  • 49. JUSTIFICATIVAS • O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse ainda que, com ou sem cessar-fogo na região, seu Exército irá completar a "missão" de destruir os túneis que os militantes palestinos contruíram sobre a fronteira com o Estado judeu.
  • 50. JUSTIFICATIVAS • Do lado palestino, somado à morte do adolescente e às prisões de integrantes do Hamas, está a insatisfação da população de Gaza, que considera abusivo o controle de Israel na região. Por causa dos bloqueios, os moradores dependem do Estado judeu para ter acesso a água, eletricidade, meios de comunicação e dinheiro. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/entenda-razoes-de- palestinos-e-israelenses-no-conflito-do-oriente-medio.html
  • 51. http://noticias.uol.com.br/internacio nal/ultimas-noticias/2014/07/31/80- dos-mortos-em-gaza-sao-civis-diz-onu- 200-mil-buscaram-refugio.htm http://g1.globo.com/videos/t/todos-os- videos/v/onu-condena-ataque-contra- escola-que-matou-dez-em-gaza- e-pede-punicao-de-responsaveis/ 3539518/
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks