Slides

Letras cifras musicais

Description
1. LIVRO DE LETRAS E CIFRASMÚSICAIS 2. ELABORAÇÃO E CRIAÇÃO:JULIO CESAR PERCICOTTY NASCIMENTOSELEÇÃO DE MUSICA:VARIOS ESTILOS MUSICAISBIBLIOGRAFIA:MÚSICAS OBTIDAS…
Categories
Published
of 99
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. LIVRO DE LETRAS E CIFRASMÚSICAIS
  • 2. ELABORAÇÃO E CRIAÇÃO:JULIO CESAR PERCICOTTY NASCIMENTOSELEÇÃO DE MUSICA:VARIOS ESTILOS MUSICAISBIBLIOGRAFIA:MÚSICAS OBTIDAS NA INTERNET E OBTIDAS DE OUVIDO
  • 3. AgoniaMongolIntr.: C G/B Gm/Bb A7 Dm Bb G7G7 C C/ESe fosse resolver iria te dizerEb° DmFoi minha agonia G7 G#°Se eu tentasse entender, por mais que eu me esforçasseG7 CEu não conseguiriaDm G7 C GmE aqui no coração eu sei que vou morrerC7 F7MUm pouco a cada diaF#° C C/E Eb° DmE sem que se perceba a gente se encontraG7 CPrá uma outra folia C (D) C/E (D/F#)Eu vou pensar que é festa, vou dançar, cantarEb° (F°) Dm (Em)É minha garantia G7 (A7) G#° (A#°) G7 (A7) C (D)E vou contagiar diversos corações com minha euforiaDm (Em) G7 (A7) C (D) Gm (Am)E a amargura e o tempo vão deixar meu corpo C7 (D7) F7M (G7M)Minha alma vaziaF#° (G#°) C (D) C/E (D/F#) Eb° (F°) Dm (Em)E sem que se perceba a gente se encontraG7 (A7) C (D)Prá uma outra folia1ª vez: INTRODUÇÃO2ª vez: E F#
  • 4. Ainda é CedoRenato Russo - Renato RochaColaboração Adriano BolzonIntr.: (Dm C Am) Dm CUma menina me ensinou AmQuase tudo que eu sei DmEra quase escravidão C AmMas ela me tratava como um rei Dm CEla fazia muitos planos AmEu só queria estar ali DmSempre ao lado dela C AmEu não tinha onde ir Dm CMas, egoísta que eu sou, AmMe esqueci de ajudar Dm CA ela como ela me ajudou AmE não quis me separar DmEla também estava perdida C AmE por isso se agarrava a mim também AmE eu me agarrava a ela C AmPorque eu não tinha mais ninguém Dm C AmE eu dizia: Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo
  • 5. Dm CSei que ela terminou AmO que eu não comecei Dm CE o que ela descobriu AmEu aprendi também, eu sei DmEla me falou: - Você tem medo C AmAí eu disse: - Quem tem medo é você DmFalamos o que não devia C AmNunca ser dito por ninguém Dmela me disse: - Eu não sei AmMais o que eu sinto por você Dm C AmVamos dar um tempo, um dia a gente se vê Dm C AmE eu dizia: Ainda é cedo, cedo, cedo, cedo, cedo
  • 6. Alegria, AlegriaCaetano VelosoIntr.: D G B7 E A B7 ECaminhando contra o vento, sem lenço, sem documento A D B7No sol de quase dezembro, eu vouE A B7 EO sol se reparte em crimes, espaçonaves, guerrilhas A D B7 EEm Cardinales bonitas, eu vou A B7 E A B7 A EEm caras de presidentes, em grandes beijos de amor A B7 A E A B7 A C#m7Em dentes, pernas, bandeiras, bomba e Brigite Bardot F#m C#m7 F# C#m7O sol nas bancas de revista me enche de alegria e preguiça B7Quem lê tanta notíciaD A D E7 AEu vou por entre fotos e nomes os olhos cheios de cores D GO peito cheio de amores vãosB7 E A EEu vou, por que não? Por que não? A B7 EEla pensa em casamento, e eu nunca mais fui à escola A D B7Sem lenço, sem documento, eu vouE A B7 EEu tomo uma coca-cola, ela pensa em casamento A D E7E uma canção me consola, eu vouE A B7 A E A B7 A EPor entre fotos e nomes, sem livros e sem fuzil
  • 7. A B7 A E A B7 A C#m7Sem fone e sem telefone no coração do Brasil F# C#m7 F# C#m7Ela nem sabe, até pensei em cantar na televisão B7O sol é tão bonitoD A D E7 AEu vou sem lenço, sem documento, nada no bolso ou nas mãos D G B7Eu quero seguir vivendo, amor E A EEu vou, por que não? Por que não? E A EPor que não? Por que não? Por que não?
  • 8. Alvorada VorazColaboração José Luís Santos Fortes Dm CNa virada do século, alvorada voraz, Dm C Dm CNos aguardam exércitos, que nos guardam da paz. Que paz! Dm AmA face do mal, um grito de horror, um fato normal, um êxtase de dor eDm AmMedo de tudo, medo do nada, medo da vida, assim engatilhadaAm Bb Am BbFardas e forças, forjam as armaçõesAm Bb AmFarsas e jogos, armas de fogo, um corte exposto, Bb CEm seu rosto amor, e eu, Dm CNesse mundo assim, vendo esse filme passar, Dm C Dm CAssistindo ao fim, vendo esse filme passarApolípticamente, como um clip de ação,Um clic seco um revólver, aponta em meu coraçãoO caso Morel, o crime da mala, Coroa-Brastel, o escândalo das jóias,E o contrabando, um bando de gente importante envolvidaJuram que não torturam ninguém, agem assim, pro seu próprio bem,São tão legais, foras da lei, e sabem de tudo,O que eu não sei, não
  • 9. AndançaDanilo Caymmi - Edmundo Souto - P. TapajósIntr.: ( A7M F7M )A7M F7M Bb7M Bm5-/7 E7Vim, tanta areia andei, da lua cheia eu sei, uma saudade imensaA7M F7M Bb7MVagando em verso, eu vim vestido de cetim, Bm5-/7 E7 A B/A Bb/ANa mão direita ro ... sas vou levarA B/AOlho a lua mansa a se derramar, ao luar descansa meu caminhar Bm7 ESeu olhar em festa se fez feliz lembrando a seresta que um dia eu fiz APor onde for quero ser seu parJá me fiz a guerra por não saber que esta terra encerra meu bemquererE jamais termina meu caminhar só o amor ensina onde vou chegarPor onde for quero ser seu parRodei de roda, andei, dança da moda eu seiCansei de ser sozinhoVerso encantado usei, meu namorado é reiNas lendas do caminho onde andeiNo passo da estrada só faço andar, tenho a minha amada a meacompanharVim de longe, léguas, cantando eu vim,Vou não faço tréguas sou mesmo assimPor onde for quero ser seu parJá me fiz a guerra ...
  • 10. AnjoRenato Correa - Dalto - Claudio RabeloIntr.: D Bm Em A7 D Bm Em A7D D7M GSe você vê estrelas demaisEm A7 F# B7Lembre que um sonho não volta atrás E7 G A7Chega perto e diz: AnjoD D7M GSe você sente o corpo colarEm A7 F# B7Solte o seu medo bem devagar E7 G A7Chega perto e diz: Anjo E7 G A7Bem mais perto e diz: AnjoBm Bm7+ Bm7 E7Se uma coisa louca sai do seu olharG D/F# G D/F#Fique em silêncio, deixa o amor entrarG D/F# E7Prá que tanta pressa de chegar Em C7 B7Se eu sei o jeito e o lugar Em A7 DSe eu sei o jeito e o lugarREPETEA7 D Bm EmAnjoAnjo
  • 11. AquarelaToquinho - Vinícius de MoraesIntr.: (G Bm7 C C/D)G Bm7 C C/DNuma folha qualquer eu desenho um sol amareloE com cinco ou seis retas é fácil fazer um casteloGiro o lápis em torno da mão e eu me dou uma luvaE se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuvaEm Em/D C FSe um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papelG Bm7 C C/DNum instante imagino uma linda gaivota a voar no céuG D/F# C/E D7Vai voando, contornando a imensa curva, norte e sulVou com ela viajando no Havaí, Pequim ou IstambulG B7 Em A7 C/D D7Pinto um barco à vela, branco, navegando, é tanto céu e mar numbeijo azulEntre as nuvens vem surgindo um lindo avião rosa e grenáTudo em volta colorindo com suas luzes a piscarBasta imaginar e ele está partindo, sereno e lindoE se a gente quiser ele vai voltarNuma folha qualquer eu desenho um navio de partidaCom alguns bons amigos bebendo de bem com a vidaDe uma América a outra eu consigo passar num segundoGiro um simples compasso e num círculo eu faço um mundoUm menino caminha e caminhando chega no muroE ali logo em frente a esperar pela gente o futuro estáE o futuro é uma astronave que tentamos pilotarNão tem tempo, nem piedade, nem tem hora de voltarSem pedir licença muda a nossa vidaE depois convida a rir ou chorarNesta estrada não nos cabe conhecer ou ver o que viráE o fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai darVamos todos numa linda passarela de uma aquarelaQue um dia, enfim, descolorirá
  • 12. Aquarela BrasileiraAm Dm Am E7 AmVejam essa maravilha de cenário, é um episódio relicário Dm E7 Am Bm E7 AmQue um artista num sonho genial, escolheu para este carnaval G C E7 Am E7E o asfalto como passarela será a tela do Brasil em forma de aquarela Am Dm Am E7 AmPasseando pelas cercanias do Amazonas conheci vastos seringais G C B7 ENo Pará, Ilha de Marajó, e a velha cabana do Timbó A7 D Bm B7 ECaminhando ainda um pouco mais deparei com lindos coqueirais Dm E Dm Am Bm E7 AmEstava no Ceará, terra de Irapuã, de Iracema e TupãE7 Am A7 DmFiquei radiante de alegria quando cheguei na Bahia G7 C B7 E7Bahia de Castro Alves, do acarajé, das noites de magia do candomblé Dm E7 Am B7Depois de atravessar as matas do Ipu assisti em Pernambuco E7 AmA festa do frevo e do Maracatu A Bm E7 A C#m Bm F#7Brasília tem o seu destaque na arte, na beleza e arquitetura Bm E E5+/7 AFeitiço de garoa pela serra, São Paulo engrandece a nossa terra A7 Em A7 DDo leste por todo o centro-oeste tudo é belo e tem lindo matiz Bm E7 AE o Rio de sambas e batucadas, dos malandros e mulatas dosrequebros febris F#7 BmBrasil, estas nossas verdes matas, cachoeiras e cascatas de coloridosutil
  • 13. D Dm C#m F#7 Dm E7 Am (Am Bm E7Am )E este lindo céu azul de anil emolduram aquarela, o meu BrasilAquarela do BrasilAry BarrosoColaboração Jordan BandeiraTom: C C6Brasil! C°Meu Brasil brsaileiro Bb7 A7Vou cantar-te nos meus versos Dm7 G7Brasil, samba que dá Dm7 G7Bamboleio, que faz gingá Dm7 G7Ó Brasil, do meu amor Dm7 G7 C7M Am7Terra de Nosso Senhor Dm G7 C7MBrasil! Brasil! Dm7 G7 C7MPra mim... Pra mim...C7M Dm G7 Dm G7Ó abre a cortina do passadoDm G7 Dm G7 Dm G7 Dm G7Tira a mãe preta do cerrado Dm G7 Dm G7 C7MBota o rei congo no congado Dm G7 Dm G7Brasil! C7M C9 B9 Bb9Brasil!
  • 14. A9 Bb7 A7Deixa... cantar de novo o trovador Bb7 A7A merencória luz da lua DmToda canção do meu amorDm7 Fm7 Em7 Dm7Quero ver "essa dona" caminhando C7M Am7 D7Pelos salões arrastando Dm G7 C7MO seu vestido rendado Dm7 G7Brasil! CM7 Am7Brasil! Dm7 G7Pra mim.... C7MPra mim.... C6Brasil! C°Terra boa e gostosa C6Da morena sestrosa Bb7 A7De olhar indiscretoDm7 G7O Brasil, samba que háDm7 G7Bamboleio, que faz gingáDm7 G7O Brasil do meu amorDm7 G7 C7M Am7Terra de Nosso Senhor Dm7 G7Brasil! C7M
  • 15. Brasil! Dm G7 C7MPra mim... Pra mim...C7M Dm G7 Dm G7 DmO esse coqueiro que dá côco G7 Dm G7 Dm G7 Dm G7 DmOi, onde amarro a minha rede G7 Dm G7 C7MNas noites claras de luar Dm G7 Dm G7Brasil! C7M C9 B9 Bb9Brasil!A9 Bb7 A7Oi estas fontes murmurantes Bb7 A7Oi onde eu mato a minha sede DmE onde a lua vem brincar Fm7 Em7 Dm7O, esse Brasil lindo e trigueiro C7M Am7 D7É o meu Brasil brasileiroDm G7 C7MTerra de samba e pandeiro Dm7 G7Brasil! C7M Am7Brasil! Dm G7 C7MPra mim... pra mim... pra mim...
  • 16. Asa BrancaLuiz Gonzaga C C7 FQuando olhei a terra ardendo C G7 CQual fogueira de São João C7 FEu perguntei a Deus do céu, ai G7 CPor que tamanha judiaçãoQue braseiro, que fornalhaNem um pé de plantaçãoPor falta dágua perdi meu gadoMorreu de sede meu alazãoAté mesmo o asa brancaBateu asas do sertãoEntão eu disse adeus RosinhaGuarda contigo meu coraçãoQuando o verde dos teus olhosSe espalhar na plantaçãoEu te asseguro não chores não, viuQue eu voltarei, viu, pro meu sertão
  • 17. Asa MorenaZé CaradípiaColaboração Jordan BandeiraTom: CIntrodução: C F/C C Bb/C Eb G4 1 2Batida: v^v^ v^v^CMe faz pequena, asa morenaC7+ G#me alivia a dor,F G#° Amaliviando a dor que mataF G4 C F C Fme faz ser teu amorGMe toma no crescerG#° Amde um beijo muito louco,D/F# Gme implodindo aos poucos G#° AMno universo a desvendar D/F# G Am Bb° G/Ba vastidão do teu amor.GMe toma sem pensarG#° Amnum gesto muito forteD/F# G G#°unindo o sul e norte do meu corpo,
  • 18. Amfrágil corpo com a maisD/F# G Am Bb° G/B REFRÃOpura emoção.GMe toma no crescerG#° Amde um beijo muito louco,D/F# Gme implodindo aos poucos G#° Amno universo a desvendar D/F# Ga imensidão do teu amorAm Bb° G/B REFRÃO CAssaltaram a GramáticaHebert ViannaIntr.: C#m E BE C#m EAssaltaram a gramática C#m AAssassinaram a lógica F#m G#m F#mMeteram poesia, na bagunça do dia-a-diaESeqüestraram a fonéticaViolentaram a métrica G#m F#m EMeteram poesia onde devia e não deviaC#m G#mLá vem o poeta com sua coroa de louroG# AAgrião, pimentão, boldo
  • 19. F#m G#m C#mO poeta é a pimenta do planetaMalaguetaO Astronauta de MármoreD. Bowie - Versão: Nenhum de NósIntr.: G DEm DA lua inteira agora é um manto negro AO fim das vozes no meu rádio A7 D F GSão quatro ciclos no escuro deserto do céuEm DQuero um machado prá quebrar o gelo AQuero acordar do sonho agora mesmo A7 F#Quero uma chance de tentar viver sem dorE D BmSempre estar lá, e ver ele voltar F#m A7Não era mais o mesmo, mas estava em seu lugar D BmSempre estar lá, e ver ele voltar F#m A A7O tolo teme a noite como a noite vai temer o fogoG D B7Vou chorar sem medo, vou lembrar do tempoEm A7 G D A DDe onde eu via o mundo azul
  • 20. A trajetória escapa o risco nuAs nuvens queimam o céu, nariz azulDesculpe estranho, eu voltei mais puro do céuA lua o lado escuro é sempre igualNo espaço a solidão é tão normalDesculpe estranho, eu voltei mais puro do céuBailes da VidaM. Nascimento - F. BrantIntr.: D D4 DD D7MFoi nos bailes da vida, ou num bar em troca de pãoAm7 CQue muita gente boa pôs o pé na profissãoC7M Em7De tocar um instrumento e de cantarA4/7 A7 DNão importando se quem pagou quis ouvir, foi assimD D7MCantar era buscar o caminho que vai dar no solD6 Am7Tenho comigo as lembranças do que eu eraC Em7Para cantar nada era longe, tudo tão bomA4/7 A7 D D D4 DTé a estrada de terra na boléia de caminhão, era simD D7MCom a roupa encharcada e a alma repleta de chãoAm7 CTodo artista tem de ir aonde o povo estáEm7 A4/7 A7Se foi assim, assim seráEm7 A4/7 A7 D D4 DCantando me disfarço e não me canso de viver nem de cantar
  • 21. FINAL: F F7M F6 Cm7 Eb7M Gm C4/7 C7 D D7M D6 Am7 C7M Em7 A4/7 A7Balada do LoucoArnaldo Batista - Rita LeeEb° C° G/B G Eb° C° G/B GDizem que sou louco por pensar assimSe eu sou muito louco por eu ser felizEm Em/D C#m7/5- CMas louco é quem me diz G C/D GE não é feliz, não é felizSe eles são bonitos, sou Alain DelonSe eles são famosos, sou NapoleãoMas louco é quem me dizE não é feliz, não é felizG7 CEu juro que é melhorG7 CNão ser o normalG7 A7 D7 C G/B Am GSe eu posso pensar que Deus sou euSe eles têm três carros, eu posso voarSe eles rezam muito, eu já estou no arMas louco é quem me dizE não é feliz, não é felizREFRÃO
  • 22. Sim sou muito louco, não vou me curarJá não sou o único que encontrou a pazMas louco é quem me dizE não é feliz, eu sou felizBandolinsOswaldo MontenegroIntr.: Gm Gm/F Em5-/7 Cm/Eb C G/B E7Am Am/G F#m7/5-Como fosse um par que nessa valsa triste Dm/F AmSe desenvolvesse ao som dos bandolins Am/G DmE como não, e por que não dizer G CQue o mundo respirava mais se ela apertava assim C7M Em Bm E7 FSeu colo e como se não fosse um tempo Dm E7 AmEm que já fosse impróprio se dançar assim Am/G F#m7/5-Ela teimou e enfrentou o mundo Dm/F Am Am/G F#m7/5- Dm/FSe rodopiando ao som dos bandolinsAm Am/G F#m7/5-Como fosse um lar, seu corpo a valsa triste iluminava Dm/F AmE a noite caminhava assim Am/G DmE como um par, o vento e a madrugada iluminavam G CA fada do meu botequim C7M Em Bm E7 F
  • 23. Valsando como valsa uma criança Dm E7 AmQue entra na roda a noite tá no fim Am/G F#m7/5-Ela valsando só na madrugada Dm/F Am Am/G F#m7/5- Dm/F (D)Se julgando amada ao som dos bandolinsBanquete dos SignosZé RamalhoIntr.: ( Dm C )DmDiscutir o cangaço com liberdadeC Am DmÉ saber da viola, da violênciaDescobrir nos cabelos inocênciaC Am DmÉ saber da fatal fertilidadeF E7 Am Am/GDescobrir a serena da naturezaF G C E7Descobrir a beleza dessa mulherD A Bm Bm/ADescobrir o que dá bonitezaG F#7 B7 A7 Dm ( Dm C )Na peleja do homem que vier, quando vierDmDescobrir o bagaço dos engenhosC Am DmNo melaço da cana mais um beijoDescobrir os desejos que não tem curaC Am DmSaracura do brejo na novena
  • 24. O Bêbado e a EquilibristaJoão Bosco - Aldir Blanc A A7M A7M/6Caía a tarde feito um viaduto Em/C# F#7 Bm7E um bêbado trajando luto me lembrou Carlitos Bm Bm7M Bm7A lua tal qual a dona do bordel E7 Bm7 E7 A7M F#7/5+ Bm7Pedia a cada estrela fria um brilho de a...lu...guelE7 A Bm7 C#m7 D7M A7M/6E nuvens lá no mata-borrão do céu Em/G F#7 Em/C# F#7 Bm7 Dm7 G7/6Chupavam manchas torturadas, que sufoco louco C#m7 F#m7 B7/6 B7/6-O bêbado com chapéu coco fazia irreverências mil Bm7 Em7/9 A7M E7Prá noite do Bra...sil, meu Brasil A A7M A7M/6Que sonha com a volta do irmão do Henfil Em/C# F7M Bm7MCom tanta gente que partiu num rabo de fogueteBm7 Bm7M Bm7Chora a nossa pátria mãe gentil E7 Bm7 E7 A7M F#7/5+ Bm7 E7Choram marias e clarisses no solo do Brasil A Bm7 C#m7 D7M A7M/6 Em/G F#7Mas sei que uma dor assim pungente não há de ser inutilmenteEm/C# F#7 Bm7 Dm7 G7/6 C#m7A espe...rança dança na corda bamba de sombrinha
  • 25. F#m7 B7/6 B7/6- Bm7 Em7/9 C#° E°E em cada passo dessa linha pode se ma...chu...carDm7 G7/6 C#m7Azar, a esperança equilibristaF#m7 B7/6 B7/6- Bm7 E7 A7MSabe que o show de todo artista tem que conti...nu...arO BecoHerbert Vianna - Bi Ribeiro - Joao BaroneColaboração Claudio T. Cardozo(Bm A)No beco escuro explode a violênciaEu tava preparadoDescobri mil maneiras de dizer o teu nomeCom amor, ódio, urgênciaOu como se não fosse nadaNo beco escuro explode a violênciaEu tava acordadoRuinas de igrejas, seitas sem nomePaixão, insônia, crença, liberdade vigiadaNo beco escuro explode a violênciaNo meio da madrugadaCom amor, com ódio, urgênciaOu como se não fosse nadaMas nada perturba o meu sono pesadoNada levanta aquele corpo jogadoNada atrapalha aquele bar ali na esquinaAquela fila de cinemaNada mais me deixa chocadoNadaBem SimplesRicardo FeghaliIntr.: E D E DG Em Bm7 C7M Bm7Tudo bem simples, tudo natural
  • 26. C7M G Am7Um amor moreno, fruto tropicalG Em Bm7 C7M Bm7Todas as cores que eu puder te dar C7M G Dm7 G7Toda a fantasia que eu puder sonharCm7 Bb7M Gm/EEu pensei te dizer essas coisas A7 D7M Am7 D7Mas prá quê, se eu tenho a música, músicaG Em Bm7Bom é bem simples C7M Bm7Sem nos complicar C7M D7 E D E DE bastante tempo prá te amarBoemiaAdelino MoreiraIntr.: Am Am DmBoemia, aqui me tens de regresso E7 Am E7E suplicante lhe peço a minha nova inscrição Am GVoltei prá rever os amigos que um dia F E E7Eu deixei a chorar de alegria, me acompanha o meu violão Am DmBoemia, sabendo que andei distante E7 A7Sei que esta gente falante vai agora ironizar Dm AmEle voltou, o boêmio voltou novamente E7 Am E7Partiu daqui tão contente, por que razão quer voltar? Am G
  • 27. Acontece que a mulher que floriu meu caminho F E E7Com ternura, meiguice e carinho, sendo a vida do meu coraçãoCompreendeu e abraçou me dizendo a sorrirMeu amor você pode partir, não esqueça o teu violãoVá rever os teus rios, teus montes, cascatasVá cantar em novas serenatas e abraçar teus amigos leaisA7 Dm AmVá embora, pois me resta o consolo e alegria E7 AmEm saber que depois da boemia é de mim que você gosta maisCanção da AméricaM. Nascimento - F. BrantIntr.: D D D D, D D9 D D C C C, Cm Cm Cm Cm G G G, C C D D D G DC/E D7 G Em7 D/F#Amigo é coisa prá se guardar debaixo de sete chavesC/E D7 G Am7 D D/C D/A D/F# G Am7 GDentro do coração, assim falava a canção que na América ouvi Em7 A7 C/E D D4 DMas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir D D/C D/A C/E D7 G C/E D D4 DMas quem ficou no pensamento voou com seu canto que o outrolembrou D D/C D/A C/E D7 G C/E D7E quem voou no pensamento ficou com a lembrança que o outrocantouC/E D7 G Em7 D/F#Amigo é coisa prá se guardar no lado esquerdo do peitoAm7 D7 C G/B Am7Mesmo que o tempo e a distância digam nãoD D/C D/A D/F# G Am7 GMesmo esquecendo a canção Em7 A7 C/E D D4 D
  • 28. E o que importa é ouvir a voz que vem do coração C/E D7 C/E D7Pois seja o que vier, venha o que vierG C/E D/F# C/E GQualquer dia, amigo, eu volto a te encontrarEm7 A7 C/E DQualquer dia, amigo, a gente vai se encontrarCanteirosFagner - Cecília MeirelesIntr.: D GD A Bm Bm/A G DQuando penso em você fecho os olhos de saudade A G F# A/B A7Tenho tido muita coisa, menos a felicidadeD A Bm Bm/A G DCorrem os meus dedos longos em versos tristes que invento A F# A/BNem aquilo a que me entrego já me traz contentamento D7 G C7 FPode ser até manhã, cedo claro feito dia Gm A DmMas nada do que me dizem me faz sentir alegria D7 Gm C7 FEu só queria ter no mato um gosto de framboesa Gm A DmPrá correr entre os canteiros e esconder minha tristeza(Dm Dm/C Dm/B Dm/Bb)Que eu ainda sou bem moço prá tanta tristezaE deixemos de coisa, cuidemos da vida,Pois se não chega a morte ou coisa parecidaE nos arrasta moço, sem ter visto a vida
  • 29. O Canto da CidadeTote Gira - Daniela MercuryIntr.: D C/D (D C/D)A cor dessa cidade sou eu, o canto dessa cidade é meu BIS DO gueto, a rua, a fé C GEu vou andando a pé D F#m C G
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks