Slides

Mecanica do solo. slide

Description
1. Seminário de Mecânica dos Solos Itabuna Setembro - 2013 2. Discentes: Igor Nascimento Moreira José Roberto Guimarães Lydia Patrícia Silva Laiana Geambastiani…
Categories
Published
of 21
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Seminário de Mecânica dos Solos Itabuna Setembro - 2013
  • 2. Discentes: Igor Nascimento Moreira José Roberto Guimarães Lydia Patrícia Silva Laiana Geambastiani Ubirajara Barbosa Docente: Totti
  • 3. PROPRIEDADES DAS PARTICULAS SÓLIDAS DO SOLO
  • 4. 1- Formação do Solo 1.1- Intemperismo: Químico Mecânico 1.2- Tipos de solos: Residuais Sedimentares ou Transportados. 1.2.1- Perfil do solo residual: Rocha Sã Rocha Fraturada Solo Residual Jovem Solo Residual Maduro
  • 5. 2- Tamanho das Partículas • Areia • Silte • Argila
  • 6. 2.1- Classificação da Textura do Solo Figura 2 – Triângulo textural (T) com as 13 classes texturais. Ao lado exemplo explicativo de como obter a classe textural. Exemplo: Qual a classe textural de um solo com 35% de argila, 32% de silte e 33% de areia?
  • 7. 2.2- Relação da Textura com Algumas Propriedades do Solo Solos arenosos Solos argilosos Menor porosidade do solo Maior porosidade do solo Menor micro e maior macroporosidade Maior micro e menor macro porosidade Baixa retenção de água Alta retenção de água Boa drenagem e aeração Drenagem lenta e pouco arejados agregados) Menor densidade do solo Maior densidade do solo Aquece rápido Aquece lentamente Resiste à compactação Maior susceptibilidade à compactação Baixa CTC Maior CTC Mais lixiviável Menos lixiviável Maior erosão Mais resistente à erosão Coesão baixa,friável Coesão elevada,firme Consistência friável quando úmido Consistência plástica e pegajosa-molhado Fácil preparo mecânico Mais resistente ao preparo(pesado) Matéria orgânica baixa e rápida decomposição Matéria orgânica média a alta e menor taxa De decomposição
  • 8. 3- O Estado do Solo 3.1- As três fases: Partículas sólidas Água Ar 3.2- Índices que correlacionam os pesos e os volumes das três fases: Umidade – Relação entre o peso da água e o peso dos sólidos. h Pa× Ps
  • 9. Índice de vazios – Relação entre o volume de vazios e o volume das partículas sólidas. É expresso pela letra e. e= Vv/Vs Porosidade – Relação entre o volume de vazios e o total. Indica a mesma coisa que o índice de vazios. É expresso pela letra n. Valores geralmente entre 30 e 70%. n= Vv/Vt
  • 10. Valores médios de densidades dos solos: - Quanto maior o teor de matéria orgânica no solo, menor a densidade relativa. - Quanto maior o teor de oxido de ferro, maior a densidade relativa. SOLO δ Pedregulho 2,65 – 2,68 Areia 2,65 – 2,68 Silte 2,66 – 2,70 Argila 2,68 – 2,80 Solo Orgânico <2,0
  • 11. Densidade real das partículas no laboratório
  • 12. Figura 3.2 – Esquema de determinação do volume do peso específico dos grãos
  • 13. Peso específico da água – Embora varie um pouco com a temperatura, adota- se sempre como igual a 10 kN/m³, a não ser em certos procedimentos de laboratório. Peso específico aparente seco- Relação entre o peso dos sólidos e o volume total. Se viesse a ficar seco e sem que houvesse variação de volume. Ys = Ps/Vt
  • 14. Peso específico aparente saturado– Peso específico do solo se viesse a ficar saturado e se isto ocorresse sem variação de volume. Expresso pelo y sat, é da ordem de 20 kN/m³. Peso específico submerso – É o peso específico efetivo do solo quando submerso. Peso específico natural menos o peso específico da água.
  • 15. 4- Formas de partículas Classificação tradicional (Caputo): A- Arredondadas B - Lamelares C - Fibrilares Arredondadas - ou de forma poliédrica. Ex.: pedregulhos, areias, siltes Lamelares - semelhantes a lamelas ou escamas. Ex.: argilas (compressibilidade e plasticidade) Fibrilares - em forma de fibras. Ex.: solos turfosos (origem vegetal)
  • 16. Outra Classificação: (Lambe) 1 - Angular 2- Sub-angular 3- Arredondadas 4- Sub-arredondadas 5- Bem arredondadas.
  • 17. Conclusão Com um estudo sistemático sobre as teorias que circundam a disciplina Mecânica dos Solos, é possível compreender e interpretar os vários materiais encontrados na investigação do solo. Considerar a terra como um material de engenharia é muito complicado, pois este, não é um material sólido coerente como o aço, por exemplo, mas é um material em partículas. É importante compreender a importância do tamanho da partícula, forma e composição, e da estrutura interna de um solo a fim de conseguir informações concretas sobre as propriedades mecânicas do mesmo
  • 18. OBRIGADO!
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks