Retail

Paulo Miguel Jr, novo presidente da ABLA, fala com otimismo sobre as perspectivas do setor para os próximos anos

Description
# JANEIRO/FEVEREIRO Paulo Miguel Jr, novo presidente da ABLA, fala com otimismo sobre as perspectivas do setor para os próximos anos TODOS OS CAMINHOS LEVAM À Nova gestão da ABLA assume com a proposta
Categories
Published
of 68
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
# JANEIRO/FEVEREIRO Paulo Miguel Jr, novo presidente da ABLA, fala com otimismo sobre as perspectivas do setor para os próximos anos TODOS OS CAMINHOS LEVAM À Nova gestão da ABLA assume com a proposta de promover unificação, consolidação e linguagem única entre as entidades representativas do setor Consulta da CNH com foto reforçará segurança para locadoras Bancos apostam na locação e ampliam aproximação com a ABLA UNIABLA apresenta calendário de cursos a distância 2 Conselho Gestor O setor de locação é um só ABLA, FENALOC e SINDLOCS atuarão cada vez mais a partir da mesma linguagem e de objetivos 100% unificados. A INTEGRAÇÃO, por mais complexa que possa parecer, está presente na história desde o início da civilização, quando os primitivos começaram a viver em grupos para ficarem mais fortes. Ainda hoje, principalmente no ambiente de negócios, a busca pela sobrevivência e pelo crescimento também passa por esse importante conceito. No aluguel de veículos também é assim. As empresas locadoras, a ABLA, FENALOC e os SINDLOCS já entraram em 2018 diante de desafios como a reforma trabalhista, a economia inconstante e as incertezas na legislação. E esses e outros fatores sem dúvida fizeram crescer em muito a importância da integração como a palavra- -chave para as entidades do nosso setor. O novo Conselho Gestor da ABLA assumiu atento a isso, já agindo para reforçar o espírito de coletividade e de colaboração que existe entre a ABLA, FENALOC e SINDLOCS. O objetivo agora é dar um impulso definitivo à integração, que já vinha ganhando muita força ao longo das ótimas gestões anteriores. Queremos avançar, a partir de um ousado e inédito projeto que batizamos de Sistema Nacional de Locação de Veículos (SNLV), para integrar financeiramente, institucionalmente e representativamente as entidades do nosso setor. Trata-se de fazer com que ABLA, FENALOC e SINDLOCS sigam mantendo seus DNAs, cada qual com suas identidades e responsabilidades, porém atuando a partir de uma só linguagem e de objetivos 100% unificados em todo o Brasil. As locadoras, os clientes e os parceiros sejam da indústria automobilística, do trade do turismo, da iniciativa privada ou dos órgãos públicos também terão muito mais facilidade e nitidez para entender que o setor de locação é um só e tem voz ativa e coerente ao trabalhar pelo crescimento da nossa atividade. Temos convicção de que o SNLV nasceu com o pé direito. Nasceu para identificar e valorizar as entidades que fazem parte do sistema de locação, ao mesmo tempo em que evita acúmulo de cargos, de funções e de objetivos. Com o SNLV, a ABLA quer tornar ainda mais claro o que cada entidade do setor faz e representa e a quem as locadoras e o mercado podem e devem recorrer diante de dúvidas ou solicitações. Além disso, a iniciativa também estimulará o ingresso de mais locadoras no associativismo, inclusive por meio da integração das ações comerciais e de trabalho in loco d e mapeamento de empresas que ainda não fazem parte das entidades na prospecção proativa de associados. Para nós, a visão de que uma locadora admitida na ABLA faça automaticamente parte do quadro das demais entidades do setor, usufruindo de condições diferenciadas para compra de veículos, produtos, serviços, capacitação e de diversos outros benefícios, não só é uma visão moderna, como também extremamente necessária. Nós já estamos encarando essa nova realidade do Brasil como uma grande oportunidade. Sabemos que as entidades setoriais precisarão prestar serviços eficazes e eficientes, a fim de manter um quadro consistente de beneficiários (e, dessa forma, sobreviverem e crescerem). Com a criação do novo SNLV, nosso setor já está dando esse importante passo a frente. Marco Aurélio Gonçalves Nazaré Vice-presidente do Conselho Nacional 3 Ano XIV N o 76 janeiro/fevereiro Entrevista Modernos conceitos e fortalecimento do setor orientam a ABLA em mais uma renovação de seu Conselho 08 Agenda Ano de 2018 traz importantes eventos para o setor de locação 14 Crédito O que os bancos reservam para as locadoras em Mobilidade Alguns insights sobre as possibilidades da locação de veículos em sintonia com o compartilhamento 19 Blindagem Brasil se torna o principal mercado para veículos blindados 20 Frota Números positivos e melhoria do quadro econômico animam o mercado automotivo 22 Capacitação UNIABLA anuncia cursos EAD destinados à qualificação dos profissionais do setor 26 Serviços Consulta da CNH com foto no banco de dados do Denatran 27 Trânsito Algumas mudanças previstas para Tecnologia Facilidades para ter mais faturamento com o rent a car no ambiente on-line e também prevenir fraudes 4 Use o leitor QR Code do seu smartphone para acessar o site da ABLA 63 Brasil Viagem 36 Por Dentro 39 Ao Volante 30 Mercado A consolidação da nova marca CAOA Chery 32 Rent a Car Dicas para ter um perfil dos clientes de locadoras na internet e lucrar com isso 34 Tendências Visões do negócio de locação de automóveis em um futuro próximo 36 Por Dentro New QQ da CAOA Chery: referência em custo/benefício 39 Ao Volante Novidades do setor automotivo: nova fábrica e lançamentos 46 ABLA Jovem Consolidada, iniciativa de formação de lideranças tem desafios para Gestão Confira quem fará parte dos Conselhos e Diretorias da ABLA no biênio Brasil Viagem Diretores regionais de destaque dão as dicas para visitar Curitiba, Salvador e São Luís com automóvel alugado 64 Fim de Papo Os principais impactos da reforma trabalhista, que já está valendo 5 Expediente CONSELHO GESTOR Paulo Miguel Junior (Presidente do Conselho Nacional), Marco Aurélio Gonçalves Nazaré (Vice-Presidente do Conselho Nacional), Jacqueline Moraes de Mello, Renato Franklin, Wilson José Benali, Marcelo Ribeiro Fernandes, Simone Pino, Saulo Tomaz Froes, Carlos Cesar Rigolino Junior, Eládio Paniagua Junior, Lusirlei Albertini e Eduardo Correa da Silva. CONSELHO GESTOR (SUPLENTES) Leonardo Soares Nogueira Silva, Cleide Brandão Alvarenga, Célio Fonseca, Tércio Bergel Gritsch, Nilson Oliveira Silva, Flávio Kanaan Nabhan, Rogéria Vianna de Alencar, Rodolfo Miranda Marques, Ricardo Eduardo dos Santos Nogueira, Marcio Campos Palmerston, Nildo Pedrosa e Luiz Carlos Lang. CONSELHO FISCAL Alvani Manoel Laurindo, Ricardo Cesar Mendes Zamuner, Amadeu Oliveira Silva, Rodrigo Selbach da Silva, Paulo Hermas Bonilha Junior e Marconi José de M. Dutra. CONSELHO FISCAL (SUPLENTES) Miguel Alves Ferreira Junior, Otávio de Meira Lins Neto, Rodrigo Reda Gonçalves, Romero Rosa, Sidnei Reche Galdeano Filho e Marcio Castelo Branco Gonçalves. CONSELHO CONSULTIVO Adriano Donizelli, José Zuquim Militerno, Paulo Gaba Junior e Paulo Nemer. ABLA JOVEM Jaqueline Denadai, Rodrigo Reda e Saulo Fróes Júnior. COORDENAÇÃO GERAL Jorge Machado e Olivo Pucci. PUBLICIDADE Jorge Pontual e Francine Evelyn (11) ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS LOCADORAS DE AUTOMÓVEIS ABLA São Paulo: Rua Estela, 515 Bloco A 5º andar CEP (11) Brasília: SAUS Quadra 1 Bloco J edifício CNT sala 510 5º andar Torre A CEP (61) COORDENAÇÃO EDITORIAL Em Foco Comunicação Estratégica (11) Editor: Nelson Lourenço Textos: Nelson Lourenço, Ana Cândida Pena, Victória Bernardes Aurea Figueira e Kaiqui Macaulay Arte: Estúdio Mirador Direção de Arte: Leandro Cagiano Tiragem: exemplares Impressão: Duograf A Revista Locação não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos assinados. Permitida a reprodução das matérias, desde que citada a fonte. 6 Editorial Boas novas CAROS LEITORES, Temos boas notícias neste início de Estimativas divulgadas no início do ano pela Fenabrave indicam que, embora as vendas de novos veículos tenham aumentado 9,3% no ano passado, esse mesmo crescimento não se confirmou quando se observa a venda direta ao consumidor, que, na verdade, caiu levemente (0,3%) no mesmo período. Isso significa que, em 2017, as chamadas vendas diretas de automóveis, segmento em que estão inseridas as locadoras, cresceram acima da média. Sinal de que o setor permanece vibrante, investindo em sua renovação de frota. Outro aspecto positivo com relação ao mercado pôde ser visto no rent a car, que registrou nos feriados de final de ano, em cidades turísticas, uma demanda acima da verificada nos últimos anos pelo aluguel diário. São indícios de uma retomada que, mesmo sem provocar grandes arroubos de euforia, parece animar a atividade de locação de veículos. Em sua entrevista, a partir da página 10 desta edição, o novo presidente da ABLA, Paulo Miguel Jr, acrescenta outras razões para termos esperança em um melhor desempenho das locadoras em 2018: as taxas de juros foram reduzidas, os níveis de confiança subiram e a oferta de crédito aumentou. De maneira geral, a economia tende ao reaquecimento, favorecendo também a terceirização de frotas. Reformas estão sendo encaminhadas pelo governo, e algumas, como a trabalhista, já estão vigentes. Neste cenário de mudança, a ABLA inicia um novo ciclo de realizações, deflagrado a partir da renovação de seu Conselho Gestor, definida por meio de eleições, para o biênio 2018/2019. Além de Paulo Miguel, integram o novo Conselho empresários que já possuem um histórico de atuação no âmbito da ABLA, além de outros nomes que passam a contribuir na definição dos rumos da entidade. A combinação de talentos e experiências diversas nos parece ser um caminho acertado para que a ABLA alcance ainda mais protagonismo, após ter evoluído de maneira consistente e significativa nos últimos anos, no papel de levar benefícios a seus associados. Integração e fortalecimento da representatividade são dois princípios que o novo Conselho Gestor tem ressaltado em seus primeiros dias à frente da ABLA, fazendo com que, à semelhança do que acontece no cenário econômico, também tenhamos muita expectativa com o futuro da associação. Aos associados, razão da existência da ABLA, oferecemos esta primeira edição do ano com a certeza de que teremos mais notícias positivas a compartilhar ao longo de Os Editores 7 Agenda 2018 terá importantes eventos para o setor de locação Lançamento do Anuário, em 2017: publicação volta este ano com números atualizados Salão do Automóvel: ABLA marcará presença no evento em 2018 Lançamento do Anuário, em 14 de março, inaugura o calendário DOIS IMPORTANTES EVENTOS para o setor de locação estão programados para o mês de março. No dia 14, a ABLA lança em São Paulo a edição 2018 do Anuário Brasileiro do Setor de Locação de Veículos, que este ano volta a contar com os dados do Serpro, a maior empresa pública de tecnologia da informação do mundo. A publicação trará os dados atualizados da atividade de locação no país, incluindo os números referentes à participação do setor no mercado automotivo, locadoras em atividade e expansão dos negócios. Na mesma data, acontece a posse da nova diretoria da ABLA, eleita para o biênio 2018/2019 (leia mais sobre a gestão da entidade nas próximas páginas). Ainda em março, de 15 a 18, acontece a Convenção Anual da ABLA, em que dirigentes do setor vão discutir as estratégias e oportunidades de crescimento que poderão impactar a cadeia ligada à atividade de locação nos próximos meses. Para o segundo semestre, a expectativa recai sobre mais uma participação da ABLA no Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo, que ainda terá sua programação a ser divulgada, em breve. 8 9 Entrevista Locadoras inseridas no moderno conceito da mobilidade Recém-eleito presidente do Conselho Nacional da ABLA para o período , Paulo Miguel Júnior inicia a gestão com otimismo em relação ao negócio da locação de veículos e vê as novas tecnologias de mobilidade como o futuro do setor. Nas próximas páginas, o novo presidente fala sobre as perspectivas para 2018 e sobre como o avanço da integração das entidades do setor será sua grande bandeira para a gestão da entidade. Queremos seguir difundindo a cultura da locação de veículos, que hoje ainda é incipiente no Brasil se comparada a mercados mais desenvolvidos 10 Entrevista Entre nossos objetivos está continuar a consolidação do setor de locação dentro da economia do país 11 Entrevista PERSPECTIVAS Na sua visão, como o Brasil terminou o ano de 2017? Com esperança. A taxa de juros já caiu, a oferta de crédito tende a melhorar e a produção de veículos veio aumentando mês a mês. A economia brasileira aprendeu a se descolar da política. Ela começa a ficar mais independente e, hoje, mesmo com a política ainda em crise de credibilidade, o mercado consegue reagir. Podemos esperar um ambiente de negócios mais otimista para as locadoras em 2018? A tendência é um cenário melhor que o de 2017, com os mercados retomando seu crescimento. Esses elementos reforçam um posicionamento de que as locadoras terão maior movimento nos próximos períodos. Muitas empresas que seguraram a renovação de frota terão de fazê-la agora. A Selic já baixou e, dependendo das novas reformas que estão colocadas para aprovação no Congresso Nacional, a economia deve responder ainda melhor. CONJUNTURA Em 2017, tivemos a reforma trabalhista e, agora, o governo prepara a reforma da Previdência. Por que essas reformas são importantes para o país? De que maneira elas deverão impactar no negócio da locação? Entre as reformas colocadas, a trabalhista deu à iniciativa privada mais segurança para a contratação de funcionários e criou modelos específicos de contratação por demanda, enquanto a da Previdência tentará equilibrar o caixa do governo e criar um modelo mais saudável para o futuro. Ainda teremos pela frente também a Reforma Fiscal. Os empresários devem estar atentos aos próximos movimentos do Legislativo. MERCADO O mercado de vendas de veículos novos dá sinais de recuperação. De que forma isso poderá afetar as locadoras? A tendência geral é de que a locação venha trazer benefícios especialmente para as empresas no nicho da terceirização, com toda a facilidade no que se refere a deixar de manter frotas próprias. Além disso, a locação mensal de veículos para atender pessoas físicas também é uma tendência em amplo crescimento. TENDÊNCIAS Qual é o rosto da locação para o cliente final em 2018? A locação hoje já é vista como um projeto de mobilidade, uma vez que ela deixa o veículo à disposição do usuário para seu uso, no momento em que for mais interessante para ele e sem a necessidade de ter um carro próprio parado na garagem na maior parte do tempo. Nosso setor foi pioneiro do moderno conceito de compartilhamento, pois a locação significa exatamente compartilhar o uso de cada veículo entre diferentes usuários. Montadoras estão anunciando operações comerciais próprias de locação. Como isso poderá impactar nas locadoras? Essas empresas estão aderindo Os empresários devem estar atentos aos próximos movimentos do Poder Legislativo ao conceito moderno de mobilidade, no qual, com toda certeza, as locadoras terão participação efetiva. O compartilhamento nada mais é que locação de veículos e, olhando para a frente, sabemos que essa mobilidade é uma tendência global. Acredito que cabe à ABLA observar as mudanças para analisar a posição mais estratégica para os modelos de negócios do futuro. Os veículos estão deixando de ser um bem e se tornando um serviço. Com o passar do tempo, a gente vai deixar de ouvir o termo aluguel de automóveis e passará a falar em compartilhamento de veículos. Você compartilhará por um dia, uma semana, um mês, mas o conceito é um só: a disponibilidade de cada veículo para uso de diferentes pessoas, dentro de um período determinado de tempo. ABLA Com relação ao calendário para 2018, quais serão os destaques de eventos que já estão previstos pela ABLA? Os destaques serão o lançamento do Anuário Brasileiro do Setor de Locação de Veículos, com todas as estatísticas do setor referentes ao ano passado, no mês de março. Teremos também o Salão ABLA dentro Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, no segundo semestre. E vamos desenvolver 12 Entrevista O veículo está deixando de ser um bem para se tornar um prestador de serviços iniciativas com a participação dos associados em cada unidade da federação. Qual o principal recado da nova gestão para o associado ABLA? Nosso principal objetivo será dar sequência para consolidar o setor de locação dentro da economia do país, fortalecendo a ABLA, a FENALOC e os sindicatos estaduais, cada qual com seu DNA. A representação comercial, política, jurídica e de capacitação dos associados continuará sendo 13 importante para que as locadoras tenham o respaldo para crescer. Nosso setor pode e vai gerar benefícios para a população e para a mobilidade, bem como para contribuir com a geração de ainda mais empregos. Queremos aumentar e difundir a cultura da locação de veículos, que hoje ainda é incipiente se comparada aos mercados desenvolvidos, e seguir trabalhando por uma aproximação com montadoras e entidades que possibilitem o desenvolvimento dos negócios para os nossos associados. Crédito Bancos adotam estratégias e produtos específicos para o mercado de locação Locadoras de veículos estão entre os segmentos corporativos que têm os melhores comportamentos de pagamentos A CONFIANÇA NA RETOMADA da economia aumentou e, com ela, melhoram as perspectivas do crédito para pequenos, médios e grandes empresários. Com relação ao mercado de locação de veículos, as expectativas são igualmente positivas. A Revista Locação ouviu três das maiores instituições financeiras do país Bradesco, Banco do Brasil e Itaú Unibanco para trazer às locadoras um panorama de como deverá se comportar o crédito ao setor em Todos os três bancos apostam na evolução das parcerias com as locadoras, tendo a ABLA como uma grande aliada na potencialização desses negócios, uma vez que a entidade, em busca do maior leque possível de serviços a seus associados, está sempre disposta a concentrar esforços para oferecer às locadoras as melhores oportunidades em diversas áreas inclusive no crédito. Rodnei Bernardino de Souza, diretor do Itaú Unibanco para negócios com veículos, afirma que toda a cadeia ligada ao setor de locação continua sendo estratégica para a instituição. A venda direta é, definitivamente, um canal importante para o Itaú Unibanco, diz ele. E as locadoras ocupam papel importante nesse portfólio. Temos acompanhando a evolução do setor. Sabemos que em 2017 as locadoras registraram crescimento, e nós continuamos a investir no relacionamento com essas empresas, particularmente entre os associados da ABLA, confirma. Seguindo nessa orientação, o Itaú Unibanco desenvolveu produtos específicos e oferece ofertas voltadas exclusivamente para o setor de locação, com taxas de juros diferenciadas. Rodnei Bernardino de Souza, diretor do Itaú Unibanco: mercado forte Entre esses produtos, Rodnei cita o Troca Certa, que pode ser utilizado pelo mercado de clientes pessoas jurídicas. É válido, sob avaliação, para compras realizadas diretamente na concessionária, financiadas de 24 a 36 meses, 14 Crédito Alfredo Dassan Jr, diretor do Bradesco: parceria com a ABLA em condições diferenciadas de juros. Ao término do período de financiamento, a concessionária compra de volta o automóvel de qualquer marca ou modelo. Com o valor pago, é possível quitar a última parcela do financiamento e dar entrada em um novo veículo. O Itaú Unibanco também oferece facilidades para a desmobilização de frota, disponibilizando às locadoras que desejam vender seus seminovos a plataforma ICarros, que atinge cerca de 6 mil lojistas. Ofertas pontuais a partir do relacionamento com a ABLA poderão surgir, uma vez que o objetivo do Itaú Unibanco é manter uma agenda mensal de trabalhos conjuntos com a associação. Temos equipes dedicadas ao nicho das locadoras e trabalhamos com foco tanto nas grandes, quanto nas médias e pequenas empresas. Nosso apetite pelo mercado de locação não diminuirá em 2018, ressalta Rodnei. BRADESCO O otimismo em relação a 2018 é compartilhado por instituições como o Bradesco, que nos últimos anos tem sido um dos principais parceiros da ABLA. Foi, por exemplo, um dos patrocinadores da mais recente edição do Fórum Nacional do Setor de Locação de Veículos, visto pelo
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks