Home & Garden

RESOLUÇÃO / / ENSINO SÉRIE TODAS PROFESSOR(ES) SEDE Nº TURMA DATA TURNO

Description
SÉRIE TODAS ENSINO PRÉ-UNIVERSITÁRIO PROFESSOR(ES) SEDE ALUNO(A) Nº RESOLUÇÃO TURMA TURNO DATA / / COMENTÁRIO SIMULADO ENEM I 2º DIA LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS REDAÇÃO TEMA: CAMINHOS PARA COMBATER
Categories
Published
of 15
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
SÉRIE TODAS ENSINO PRÉ-UNIVERSITÁRIO PROFESSOR(ES) SEDE ALUNO(A) Nº RESOLUÇÃO TURMA TURNO DATA / / COMENTÁRIO SIMULADO ENEM I 2º DIA LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS REDAÇÃO TEMA: CAMINHOS PARA COMBATER O BULLYING NAS ESCOLAS BRASILEIRAS A proposta de redação da prova exigia do candidato a elaboração de um texto dissertativo-argumentativo, para o qual há a necessidade de obedecer à estrutura com introdução, desenvolvimento e conclusão. Na introdução, os alunos deveriam apresentar ao avaliador que entenderam o tema que foi proposto pela prova, além de elaborar uma tese, ou seja, um posicionamento sobre a temática. Nessa perspectiva, como o tema tratava de uma situação-problema, seria interessante abordar a necessidade de combate e prevenção aos frequentes casos de bullying nas escolas do Brasil, por ser este um problema persistente e gerador de diversas consequências deletérias não somente à comunidade estudantil, mas também à sociedade em geral. No desenvolvimento, há necessidade de comprovar o posicionamento apresentado na introdução, bem como ilustrar a argumentação com um repertório sociocultural diversificado. Para isso, o aluno poderia articular uma estrutura argumentativa com causas e consequências, variando os âmbitos sociais de atuação, como o Governo e as instituições formadoras de opinião, por exemplo, família e escola. Nesse contexto, a família, uma das principais instituições formadoras de caráter, tem frequentemente negligenciado a formação cidadã dos indivíduos, deixando-a a cargo exclusivamente da escola. Essa situação se torna prejudicial pelo fato de muitos alunos praticarem atitudes intolerantes com os colegas, principalmente com aqueles grupos minoritários. Ademais, muitas instituições escolares têm falhado tanto em coibir tais práticas de violência quanto em prevenir essas situações por meio da educação moral e ética dos alunos. Outra argumentação possível seria abordar uma falha governamental, já que, mesmo com a criação de Lei de Combate à Intimidação Sistemática, poucas campanhas são veiculadas, bem como não há atividades de fiscalização nem de punição a esses indivíduos. Em virtude disso, são frequentes casos de agressões físicas e verbais, motivados por casos de intimidação sistemática nas escolas. Outra problematização possível é o fato de estarem ocorrendo várias formas de discursos de ódio, propagados nas redes sociais, de modo a incitar a violência e o ódio, gerando um círculo vicioso motivador, inclusive, de outras formas de intolerância, como a intolerância religiosa, racial ou de gênero. Para comprovar tais situações, o aluno pode exemplificar com casos amplamente divulgados nos meios midiáticos, como a chacina ocorrida em Realengo, no Rio de Janeiro, em 2011, na qual um ex-aluno da escola, que sofria bullying na adolescência, voltou à escola e matou vários alunos e professores. Essa situação mostra que, além das agressões, os problemas psicológicos são geradores de mais violência devido ao sentimento de vingança. Por fim, a conclusão deve apresentar uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos. Para isso, o aluno deve preocupar-se em detalhar bem as intervenções e articulá-las com as problematizações discutidas no desenvolvimento, com o fito de mostrar os caminhos de combate exigidos pela proposta de redação. Uma primeira solução possível seriam ações governamentais tanto na prevenção quanto no combate a essa situação, como veiculação de campanhas de conscientização, ampliação e divulgação das formas de denúncia, bem como formas de fiscalização e punição aos agressores. Outra solução seria envolver as instituições formadoras de opinião para, por meio da família, por exemplo, melhor formar a ética e a moral dos jovens, para que estes sejam mais tolerantes em face das diferenças. Ademais, as escolas devem realizar atividades, como campanhas e palestras, com o fito de conscientizar os alunos acerca do respeito às diferenças. INGLÊS Questão A rede de cafeterias Americana Starbucks, segundo a passagem, prometeu dar emprego a refugiados como uma forma de protestar contra a decisão do Presidente Donald Trump de restringir a entrada de cidadãos de alguns países, em especial de refugiados, o que demonstra a discordância da empresa em relação à atitude de Trump por considerar haver um crescente clima de incerteza cercando a nova administração daquele país. H-7 OSG.: /17 Questão A letra da música se baseia num conselho de que a pessoa nunca estará caminhando sozinha quando consegue, com esperança no coração, vencer os obstáculos que a vida impõe, como, por exemplo, uma tempestade com vento e chuva. Isso demonstra a cumplicidade que existe entre os torcedores do time do Liverpool e os jogadores, uma vez que a música é entoada todas as vezes que a equipe se apresenta perante seus torcedores no estádio de Anfield Road. ESPANHOL Questão Com relação à vinheta de Quino, é correto concluir que, certas pessoas defendem alguns valores deformados, tais como o de explorar alguém. Certamente, os valores defendidos pelo pai não coincidem com os do filho, que prefere uma vida mais tranquila com seu violão e suas almofadas. Questão H-7 H-6 Questão H-7 3. Na análise da tirinha, vemos que Garfield não está interessado em saber o que aconteceu com Jon, e, para isso, ele finge (pretend) estar ocupado atendendo a uma ligação telefônica. Questão A pesquisa relatada no texto afirma que as pessoas que possuem a membrana externa (outer layer) mais espessa (thicker) e menos enrugada (lesss wrinkled) tendem a ser mais neuróticas do que aquelas que possuem a membrana sem essas características. Questão O vocabulário harm (prejudicar, danificar) é empregado no texto com o objetivo de chamar a atenção para um fenômeno detectado a pouco tempo que demonstra que, por conta do aquecimento global, a reprodução dos insetos está sendo prejudicada. H-6 H-5 2. Da leitura da vinheta de Faro, é possível concluir que a frustração é algo que se aprende desde criança. O pai convida seu filho a conhecer e a conviver com a frustração, pois a frustração te vai acompanhar por toda a vida. Quanto antes te faças amigo dela, melhor. Este é o ensinamento para o jovem que exige um iphone de seu pai. Questão Considerando a carta informal, podemos afirmar que Alfredo, apaixonado por Camila, fala o que sente por ela. Questão Segundo as atitudes dos personagens, podemos dizer que o jumentinho deita-se no gelo, ali ficando, devido ao cansaço, pois não se encontrava com ânimo de caminhar até o estábulo. H-6 H-6 2 OSG.: /17 Questão H-6 Questão C-4 H Após a leitura do texto, podemos afirmar que a forma de trabalhar sofreu modificações nos últimos anos, pois o modo de trabalhar mudou muito nas últimas décadas, visto que cada nova geração é potencializada pela realidade social e política do momento. Questão Objeto do conhecimento: Recursos expressivos no texto multimodal, charge. 6. No discurso da personagem abordada pelo guarda, observamos que suas falas são antagônicas, já que uma exclui as outras em função de sentidos que não convergem. A ideia de combate à corrupção e o ato de corrupção que a personagem sugere. Questão Objeto do conhecimento: Estudo das funções da linguagem no texto literário. 7. A função emotiva destaca-se pela presença explícita de um eu lírico que se revela nos versos, destacando suas emoções e inquietações a respeito da efemeridade da vida e da condição de ser poeta. Questão Objeto do conhecimento: Análise das estratégias de argumentação do texto. 8. O texto proporciona uma reflexão, por meio de um discurso personalizado, conferindo ao tema do machismo um certo juízo de valor. A escolha lexical pode fornecer pistas e levar-nos a afirmar que o discurso do príncipe pertence ao passado tal como os contos tradicionais, já o da princesa é contemporâneo. O autor, de uma forma coloquial, retrata com muito humor a vida da mulher contemporânea que, ao descobrir seus potenciais latentes, teria se rebelado e resolvido mostrar todo o seu potencial, elevando sua autoestima e autoconfiança aos mais altos níveis. Um fator interessante é que os adjetivos usados para definir a princesa condizem com a atitude que ela toma no fim do conto. C-6 C-7 H-1 2 Objeto do conhecimento: As funções do texto artístico nas artes plásticas. 9. O efeito de ilusão visual evidencia a presença da função lúdica, fato observado pelo processo de metamorfose da condição de peixe-ave, provocando essa transformação. Questão Objeto do conhecimento: As estratégias de persuasão no texto publicitário. 10. De acordo com a peça publicitária, o produto anunciado diz respeito a um programa de intercâmbio cujo objetivo é oferecer um produto destinado ao público que deseja uma experiência que envolva, ao mesmo tempo, aspectos relacionados à formação humana, solidária, cooperativa e social. Questão Objeto do conhecimento: As funções do texto artístico na escultura. 11. A obra O Rapto de Prosérpina, de Gian Lorenzo Bernini, artista italiano, que nasceu em 1598, em Nápoles, prima pela perfeição e pela busca da beleza artística, aspectos confirmados pelo rigoroso processo de elaboração evidenciado nos detalhes surpreendentes da escultura. Nesse sentido, a função estética do texto artístico fica bastante evidente na obra de Bernini. Questão Objeto do conhecimento: Texto publicitário. 12. A peça publicitária utilizada nesta questão visa levar o leitor a mudar comportamentos e hábitos frente ao consumo de água potável no Planeta. Então, acerta a questão quem percebe que o leitor é incitado, por meio de recursos verbais ou não verbais, a consumir conscientemente água potável no Planeta. C-7 C-4 C-7 4 H OSG.: /17 Questão C-4 H-12 Questão C-4 H-14 Objeto do conhecimento: Arte Pré-Histórica. Objeto do conhecimento: Arte rupestre. 13. Toda obra de arte exerce uma ou mais funções. No texto da questão, por exemplo, chama-se atenção para a função utilitária da arte, já que antropólogos, historiadores e arqueólogos consideram em seus estudos objetos pré-históricos, os quais são portadores de utilidade doméstica ou religiosa. Questão Objeto do conhecimento: Posicionamento crítico. 14. A crítica do autor da charge se traduz no uso de recursos não verbais (duas réguas de tamanhos não equivalentes) usados com o intuito de demonstrar para o leitor o desempenho decrescente do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e o desempenho crescente da inflação no País. Questão Objeto do conhecimento: Variação linguística. 15. Na letra da canção Samba do Arnesto, de Adoniran Barbosa, o uso de expressões como fumos, encontremos, voltermos e esperá reflete a formação educacional de seus usuários. Observemos que essa variação de uso da língua portuguesa pode ocorrer tanto na fala como na escrita, mas traduz o coloquialismo e as falhas de uso da convenção da escrita, próprios daqueles que pouco tiveram acesso à formação acadêmica. Questão Objeto do conhecimento: Funções da linguagem. 16. No trecho da música Sinal Fechado, de Paulinho da Viola, percebemos que predomina a função fática, porque o autor deixa entrever que as personagens se utilizam de procedimentos linguísticos para manter o canal de comunicação aberto à mensagem. Esses procedimentos são notados em Olá, tudo bem, e você etc. C-8 C-6 H A inter-relação entre o texto e a imagem (pintura rupestre) se dá porque a imagem é um exemplo de pintura em rocha, conforme afirma o texto em seu primeiro período. É preciso perceber, porém, que a pintura, presente em II, não é exemplo dos bastões entalhados em ocre, mas outra pintura rupestre feita em rocha. Questão Objeto do conhecimento: Funções da linguagem. 18. No poema de Olavo Bilac, percebemos que o eu lírico dá vazão aos seus sentimentos quando identificamos a presença de pronomes (meu, me) e verbos (sinto, escuto) em primeira pessoa. O uso da primeira pessoa caracteriza a presença da função emotiva da linguagem, também conhecida como função expressiva. Questão Objeto do conhecimento: Funções do Gênero. 19. No gênero em questão a entrevista, percebemos que a função informativa se destaca, já que, a partir dos turnos de fala, podemos extrair informações consistentes sobre Clarice Lispector. Questão Objeto do conhecimento: Estudo do texto literário relações entre produção literária e processo social, concepções artísticas, procedimentos de construção e recepção de textos associações entre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário em seus gêneros (épico/narrativo, lírico e dramático) e formas diversas. 20. Deve-se observar que o item tem como tema a estrutura do gênero dramático e exige o conhecimento da função das rubricas no texto teatral, que é orientar a produção e a montagem da cena. C-6 4 OSG.: /17 Questão recepção de textos articulações entre os recursos expressivos e estruturais do texto literário e o processo social relacionado ao momento de sua produção. Objeto do conhecimento: Estudo do texto literário: relações entre produção literária e processo social, concepções artísticas, procedimentos de construção e recepção de textos associações entre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário em seus gêneros (épico/narrativo, lírico e dramático) e formas diversas. 21. Deve-se reconhecer as características essenciais para a construção de uma fábula. Questão Objeto do conhecimento: Estudo do texto literário: relações entre produção literária e processo social, concepções artísticas, procedimentos de construção e recepção de textos associações entre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário em seus gêneros (épico/narrativo, lírico e dramático) e formas diversas. 22. Esse item exige conhecimento sobre o gênero textual crônica e os elementos que o compõem. No texto em apreço, ressalta-se o uso de temas do cotidiano, associado ao humor, ao tratar das eleições de uma cidade. Questão Objeto do conhecimento: Estudo do texto literário: relações entre produção literária e processo social, concepções artísticas, procedimentos de construção e recepção de textos associações entre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário em seus gêneros (épico/narrativo, lírico e dramático) e formas diversas. 23. O item trata do reconhecimento do tipo de texto em destaque como uma subdivisão do gênero lírico, no caso um soneto, dada sua estrutura de 14 versos, dividido em dois quartetos e dois tercetos. Questão Objeto do conhecimento: Estudo do texto literário: relações entre produção literária e processo social, concepções artísticas, procedimentos de construção e H Com base na Carta de Pero Vaz de Caminha, deve-se considerar o momento da produção do texto; a ideia é relatar o que fora visto na nova colônia portuguesa e, por isso, delineou-se um painel do Brasil, conferindo-lhe um caráter documental, uma vez que os relatos da Carta foram endereçados a D. Manuel, rei de Portugal. Questão Objeto do conhecimento: Estudo do texto literário: relações entre produção literária e processo social, concepções artísticas, procedimentos de construção e recepção de textos relações entre literatura, outras artes e outros saberes. 25. Relaciona-se nesse item a Carta de Pero Vaz de Caminha e diversos versos extraídos de composições da música brasileira. O que melhor representa as riquezas naturais do Brasil, até por ser um samba-exaltação, é a música Aquarela do Brasil. Questão Objeto do conhecimento: Gêneros literários. 26. A obra pertence a um gênero intermediário entre romance e livro de contos, já que possui 13 capítulos autônomos, mas unidos pela repetição de alguns motivos e temas que retratam a realidade da seca na paisagem árida do Nordeste brasileiro e as raízes do sistema latifundiário, em que personagens apresentam as características típicas do opressor e do oprimido. Questão Objeto do conhecimento: Gêneros literários. 27. A presença de rubricas, as falas dos personagens em discurso direto e a ausência de narrador indicam que se trata de um fragmento de um texto dramático, ou seja, um texto organizado para ser produzido para a encenação pública, como se afirma em [A]. H-17 5 OSG.: /17 Questão H-15 Questão H-15 Objeto do conhecimento: Gêneros literários. Objeto do conhecimento: Quinhentismo. 28. Na legenda conseguimos identificar que a obra em questão é a novela O Conto do Graal, de Chretién de Troyes. Tal obra na verdade, não chegou a ser finalizada e narra dois grandes ciclos da literatura medieval: o ciclo arturiano que trata da formação de cavaleiros e a demanda do Santo Graal que trata da busca pelo famoso cálice sagrado usado por Jesus. A narrativa mistura elementos da doutrina cristã e da cultura céltica, considerada pagã aos olhos da Igreja Católica. Ademais, a imagem dos cavaleiros e a legenda que a acompanha fazem referência às lendas arturianas e ao personagem Percival, cavaleiro da Távola Redonda que participa da busca do cálice sagrado. O santo Graal seria o cálice usado por Jesus Cristo na Última Ceia e o único objeto com capacidade para devolver a paz ao reino de Artur. Ou seja, sua composição mistura elementos pagãos e cristãos conforme transcrito em [D]. Questão Objeto do conhecimento: Patrimônio linguístico. 29. Carlos Drummond de Andrade adota características da epopeia, gênero narrativo(épico) originalmente em verso, com estilo elevado e linguagem hiperbólica, que visa à celebração de feitos grandiosos por heróis fora do comum, reais ou lendários. Questão Objeto do conhecimento: Quinhentismo. 30. Trata-se de um texto descritivo, pois sua intenção é transmitir ao interlocutor as impressões e as qualidades da terra a que os portugueses haviam chegado: grandes barreiras, algumas vermelhas, outras brancas; e a terra por cima é toda chã e muito cheia de grandes arvoredos, praia redonda, muito chã e muito formosa, águas são muitas e infindas. C-6 0 H A Carta de Pero Vaz de Caminha é o primeiro documento escrito da história do Brasil. Nela, o autor registrou as suas impressões sobre a nova terra, com a intenção de informar ao rei o achamento e apresentar-lhe o que encontrou, em linguagem objetiva e com grande quantidade de detalhes sobre fauna, flora e habitantes. Por isso, está vinculada à literatura dos viajantes ou dos cronistas, também chamada de informação, como mencionado em [A]. Questão Objeto do conhecimento: Língua oral e escrita. 32. O texto de Manuel Bandeira exalta o modo de falar do povo brasileiro e o de Mário de Andrade traz a declaração de que as expressões populares são relevantes em seu estilo literário. Assim, ambos confluem para perspectivas de valorização da língua oral e popular. Questão Objeto do conhecimento: Fonoestilística. 33. O texto cumpre sua função de comunicar. As características fônicas do enunciado fazem o texto adquirir coerência. Questão Objeto do conhecimento: Variação linguística. 34. No comentário da alternativa [D], percebe-se a variação linguística por meio de um olhar preconceituoso. C-8 C-8 H OSG.: /17 Questão C-8 7 Questão C-7 H Objeto do conhecimento: Fonoestilística. 35. Na primeira estrofe, as palavras escolhidas e a disposição delas nos versos fazem lembrar o próprio miado do gato. Questão Objeto do conhecimento: Recursos fonéticos e variação linguística. 36. Para garantir a reprodução das falas regionais, há alterações fonéticas nas palavras. C-8 6 Objeto do conhecimento: Elementos da comunicação e funções da linguagem. 40. A função poética tem sua importância na própria mensagem. No poema em questão, não prevalecem os sentimentos do interlocutor, nem o contato com o ouvinte, mas o rompimento com a poesia tradicional. Questão Objeto do conhecimento: Noções de texto e funções do texto artístico. C-7 H-18 Questão C A visão pessimista do eu lírico está centrada no eu, ou seja, ele expõe as suas próprias limitações. Desse modo, a função predominante do poema é a emotiva. Objeto do conhecimento: Fonologia. 37. Encontros vocálicos e tonicidade são questões de nível fonológico. Questão C-7 H-18 Questão Objeto do conhecimento: Fonologia. 38. A pronúncia
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks