Slides

Richelle mead vampire academy 02, frostbite (trad) (rev)

Description
1. Vampire Academy 2: Frostbite Richelle Mead Rose Hathaway tem sérios problemas com garotos. Seu lindo tutor Dimitri está de olho em outra pessoa, seu amigo Mason…
Categories
Published
of 148
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Vampire Academy 2: Frostbite Richelle Mead Rose Hathaway tem sérios problemas com garotos. Seu lindo tutor Dimitri está de olho em outra pessoa, seu amigo Mason está super afim dela, e ela continua entrando nacabeça de sua melhor amiga Lissa enquanto ela está com seu namorado, Christian (nada legal). Então ocorre um ataque massivo dos Strigoi que põe a Santo Vladimir em alerta, e aacademia fica lotada de guardiões – incluindo a legendária Janine Hathaway... a formidável e ausente mãe de Rose. Os Strigoi estão se aproximando, e a academia não quer ter nenhum risco. Por isso neste ano, a viagem de ski realizada todo ano para os alunos da Santo Vladimir é obrigatória. Mas a linda paisagem de inverno e o luxuoso resort em Idaho só produz a ilusão desegurança. Quando três estudantes fogem para lutar contra os fatais Strigoi, Rose precisajuntar suas forças com Christian para resgata-los. Apenas nesse momento, Rose – e seu coração – estão em mais perigo do que ela jamais pode imaginar...Títulos anteriores da série Vampire Academy:1: Vampire Academy Créditos: Comunidade Traduções de Livros [http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=25399156] Tradução: Rafaela/Naru-Chan [http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=8671253721547740965] Tradução: Nessa Dantas [http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=14811660419886569610] Revisão: Carla Ferreira [http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=4119344552745363491]
  • 2. Para Kat Richardson, que é muito sábia.
  • 3. PRÓLOGOAs coisas morrem. Mas elas nem sempre ficam mortas. Acredite em mim, eu sei.Tem uma raça de vampiros nessa terra que estão literalmente andando mortos. Eles sechamam Strigoi, e se você ainda não está tendo pesadelos com eles, você deveria. Elessão fortes, eles são rápidos, e eles vão matar você sem piedade ou hesitação. Elestambém são imortais – o que meio que faz deles uma merda para destruir. Só existe trêsformas para se fazer: uma estaca de prata direto no coração, decapitação, e colocar elesem chamas. Nenhum desses é fácil de fazer, mas é melhor do que não ter opção.Existe também bons vampiros no mundo. Eles se chamam Moroi. Eles estão vivos, e elestem o poder incrivelmente legal de usar magia em cada um dos quatro elementos – terra,ar, água e fogo. (Bom, a maioria dos Moroi pode fazer isso – mas eu vou explicar maissobre essa exceção depois). Eles quase não usam mais sua mágica pra praticamente nadamais, o que é meio triste. Teria sido uma grande arma, mas os Moroi acreditam firmementeque a mágica só deve ser usada para coisas pacificas. É uma das maiores regras nasociedade deles. Moroi também são normalmente magros e altos, e eles não podem lidarcom muita luz do sol. Mas eles tem sentidos sobre humanos que compensam: visão, olfatoe audição.Os dois tipos precisam de sangue. É o que os faz vampiros, eu acho. Moroi não gostam depega-lo a força, no entanto. Ao invés disso eles mantêm humanos por perto que porvontade própria doam pequenas quantidades de sangue. Eles são voluntários porque asmordidas dos vampiros contem endorfinas que fazem você se sentir muito, muito bem efazem você ficar viciada. Eu sei disso por experiência pessoal. Esses humanos sãochamados alimentadores e são essencialmente viciados em mordida de vampiros.Ainda sim, manter os alimentadores por perto é melhor que o jeito que os Strigoi fazem ascoisas, porque, como você pode esperar, eles matam para obter sangue. Eu acho que elesgostam. Se um Moroi mata uma vitima enquanto estiver se alimentando dele, ele ou ela setransforma em um Strigoi. Alguns Moroi fazem isso por escolha, desistindo da sua magia eda moral pela imortalidade. Strigoi também podem ser criados a força. Se um Strigoi bebeo sangue da vitima e faz essa pessoa beber o seu sangue, bom... você tem um novoStrigoi. Isso pode acontecer com qualquer um: Moroi, humano, ou... dhampir.Dhampir.É isso que eu sou. Dhampirs são meio-humanos, meio-Moroi. Eu gosto de pensar que nóstemos os melhores traços das duas raças. Eu sou forte e robusta, como humanos são, eutambém posso sair no sol o quanto eu quiser. Mas, como os Moroi, eu tenho ótimossentidos e reflexos rápidos. O resultado é que dhampirs são os melhores guarda costas –que é o que nós somos. Nós somos chamados de guardiões.Eu passei minha vida inteira treinando para proteger os Moroi dos Strigoi. Eu tenho todoum conjunto de aulas especiais e praticas que eu aprendo na Academia St. Vladimir, umaescola privada para Moroi e dhampirs. Eu sei como usar todo o tipo de arma e posso daruns chutes bem legais. Eu já bati em caras do dobro do meu tamanho - dentro e fora dasala de aula. E de verdade, são basicamente aqueles que eu tenho que bater, já que tempoucas garotas na minha turma.Porque enquanto dhampirs herdam todo o tipo de traços, tem uma coisa que nós nãoherdamos. Dhampirs não podem ter filhos com outros dhampirs. Não me pergunte porque.Não é como se eu fosse uma geneticista nem nada. Humanos e Moroi ficando juntos vãosempre fazer mais dhampirs; é daí que nós viemos pra inicio de conversa. Mas isso quase
  • 4. não acontece muito mais; Moroi tendem a ficar longe dos humanos. Mas por causa deoutra bizarrice genética, no entanto, Moroi e dhampirs se misturando vão criar maiscrianças dhampirs. Eu sei, eu sei: é loucura. Você pensaria que iria ter um bebê que é ¾vampiro, certo? Não. Meio humano, meio Moroi.A maioria desses dhampirs nascem de homens Moroi e mulheres dhampirs que ficamjuntos. As mulheres Moroi continuam tendo bebês Moroi. O que isso normalmente significaque os homens Moroi tem casos com as mulheres dhampirs e então vão embora. Issodeixa muitas mulheres dhampirs como mães solteiras, e é por isso que muitas delas não setornam guardiãs. Elas preferem se focar em criar seus filhos.Como resultado, somente os caras e um punhado de garotas se tornam guardiões. Masaqueles que escolheram proteger os Moroi são sérios sobre o seu trabalho. Dhampirsprecisam dos Moroi para continuar tendo filhos. Nós temos que protegê-los. Além do mais,é só... bom, é uma coisa honrada a se fazer. Strigoi são maus e nada naturais. Não é certoda parte deles fazer de presa pessoas inocentes. Dhampirs que treinam para seremguardiões tem isso marcado dentro deles desde que podem andar. Strigoi são maus. Moroitem que ser protegidos. Os guardiões acreditam nisso. Eu acredito nisso.E tem um Moroi que eu quero proteger mais do que qualquer um no mundo: minha melhoramiga, Lissa. Ela é uma princesa Moroi. Os Moroi tem 12 famílias reais, e ela é a única quesobrou da dela – os Dragomirs. Mas tem algo mais que faz da Lissa especial, além dela serminha melhor amiga.Lembra quando eu disse que os Moroi lidam com os 4 elementos? Bom, acontece que aLissa usa um que ninguém sabia que existia até recentemente. Espírito. Por anos, nóspensamos que ela simplesmente não ia desenvolver nenhuma habilidade mágica. E entãocoisas estranhas começaram a acontecer ao redor dela. Por exemplo, todos os vampirostem a habilidade chamada compulsão que força outros a fazerem o que eles quiserem.Strigoi a tem muito forte. É mais fraca num Moroi, e também é proibida. Lissa, no entanto,tem a habilidade quase tão forte quanto um Strigoi. Ela pode bater suas pálpebras, e aspessoas farão o que ela quiser.Mas isso nem é a coisa mais legal que ela pode fazer.Eu disse antes que as coisas nem sempre permanecem mortas. Bom, eu sou uma delas.Não se preocupe - eu não sou como os Strigoi. Mas eu morri uma vez. (Eu nãorecomendo.) Aconteceu quando o carro em que eu estava saiu da estrada. O acidente mematou, matou os pais de Lissa, e o irmão dela. No entanto, em algum lugar no caos – semela se dar conta – Lissa usou Espírito para me trazer de volta. Nós não soubemos sobreisso durante um longo tempo. De fato, nós nem sabíamos que Espírito existia.Infelizmente, acabou que aquela pessoa sabia do Espírito antes de nós sabermos. VictorDashkov, um Principe Moroi que estava morrendo, descobriu sobre os poderes de Lissa edecidiu que ele queria prende-la e fazer dela sua curandeira particular – para o resto davida dela. Quando eu me dei conta de que alguém estava seguindo ela, eu decidi tomaruma atitude. Eu nos tirei da escola e nós vivemos entre os humanos. Era divertido – mastambém meio que arrasador – sempre ter que estar na estrada. Nós nos safamos com issodurante dois anos até as autoridades da St. Vladimir nos caçarem e nos trazerem de voltaa uns meses atrás.Foi ai que Victor agiu, seqüestrando e torturando ela até que ela fizesse o que ele queria.No processo, ele tomou algumas precações extremas – como lançar em mim e Dimitri, meumentor, um feitiço de luxuria. (Eu vou chegar nessa parte depois.) Victor também explorouo jeito como o Espirito estava fazendo que Lissa ficasse mentalmente instável. Mas mesmoisso não era tão ruim quanto o que ele fez com sua própria filha Natalie. Ele foi tão longe aoponto de encorajar ela a se tornar uma Strigoi para ajudar ele a escapar. Ela acabou sendoempalada. Mesmo tendo sido capturado depois do ocorrido, Victor não parecia mostrar
  • 5. muita culpa sobre o que ele tinha pedido para ela fazer. Me faz pensar que eu não estavaperdendo nada ao crescer sem um pai.Ainda sim, eu agora tenho que proteger Lissa dos Strigoi e dos Moroi. Apenas algunsoficiais sabem sobre o que ela pode fazer, mas eu tenho certeza que tem outros comoVictor que querem que ela use sua habilidade. Felizmente, eu tenho uma arma extra prame ajudar a protegê-la. Em algum lugar enquanto eu estava sendo curada do acidente decarro, um laço mental se formou entre eu e ela. Eu posso ver e sentir o que elaexperimenta. (Só funciona de um lado, no entanto. Ela não pode me ―sentir.‖ Esse laço meajuda a manter um olho nela e saber se ela está com problemas, embora algumas vezes,seja estranho estar na cabeça de outra pessoa. Nós temos certeza que tem muitas outrascoisas que o Espírito pode fazer, mas nós não sabemos o que são ainda.Enquanto isso, eu estou tentando fazer o meu melhor para ser a melhor guardiã que eupuder. Fugir me atrasou no meu treinamento, então eu tenho aulas extras para compensarpelo tempo perdido. Não tem nada no mundo que eu queira mais do que manter Lissasegura. Infelizmente, nós temos duas coisas que complicam meu treinamento de vezenquanto. Uma é que as vezes eu hajo antes de pensar. Eu estou ficando melhor em evitarisso, mas quando algo acontece, eu tenho a tendência de socar primeiro e depois descobriro que eu soquei. Quando chega a isso quando estou em perigo... bom, as regras parecemopcionais.O outro problema em minha vida é Dimitri. Foi ele quem matou Natalie, ele é totalmentefoda. Ele também é muito bonito. Ok – mais do que bonito. Ele é gostoso – tipo, o tipo degostosura que faz você parar de andar na rua e ser atingida pelo transito. Mas, como eudisse, ele é meu instrutor. E ele tem 24 anos. Essas duas são razões do porque eu nãodeveria me apaixonar por ele. Mas, honestamente, a razão mais importante é que ele e euseremos guardiões de Lissa quando ela se formar. Se eu e ele estivermos nos olhando,então isso significa que nós não vamos olhar para ela.Eu não tive muita sorte tentando superar ele, e eu tenho certeza que ele sente o mesmopor mim. Parte do que faz tão difícil é que ele e eu ficamos bem grudados quando fomosatingidos pelo feitiço. Victor queria me distrair enquanto ele seqüestrava Lissa, e tinhafuncionado. Eu estava pronta para desistir da minha virgindade, e Dimitri estava prontapara pega-la. No ultimo minuto, nós quebramos o feitiço, mas essas memórias estãosempre comigo e faz com que fique meio difícil se concentrar nos golpes de combate devez enquando.Aliás, meu nome é Rose Hathway. Eu tenho 17 anos, treino para proteger e matarvampiros, estou apaixonada pelo cara errado, e tenho uma melhor amiga cuja mágicaesquisita pode deixar ela maluca.Hey, ninguém disse que a escola é fácil.
  • 6. UMEu não pensei que meu dia poderia ficar pior até que a minha melhor amiga me disse queela podia estar enlouquecendo. De novo.―Eu... o que foi que você disse?‖Eu estava parada do corredor do quarto dela, curvada sobre uma das minhas botas eajustando ela. Levantando minha cabeça, observei seus pensamentos através da confusãodo cabelo negro que cobria meu rosto. Eu tinha dormindo depois da aula me atrasando, epassava apressadamente a escova nos cabelos para conseguir sair a tempo.O cabelo de Lissa loiro platina estava liso e macio, é claro, suspenso por cima dos seusombros como um véu de núpcias enquanto ela me observava com diversão.―Eu disse que eu acho que as minhas pílulas podem não estar mais funcionando tão bem.‖Eu me ajeitei e tirei o cabelo do meu rosto. ―O que isso significa?‖ eu perguntei. A nossavolta, Moroi passavam com pressa, enquanto se dirigiam ao encontro de amigos para irpara o jantar.―Você começou...‖ eu baixei minha voz. ―Você começou a ter seus poderes de volta?‖Ela balançou a cabeça, e eu vi um flash de arrependimento em seus olhos. ―Não... eu mesinto mais perto da mágica, mas eu ainda não posso usá-la. O que eu tenho notadoprincipalmente é um pouco daquela outra coisa, você sabe... eu estou ficando maisdeprimida de vez em quando. Nada nem perto do que costumava ser,‖ ela adicionouapressadamente, vendo meu rosto. Antes dela tomar suas pílulas, os humor de Lissa podiaficar tão ruim que ela se cortava. ―É só um pouco mais do que era.‖―E quanto as outras coisas que você costumava sentir? Ansiedade? Pensamentosilusórios?‖Lissa riu, sem levar nada daquilo tão sério quanto eu. ―Você soa como se tivesse lido livrosde psicanálise.‖Na verdade eu tinha lido. ―Eu só estou preocupada com você. Se você acha que as pílulasnão estão mais funcionando, nós precisamos contar a alguém.‖―Não, não.‖ Ela disse rapidamente. ―Eu estou bem, de verdade. Elas ainda estãofuncionando... só não tão bem. Eu não acho que a gente deva entrar em pânico ainda.Especialmente você - não hoje, pelo menos.‖A mudança de assunto funcionou. Eu descobri a uma hora que eu iria fazer meu testequalificativo hoje. Era um exame - ou melhor, uma entrevista- que todos os guardiõesnovatos tinham que passar na Academia St. Vladimir. Já que eu estava escondida comLissa ano passado, eu perdi o meu. Hoje eu ia ser levada para um guardião em algumlugar fora do campus que iria me fazer o teste. Obrigada pelo aviso, gente.―Não se preocupe comigo,‖ Lissa repetiu, sorrindo. ―Eu vou falar para você se ficar pior.‖―Ok,‖ eu disse relutantemente.Só pra ter certeza, e abri meus sentidos e me permiti sentir o que ela realmente sentiaatravés da nossa ligação. Ela estava dizendo a verdade. Ela estava calma e feliz essamanhã, nada para se preocupar. Mas no fundo da sua mente, eu senti um ponto negro,sentimentos desconfortáveis. Não estava consumindo ela nem nada, mas tinha o mesmosentimento de duvidas da depressão e da raiva que ela costumava ter. Era apenas umpouco, mas eu não gostei. Eu não queria aquilo ali. Eu tentei entrar ainda mais na mentedela para que eu pudesse sentir melhor suas emoções e de repente eu tive a experiênciaestranha de tocar. Um sentimento meio enjoativo tomou conta, e eu sai da cabeça dela.Um pequeno calafrio percorreu meu corpo.―Você está bem?‖ Lissa perguntou, franzindo a testa. ―Você parece enjoada de repente.‖
  • 7. ―Só... nervosismo pelo teste,‖ eu menti. ―Hesitantemente, eu alcancei nossa ligação denovo. A escuridão tinha desaparecido completamente. Sem traços. Talvez não tivessenada errado com as pílulas dela afinal de contas. ―Eu estou bem.‖Ela apontou para o relógio. ―Você não vai estar se não correr.‖―Merda,‖ eu xinguei. Ela estava certa. Eu dei nela um abraço rápido. ―Vejo você maistarde!‖―Boa sorte!‖ ela gritou.Eu corri através do campus e encontrei meu mentor, Dimitri Belikov, esperando ao lado deum Honda. Que chato. Eu suponho que eu não poderia esperar que a gente andasse pelasmontanhosas estradas de Montana em um Porsche, mas seria legal andar em algo maisbacana.―Eu sei, eu sei,‖ eu disse, vendo seu rosto. ―Eu sinto muito estou atrasada.‖Eu lembrei então que eu tinha um dos testes mais importantes da minha vida chegando, ede repente, eu esqueci completamente de Lissa e suas pílulas que possivelmente nãofuncionavam. Eu queria protegê-la, mas isso não significaria muito se eu não pudessepassar na escola e me tornar realmente uma guardiã.Dimitri estava parado ali, parecendo lindo como sempre. O massivo, edifício de tijolos nosdeixava nas sombras, pairando como se fosse uma grande predadora na escuridão poucoantes de amanhacer. Ao nosso redor, neve estava começando a cair. Eu vi com a luz,flocos cristalinos caindo gentilmente. Vários pousaram e derreteram no seu cabelo escuro.―Quem mais está indo?‖ eu perguntei.Ele deu nos ombros. ―Só você e eu.‖Meu humor de repente mudou de ―feliz‖ para ―empolgado.‖ Eu e Dimitri. Sozinhos. Em umcarro. Esse pode muito bem valer um teste surpresa.―É muito longe?‖ Silenciosamente, eu implorei para que fosse uma viagem bem cumprida.Tipo, uma que demorasse uma semana. E que envolvesse nós passarmos a noite emhotéis luxuosos. Talvez nós batêssemos num banco de neve, e só calor corporal nosmantivesse vivos.―Cinco horas.‖―Oh.‖Um pouco menos do que eu esperava. Mas ainda sim, 5 horas era melhor que nada. E eutambém não descartei a possibilidade do banco de neve.A estrada escura e cheia de neve teria sido difícil para humanos navegarem, mas elas nãose mostraram como um problema para os olhos dos dhampir. Eu olhava para frente,tentando não pensar sobre como o pós barba de Dimitri enchia o carro com um limpo, eafiado cheiro que me fazia querer derreter. Ao invés disso, eu tentei me focar no teste denovo.Não era o tipo de coisa para o qual você podia estudar. Ou você passava ou não.Guardiões de altos níveis visitavam os novatos e os encontravam individualmente paradiscutir seu compromisso em serem guardiões. Eu não sabia exatamente o que eraperguntado, mas os rumores tinham se acumulado com o passar dos anos. Os guardiõesmais velhos avaliavam caráter e dedicação, e alguns novatos tinham sido consideradosinapropriados para continuar no caminho dos guardiões.―Eles normalmente não vem até a Academia?‖ eu perguntei a Dimitri. ―Eu quero dizer, eusou a favor da viagem de campo, as porque nós estamos indo até eles?‖―Na verdade, você está indo até ele, não eles.‖ Um sotaque russo suave saiu das palavrasde Dimitri, a única indicação de onde ele tinha crescido. Caso contrário, eu tinha certezaque ele falava inglês melhor que eu.
  • 8. ―Já que esse é um caso especial e ele está nos fazendo um favor, nós estamos fazendo aviagem.‖―Quem é ele?‖―Arthur Schoenberg.‖Eu tirei meus olhos da estrada e olhei pra Dimitri.―O que?‖ Eu gritei.Arthur Schoenberg era uma lenda. Ele era um dos maiores caçadores de Strigoi na históriados guardiões vivos e ele costumava ser chefe do conselho dos guardiões – o grupo depessoas que designavam os guardiões para os Moroi e tomavam as decisões por todosnós. Ele eventualmente se aposentou e voltou para proteger uma das famílias reais, osBadicas. Mesmo aposentado, eu sabia que ele ainda era letal. Suas proezas eram parte domeu currículo.―Não... não tinha mais ninguém disponível?‖ Eu perguntei com a voz baixa.Eu podia ver que Dimitri segurava um sorriso. ―Você vai ficar bem. Além do mais, se Artaprovar você, isso será uma grande recomendação para deixar no seu histórico.‖Art. Dimitri usava o primeiro nome com um dos guardiões mais incríveis. É claro, Dimitritambém era incrível, então eu não deveria estar surpresa.Silêncio caiu sobre o carro. Eu mordi meus lábios, de repente me perguntando se eu seriacapaz de entrar nos padrões de Arthur Schoenberg. Minhas notas eram boas, mas coisascomo fugir e me meter em brigas podiam lançar uma duvida sobre o quão séria eu estavasobre a minha futura carreira.―Você vai ficar bem,‖ Dimitri repetiu. ―O bom no seu histórico se sobressai sobre o ruim.‖Era como se ele pudesse ler minha mente as vezes. Eu sorri um pouco e ousei espiá-lo.Foi um erro. Ele tinha um corpo longo e magro, mesmo sentado. Olhos abismalmen
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks