Career

Sumário dos números anteriores (a partir do ano VII)

Description
Sumário dos números anteriores 1177 Sumário dos números anteriores (a partir do ano VII) Revista Mal-estar e Subjetividade Volume 7 Número 2 setembro de 2007 El sujeto ante la ley: la declinación de lo
Categories
Published
of 18
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Sumário dos números anteriores 1177 Sumário dos números anteriores (a partir do ano VII) Revista Mal-estar e Subjetividade Volume 7 Número 2 setembro de 2007 El sujeto ante la ley: la declinación de lo simbólico en el sujeto, consecuencias Marta Susana Medina Realidade social: a violência, a segregação e a falta de vergonha Ilka Franco Ferrari Sujeto y alienación: Moisés, el padre como Ese Uno Fernando Azcárate Varela O lugar da alteridade na psicologia ambiental Helenira Fonsêca de Alencar e José Célio Freire Abrigo para crianças de 0 a 6 anos: um olhar sobre as diferentes concepções e suas interfaces Lília Iêda C. Cavalcante, Celina M. Colino Magalhães e Fernando Augusto Ramos Pontes Corpos invasivos e violentos: subjetivação e incorporação dos sentidos em Foucault e Merleau-Ponty Fernando de Almeida Silveira Melancolia como herança no filme Cidadão Kane Liliane Seide Froemming e Márcia Regina Ribeiro A construção de um aparelho vocal em um adolescente psicótico: resultado terapêutico da Apresentação de Pacientes Ana Lydia Santiago e Ana Maria Costa da Silva Lopes Transtornos alimentares: uma perspectiva social Sheila Weremchuk Ida e Rosane Neves da Silva Vontade de imagem e celebrização do cotidiano na tela Carmen Silveira de Oliveira e Maria Célia Detoni Mulher, corpo e subjetividade: uma análise desde o patriarcado à contemporaneidade Georges Daniel Janja Bloc Boris e Mirella de Holanda Cesídio Ócio, lazer e tempo livre na sociedade do consumo e do trabalho Cássio Adriano Braz Aquino e José Clerton de Oliveira Martins A poética dos neurônios em Freud Eduardo Rodrigues Peyon e Ana Maria Rudge Da arte ao ofício: vivências de sofrimento e significado do trabalho de professor universitário Luciano Mendes, Carlos Jaelso A. Chaves, Ma. Cecília dos Santos e Gustavo Adolfo Ramos De balde e vassoura na mão: os sentidos que mulheres serventes de limpeza atribuem aos seus trabalhos Maria Fernanda Diogo e Kátia Maheirie Piaf: um Hino ao Amor Henrique Figueiredo Carneiro Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1178 Sumário dos números anteriores Revista Mal-estar e Subjetividade Volume 8 Número 1 março de 2008 La cultura sexista y la violencia en los videojuegos Enrique Javier Díez Gutiérrez, Rufino Cano González e Rosa Eva Valle Flórez Lo más profundo es la piel: proxemia estilística y proceso de individuación Mauricio Genet Guzmán Chávez Angústia e subjetividade Maria Angélica Augusto de Mello Pisetta Desdobramentos do trabalho analítico como discurso Luis Achilles Rodrigues Furtado AIDS e feminização: os contornos da sexualidade Maria Lúcia Chaves Lima e Ana Cleide Guedes Moreira Usuários do Hospital-Dia: uma discussão sobre performatividade em saúde e doença mental Neuza Maria de Fátima Guareschi, Carolina dos Reis, Tamara Oliven e Simone Maria Hüning O atendimento psicanalítico com pacientes neurológicos Monah Winograd, Flávia Sollero-de-Campos e Claudia Drummond A modernidade líquida: o sujeito e a interface com o fantasma Fabio Elias Verdiani Tfouni e Nilce da Silva Nascimento psíquico e contemporaneidade: implicações metapsicológicas nos modos de estruturação subjetiva João Luiz Leitão Paravidini, Tiago Humberto Rodrigues Rocha, Hélvia Cristine Castro Silva Perfeito, Adriana Fayad Campos e Andréa Gonçalves Dias Psicanálise e biopolítica: considerações a partir da análise de Birman sobre Foucault Marcus César Ricci Teshainer Que Narciso é esse? Thiago Costa Matos Carneiro da Cunha Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 Sumário dos números anteriores 1179 Revista Mal-estar e Subjetividade Volume 8 Número 2 junho de 2008 Consecuciónes satisfactorias de la experiencia psicológica del ocio Maria Jesus Monteagudo Escrita poética e elaboração analítica: fazer com o impossível de ser dito Juliana de Miranda e Castro e Anna Carolina Lo Bianco Nomadismo e solidão na cidade veloz: alegorias da compressão do tempo-espaço na ficção de Caio Fernando Abreu Daniel Mattos de Araújo Lima e Idilva Germano O psicanalista como crítico cultural: o campo da linguagem e a função do silêncio Maria Cristina Poli Comendo, comendo e não se satisfazendo: apenas uma questão cirúrgica? Obesidade mórbida e o culto ao corpo na sociedade contemporânea Junia de Vilhena, Joana de Vilhena Novaes e Livia Rocha O símbolo que surge com o Pai Pedro Teixeira Castilho Subjetividade e sofrimento psíquico na formação do Sujeito na Universidade Alessandra Xavier, Ana Ignêz Belém Lima Nunes e Michelle Steiner dos Santos Considerações a respeito da concepção de religião nos textos freudianos O futuro de uma ilusão e O mal-estar na cultura Wilson Camilo Chaves e Rita Helena Gonçalves Nani O teatro da individuação: forças e simulacros Vilene Moehlecke e Tania Mara Galli Fonseca O sofrimento psíquico no puerpério: um estudo psicossociológico Evelyn Rúbia de Albuquerque Saraiva e Maria da Penha de Lima Coutinho Abordagem centrada na pessoa Francisco Silva Cavalcante Jr. Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1180 Sumário dos números anteriores Revista Mal-estar e Subjetividade Volume 8 Número 3 setembro de 2008 Antropología de la depresión Ángel Aguirre Baztán Rompimento amoroso, depressão e auto-estima: estudo de caso Dilcio Dantas Guedes, Julieta Monteiro-Leitner e Karine Cardozo Rodrigues Machado Anorexia: uma tentativa de separação entre o Sujeito e o Outro Camilla Araújo Lopes Vieira A criança como mestre do gozo da família atual: desdobramentos da pesquisa de indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil Leda Mariza Fischer Bernardino e Maria Cristina Machado Kupfer Amor e saber na experiência analítica Bruna Pinto Martins Brito e Vera Lopes Besset O brinquedo terapêutico: notas para uma re-interpretação Carlos Alberto Medrano, Maria Itayra Coelho de Souza Padilha e Helena Heidtmann Vaghetti Dois discursos de Freud sobre a religião Karla Daniele de Sá Araújo Maciel e Zeferino de Jesus Barbosa Rocha O espaço enquanto lugar da Subjetividade Ariane Patrícia Ewald, Rafael Ramos Gonçalves e Camila Fernandes Bravo Psicanálise e Ciência: o encontro dos discursos Sonia Alberti e Luciano Elia Reprovando o trágico: sociedade de consumo e poesia na escola Maria das Graças Rodrigues Paulino Estado de excepción Henrique Figueiredo Carneiro Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 Instruções aos autores 1181 Objetivo Instruções aos autores Esta publicação tem por objetivo divulgar as mais significativas construções acadêmicas, científicas e artísticas realizadas em torno dos temas: Sujeito, Sofrimento psíquico, Sociedade e/ ou Cultura, apresentadas na forma de artigos, comunicações, relatos de pesquisas, resenhas e ressonâncias. 1. Como apresentar e enviar artigos 1.1 Os trabalhos deverão ser apresentados em formato eletrônico, processado em Word; 1.2 Exigimos: fonte Times New Roman, tamanho 11, espaçamento simples, com dois ou três tamanhos para o texto, os títulos e os subtítulos; 1.3 Utilizar negrito para títulos / subtítulos e aspas para as citações no corpo do texto; citações sem aspas ou itálico quando tiverem mais de três linhas e estejam em destaque do texto; itálico deve ser usado para palavras estrangeiras e negrito para destaque de palavras e títulos de livros, artigos ou textos citados; 1.4 Os trabalhos devem incluir, no topo da primeira página: a. título em português e inglês; b. nome(s) e sobrenome(s) do(s) autor(es); c. referência curricular, com máximo de 3 linhas, do(s) autor(es) d. endereço domiciliar e Os artigos, as comunicações, as resenhas, os relatórios de pesquisas e as ressonâncias apresentados deverão ser digitados em português, espanhol, francês ou inglês e acompanhados de um resumo no idioma selecionado e também em língua inglesa. O resumo deverá trazer um texto contendo entre 200 e 300 palavras e cinco palavras-chave também nos respectivos idiomas; 1.6 As notas de rodapé deverão ser incluídas no final do trabalho, ordenadas em algarismos arábicos, antes das referências bibliográficas; Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1182 Instruções aos autores 1.7 As páginas do artigo deverão ser numeradas; 1.8 O arquivo contendo o trabalho deverá ser enviado por correio eletrônico para anexo, acompanhado da Carta para Submissão de Trabalhos (disponível em devidamente preenchida. Não aceitamos a exposição do trabalho no corpo da mensagem. 2. Algumas sugestões para a edição do artigo 2.1 Observar a fonte, o tamanho e o espaçamento recomendados no item 1.2; 2.2 Não usar tabulações, iniciando o parágrafo com 2 cm de distância da margem esquerda; 2.3 Enviar, separadamente, arquivos, gráficos e fotos; 2.4 As citações de autores no texto deverão ser feitas da seguinte forma: a. quando for uma referência à idéia do autor, após o sobrenome do mesmo, acrescenta-se o ano de publicação da obra. Exemplo: Dor, J. (1991); b. no caso de citação literal etc. deve ser acrescida da(s) página(s) citada(s). Exemplo: (Dor, J. 1991, p. 35) ou (Dor, J. 1991, p ) Obras antigas e reeditadas a. primeiramente o ano de publicação original, seguido pelo ano da publicação consultada. Exemplo: (Freud, 1905/1996); b. no caso de citação literal, esta deve ser acrescida da(s) página(s) citada(s). Exemplo: (Freud, 1905/1996, p. 25) ou (Freud, 1905/1996, p ) Citação de um mesmo autor com a mesma data de publicação: a. acrescentar uma letra minúscula após a data da obra consultada. Exemplo: (Freud, 1905/1996a), (Freud, 1908/1996b) ou Rogers (1973a), Rogers (1973b) 2.5 No caso de citação de obra de autoria múltipla, sugerimos: a. até três autores: o sobrenome de todos os autores é men- Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 Instruções aos autores 1183 cionado em todas as citações, usando e, conforme exemplo: Através de trabalhos de Guattari e Rolnik (1996) ou Sobre a relação da nova ordem econômica na contemporaneidade (Guattari e Rolnik, 1996) ; b. de quatro a seis autores: o sobrenome de todos os autores é citado na primeira citação, como acima. Da segunda citação em diante, só o sobrenome do primeiro autor é mencionado; c. mais de seis autores: no texto, desde a primeira citação, somente o sobrenome do primeiro autor é mencionado: Costa et al. (2000); nas referências bibliográficas, todos os nomes são relacionados. 2.6 Citar as referências bibliográficas a partir das seguintes sugestões (APA): a. Artigo em periódico científico: Kitzinger, J. (1995). Qualitative research: Introducing focus group. British Medical Association, 311 (7000), b. Capítulo de Livro: Cruz Neto, O. (1998). O trabalho de campo como descoberta e criação. In M. C. de S. Minayo (Org.), Pesquisa social: Teoria, método e criatividade (10a ed.). (pp.51-66). Petrópolis: Vozes. Durand, G. (1997). O regime noturno da imagem. In G. Durand, As estruturas antropológicas do imaginário (pp ). São Paulo: Martins Fontes. c. Livro Foucault, M. (1994). O nascimento da clínica (4a ed.) Rio de Janeiro: Forense Universitária. Klein, M. & Riviere, J. (1975). Amor, ódio e reparação: As emoções básicas do homem do ponto de vista psicanalítico (2ª ed). Rio de Janeiro: Imago. d. Obras antigas e reeditadas Freud, S. (1996). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade (Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, Vol. 7). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1905). Em caso de mais de uma obra com a mesma data diferenciar por letras: Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1184 Instruções aos autores Freud, S. (1996a). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade (Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, Vol. 7). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1905). Freud, S. (1996b). Fantasias histéricas e sua relação com a bisexualidade (Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, Vol. 7). Rio de Janeiro: Imago. (Originalmente publicado em 1908). 3. Questões gerais sobre os conteúdos 3.1 A responsabilidade pelos conteúdos dos artigos é daqueles que os escrevem; 3.2 A comissão editorial da Revista Mal-estar e Subjetividade se reserva o direito de introduzir nos trabalhos as modificações necessárias para adaptá-los às normas de editoração da Revista. E em casos de eventuais modificações substanciais, essas serão solicitadas aos autores; 3.3 É permitida a reprodução dos artigos, desde que seja citado que foram originalmente publicados na Revista Mal-estar e Subjetividade; 3.4 A revista publica os seguintes materiais: a. Artigos no mínimo 12 laudas e, no máximo, 20; b. Relatórios de pesquisa aproximadamente 12 laudas; c. Depoimentos de experiências profissionais aproximadamente 7 laudas; d. Comunicações (relatos breves de pesquisas ou trabalhos apresentados em reuniões científicas ou eventos culturais) aproximadamente 7 laudas; e. Ressonâncias (comentários complementares e réplica de textos publicados em números anteriores da revista) aproximadamente 5 laudas; f. Resenhas bibliográficas (comentários de livros ou revistas) aproximadamente 4 laudas; as resenhas de livros devem conter a capa do livro escaneada, o número de páginas, o autor e a editora; as resenhas de artigos devem conter o lugar de publicação original, número de páginas e autor original. Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 Instruções aos autores 1185 g. Resenhas de filmes (comentários sobre filmes) aproximadamente 4 laudas; devem conter capa do filme escaneada, duração, diretor, ano de filmagem, tipo de produção, local de produção e produtora. 3.5 Cada lauda comporá cerca de 2 (duas) páginas quando transmitida para o formato de publicação da Revista. 4. Da periodicidade e do prazo para a apresentação do material à revista 4.1 A Revista Mal-estar e Subjetividade mantém uma periodicidade trimestral; 4.2 Os meses e os prazos de recebimento do material a ser submetido aos Conselhos Científico e Editorial da Revista são: números publicados e divulgados no mês de março, a data limite para recebimento é 15 de dezembro; números publicados e divulgados no mês de junho, a data limite para recebimento é 15 de março; números publicados e divulgados no mês de setembro, a data limite para recebimento é 15 de junho; números publicados e divulgados no mês de dezembro, a data limite para recebimento é 15 de setembro. 5. Seleção de material 5.1 Avaliam-se a originalidade e a relevância do tema, a qualidade da metodologia utilizada, a clareza do texto e a adequação às normas de editoração desta Revista; 5.2 Todo o material é submetido à opinião e à revisão de pareceristas anônimos, sendo os pareceres informados aos autores; 5.3 O material enviado à Revista deve ser inédito, não podendo ter sido publicado anteriormente ou submetido a exame para publicação em outros locais. Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1186 Roteiro de parecer Roteiro de parecer Revista Mal-estar e Subjetividade Título do trabalho: Por favor, marque sua opção nas questões abaixo, além dos comentários por escrito. 1. Linha editorial: o trabalho apresentado trata de temas relativos ao sujeito, sofrimento psíquico, à sociedade ou cultura? Se não, por favor, sugira reformulações em seu comentário de revisão. 2. Título: o título reflete clara, precisa e suficientemente o conteúdo do artigo? 3. Resumo: 3.1. o resumo fornece clara, precisa e suficientemente o conteúdo do artigo? 3.2. o resumo contém entre 200 a 300 palavras, conforme instruções? 4. Palavras-chave: as palavras-chave são adequadas ao texto e estão na quantidade exigida (5)? 5. Relevância: o assunto tratado é relevante para ser veiculado pela Revista? Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 Roteiro de parecer Método: 6.1. O caminho percorrido no texto é predominantemente: a. clínico (baseado em caso ou fragmento de caso)? b. teórico? c. filosófico? d. artístico? e. ideológico (baseado em juízos de valores sem fundamentação empírica)? f. outro? (especificar) 6.2. Há, no texto, indicações claras, precisas e sucintas do caminho percorrido em direção às conclusões? 6.3. O caminho percorrido é predominantemente indutivo, isto é, parte do observado para o geral e abstrato ou é predominantemente dedutivo, isto é, parte de sentenças gerais e abstratas em direção às conclusões? ( ) indutivo ( ) dedutivo 6.4. Quais as relações com o tempo que regem o texto? O caminho percorrido é apressado? O caminho percorrido é regido principalmente por frases de efeito mecanicamente aplicadas? O caminho percorrido parte de uma situação problemática, em que se evidencia uma discrepância entre aquilo que é e aquilo que deveria ser (ou era esperado)? Há, no texto, uma clara e precisa distinção entre juízos de realidade e juízos de valor? 6.5. Se o texto for clínico, há claras e precisas referências à singularidade do caso na forma de receber e tratar cada paciente segundo um conjunto de particularidades e contingências únicos que regem uma vida? Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1188 Roteiro de parecer Se o texto for clínico, o relato do fragmento de caso é utilizado como fundamento dos argumentos metapsicológicos? Se o texto for clínico, o relato do fragmento de caso é utlizado para ilustrar ou exemplificar a teoria? 6.6. Se o texto for clínico, há intervenção? Se sim, o método de intervenção é predominantemente: medicamentoso? ambulatorial (PS; Capes; Hospital-dia)? internação hospitalar? comportamental? experimental? pedagógico? educacional? interpretativo? outro (especifique) 7. Linguagem: o trabalho obedece exigências de objetividade, estilo, concisão e correção da linguagem que representam condignamente o pensamento do autor? 1) objetividade: 2) estilo: 3. concisão: 4) correção: Se não, por favor, sugira modificações. 8. Seqüência lógica: o trabalho possui uma seqüência lógica identificação, descrição, argumentação e conclusão que representa condignamente o pensamento do autor? 1) identificação: 2) descrição: 3) argumentação 4) conclusão Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 Roteiro de parecer Literatura: o trabalho menciona referências bibliográficas relevantes, que contribuem efetivamente para a melhor compreensão e especificação para o assunto tratado? Se não, por favor, indique as omissões em seus comentários. 10. Conteúdo: 1) há um caráter inovador do conjunto das idéias principais apresentadas no trabalho? 2) há correção das afirmações sobre fatos, provas ou evidências e informações pertinentes? 1) caráter inovador: 2) correção das afirmações: Se não, por favor, comente as limitações encontradas no trabalho. 11. Fundamentação: o trabalho apresenta argumentação fundamentada relativa ao tema? Se não, por favor, indique as faltas observadas. 12. Conclusão: 1) as conclusões são relevantes para o avanço dos conhecimentos no campo do Sujeito, Sofrimento Psíquico, Sociedade ou Cultura? 2) Há indicações de possíveis linhas de pesquisa a partir daí? 1) conclusões relevantes: 2) possíveis linhas de pesquisa: Se não, por favor, faça recomendações para modificação das conclusões. 13. Aspectos éticos: 13.1 os autores revelam fontes de financiamento envolvidas no trabalho? 13.2 os autores declaram respeitarem a privacidade e o anonimato das pessoas envolvidas? 14. Enquadramento formal: o texto está de acordo com as Instruções aos Autores da Revista? Revista Mal-estar e Subjetividade Fortaleza Vol. VIII Nº 4 p dez/2008 1190 Roteiro de parecer 15. Julgamento final: ( ) Deveria ser publicado, com prioridade. Não é necessário rever. ( ) Deveria ser publicado. Não é necessário rever. ( ) Deveria ser publicado, mas precisa ser revisto. ( ) Não deveria ser publicado Comentários de revisão: Por favor, escreva em letra legível. Não assine. Você faz objeção a que uma cópia seja enviada para o autor? Se você acha que o trabalho não deve ser publicado como está, por favor, aponte as modificações que poderiam
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks