Internet & Technology

Tesauro EUROVOC. Volume 1 Apresentação alfabética permutada. Parte B. Edição PDF

Description
Tesauro EUROVOC Volume 1 Apresentação alfabética permutada Parte B Edição 4.2 Europe Direct é um serviço que o/a ajuda a encontrar respostas às suas perguntas sobre a União Europeia Número verde único
Published
of 16
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Tesauro EUROVOC Volume 1 Apresentação alfabética permutada Parte B Edição 4.2 Europe Direct é um serviço que o/a ajuda a encontrar respostas às suas perguntas sobre a União Europeia Número verde único (*): (*) Alguns operadores de telecomunicações móveis não autorizam o acesso a números ou poderão sujeitar estas chamadas telefónicas a pagamento. Internet : Encontram-se disponíveis numerosas outras informações sobre a União Europeia na rede Internet, via servidor Europa (http://europa.eu) Uma ficha bibliográfica figura no fim desta publicação Luxemburgo: Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias, 2007 ISBN ISSN Comunidades Europeias, 2007 Reprodução autorizada mediante indicação da fonte Printed in Luxembourg IMPRESSO EM PAPEL BRANQUEADO SEM CLORO INTRODUÇÃO A razão de ser do tesauro Eurovoc Todos os anos, a documentação resultante das actividades sofre um aumento de alguns milhares ou mesmo de várias dezenas de milhar de unidades. Perante esta massa crescente de informação, a partir do início dos anos 1980 os serviços de documentação das instituições europeias procuraram dotar-se de uma ferramenta de indexação. Esta necessidade fez-se sentir de forma mais premente no Serviço das Publicações relativamente ao catálogo das publicações das instituições e aos índices do Jornal Oicial, bem como no Parlamento Europeu relativamente à documentação parlamentar e à biblioteca. Depois de examinarem as ferramentas disponíveis, o Serviço das Publicações e o Parlamento Europeu optaram pela elaboração de um tesauro multilingue que abrangesse todos os domínios de actividade : o tesauro Eurovoc. O trabalho de selecção dos descritores e de estruturação do tesauro foi empreendido por uma equipa de documentalistas e bibliotecários do Parlamento Europeu, da Comissão das Comunidades Europeias e do Serviço das Publicações. Este trabalho teve o apoio da Direcção-Geral «Telecomunicações, Mercado da Informação e Valorização da Investigação» da Comissão cujas competências foram entretanto retomadas pela DG «Sociedade da Informação e Meios de Comunicação» no âmbito da sua política de apoio à elaboração de tesauros multilingues. A primeira edição do tesauro Eurovoc foi publicada em 1984 em sete línguas. De então para cá, o Eurovoc teve de se adaptar às evoluções e às mudanças geopolíticas e linguísticas. Para além das actualizações pontuais, o Eurovoc foi objecto de seis actualizações e de várias revisões linguísticas e integrou sucessivamente as novas línguas: nove línguas em 1987, 11 em 2000 e 19 línguas em O Eurovoc desempenhou um papel importante na indexação da legislação europeia e demais textos jurídicos (propostas legislativas e outros documentos do processo decisório). Facilita o acesso ao acervo comunitário e, graças à normalização da terminologia, evita problemas na preparação e/ou tradução de actos legislativos, nomeadamente no âmbito do tratamento do direito derivado por um país em vias de adesão aquando de um alargamento. Novas ferramentas para gerir e difundir o tesauro Eurovoc Em Dezembro de 2000, os utilizadores do Eurovoc puderam aceder pela primeira vez ao sítio Internet Eurovoc. O acesso ao Eurovoc através da web aumentou consideravelmente a sua audiência. O sítio permite ao utilizador consultar o tesauro de maneira simples e próxima da versão impressa. Para além de uma consulta temática e alfabética (pesquisa por termo), o sítio oferece diversas possibilidades: léxico de termos pertencentes a um microtesauro; tradução de um descritor ou do ambiente semântico completo de um descritor, lista multilingue, descarga em formato PDF. Simultaneamente, foi desenvolvido de raiz um sistema de manutenção do tesauro Eurovoc, com base na tecnologia web, tendo em conta as necessidades do dispositivo de gestão do tesauro. Este sistema, de acesso restrito, permite gerir todos os tipos de alterações, efectuar propostas, visualizar ou propor novos conceitos e gerir as propostas dos utilizadores em todas as versões linguísticas. O sistema de manutenção electrónica está actualmente acessível aos membros do Comité de Manutenção e aos parlamentos nacionais para a transmissão de alterações, bem como aos tradutores-terminólogos para a tradução dos conceitos em todas as versões linguísticas. A responsabilidade deste projecto cabe a dois comités interinstitucionais o Comité de Pilotagem e o Comité de Manutenção. Estes comités são compostos por representantes das instituições directamente envolvidas neste projecto: Parlamento Europeu, Conselho, Comissão Europeia, Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas. O Eurovoc é o fruto de um verdadeiro esforço de cooperação que reúne não só as instituições europeias mas também os parlamentos nacionais que participam cada vez mais na sua evolução. A esmagadora maioria das propostas de actualização do tesauro provém dos parlamentos nacionais, do Parlamento Europeu e do Serviço das Publicações. Informação dos utilizadores O Parlamento Europeu organiza regularmente uma conferência consagrada ao tesauro Eurovoc. Este encontro permite aos membros dos parlamentos nacionais partilhar experiências, trocar pontos de vista e apresentar as evoluções do tesauro Eurovoc e as perspectivas para o futuro. O Centro Europeu de Investigação e Documentação Parlamentares (CERDP) estabelece o contacto entre os serviços de documentação de todos os parlamentos membros do Conselho da Europa. Um dos seus objectivos é facilitar o intercâmbio de informações entre os parlamentos. Esta rede de cooperação multilingue foi outro dos factores de desenvolvimento da utilização do Eurovoc. A contribuição para a evolução do Eurovoc desenvolve-se igualmente no seio das próprias instituições e órgãos da União Europeia, cujas bibliotecas criaram uma estrutura de cooperação, a Eurolib. Tudo isto permite às instituições partilhar regularmente as suas experiências e alargar a cooperação no domínio da catalogação e da análise dos documentos. Última edição e futuro do Eurovoc Neste contexto, o Comité de Pilotagem apresenta hoje a versão 4.2 do tesauro Eurovoc. Esta última versão, disponível em linha desde Julho de 2005, integra novos descritores propostos pelos parlamentos espanhol, checo, polaco e sueco e por entidades geográicas e regiões da Europa alargada. Compreende descritores, dos quais 155 são novos. Neste momento, o Eurovoc está disponível em 21 línguas oiciais, e ainda em croata. O tesauro Eurovoc evolui sob o impulso de todos os utilizadores, dos parlamentos nacionais, das instituições da União e dos titulares de licenças de utilização do Eurovoc. O multilinguismo e o carácter genérico do Eurovoc são duas razões do seu êxito. O número de licenças de utilização do Eurovoc aumentou 4% em 2005 (25 licenças em 2004, 44 licenças em 2005). O tesauro é uma matéria viva que se desenvolve em função da actividade da União e das necessidades dos indexadores, bem como dos gestores e dos utilizadores de fundos documentais e bases de dados. Isto é particularmente verdade no caso do Eurovoc, que tem de traduzir os conceitos, em constante evolução, e tratá-los com uma observância estrita das normas documentais. O Comité de Pilotagem do Eurovoc e o seu Comité de Manutenção continuarão a recolher com interesse todas as sugestões que lhes sejam enviadas tendo em vista desenvolver e melhorar a qualidade do tesauro. Dick Toornstra, Presidente do Comité de Pilotagem Eurovoc Director da documentação parlamentar Parlamento Europeu 4 APRESENTAÇÃO E MANUAL DO UTILIZADOR Índice 1. APRESENTAÇÃO Objectivos Objectivos de um tesauro Objectivos do tesauro Eurovoc Vantagens e limitações Domínios abrangidos Historial edições sucessivas O início do Eurovoc A 2. a edição A. a edição A edição A 4. a edição A edição A edição Principais utilizações Versões linguísticas Normas utilizadas Controlo do vocabulário Estrutura Domínios e microtesauros Relações semânticas Relações de pertença ao microtesauro Relação de equivalência Relação hierárquica Relação associativa Características quantitativas Apresentações impressas Apresentação alfabética permutada Apresentação temática Apresentação temática dos microtesauros Terminologia do domínio Ficheiros electrónicos GESTÃO E MANUTENÇÃO CONSELHOS DE UTILIZAÇÃO Conselhos para a indexação dos documentos Selecção dos conceitos Tradução dos conceitos Desempenho do sistema documental LISTA DOS DOMÍNIOS E DOS MICROTESAUROS Anexo: Ficha de manutenção 5 1. APRESENTAÇÃO 1.1. Objectivos OBJECTIVOS DE UM TESAURO Um tesauro é uma lista estruturada de expressões destinadas a representar de forma unívoca, num sistema documental, os conceitos existentes nos documentos e as questões colocadas a esse sistema. Em linguagem natural, um conceito pode ser representado por várias expressões equivalentes O papel do tesauro é controlar o vocabulário de modo que cada conceito seja representado por um termo preferencial ou descritor. O sentido do descritor é precisado pelas relações entre termos no interior do tesauro. Os sinónimos ou termos equivalentes, chamados não- -descritores, nunca são atribuídos como termos de indexação mas orientam o utilizador para o descritor adequado OBJECTIVOS DO TESAURO EUROVOC O Eurovoc é um tesauro multilingue especialmente construído, no início, para o tratamento da informação documental das instituições. O Eurovoc é um tesauro que abrange domínios suicientemente vastos para englobar os aspectos comunitários e os pontos de vista nacionais, colocando uma ênfase especial na actividade parlamentar. O Eurovoc é um vocabulário controlado susceptível de ser utilizado fora das instituições, em especial pelos parlamentos. O objectivo do tesauro é oferecer aos serviços de gestão e difusão da informação uma ferramenta de indexação coerente a im de gerir de forma eicaz o respectivo fundo documental e permitir aos utilizadores efectuar pesquisas documentais através de uma linguagem controlada VANTAGENS E LIMITAÇÕES A. Vantagens A utilização do tesauro apresenta as seguintes vantagens: normalização terminológica dos vocabulários de indexação, que permite uma maior precisão na pesquisa documental; multilinguismo: o estabelecimento de equivalentes linguísticos entre conceitos idênticos expressos em línguas diferentes permite a indexação dos documentos na língua do documentalista e a pesquisa na língua do utilizador; intercâmbio de notas bibliográicas entre serviços documentais que utilizam o tesauro Eurovoc. B. Limitações Mas o Eurovoc também tem as suas limitações: o Eurovoc foi construído para responder às necessidades de sistemas documentais gerais sobre as actividades ; não está adaptado à indexação e à pesquisa de documentos especializados; o Eurovoc não está em condições de cobrir as diferentes realidades nacionais com um grau de especiicidade suiciente; apesar disso, é feito um esforço para ter em conta as necessidades dos utilizadores fora das instituições Domínios abrangidos O tesauro Eurovoc abrange todos os domínios de actividade das instituições europeias: actividade política, relações internacionais, comunidades europeias, direito, actividade económica, intercâmbios económicos e comerciais, inanças, questões sociais, educação e comunicação, ciências, empresas e concorrência, emprego e trabalho, transportes, meio ambiente, agricultura, silvicultura e pesca, agro-alimentar, produção, tecnologia e investigação, energia, indústria, geograia, organizações internacionais. Alguns domínios encontram-se mais desenvolvidos do que outros, porque dizem mais directamente respeito aos centros de interesse. Assim, por exemplo, o Eurovoc contém os nomes das regiões de cada Estado-Membro, mas não das regiões correspondentes dos países terceiros. A classiicação dos descritores por domínio é, em certa medida, arbitrária. Uma das características do Eurovoc é a limitação da poli-hierarquia. Os descritores que poderiam inserir-se em vários domínios são afectados geralmente apenas ao domínio que parece mais natural aos utilizadores a im de facilitar a gestão do tesauro e de lhe limitar o volume. 6 1.3. Historial edições sucessivas O INÍCIO DO EUROVOC Em 1982, na sequência de um estudo comparativo das linguagens documentais utilizadas internamente nas instituições, o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia decidiram construir um tesauro multilingue que abrangesse os domínios de interesse das instituições europeias e estivesse em conformidade com as normas internacionais na matéria. Os trabalhos desenrolaram-se com base: num primeiro projecto de tesauro unilingue, preparado pelo Parlamento Europeu a partir, nomeadamente, do conteúdo do macrotesauro da OCDE; numa primeira versão, de 1978, do tesauro ECLAS, da biblioteca central da Comissão, acompanhado da frequência de utilização dos respectivos descritores. Ainda hoje, Eurovoc e ECLAS são duas ferramentas estreitamente ligadas, nomeadamente pela escolha dos candidatos a descritores; em candidatos a descritores do serviço central automatizado de documentação (SCAD); nos descritores livres utilizados para indexar os documentos da base EC-01 da Comissão, com a respectiva frequência de indexação; nos descritores livres utilizados pelo Serviço das Publicações para a preparação dos índices do Jornal Oicial. Após um primeiro teste efectuado pelo Parlamento Europeu e pelo Serviço das Publicações, a primeira edição do tesauro Eurovoc foi publicada em 1984 em sete línguas (alemão, dinamarquês, francês, grego, inglês, italiano e neerlandês) e dois volumes: um tesauro alfabético e um tesauro temático. Este tesauro foi imediatamente utilizado pelo Parlamento Europeu e pelo Serviço das Publicações A 2. a EDIÇÃO A segunda edição do tesauro, publicada em 1987, resulta de uma profunda revisão da primeira edição, com base na experiência de indexação obtida no Parlamento Europeu e no Serviço das Publicações. Foram acrescentadas duas novas versões linguísticas (espanhol e português) às sete línguas de origem. Três apresentações suplementares o tesauro multilingue (1987), o tesauro permutado (1989) e a edição dos terminogramas (1990) vieram enriquecer as duas apresentações de origem (tesauro alfabético e tesauro temático). A segunda edição do Eurovoc suscitou um interesse crescente fora das instituições, nomeadamente junto dos parlamentos nacionais, das autoridades nacionais e regionais e mesmo do sector privado. Em 1989, o Parlamento Europeu e o Serviço das Publicações respectivamente, o proprietário e o gestor do tesauro tomaram a iniciativa de organizar um primeiro seminário dirigido aos utilizadores do Eurovoc. Este seminário permitiu orientar as decisões em matéria de gestão e manutenção do tesauro. Uma destas decisões consistiu na criação de uma estrutura de manutenção para ter em conta as propostas de todos os utilizadores do tesauro, independentemente de as mesmas emanarem ou não das instituições da União Europeia. Em 1990 foi publicado um fascículo com uma actualização da segunda edição A 3. a EDIÇÃO A terceira edição do Eurovoc foi publicada em As diferentes versões linguísticas do Eurovoc foram revistas em profundidade por uma equipa multilingue de tradutores e terminólogos da Comissão Europeia na sequência das observações dos utilizadores em relação à exactidão de certos equivalentes linguísticos. A terceira edição foi apresentada em três volumes por língua, em vez dos cinco da edição anterior. Após consulta dos utilizadores, as apresentações permutada e alfabética do tesauro foram fundidas. A nova apresentação alfabética propunha os descritores no seu contexto semântico e incluía remissões para os não-descritores. A nova apresentação temática continha as relações associativas presentes na edição dos terminogramas. A publicação dos terminogramas foi abandonada devido à diiculdade de realização da 2.ª edição e ao interesse reduzido dos utilizadores por este tipo de apresentação. Em relação à edição anterior do tesauro, tinham sido acrescentados 566 descritores e suprimidos 26. A partir desta edição, o Eurovoc foi utilizado como ferramenta de indexação das bases de dados documentais do Serviço das Publicações no âmbito da produção dos catálogos e dos índices do Jornal Oicial A EDIÇÃO 3.1 Em Outubro de 1999, o Comité Directivo do Serviço das Publicações coniou a responsabilidade de preparar uma nova edição do tesauro Eurovoc a dois novos comités interinstitucionais o Comité de Pilotagem e o Comité de Manutenção. Os dois comités são compostos por representantes das instituições directamente envolvidas no projecto: Parlamento Europeu, Conselho da União Europeia, Comissão Europeia, Tribunal de Justiça e Tribunal de Contas. O Comité de Pilotagem é responsável pelas directrizes do projecto Eurovoc. Em especial, estabelece os objectivos e as prioridades, ixa o calendário global, decide da utilização dos recursos e prepara o orçamento previsional. É a autoridade que adopta oicialmente cada nova versão. 7 Este comité reúne-se duas vezes por ano sob a presidência do Parlamento Europeu. O Serviço das Publicações toma a seu cargo a organização técnica destas reuniões e o secretariado do comité. O Comité de Manutenção, constituído por representantes permanentes das instituições (principalmente de documentalistas especializados), é um elemento-chave do sistema. Está encarregado de estudar as propostas de actualização do tesauro Eurovoc. Este comité reúne-se duas vezes por ano. O Serviço das Publicações toma a seu cargo a organização técnica destas reuniões e a coordenação dos trabalhos. Um grupo permanente da equipa de manutenção é gerido pelo Serviço das Publicações. A versão 3.1 foi elaborada no intuito de responder aos imperativos urgentes de indexação. Para além das actualizações terminológicas e de 142 novos descritores, esta versão foi publicada em duas novas línguas, o inlandês e o sueco. Em 22 de Dezembro de 2000, foram abertos dois sítios Internet no servidor Europa: para o público, o sítio de difusão com a versão.1 (http://eurovoc.europa.eu/); para os membros do Comité de Manutenção, um sistema especíico para a gestão automatizada e partilhada do tesauro A 4. a EDIÇÃO A quarta edição do Eurovoc foi difundida na Internet em 26 de Novembro de O tesauro foi objecto de uma revisão aprofundada. Na sequência da evolução das regras ortográicas, foram introduzidas correcções nas versões alemã, inglesa e neerlandesa. Atendendo ao desejo manifestado pelos utilizadores, a estrutura global não foi alterada. Em relação à versão.1, foram acrescentados 64 novos descritores e suprimidos nove. Desde Fevereiro de 200, o sítio Internet oferece a possibilidade de descarregar as versões temática e alfabética permutadas do Eurovoc sob a forma de icheiros PDF, bem como a possibilidade de consultar uma lista multilingue. Esta lista substitui a antiga apresentação multilingue impressa A EDIÇÃO 4.1 A edição 4.1 do Eurovoc foi difundida na Internet em 1 de Fevereiro de O Eurovoc passou a conter descritores: 6 descritores novos e um suprimido. A lista das diferenças entre a nova versão e a versão imediatamente anterior está disponível no sítio Internet Eurovoc A EDIÇÃO 4.2 A edição 4.2 do Eurovoc foi difundida em 15 de Julho de 2005 no sítio de difusão. Integra propostas apresentadas pelos parlamentos espanhol, checo, polaco e sueco, bem como as entidades geográicas e regiões da Europa alargada. Compreende descritores, dos quais 155 são novos. Neste momento, o Eurovoc está disponível em 19 línguas oiciais, em búlgaro e em romeno (línguas dos países em vias de adesão) e ainda em croata Principais utilizações O tesauro Eurovoc é utilizado na documentação europeia, principalmente: para a indexação e a pesquisa dos documentos legislativos em EUR-Lex (http://eur-lex.europa.eu/), o acesso ao direito ; pela EU Bookshop (http://bookshop.europa.eu/), o catálogo electrónico de todas as publicações da UE; pelo Centro Europeu de Pesquisa e Documentação Parlamentares, para a indexação dos estudos parlamentares (base Studies); pelo Parlamento Europeu para a indexação do fundo documental da sua biblioteca e para o fundo do arquivo; por várias bibliotec
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks