Slides

Teste

Description
1. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSUNIME SALVADORCURSO DE FISIOTERAPIADisciplina - Primeiros SocorrosEducador - Jefferson…
Categories
Published
of 97
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSUNIME SALVADORCURSO DE FISIOTERAPIADisciplina - Primeiros SocorrosEducador - Jefferson MatosCarga Horária - 40h/a
  • 2. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSUNIME SALVADORCURSO DE FISIOTERAPIADisciplina - Primeiros SocorrosEducador - Jefferson MatosCarga Horária - 40h/aMódulo de EstudoEste material de estudo foi elaborado através de livros, módulos, sites, artigos eoutros com a intenção de permitir uma reflexão crítica e dialógica com o orientadorda aprendizagem. Você encontrará textos, nos quais servirão de suporte na (re)construção de novas aprendizagens.Leia-os com atenção, releia, busque outras fontes, enfim, não se contenteenquanto não julgar “... que sabes”.De forma alguma estas apostilas, módulo, como quer que chame, esgota oassunto, é ponto final e dispensa a consulta aos livros referendados na proposta detrabalho da disciplina. Já se disse inclusive que, com os “bons livros aprendemos ecom os maus livros também, pois aprendemos a não imitá-los em seus erros”.Para que nosso momento seja produtivo e de sucesso, precisamos construircoletivamente os resultados esperados, a partir da importância desta proposta detrabalho e comprometimento nas ações realizadas.Bom trabalho!!Sucesso pra todos!!Jefferson Santos de Matos
  • 3. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROS“A melhor maneira que a gente temde fazer possível amanhã alguma coisaque não é possível de ser feita hojeé fazer hoje aquilo que hoje pode ser feito.Mas se eu não fizer hojeo que hoje pode ser feitoe tentar fazer hojeo que hoje não pode ser feito,dificilmente eu faço amanhão que hoje também não pude fazer”.Paulo Freire
  • 4. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSPresidência da RepúblicaCasa CivilSubchefia para Assuntos JurídicosCONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros eaos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, àsegurança e à propriedade, nos termos seguintes:I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;XI - a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador,salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o dia, pordeterminação judicial.
  • 5. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSCÓDIGO PENALDECRETO-LEI N.º 2.848, DE 7 DE DEZEMBRO DE 1940EXCLUSÃO DE ILICITUDEArt. 23 - Não há crime quando o agente pratica o fato:I - em estado de necessidade;II - em legítima defesa;III - em estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular de direito.ESTADO DE NECESSIDADEArt. 24 - Considera-se em estado de necessidade quem pratica o fato para salvar de perigo atual,que não provocou por sua vontade, nem podia de outro modo evitar, direito próprio ou alheio,cujo sacrifício, nas circunstâncias, não era razoável exigir-se.§ 1º - Não pode alegar estado de necessidade quem tinha o dever legal de enfrentar o perigo.§ 2º - Embora seja razoável exigir-se o sacrifício do direito ameaçado, a pena poderá serreduzida de um a dois terços.LEGÍTIMA DEFESAArt. 25 - Entende-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários,repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem.EXCESSO PUNÍVELParágrafo único - O agente, em qualquer das hipóteses deste artigo, responderá pelo excessodoloso ou culposo.
  • 6. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSPERIGO PARA A VIDA OU SAÚDE DE OUTREMArt. 132 - Expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente:Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, se o fato não constitui crime mais grave.OMISSÃO DE SOCORROArt. 135 - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonadaou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir,nesses casos, o socorro da autoridade pública:Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.Parágrafo único - A pena é aumentada de metade, se da omissão resulta lesão corporal de naturezagrave, e triplicada, se resulta a morte.EXERCÍCIO ILEGAL DA MEDICINA, ARTE DENTÁRIA OU FARMACÊUTICAArt. 282 - Exercer, ainda que a título gratuito, a profissão de médico, dentista ou farmacêutico, semautorização legal ou excedendo-lhe os limites:Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos.Parágrafo único - Se o crime é praticado com o fim de lucro, aplica-se também multa.Obs.: Existe alguma lei que diz que o cidadão não pode prestar primeiros socorros?Art. 361 - Este Código entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 1942.GETÚLIO VARGAS
  • 7. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROS10 MANDAMENTOS DO SOCORRISTA1. Mantenha a calma.2. Tenha em mente a seguinte ordem de segurança quando você estiver prestando socorro: Você é aprioridade (o socorrista). Depois a sua equipe (incluindo os transeuntes). E por último e nem menosimportante, a vítima. Isso parece ser contraditório a primeira vista, mas tem o intuito básico de não gerarnovas vítimas.3. Ao prestar socorro, é fundamental ligar ao atendimento pré-hospital de imediato ao chegar no local doacidente. Podemos por exemplo discar 3 números: 192 ou 193.4. Sempre verifique se há riscos no local, para você e sua equipe, antes de agir no acidente.5. Mantenha sempre o bom senso.6. Mantenha o espírito de liderança, pedindo ajuda e afastando os curiosos.7. Distribua tarefas, assim os transeuntes que poderiam atrapalhar lhe ajudarão e se sentirão mais úteis.8. Evite manobras intempestivas (realizadas de forma imprudente, com pressa).9. Em caso de múltiplas vítimas dê preferência àquelas que correm maior risco de vida como, porexemplo, vítimas em parada cardiorespiratória ou que estejam sangrando muito.10. Seja socorrista e não herói (lembre-se do 2º mandamento).
  • 8. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSPRIMEIROS SOCORROSA importância dos primeiros socorrosArt. 135 - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonadaou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir,nesses casos, o socorro da autoridade pública:Os primeiros relatos de prestação de primeiros socorros voluntário eram de samaritanos. A grande maioriados acidentes poderia ser evitada, porém, quando eles ocorrem, alguns conhecimentos simples podemdiminuir o sofrimento, evitar complicações futuras e até mesmo salvar vidas. O fundamental é saber que,em situações de emergência, deve-se manter a calma e ter em mente que a prestação de primeirossocorros não exclui a importância de um médico. Além disso, certifique-se de que há condições seguras obastante para a prestação do socorro sem riscos para você. Não se esqueça que um atendimento deemergência mal feito pode comprometer ainda mais a saúde da vítima.Prestar Socorro?1. Pedir socorro;2. Garantir segurança para vítima;3. Via de emergência livre para ambulância;4. Atendimento em primeiros socorros.O que são primeiros socorros?Como o próprio nome sugere, são os procedimentos de emergência que devem ser aplicados a umapessoa em perigo de morte, visando manter os sinais vitais e evitando o agravamento, até que a mesmareceba assistência definitiva e tem como finalidade:1. Preservar a vida;2. Promover a recuperação;3. Prevenir que o caso piore;4. Tratamento não é a finalidade dos primeiros socorros.Quando devemos prestar socorro?Sempre que a vítima não esteja em condições de cuidar de si própria.Compromissos do socorrista voluntário:1. Manter-se atualizado em técnica e conhecimento;2. Ser honesto e autêntico com a vítima;3. Ter atitude ética e responsável com a vítima;4. Aprender a ouvir, integrar e liderar equipes.
  • 9. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSMORTEAdversidades:Intolerância ParticipaçãoMedo AtitudeIncompreensão CooperaçãoIgnorância ConhecimentoVIDAThe Golden Hour ou A Hora de Ouro - (Dr. R. Adams Cowley em 1960)Guidelines - 2010Guidelines são protocolos, convenções, rotina ou guias que devem ser utilizados durante a avaliação emanuseio dos pacientes com condições clínicas específicas. Constituem-se de bases e recomendaçõesproduzidas de maneira estruturada (frequência, diagnóstico, tratamento, prognóstico, profilaxia), sendoutilizadas na assistência e na tomada de decisões.COMUNIDADESAMU E CORPODE BOMBEIROSONG’sCOMUNIDADESAMU E CORPODE BOMBEIROSONG’s
  • 10. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSBiossegurança1 - Risco físico, químico, financeiro e biológico.2 - Mecanismos de contaminação.3 - Fatores que predispõem a contaminação.4 - Formas de infecção:Penetração do micro organismo;Período de incubação.5 - Minimização dos riscos:Vacinação;Amamentação;Higienização.EPI (Equipamento de Proteção Individual) - Materiais básicos para o atendimento.Luvas descartáveis;Máscaras de respiração artificial;Indumentária específica;Colar cervical;Bandagem;Gases;Papelão.Obs.: Se acontecer na prestação dos primeiros socorros o socorrista se contaminar através da vítima,poderá fazer o teste rápido entre (48 a 72 horas), no hospital Roberto Santos ou no CREAIDS. O teste éfeito na vítima. Desta forma o indivíduo entra imediatamente no programa de tratamento que gira em tornode 6 meses. Tem uma eficácia de até 99% em não desenvolver a patologia adquirida (bactéria ou vírus).
  • 11. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSTécnicas para diminuição dos riscos em acidentes1 - Balizamento - A Velocidade da via vezes 2 = metros (distância entre o acidente e o início do balizamento).2 - Sinalização3 - Isolamento do localZona quente - local do acidente.Zona morna - local da ambulância de primeiros socorros.Zona fria - local dos médicos e socorristas.Zona gelada - transeuntes (comunidade ou curiosos).4 - Cuidado com materiais perigosos5 - Prevenção
  • 12. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSURGÊNCIAÉ um fato onde uma providência corretiva deve ser tomada tão logo seja possível.EMERGÊNCIAÉ um fato que não pode aguardar nenhum período de tempo para que seja tomada a devida providênciacorretiva, geralmente existe risco de morte, chamado de “HORA DE OURO”. Diante de uma emergência,as pessoas apresentam reações emocionais variadas. Abaixo encontramos as mais comuns:AnsiedadeÉ normal e compreensivo que fiquemos ansiosos diante de uma emergência, porém, de forma controladaque nos permita tomar as medidas emergenciais corretas tão logo seja possível.PânicoAlgumas pessoas tendem a entrar em pânico e não conseguem tomar qualquer atitude.Disfunção orgânicaApresentam desmaios, tremores, etc., tornando-se mais uma “vítima” a ser socorrida.DepressãoOutras entram em depressão, choram, se isolam das vítimas e também são incapazes de ajudar.IperatividadeO famoso “busca-pé”; agita-se, corre para todo lado tentando ajudar a todos.Plano de açãoCheck - Procure na cena do acidente se novos perigos são eminentes.Ajuda - Peça ajuda especializada.Avalie - Avalie os acidentados e escolha o que mais precisa de ajuda.Cuide - Aplique seus conhecimentos de socorro.Mantenha - Mantenha as vítimas estáveis e aguarde a ajuda chegar.Segurança no atendimentoToda vez que encontrar um acidente, você deve lembrar que a sua segurança vem primeiro, antes de seaproximar tenha certeza que não existam riscos como:Fios energizados;Produtos, gases e vapores químicos;Tráfego de veículos;Focos de incêndio;Objetos a ponto de desabar e etc.
  • 13. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSUma vez determinado que o local esteja seguro, aproxime-se da vítima everifique seu nível de consciência:ConscienteQuando responde bem e com precisão às perguntas básicas como: nome, idade, data, endereço, etc.ConfusaQuando não consegue responder algumas destas perguntas. Algumas vezes pode apresentar-se agitadae/ou agressiva.InconscienteEstá desacordada, não responde ao ser chamada ou movimentada. Parece estar dormindo e assimpermanece mesmo muitos minutos após o acidente. Obvio que não irá desperdiçar estes preciososminutos apenas observando se ela acorda sem tomar nenhuma atitude. Lembre-se de sempre manter acalma e ser positivista com a vítima.Jamais expresse em palavras, expressões faciais ou comentários paralelos sobre a gravidade das lesões,pois isto em nada ajudará o atendimento e tornará a vítima mais assustada do que já está, podendocausar-lhe reações psicoemocionais como aumento da frequência cardíaca, etc., agravando a situação.Atue desta maneira mesmo que acredite que a vítima esteja inconsciente, pois ela pode estar semi-acordada e ouvindo tudo ao redor recobrando a consciência em poucos minutos após o acidente.Ao abordar a vítima pergunte-lhe em voz alta e clara: Você está bem?Se responderDiga-lhe que está tudo bem e que o socorro já está a caminho.O que aconteceu;Se sente alguma dor; onde;Tente colher seu histórico médico (diabetes, pressão alta, etc.);Quando foi sua última refeição;Se antes do acidente ou mal súbito sentiu tontura ou outro sintoma, etc.Estes dados passados, ao serviço médico ou resgate, mesmo que por telefone, pode gerar-lhe aspróximas condutas a serem tomadas até que eles cheguem ao local.Se não responderInsista em acordá-la batendo palmas próximo a ela por mais alguns segundos.Se ainda assim ela não responder, é porque deve estar inconsciente. Isto pode significar várias coisas:trauma de crânio, hemorragia interna, etc.Imediatamente deverá iniciar uma checagem instantânea começando pelos sinais vitais.
  • 14. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSSinais vitaisO cérebro é o primeiro órgão do corpo humano que começa a "morrer" na ausência de oxigênio.Lesões irreversíveis podem se iniciar após 3 a 4 minutos sem oxigenação.Desta forma, para que ele seja mantido "vivo", precisamos dos batimentos cardíacos que fará com que osangue transporte o oxigênio e da respiração que levará o oxigênio até o sangue.3 funções essenciais: batimentos cardíacos, respiração e temperatura são chamados deSINAIS VITAIS.Avaliação dos sinais vitaisAferição do pulsoPulso é a expansão e a contração rítmica de uma artéria que é provocada pela sístole e diástole docoração, bombeando sangue para todos os vasos sanguíneos. É feita usando o dedo indicador e o dedomédio, colocando-os na região do punho ou do pescoço onde sentiremos a pulsação da artéria. Não utilizeseu polegar para detectar o pulso da vítima. Poderá sentir seu próprio pulso com ele.Se o coração parar - Em 30 segundos para também a respiração.Se a respiração parar - Em 1min30seg ou até 2 minutos para também os batimentos cardíacos.
  • 15. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSÁreas de batimentos cardíacos ou compressões arteriais1 - TEMPORAL - Couro cabeludo2 - CAROTÍDEA - Pescoço *3 - FACIAL - Face4 - SUBCLÁVIA - clavícula5 - BRAQUIAL - Braço6 - AXILAR - Axila7 - RADIAL - Punho *8 - ULNAR - Braço9 - FEMURAL - Virilha*10 - POPLÍTEA - Perna11 - PEDIAL DORSAL ou PEDIOSO - Pé12 - APICAL - Esterno (hospitalar)Batimentos cardíacosSão os batimentos do coração. Os batimentos cardíacos também podem ser avaliados de duas maneiras:encostando nosso ouvido no tórax da vítima, procurando ouví-los e verificando o pulso.Recém Nascido (até 29 dias) - 85 a 205 bpm (batimentos por minuto)Infantes (até 2 anos) - 100 a 190 bpm (batimentos por minuto)Crianças (de 2 a 10 anos) - 60 a 140 bpm (batimentos por minuto)Adolescentes e Adultos - 60 a 100 bpm (batimentos por minuto)Localizado o pulso, contamos o número de batimentos durante 10 segundos e multiplicamos por 6, assimteremos o número de batimentos por minuto.Por exemplo:Ao verificarmos 10 batimentos em 10 segundos, significa que a vítima está com uma frequência de 60batimentos por minuto.Verificada a presença de sinais vitais deveremos iniciar uma avaliação geral do estado da vítima.Na ausência de algum sinal vital deveremos iniciar as manobras de reanimação cárdiopulmonar (RCP).UlnarApical
  • 16. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSRespiração1. Veja os movimentos respiratórios (Caso não veja por falta de iluminação coloque a mão sobre oabdômen da vítima);2. Ouça o ar (Aproximando-nos da boca ou nariz da vítima para ouví-la);3. Sinta o ar.Bebês - 25 a 50 mrp (movimentos respiratórios por minuto)Crianças - 15 a 30 mrp (movimentos respiratórios por minuto)Adolescentes e Adultos - 12 a 20 mrp (movimentos respiratórios por minuto)Temperatura relativa da peleSentir a temperatura da pele pelo dorso da mão e sempre na testa da vítima. A temperatura corpórea doindivíduo e caracterizada como normal é entre 35,6ºC a 36,7ºC. Porém, varia de acordo com o clima,ambiente, estado emocional e outros.Sinais encontradosPele fria e úmida - (hemorragia podendo levar ao choque)Pele fria e seca - (exposição ao frio)Pele fria e suor pegajoso - (Choque, ataque cardíaco ou ansiedade)Pele quente e seca - (exposição ao calor ou febre alta)Pele quente e úmida - (infecção)
  • 17. EDUCADOR JEFFERSON MATOS - UNIME SALVADORDISCIPLINA - PRIMEIROS SOCORROSSAMU - Serviço de Atendimento Móvel de UrgênciaHistórico - Lançado em setembro de 2003 pelo governo federal, o Serviço de Atendimento Móvel deUrgência, no âmbito do SUS, tem uma cobertura que abrange 49,8 milhões de brasileiros em 18 estados.O Samu/192 é o principal componente da Política Nacional de Atenção às Urgências, criada em 2003, quetem como finalidade proteger a vida das pessoas e garantir a qualidade no atendimento no SUS. A políticatem como foco cinco grandes ações:Organizar o atendimento de urgência nos pronto-atendimentos, unidades básicas de saúde e nasequipes do Programa Saúde da Família;Estruturar o atendimento pré-hospitalar móvel (Samu/192);Reorganizar as grandes urgências e os prontos-socorros em hospitais;Criar a retaguarda hospitalar para os atendidos nas urgências;Estruturar o atendimento pós-hospitalar.O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) é um programa que tem como finalidade prestaro socorro à população em casos de emergência. Com o Samu/192, o governo federal está reduzindo onúmero de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorroprecoce. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos,enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza traumática,clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população.O Samu realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais detrabalho e vias públicas. O socorro é feito após chamada gratuita, feita para o telefone 192. A ligação éatendida por técnicos na Central de Regulação que identificam a emergência e, imediatamente,transferem o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e iniciao atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre asprimeiras ações.Ao mesmo tempo, o médico regulador avalia qual o melhor procedimento para o paciente: orienta apessoa a procurar um posto de saúde; designa uma ambulância de suporte básico de vida, com auxiliarde enfermagem e socorrista para o atendimento no local; ou, de acordo com a gravidade do caso, enviauma UTI móvel, com médico e enfermeiro. Com poder de autoridade sanitária, o médico reguladorcomunica a urgência ou emergência aos hospitais pú
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks