Documents

ABNT - NBR 13545 - Movimentação de Cargas - Manilhas

Description
Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb DEZ 1999 NBR 13545 Movimentação de cargas - Manilhas ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro - RJ Tel.: PABX (21) 210-3122 Fax: (21) 220-1762/220-6436 Endereço eletrônico: www.abnt.org.br Copyright © 1999, ABNT–Associação Brasileira de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os
Categories
Published
of 12
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  DEZ 1999 NBR 13545Movimentação de cargas - Manilhas Origem: Projeto NBR 13545:1999ABNT/CB-07- Comitê Brasileiro de Navios, Embarcações e TecnologiaMarítimaCE-07:100.14 - Comissão de Estudo de Acessórios de Movimentação deCarga a BordoNBR 13545 - Lifting purposes - ShacklesDescriptors: Shackle. LiftingEsta Norma substitui a NBR 13545:1995Esta Norma foi baseada na ISO 2415:1987Esta Norma dispõe de versão em inglêsVálida a partir de 31.01.2000Palavras-chave: Manilha. Movimentação de carga12 páginas Sumário1 Objetivo 2 Referências normativas 3 Definições 4 Formato e dimensões 5 Propriedades mecânicas 6 Materiais 7 Tratamento térmico 8 Dureza 9 Fabricação 10 Roscas 11 Ensaios de tipo 12 Ensaio de carga de prova 13 Certificado do fabricante 14 Marcação 15 Designação Anexo A (normativo) Prefácio A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujoconteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB) e dos Organismos de Normalização Setorial (ONS),são elaboradas por Comissões de Estudo (ABNT/CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delasfazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos ABNT/CB e ONS, circulam para Consulta Pública entre osassociados da ABNT e demais interessados.Esta Norma substitui a NBR 13545:1995, na qual foram feitas as seguintes alterações:a) eliminação da coluna referente à versão em inglês, versão esta que se encontra impressa, separadamente, sob aseguinte denominação: NBR 13545 - Lifting purposes - Shackles  , e que pode ser adquirida nas Gerências Regionaisda ABNT.Existindo qualquer dúvida de interpretação na versão em inglês, prevalecerá sempre o prescrito no texto srcinal emportuguês;b) mudança de capitulação para se aproximar da ISO, colocando-se os requisitos típicos do Brasil, em anexo; Sede:Rio de JaneiroAv. Treze de Maio, 13 - 28º andarCEP 20003-900 - Caixa Postal 1680Rio de Janeiro - RJTel.: PABX (21) 210-3122Fax: (21) 220-1762/220-6436Endereço eletrônico:www.abnt.org.br ABNT - AssociaçãoBrasileira deNormas Técnicas Copyright © 1999,ABNT–Associação Brasileira deNormas TécnicasPrinted in Brazil/ Impresso no BrasilTodos os direitos reservados Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb  NBR 13545:19992 c) inclusão da manilha grau 10, semelhante ao grau B da norma americana Federal Specification RR-C-271D;d) adoção da relação entre carga de prova e carga de trabalho da ISO 2415 e adoção da relação 2,5:1 entre carga deruptura mínima e carga de prova;e) adoção dos diâmetros do pino da Federal Specification RR-C-271D metrificadas, com máximos e mínimos, epermissão para uso de dispositivo para facilidade de manuseio na cabeça do pino tipo X das manilhas de diâmetro decorpo maior ou igual a 76 mm;f) alteração do critério de deformação para carga de prova de 0,25% ou 0,5 mm o que for maior para 1% ou 0,5 mm oque for maior, excetuando-se para a altura interna da manilha;g) aumento da resistência à fadiga de 10 000 ciclos para 20 000 ciclos limitada às manilhas de carga de trabalho de até32 t;h) permissão para verificação de carga de ruptura por cálculo apenas para manilhas de carga de trabalho maiores que100 t;i) eliminação da subseção sobre revestimento superficial. 1 Objetivo Esta Norma especifica as características gerais, o desempenho e as dimensões críticas necessárias para a intercam-biabilidade e compatibilidade com outros componentes de manilhas retas e curvas, em uma faixa de tamanhos com limitesde cargas de trabalho entre 0,63 e 200 t, e nos graus M (4), T (8) e 10.No caso de manilhas retas para uso com ganchos de suspensão de aço forjado (ver ISO 4779 e 7597), pode ser necessárioo uso de componentes intermediários para se fazer a conexão. 2 Referências normativas As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para estaNorma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação. Como toda norma está sujeita a revisão,recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usarem as edições maisrecentes das normas citadas a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.NBR 5426:1985 - Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos - ProcedimentoISO 261:1998 - ISO general-purpose metric screw threads - General plan  ISO 263:1973 - ISO inch screw threads - General plan and selection for screws, bolts and nuts - Diameter range 0.06 to 6 in  ISO 643:1983 - Steels- Micrographic determination of the ferritic or austenitic grain size  ISO 4779:1986 - Forged steel lifting hooks with point and eye for use with steel chains of grade M (4) ISO 4948-1:1982 - Steels - Classification - Part 1: Classification of steels into unalloyed and alloy steels based on chemical composition  ISO 6506-1:1999 - Metallic materials - Brinell hardness test - Part 1: Test method  ISO 6508-1:1999 - Metallic materials - Rockwell hardness test - Part 1: Test method (scales A, B, C, D, E, F, G, H, K, N,T) ISO 7597:1987 - Forged steel lifting hooks with point and eye for use with steel chains of grade T (8) 3 Definições Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes definições. Ver também figuras 1 e 2. 3.1 manilha: Acessório para movimentação ou fixação de carga, formado por duas partes facilmente desmontáveis,consistindo em corpo e pino. 3.2 corpo: Uma das duas partes da manilha, consistindo em uma barra de seção adequada conformada ou forjada em umformato apropriado e extremidades em forma de olhais coaxiais. 3.3 arco: Parte curva do corpo da manilha, oposta ao pino. 3.4 olhais: Extremidades do corpo da manilha com orifícios coaxiais para introdução do pino. 3.5 pino: Barra reta de seção circular que passa através dos olhais, ficando firme quando em posição e podendo serfacilmente desmontado (ver figuras 1, 2 e 3). 3.6 manilha reta: Manilha cujo arco forma um semicírculo de raio interno igual à metade da abertura entre olhais. Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb  NBR 13545:1999 3 3.7 manilha curva: Manilha cujo arco forma um setor circular maior que um semicírculo, possuindo por conseguinte oraio interno maior do que a metade da abertura entre olhais. 3.8 carga de ruptura: Força máxima atingida no ensaio estático de tração de uma manilha, constituindo o limite a partirdo qual a manilha é incapaz de sustentar a carga. 3.9 carga de ruptura mínima: Força mínima que a manilha deve suportar sem que haja rompimento.A manilha deve ser capaz de sustentar a carga sob a ação dessa força. 3.10 carga de prova, F  e  : Força aplicada, como ensaio, em uma manilha acabada, conforme especificado na seção 12. 3.11 carga de trabalho (CT): Massa máxima que uma manilha está projetada para sustentar em serviços gerais. 4 Formato e dimensões4.1 Manilhas retas As dimensões de manilhas devem ser conforme os requisitos da figura 1 e tabela 1. 4.2 Manilhas curvas As dimensões de manilhas curvas devem ser conforme os requisitos da figura 2 e tabela 2. 4.3 Diâmetro do furo O diâmetro do furo ou furos não-rosqueado(s) no corpo da manilha não deve ultrapassar os seguintes valores:a) diâmetro do furo para pinos de até 20 mm de diâmetro inclusive: D  + 1 mm;b) diâmetro do furo para pinos entre 20 mm e 45 mm inclusive: D  + 1,5 mm;c) diâmetro do furo para pinos maiores que 45 mm: 1,05 x D  .Onde D  é o diâmetro efetivo do pino. 4.4 Tipos de pinos de manilhas Os pinos roscados de manilhas mostrados na figura 3 apenas ilustram exemplos típicos de pinos, sendo aceitas outrasformas adequadas.Os pinos ilustrados são dos seguintes tipos:- tipo W: pino rosqueado com olhal e colar (ver figura 3a);- tipo X: parafuso com cabeça e porca sextavadas e contrapino (ver figura 3b).Outros tipos de pinos são designados como tipo Z para os efeitos do sistema de designação (ver seção 15). 5 Propriedades mecânicas5.1 Geral As propriedades mecânicas das manilhas quanto às cargas de prova e de ruptura devem ser conforme especificado nastabelas 1 e 2. 5.2 Carga de prova Cada manilha, ensaiada conforme 11.2, deve ser capaz de sustentar a carga de prova especificada na tabelas 1 e 2, semque ocorra uma deformação permanente maior do que 1% da dimensão inicial ou 0,5 mm, valendo o que for maior, e semsofrer um aumento da dimensão efetiva, L, do corpo da manilha ou de uma dimensão semelhante medida entre asmarcas de punção nos olhais e no arco, que ultrapasse 0,25% ou 0,5 mm, valendo o que for maior. O pino, após oafrouxamento, deve girar livremente. 5.3 Carga de ruptura A carga de ruptura de cada manilha, ensaiada conforme 11.3, deve ser no mínimo igual àquela especificada nas ta-belas 1 e 2, sem sofrer fratura ou distorção ao ponto de a manilha tornar-se incapaz de sustentar a carga.Após o ensaio, cada manilha deve apresentar evidência de deformação. 5.4 Resistência à fadiga [graus T (8) e 10] As manilhas com um limite de carga de trabalho de até 32 t, inclusive, quando ensaiadas em conformidade com 11.4,devem, após no mínimo 20 000 ciclos, ser capazes de sustentar a carga. Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb  NBR 13545:19994 Figura 1 - Dimensões de manilhas retasTabela 1 - Manilha reta Carga de trabalhotDiâmetrodo corpo(ref.)mmAberturaentreolhaistol. ± 5%mmComprimentointernotol. ± 5%mmDiâmetro dopinoDmmDiâmetroexternodo olhalmmCarga deprovakNCarga deruptura mínimakNGrauM(4)GrauT (8)d W L Máx. Mín. e max. GrauM(4)GrauT(8)GrauM(4)GrauT(8)0,25 0,5 6 11 22 8 7,7 17 5 10 12,5 250,4 0,8 8 14 28 10 9,3 21 8 16 20 400,6 1,2 9,5 17 34 13 12,4 28 12 24 30 601,0 2,0 13 21 44 16 15,5 35 20 40 50 1001,6 3,2 16 26 55 19,2 18,7 42 32 64 80 1602,5 5,0 19 33 69 23 21,9 50 50 100 125 2503,2 6,3 22 37 78 26 24,9 56 64 126 160 3204,0 8,0 25 42 87 29 27,9 63 80 160 200 4005,0 10 28 46 97 32 31,0 70 100 200 250 5006,3 12,5 32 53 109 35 34,1 77 126 250 315 6308,0 16 35 59 123 39 37,5 85 160 320 400 80010 20 38 66 138 42 40,5 91 200 400 500 1 00012,5 25 45 74 154 51 49,5 112 250 500 625 1 25016 32 51 83 174 58 56,6 128 320 640 800 1 60020 40 57 93 195 64 62 140 400 800 1 000 2 00025 50 63 104 218 70 68 154 500 1 000 1 250 2 50032 63 70 118 247 76 74 168 640 1 260 1 600 3 20040 80 76 131 275 83 81 182 800 1 600 2 000 4 00050 100 88 147 308 96 94 211 1 000 2 000 2 500 5 00063 125 101 165 346 108 106 237 1 260 2 500 3 150 6 30080 160 114 186 390 127 125 279 1 600 3 200 4 000 8 000 Licença de uso exclusivo para Petrobrás S/A Cópia impressa pelo Sistema Target CENWeb
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x