Magazine

Barco Moliceiro

Description
 Moliceiro é o nome dado aos barcos que circulam na Ria de Aveiro, região lagunar do Rio Vouga. O barco Moliceiro  O barco moliceiro ou simplesmente…
Categories
Published
of 15
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
 Moliceiro é o nome dado aos barcos que circulam na Ria de Aveiro, região lagunar do Rio Vouga. O barco Moliceiro  O barco moliceiro ou simplesmente moliceiro é um tipo de embarcação destinado à colheita e transporte de moliço e outra vegetação existente na ria. A apanha do moliço foi primitivamente exercida pelos agricultores. Mais tarde criou-se a profissão de moliceiro que passou a ser fornecedor do agricultor em virtude da expansão agrícola que exigia maior produtividade. O moliço é utilizado como fertilizante na transformação dos terrenos arenosos e improdutivos, em excelentes terras de cultura. No acelerado processo de degradação da ria, é fator considerável a crescente poluição das águas, o que faz com que o moliço esteja em vias de desaparecer. As suas características  É um barco de borda baixa para facilitar o carregamento do moliço. O moliceiro tem uma proa e uma ré muito elegantes que normalmente estão decorados com pinturas que ridicularizam situações do dia-a-dia.  O comprimento total é cerca de 15 metros, de costados muito baixos, medindo de boca 2,50 metros. Navega facilmente em pouca altura de água. É construído de madeira de pinheiro e resiste em média doze anos de serviço. Proa  O castelo da proa é coberto e fechado com porta e chave, serve de câmara de tripulantes e paiol de mantimentos. A cobrir as duas primeiras cavernas de água, há um estrado ao mesmo nível do piso da câmara, que tem a função de lareira e onde os tripulantes preparam e comem as refeições. Ré  O castelo da ré é preenchido por um espaço, em que se guarda o barril da água, as forcadas e as tamancas e é coberto por uma tampa móvel, que serve de assento ao arrais. Ré  Os meios de propulsão do barco moliceiro são: a vela, a vara e a sirga. A vela é geralmente de lona, com a superfície de 24 metros quadrados, içada num mastro de altura aproximada de 8 metros. É assim bastante alto para poder colher vento, em todas as circunstâncias, que por vezes sopra. O meio de propulsão da “vara” é de 4 a 6 metros de comprimento, que firmam no fundo dos canais e empurram a peito, em repetidos percursos, desde a proa até próximo da ré. A “sirga” é um cabo de sisal, ou nylon que se utiliza na passagem dos canais mais estreitos ou junto às margens, sempre que o barco navega contra a corrente ou contra o vento. Decorações  No que respeita a decorações, trabalho de embelezamento que caracteriza ou seja, a parte monumental do barco é, sem dúvida a proa. Aqui se encontram as principais figuras que são o símbolo dos elementos mais em contacto com a ocupação profissional, decompostos em curiosas expressões geométricas, o movimento das águas expresso por uma faixa ondada, intercalada com fragmentos de moliço, tem preferência, no friso superior que remata a bica, seguemse-lhe as conchas, duas filas verticais paralelas de semicírculos alternados na sua disposição e no lado oposto têm lugar os elementos campestres, as flores, especialmente as de maior preferência popular. Ao centro do painel - lugar de honra, aparece sempre um monarca ou uma figura equestre.  É precisamente nestes painéis da ré que se revelam os mais sugestivos desenhos e as legendas mais espirituosas. Têm aqui larga representação as imagens da devoção popular, militares, raparigas e galãs, as profissões regionais, etc.  Citam-se em seguida e com a ortografia usual que na maioria dos casos resulta da própria dicção, alguns exemplos dessas legendas distribuídas pelas espécies em que se estabelece, divide e resume a natureza dos desenhos dominantes: Costumes  O barco moliceiro trabalha sempre de dia, e só excecionalmente de noite, quando vai recolher a vegetação nos cabeços descobertos pela baixa-mar. Nalgumas localidades leva a reboque um pequeno barco de 3 metros de comprimento, a que chamam matola ou ladra, manejado à vara, e utilizado para o carregamento do moliço colhido em locais onde não possa chegar o moliceiro, como por exemplo, nalgumas praias ou sítios de pouca profundidade.  A tripulação de cada barco é composta por dois homens ou um homem e um rapaz (patrão e moço). As suas atribuições confundem-se, porque tanto um como o outro podem exercer simultaneamente as mesmas funções; enquanto um retira os ancinhos e arruma o moliço nas cavernas, o outro governa o leme e manobra a vela com admirável perícia, na condução do barco em ziguezague pelas zonas de maior abundância de vegetação, para o afastar dos pontos de menor profundidade e evitar a possibilidade de um encalhe. Mas, se o vento está de feição, trabalham então ambos nos ancinhos.  Os dias mais penosos são os de calmaria; a deslocação só pode realizar-se à vara e, como logicamente se deduz, a colheita é reduzida pela dispersão de trabalho dos tripulantes a que esta circunstância obriga.  A construção dos barcos moliceiros é uma indústria tradicional que apenas existe nesta região, especialmente nos concelhos da Murtosa e Ílhavo. Trata-se de uma profissão que passa de pais para filhos.  Cada um dos concelhos marginais tinha os seus mercados de moliço onde os Agricultores se dirigiam para o adquirir; um dos mais importantes realizava -se na Quintã, perto do Boco, ao Sul de Ílhavo, registando-se em Setembro a época de maior movimento nesses mercados, ocasião em que se contavam às centenas os montes de moliço, em verde e em seco, e, enquanto uns eram adquiridos e levados ao seu destino, outros barcos chegavam com novas colheitas, diariamente, continuamente, a abastecer a avidez dos compradores habituais
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x