Entertainment & Humor

Diário de Mercado 28/03/ PDF

Description
Bolsas Sinais renovados sobre uma aceleração da economia norteamericana, que serviriam como justificativa adicional para a continuidade do processo de normalização monetária na maior economia do mundo,
Published
of 16
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Bolsas Sinais renovados sobre uma aceleração da economia norteamericana, que serviriam como justificativa adicional para a continuidade do processo de normalização monetária na maior economia do mundo, inibiram mais uma vez o apetite por risco. Diante deste cenário, os principais índices acionários dos Estados Unidos terminaram esta quarta-feira em baixa. Internamente, o Ibovespa tentou esboçar alguma reação no final do dia, mas terminou muito próximo da estabilidade (+0,08%), aos pontos e giro financeiro de R$ 8,8 bilhões. Para a última sessão do mês de março são esperadas a divulgações da PNAD continua e do Relatório Trimestral de Inflação no Brasil. No exterior, destaque para o índice de confiança do consumidor, medido pela Universidade de Michigan. 100% 80% 60% 40% 20% 0% mar-13 mar-14 Dow Jones mar-15 mar-16 mar-17 mar-18-20% -40% Ibovespa Fonte:Bloomberg Rentabilidade acumulada Ibovespa x Dow Jones Índices mundiais Índices e Carteiras Recomendadas Fonte: Broadcast; dia semana mar/ Ibovespa 0,08% -0,60% -1,73% 9,78% Ibx-50 0,14% -0,58% -1,71% 10,28% Índice SMLL -0,41% -1,12% -1,28% 2,62% Arrojada -0,04% -0,63% 3,21% 19,61% Dividendos -0,99% -0,53% 5,13% 10,80% Top 10-0,37% -0,10% 1,10% 20,78% Small Caps -0,42% 0,27% 6,36% 12,12% A volatilidade do mercado foi vista também no desempenho das nossas Carteiras, que acabaram o dia com viés mais negativo. Estratégia Pessoas Físicas José Cataldo* Ricardo França Renato Chanes Flávia Meireles *Analista responsável principal pelo conteúdo do relatório e pelo cumprimento do disposto no Art.16 da Instrução CVM 483/10. Flash de Mercado Capital Externo R$(mm) Maiores Altas Maiores Baixas Maiores Volumes R$(mm) 26/mar 18,1 MRFG3 3,55% ELET3-4,78% PETR4 813 KLBN11 3,52% ELET6-4,56% VALE3 776 março ,1 NATU3 2,17% BRFS3-4,52% ITUB4 398 SAPR11 2,06% SBSP3-3,62% BBAS ,4 B3SA3 1,99% CMIG4-3,15% BBDC4 271 Fonte: Broadcast; BM&FBovespa; Conteúdo Câmbio 3 Juros 4 Agenda Econômica 5 Participação dos Investidores 6 Calendário de Resultados 7 Análise de Empresas 8 Marfrig: Resultados saudáveis no 4T17 8 Carteiras Recomendadas 10 Guia de Ações 12 Câmbio Nesta quarta-feira, o dólar avançou frente ao real, refletindo a cautela do investidor com questões domésticas e o fortalecimento da moeda norte-americana no mercado internacional. As incertezas nos Estados Unidos continuaram no centro das atenções. Entre os fatores que favoreceram a valorização do dólar estavam o temor de um aumento de juros mais agressivo, as questões comerciais com a China e ainda a instabilidade causada pelas questões envolvendo o Facebook. Por aqui, a proximidade do feriado promoveu um aumento da cautela do investidor, que aguarda definições importantes no cenário político. Ao final da sessão, o dólar à vista no balcão estava cotado em R$ 3,329, em ligeira alta de 0,02% em relação ao último fechamento. No mercado futuro, o dólar para abril recuou 0,11%, cotado aos R$ 3,321. Dólar R$ 3,70 R$ 3,50 R$ 3,30 R$ 3,10 R$ 2,90 à vista Futuro Reservas Cambiais USD USD USD USD USD USD USD USD USD USD USD USD Juros Os juros futuros fecharam a sessão regular perto da estabilidade na ponta curta e com viés de alta nos vencimentos longos nesta quarta-feira. A mensagem da ata do Copom, de que a Selic deverá ser reduzida em maio pela última vez neste ciclo, seguiu induzindo ajustes nos contratos de curto prazo, enquanto nos longos pesou mais o cenário externo. A sessão foi de cautela generalizada com ativos de risco, a partir de sinais de que a inflação dos Estados Unidos pode exigir um aperto monetário mais firme pelo Federal Reserve e das preocupações com empresas de tecnologia, que impõem mais um dia de perdas para o Nasdaq. Pela manhã, a terceira estimativa do PIB norte-americano do quarto trimestre mostrou que a economia cresceu 2,9% no período, acima da mediana das previsões (+2,7%). No exterior, os rendimentos dos Treasuries norte-americanos avançaram. Curva de Juros Futuro Vencimentos DI Fechamento 28-mar 27-mar abr/18 6,39 6,39 jan/19 6,24 6,24 jan/20 7,07 7,07 jan/21 7,99 7,97 jan/22 8,62 8,59 jan/23 9,01 8,97 jan/24 9,29 9,25 jan/25 9,51 9,47 12% 11% 10% 9% 8% 7% 6% Hoje Há 1 mes Há 3 meses mar-15 jul-15 nov-15 mar-16 jul-16 nov-16 mar-17 jul-17 nov-17 mar-18 T Notes x DIs futuros (em %) DI19 DI23 T ,8 2,6 2,4 2,2 2 1,8 1,6 1,4 1,2 Agenda Econômica Brasil Data Horário Indicador Referência Relevância Consenso Anterior Resultado 28-mar 08:00 FGV - IGP-M (A/A) mar 0,18% -0,42% 0,20% 28-mar 08:00 FGV - IGP-M (M/M) mar 0,62% 0,07% 0,64% 28-mar 10:30 Dívida Líquida/PIB fev 52,00% 51,80% 52,00% 28-mar 10:30 Resultado nominal do setor público consolidado fev -46,5B 18,6B -45,8B 28-mar 10:30 Resultado primário do setor público consolidado fev -17,4B 46,9B -17,4B 28-mar -- CNI - Confiança do Consumidor mar , mar 08:00 Relatório Trimestral de Inflação mar 09:00 Taxa de desemprego - PNAD fev 12,60% 12,20% -- China Data Horário Indicador Referência Relevância Consenso Anterior Resultado 30-mar 22:00 PMI Manufatura mar -- 50, mar 22:00 PMI não-manufatureiro mar -- 54,4 -- Zona do Euro Todos os indicadores para essa semana já foram divulgados EUA Data Horário Indicador Referência Relevância Consenso Anterior Resultado 28-mar 09:30 Balança Comercial de Bens fev -$74,4B -$75,3B -$75,4B 28-mar 09:30 Estoques de varejo M/M fev -- 0,70% 0,40% 28-mar 09:30 Estoques no atacado (M/M) fev 0,5% 1,00% 1,10% 28-mar 09:30 PIB Anualizado (T/T) 4T 2,70% 2,50% 2,90% 28-mar 11:00 Vendas de Moradias Pendentes (M/M) fev 2,00% -5,00% 3,10% 29-mar 09:30 Gastos pessoais fev 0,20% 0,20% mar 09:30 Novos pedidos de seguro-desemprego mar/24 230K 229K mar 09:30 Renda pessoal fev 0,40% 0,40% mar 09:30 Seguro-desemprego mar/ K mar 10:45 PMI Chicago mar 62 61, mar 11:00 Universidade de Michigan - Confiança do Consumidor mar Legenda: Alta Média Baixa Participação dos Investidores TIPO DE INVESTIDOR SALDO 26/03/2018* Março Acumulado no ano Participação Por Invest. Março Inves. Estrangeiro R$ 18,11 -R$ 5.452,05 -R$ 134,45 50,5% Institucional R$ 48,51 R$ 4.398,05 R$ 3.828,79 26,1% Pessoa Física -R$ 15,99 R$ 1.653,62 -R$ 2.388,08 18,3% Instit. Financeira R$ 44,35 R$ 36,05 R$ 1.066,34 4,1% Emp. Priv/Publ -R$ 94,98 -R$ 635,67 -R$ 2.368,17 0,8% Outros R$ 0,00 R$ 0,00 -R$ 4,42 0,0% *os dados são divulgados com dois dias de defasagem Os investidores estrangeiros ingressaram com R$ 18,106 milhões da B3 na última segunda-feira (26). Naquele dia, o Ibovespa fechou em alta de 0,84%, aos ,86 pontos e volume financeiro de R$ 7,5 bilhões. Em março, os estrangeiros já retiraram R$ 5,452 bilhões da B3. O saldo de 2018, que em 1º de fevereiro somava R$ 10,025 bilhões, virou na sexta-feira e segue negativo em R$ 134,447 milhões. Calendário de Resultados Resultados do 4 trimestre de 2017 Empresa Data¹ Empresa Data¹ Empresa Data¹ Empresa Data¹ Fibria 29-jan AES Tietê 27-fev Azul 8-mar Bradespar 21-mar Bradesco 1-fev Carrefour Brasil 27-fev Burger King Brasil 8-mar Eucatex 21-mar Cielo 1-fev Cosan Logística 27-fev Contax 8-mar Oi 21-mar Klabin 1-fev Energias do Brasil 27-fev Embraer 8-mar CPFL Renováveis 22-mar Duratex 5-fev Iguatemi 27-fev Gafisa 8-mar Cyrela 22-mar Itaú Unibanco 5-fev Locamerica 27-fev Lojas Marisa 8-mar Lupatech 22-mar Porto Seguro 5-fev Rumo 27-fev Marfrig 8-mar Rossi Residencial 22-mar Tim 5-fev Smiles 27-fev Tenda 8-mar Tecnisa 22-mar ABC Brasil 6-fev SulAmérica 27-fev Eletropaulo 9-mar Biomm 23-mar BR Properties 6-fev Taesa 27-fev Ferbasa 9-mar Cesp 23-mar Romi 6-fev Transmissão Paulista 27-fev Aliansce 12-mar Forja Taurus 23-mar Sanepar 6-fev Gerdau 28-fev Movida 12-mar Indusval 23-mar CVC Brasil 7-fev Metalúrgica Gerdau 28-fev Fertilizantes Heringer 13-mar Ser Educacional 23-mar Paranapanema 7-fev Multiplan 28-fev Fras-Le 13-mar Copel 26-mar Suzano 7-fev Odontoprev 28-fev Minerva 13-mar Direcional 26-mar Totvs 7-fev Vale 28-fev Petrobras 13-mar Eletrobras 26-mar Cyrela Comercial Properties 8-fev Weg 28-fev Tupy 13-mar Even 26-mar IRB Brasil RE 8-fev WIZ 28-fev Energisa 14-mar MRV 26-mar Lojas Renner 8-fev B3 1-mar Eneva 14-mar CPFL Energia 27-mar Pine 8-fev Cia. Hering 1-mar JSL 14-mar Helbor 27-mar Alpargatas 9-fev Fleury 1-mar Mills 14-mar Hermes Pardini 27-mar Usiminas 9-fev JHS 1-mar Natura 14-mar IMC 27-mar Banco Pan 19-fev Localiza 5-mar Positivo 14-mar JBS 27-mar Banrisul 19-fev M. Dias Branco 5-mar Randon 14-mar Somos Educação 27-mar BB Seguridade 19-fev Santos Brasil 5-mar BRMalls 15-mar CCX Carvão 28-mar Itausa 19-fev Valid 5-mar CR2 15-mar Cemig 28-mar Pão de Açúcar 19-fev Ecorodovias 6-mar Estácio 15-mar Linx 28-mar Via Varejo 19-fev Ourofino 6-mar Eternit 15-mar PDG 28-mar Iochpe-Maxion 20-fev Vulcabras 6-mar Log-In 15-mar Pomifrutas 28-mar Ultrapar 21-fev Arezzo & Co 7-mar Magnesita 15-mar Sabesp 28-mar Banco do Brasil 22-fev B2W Digital 7-mar Petrorio 15-mar Saraiva 28-mar BRF 22-fev CSU Cardsystem 7-mar Qualicorp 15-mar Brasil Brokers 29-mar CCR 22-fev Gol 7-mar Unicasa 15-mar Celesc 29-mar Copasa 22-fev Lojas Americanas 7-mar Kroton 16-mar Equatorial 29-mar Cosan 22-fev Multiplus 7-mar Trisul 16-mar General Shopping 29-mar Engie Brasil 22-fev QGEP 7-mar Eztec 19-mar Viver 29-mar Grendene 22-fev São Carlos 7-mar Light 19-mar Omega Geração 30-mar Magazine Luiza 22-fev Sonae Sierra Brasil 7-mar Metal Leve 19-mar Marcopolo 22-fev SLC Agricola 7-mar Alliar 20-mar Raiadrogasil 22-fev Terra Santa 7-mar Lopes Brasil 20-mar Hypermarcas 23-fev Time For Fun 7-mar Tegma 20-mar Portobello 23-fev Alupar 8-mar Anima 21-mar Fonte: B3 ¹Com base nas informações publicadas até o dia 17/01 (atualizadas semanalmente) Análise de Empresas Marfrig: Resultados saudáveis no 4T17 A Marfrig reportou 24% de crescimento de Ebitda em base anual, dentro das nossas estimativas (e do consenso de mercado), com menores vendas sendo compensadas por menores custos e despesas; Os principais destaques no trimestre foram: (i) forte utilização da capacidade em 96% (versus média de 87%), diluindo os custos fixos; (ii) a divisão Marfrig Beef teve expansão, em base anual, de 3,7 p.p. na margem Ebitda (0,5 p.p. acima da nossa estimativa); e (iii) do lado negativo, a alavancagem financeira subiu para 4,6x dívida líquida/ebitda, vindo de 4,4x no 3T17; Seguimos com visão construtiva sobre a história de desalavancagem da empresa e acreditamos que a empresa conseguirá atingir uma relação dívida líquida/ebitda de 3,0x em 2018, através do potencial IPO/venda da Keystone; Seguimos com recomendação de Compra para as ações da Marfrig. O Ebitda ajustado da Marfrig atingiu R$ 493 milhões no 4T17, em linha com nossas estimativas e com o consenso do mercado. No 4T17, a Marfrig reportou receita líquida de R$ 5,3 bilhões (+8% em base anual), o Ebitda ajustado somou R$ 493 milhões (+24% no período), e prejuízo de R$ 22 milhões (versus prejuízo de R$ 271 milhões no 4T16). A receita líquida ficou 5% abaixo das nossas estimativas em função dos preços da carne bovina abaixo do esperado. Enquanto isso, as receitas da Keystone ficaram 4% abaixo da nossa expectativa, uma vez que os volumes ficaram 7% aquém das nossas estimativas, parcialmente compensados por volumes 2% acima do esperado na Ásia. No trimestre, tanto os custos quanto as despesas ficaram abaixo das expectativas, em -5% e -16%, respectivamente, graças à forte utilização da capacidade, o que levou a uma saudável diluição de custos MRFG3 Recomendação: Fonte: Bradesco BBI; Bloomberg COMPRA Preço-alvo: 10,00 Upside: 71,5% MRFG3 X IBOV 70 MRFG3 IBOV 60 mar-17mai-17 jul-17 set-17nov-17jan-18mar-18 Alimentos João Pedro Soares* Ricardo França *Analista responsável principal pelo conteúdo do relatório e pelo cumprimento do disposto no Art.16 da Instrução CVM 483/10. O que foi importante no 4T17? A Marfrig conseguiu superar nossa margem Ebitda estimada na divisão Beef, atingindo 8,7% graças a uma capacidade recorde de utilização de 96% (vs. taxa de utilização média de 87%), o que permitiu a diluição dos custos fixos. No lado negativo, a Marfrig teve um fluxo de caixa livre negativo de R$ 350 milhões durante o trimestre, impactado por R$ 250 milhões em investimentos relacionados ao aumento de 60% da capacidade de abate no Brasil (para 300 mil cabeças/dia) e pela maior necessidade de capital de giro, que consumiu quase R$ 200 milhões. (...continua na próxima página...) Fonte: Broadcast; Bradesco BBI Marfrig Projeções 18E 19E Preço (R$) 5,83 EBITDA Valor de Merc. (R$M) P/L - - Preço Mín./Máx. 52 sem. (R$) 5,27-8,0 EV/EBITDA 4,7 4,3 Vol. Méd. Diário 3 meses (R$ M) 8,6 Div. Yield 0,0% 0,0% Este relatório é uma versão em português do relatório institucional divulgado pelo Banco Bradesco BBI em 28/03/2017. Como estes resultados afetam nossa visão de longo prazo? Estamos mais cautelosos do que o consenso de mercado sobre o ciclo doméstico do gado. Em nossa opinião, o abate no Brasil tem acelerando a um ritmo alarmante (em média +30% a/a todos os meses desde agosto de 2017). A JBS também está normalizando suas operações e deve recuperar a maior parte de sua participação em 2018/início de Assim, estamos cada vez mais cautelosos com os resultados de curto prazo, que poderiam mostrar contração de margem, dado este cenário cada vez mais competitivo. O que fazer com as ações? Mantemos nossa recomendação de Compra para as ações da Marfrig e continuamos otimistas sobre o plano de desalavancagem da empresa. Estimamos que a alavancagem financeira pode chegar a 3,0x a dívida líquida/ebitda no final de Nossa visão construtiva neste sentido é baseada principalmente no potencial IPO/venda estratégica da Keystone. Segue a tabela com os principais números do trimestre: Marfrig R$ milhões 4T17 4T17E % 4T16 % Receita Líquida % % C usto do Produto Vendido (C PV) (4.660) (4.914) -5% (4.371) 7% Despesas Gerais, com Vendas e Adm. (261) (309) -16% (242) 8% Ebitda ajustado % % Margem Ebitda ajustada 9,3% 8,8% 0,5 p.p. 8,1% 1,2 p.p. Lucro/Prejuízo Líquido Ajustado (22) (28) - (271) - Dados Operacionais 4T17 4T17E % 4T16 % Marfrig Beef Receita Líquida % % Ebitda ajustado % % Margem Ebitda ajustada 8,7% 8,5% 0,2 p.p. 7,5% 1,2 p.p. Keystone Receita Líquida % % Ebitda ajustado % 225-4% Margem Ebitda ajustada 9,4% 9,3% 0,0 p.p. 9,6% -0,2 p.p. Fonte: M arfrig, Bradesco BBI Carteiras Recomendadas Top 10 Ativos Preço Preço-Alvo Upside Participação EV/EBITDA P/L Div. Yield Performance (R$) (%) Ibovespa Carteira 18E 19E 18E 19E 18E 19E mar/18 semanal diária BBAS3 40,32 49,00 21,5% 3,6% 10,0% - - 8,8 7,6 3,4% 6,6% -2,8% -2,1% -0,3% B3SA3 26,10 30,00 14,9% 0,0% 10,0% 15,1 13,4 19,8 17,1 3,5% 2,3% 1,9% 2,6% 2,0% DTEX3 11,44 14,00 22,4% 0,0% 10,0% 9,6-27,9 14,8 1,3% 2,0% 0,4% -0,5% 1,1% FIBR3 64,67 76,00 17,5% 1,1% 10,0% 5,4 5,0 7,7 6,8 3,3% 3,7% 4,9% -0,2% 0,3% IGTA3 38,98 48,00 23,1% 0,2% 10,0% 15,3 13,8 26,7 22,2 1,5% 1,8% -1,3% -1,6% -2,6% MYPK3 25,11 28,00 11,5% 0,0% 10,0% 6,0 5,3 15,7 12,6 1,6% 2,0% 13,7% -2,2% 0,0% ITUB4 50,63 54,00 6,7% 11,3% 10,0% ,6 10,4 3,7% 4,8% 0,5% 0,9% 0,9% PETR4 21,20 23,00 8,5% 6,5% 10,0% 6,5-8,6-2,9% - -1,2% -2,5% -1,1% USIM5 10,69 16,00 49,7% 0,4% 10,0% 6,4 5,9 17,4 13,4 1,4% 1,9% -13,2% -2,4% -1,1% VVAR11 29,65 28,00-0,3% 10,0% 5,0 4,8 18,7 17,6 1,3% 0,0% 8,3% 7,0% -2,8% Potencial da Carteira 17,6% 6,9 4,8 16,3 12,2 2,4% 2,5% 1,10% -0,10% -0,37% Fonte: Bradesco BBI Arrojada Ativos Preço Preço-Alvo Upside Participação EV/EBITDA P/L Div. Yield Performance (R$) (%) Ibovespa Carteira 18E 19E 18E 19E 18E 19E mar/18 semanal diária B3SA3 26,10 30,00 14,9% 0,0% 19,7% 15,1 13,4 19,8 17,1 3,5% 2,3% 1,9% 2,6% 2,0% BBAS3 40,32 49,00 21,5% 3,6% 18,8% - - 8,8 7,6 3,4% 6,6% -2,8% -2,1% -0,3% MYPK3 25,11 28,00 11,5% 0,0% 22,0% 6,0 5,3 15,7 12,6 1,6% 2,0% 13,7% -2,2% 0,0% MRVE3 15,88 19,00 19,6% 0,3% 20,3% 7,3 6,3 9,2 7,7 11,1% 16,3% 4,6% 1,3% -0,7% PETR4 21,20 23,00 8,5% 6,5% 19,1% 6,5-8,6-2,9% - -1,2% -2,5% -1,1% Potencial da Carteira 12,2% 4,0 2,4 8,6 5,8 3,8% 5,0% 3,21% -0,63% -0,04% Fonte: Bradesco BBI Dividendos Ativos Preço Preço-Alvo Upside Participação EV/EBITDA P/L Div. Yield Performance (R$) (%) Ibovespa Carteira 18E 19E 18E 19E 18E 19E mar/18 semanal diária ABEV3 23,82 25,00 5,0% 7,1% 20,60% 16,0 14,4 25,7 22,8 2,2% 4,0% 8,3% -0,4% -0,1% CSMG3 47,45 57,00 20,1% 0,0% 20,71% 4,9 4,3 8,0 6,9 11,9% 13,9% 7,7% -3,6% -1,6% ENGI11 34,05 36,00 5,7% 0,0% 19,93% 6,9 6,1 10,3 8,3 7,2% 11,5% 4,8% -0,4% -1,4% MRVE3 15,88 19,00 19,6% 0,3% 19,90% 7,3 6,3 9,2 7,7 11,1% 16,3% 4,6% 1,3% -0,7% TIMP3 13,98 16,50 18,0% 0,8% 18,86% 5,8 5,2 19,5 14,7 3,1% 4,1% -0,9% -0,5% -1,2% Potencial da Carteira 14% 8,2 7,3 14,5 12,1 7,2% 10,0% 5,13% -0,53% -0,99% Fonte: Bradesco BBI Small Caps Ativos Fonte: Bradesco BBI Preço Preço-Alvo Upside Participação EV/EBITDA P/L Div. Yield Performance (R$) (%) Ibovespa Carteira 18E 19E 18E 19E 18E 19E mar/18 semanal diária ABCB4 17,75 25,00 40,8% 0,0% 20,0% - - 7,0 6,3 6,4% 8,0% -5,8% -0,3% 0,0% AZUL4 37,70 43,00 14,1% 0,0% 20,0% 15,0 12,4 21,3 13,8 1,2% 0,0% 12,1% 1,4% -0,8% CSMG3 47,45 57,00 20,1% 0,0% 20,0% 4,9 4,3 8,0 6,9 11,9% 13,9% 7,7% -3,6% -1,6% CVCB3 59,00 48,00-0,0% 20,0% 12,7 10,5 25,8 19,5 1,9% 0,0% 5,1% 1,4% 0,7% TEND3 25,60 29,00 13,3% 0,0% 20,0% 5,3-8,8 7,5 7,4% 13,3% 12,7% 2,4% -0,4% Potencial da Carteira 17,7% 7,6 5,4 14,2 10,8 5,8% 7,0% 6,36% 0,27% -0,42% Performance Histórica mar/18 Ibovespa 32,9% 43,6% -41,1% 82,7% 1,0% -18,1% 7,4% -15,5% -2,9% -13,3% 38,9% 26,9% 9,8% -1,7% Arrojada 33,3% 41,6% -55,7% 124,4% 19,0% -13,6% 17,7% 17,4% 11,9% -7,9% 37,2% 37,1% 19,6% 3,2% Dividendos 37,2% 47,2% -19,3% 52,0% 39,0% 26,8% 20,2% 3,5% 11,1% -23,3% 21,1% 3,9% 10,8% 5,1% Top ,2% 28,5% -13,6% 33,7% 15,3% 4,5% -3,0% 28,5% 33,4% 20,8% 1,1% Small Caps ,1% 12,1% 6,4% Fonte: Bradesco BBI Guia de Ações Empresa Código Rec. AÇÚCAR E ÁLCOOL Preço Alvo Preço Upside Volume (R$ mm) Máximo Mínimo Div. Yield (%) Valor de Mercado dez-18 Último (%) Média 3m 12m 12m 18E 19E 18E 19E 18E (R$ mm) P/L EV/EBITDA Cosan CSAN3 C 50,00 40,80 22,5% 54,4 45,78 29,91 20,5 14,5 6,4 6,3 3,7% São Martinho SMTO3 C 22,00 17,25 27,5% 20,3 20,66 15,00 11,7 10,6 5,0 4,8 1,6% AGRONEGÓCIO BrasilAgro AGRO3 C 16,00 12,91 23,9% 0,6 13,50 10, Ourofino OFSA3 N 30,00 26,70 12,4% 1,1 31,86 19,92 24,6 17,9 13,2 10,9 1,0% SLC Agrícola SLCE3 N 24,00 35,30-32,0% 13,3 35,30 14,96 33,3 28,8 10,8 10,4 1,7% Terra Santa TESA3 N 16,00 13,35 19,9% 0,6 18,39 12, ALIMENTOS E BEBIDAS Ambev ABEV3 C 25,00 23,82 5,0% 307,5 23,82 16,30 25,7 22,8 16,0 14,4 2,2% BRF BRFS3 C 50,00 22,16 125,6% 204,3 48,80 22,16 12,1 9,6 6,8 6,0 3,3% Camil CAML3 C 12,00 7,43 61,5% 11,9 8,90 7,14 10,5 9,6 6,2 5,8 2,4% JBS JBSS3 N 11,00 8,90 23,6% 75,7 12,53 5,25 11,6 11,5 5,4 5,2 1,7% Marfrig MRFG3 C 10,00 5,83 71,5% 8,6 7,98 5,27 10,9 8,8 3,7 3,4 0,0% Minerva BEEF3 N 12,00 7,70 55,8% 11,6 13,04 7,70 7,5 6,3 5,2 4,8 0,0% M. Dias Branco MDIA3 C 65,00 50,76 28,1% 29,2 58,79 39,73 17,4 15,5 13,7 11,4 2,0% AVIAÇÃO Azul AZUL4 C 43,00 37,70 14,1% 33,4 37,70 21,00 21,3 13,8 15,0 12,4 1,2% Embraer EMBR3 V 17,00 21,40-20,6% 87,3 22,87 14,60 28,3 24,6 8,5 7,6 0,9% Gol GOLL4 C 25,00 20,87 19,8% 30,3 20,87 6,01-15,6 9,9-0,0% BANCOS E SEGUROS ABC Brasil ABCB4 C 25,00 17,75 40,8% 7,3 19,35 14,45 7,0 6, ,4% Banco do Brasil BBAS3 C 49,00 40,32 21,5% 383,9 40,32 24,31 8,8 7, ,4% Banrisul BRSR6 N 22,00 20,65 6,5% 23,0 20,65 11,04 5,8 5, ,6% BB Seguridade BBSE3 N 31,00 29,24 6,0% 94,9 31,53 24,45 14,2 12, ,6% Bradesco BBDC4 R - 38,48-416,5 41,93 24, Itaú ITUB4 N 54,00 50,63 6,7% 705,2 50,83 29,83 11,6 10, ,7% WIZ WIZS3 C 17,00 11,30 50,4% 11,6 22,94 10,63 11,1 11,2 6,7 6,8 9,0% IRB IRBR3 C 46,00 41,82 10,0% 42,6 41,82 25,75 13,9 11, ,4% Porto Seguro PSSA3 V 34,00 49,02-30,6% 22,9 49,02 24,20 15,7 13, ,9% Santander SANB11 V 33,00 38,21-13,6% 56,1 38,21 21,66 12,4 13, ,0% SulAmérica SULA11 N 20,00 22,35-10,5% 31,5 22,35 14,71 11,3 9, ,7% BENS DE CAPITAL Iochpe-Maxion MYPK3 C 28,00 25,11 11,5% 18,2 25,11 12,53 15,7 12,6 6,0 5,3 1,6% Marcopolo POMO4 N 4,00 3,86 3,6% 10,6 4,75 2,30 24,9 17,1 17,7 12,4 2,0% Mahle Metal Leve LEVE3 V 20,00 23,70-15,6% 5,3 25,52 16,09 13,5 12,4 7,2 6,6 7,1% Randon RAPT4 C 11,00 8,43 30,5% 16,2 8,65 3,87 26,9 15,9 8,0 5,8 0,9% WEG WEGE3 N 25
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x