Literature

Ensaio de Shii em defesa do anonimato na Internet (2004/2006)

Description
Ensaio de Shii em defesa do anonimato na Internet (2004/2006)
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Transcript
  Ensaio de Shii em defesa do anonimato na Internet 1   Tradutor: Luiz Henrique de Lacerda Abrahão  –   CEFET/MG Nota preliminar do tradutor  O texto a seguir consiste em uma tradução preliminar para o português do breve e influente ensaio, escrito em 2004, por Shii. Nele, o hacker   e programador de hipertexto  japonês confronta a ideia de inserir identificações (apelidos ou pseudônimos) como condição de uso de plataformas virtuais e painéis de postagens. Basicamente, Shii defende o valor do anonimato em fóruns de imagens (  image boards  )   e apresenta quatro teses gerais. Em resumo, ele afirma que a exigência de registo de identidade para  participar de fóruns: 1) afasta pessoas qualificadas que poderiam efetivamente contribuir com as discussões, uma vez que o registro de identificação gasta muito tempo  para ser concluído; 2) atrairia comentadores desnecessários (como “crianças e viciados em internet”  ), os quais dispõem de tempo livre para realizar as etapas e aguardar a  finalização da inscrição; 3) funcionaria como um estímulo a zombeteiros que se buscam apenas por tumultuar os fóruns (os chamados “trolls”  ); e, por fim,   4) a identificação dos  participantes dos fóruns permitiria a formação de ‘   grupos de elite’   , ‘  autoridades ’   assíduas nos fóruns; e, de resto, desvirtuaria os comentários para a figura do proponente, ao invés do tópico proposto: “ Em um fórum anônimo, se você não consegue dizer quem  posta o quê, a lógica suplantará a vaidade ”, conclui o autor. O presente ensaio de Shii em defesa do anonimato está disponível gratuitamente no site   http://wakaba.c3.cx/shii/ . Esta tradução reproduz, ainda, a nota introdutória ao texto referente a aspectos gerais: (i) do formato da plataforma 2ch ; (ii) da gênese do ens aio de Shii; e (iii) do estado atual (“ em fase beta, bugada, sem expectativa de desenvolvimento”  ) da plataforma Shiichan (ou: ‘canal de Shii’). A nota também remete a uma outra plataforma, denominada Kareha, e disponibiliza o link para baixar uma versão atualizada do Schiichan. Por fim, explica a estrutura do sistema 2ch  (por exemplo, abertura ilimitada de fóruns e organização das postagens, não armazenamento de informações de usuários nos bancos de dados etc.).  A parte final do documento é um ‘   pós-escrito ’   , datado de 2006. A primeira consideração de Shii consiste na crítica da opinião segundo a qual o anonimato aumentaria a propensão ao insulto, agressões ou trollagens nas postagens . Contra isso,  frisa que (i) aqueles comportamentos já ocorrem nos fóruns que admitem pseudônimos e (ii) que a comodidade do anonimato atuaria como um aliado nos fóruns. Em segundo lugar, Shii menciona um estudo comparativo  –   realizado por ele mesmo (logo, “desprovido de bases científicas”)    –   acerca de postagens úteis, mensagens off-topic  e bobagens em plataformas anônimas e com pseudônimos. Conclui que “diferenças relevante  s” não foram identificadas.  Porém, quando o tópico das postagens envolvia 1  Schiichan é disponibilizado pela GNU - General Public License. Copyleft 2004; todos os direitos reservados, reimprimir sem restrições. Para autorizações formais ou para entrar em contato com o autor deste ensaio, visite o  site  shii.org.   questões técnicas, os comentários anônimos se mostravam mais úteis. Para finalizar, o documento traz uma dica para eliminar spams em fóruns anônimos (a saber: instalar uma caixa drop-down com perguntas simples) e um convite/desafio para que as pessoas experimentem participar de fóruns anônimos.  Incluímos notas de rodapé ao texto, com esclarecimentos terminológicos ou comentários técnicos. Mantivemos entre colchetes expressões cujas traduções foram menos literais ou geram ambiguidades. O excelente livro de Parmy Olson (Nós Somos  Anonymous    –   Por Dentro do Mundo Hacker de Lulzsec, Anonymous e a Ciberinsurgência Global, 2014) traz esclarecimentos adicionais sobre o ensaio que ora o leitor tem em mãos . Críticas e sugestões de tradução são benvindas. Favor encaminhá-las para: luizpaideia@hotmail.com * * * Shiichan Anonymous BBS 2  Shiichan foi uma plataforma de tipo 2ch 3  na PHP. 4  Foi escrita no final de 2004 por um garoto chamado Shii. Atualmente, encontra-se em fase beta 5 , bugada 6 , sem expectativa de desenvolvimento. Mantemos essa página 7  em razão do ensaio contido nela, abaixo:    Um trabalho alternativo: Kareha 8      Ou, se realmente quiser, você pode baixar Shiichan v.3960 (atualização de segurança em 2009) 9  O que é o “ tipo 2ch ” ? Uma plataforma de tipo 2ch é uma espécie de   sistema de quadro de avisos eletrônico anônimo. Você pode ter tantos fóruns quantos desejar; as últimas postagens em cada tópico de discussão são visualizadas na primeira página de cada fórum. Apelidos são opcionais. Um sistema é implementado para permitir algo como características “ cadastrais ”, mas sem armazenar qualquer informação do usuário no banco de dados. 2  Sigla de  Bulletin Board System , ou seja, sistema de quadro de avisos eletrônico. (N. do T.) 3  Abreviação de 2channel (2 canais). (N. do T.) 4  Sigla de  Hypertext Preprocessor  , isto é, pré-processador de hipertexto. (N. do T.) 5  A liberação de um  software ou de uma versão modificada de uma nova versão do produto é geralmente caracterizada por uma identificação de sua versão. Existem quatro etapas do desenvolvimento de um  software , quais sejam:  pré-alfa , alfa , beta  e release candidate (ou seja, “candidato a liberação”). A referida fase beta  é tipificada pela introdução de testes de usabilidade do  software  junto a usuários voluntários (os beta testes , ou “testadores beta”) . (N. do T.) 6   A versão ‘bugada’ se refere a uma versão ainda com defeitos de um  software , apresentando falhas na lógica do programa que acarretam erros indesejados. O termo tem srcem na palavra bug    (“inseto” em inglês) e sugere que a presença de insetos dentro dos equipamentos causaria a falha nos mesmos. 7  Ou seja: http://wakaba.c3.cx/shii/. (N. do T.) 8   Software  popular anônima do tipo 2ch.   (N. do T.) 9  O texto traz o link  para baixar o arquivo compactado Shiichan3960.zip. (N. do T.)  Esse tipo de plataforma está baseado em um 2channel , cuja pronúncia é “Ni - channeru”, o maior fórum de Internet do mundo (20 vezes maior do que o maior fórum americano). Shiichan é ligeiramente diferente da aparência do 2ch, contudo, ambos empregam o mesmo sistema. Kareha apoia-se bastante no modelo 2ch. Por que isso é melhor do que um software   de fórum usual? Se você deseja criar uma “comunidade” formosa, então  software de fóruns não são para você. Ao invés disso, você deveria buscar alguma maneira de verificar com certeza a identidade das pessoas e, a partir daí, conversar com elas usando o primeiro nome. Uma vez que você admite pseudônimos, pode acontecer de tudo. Por outro lado, você está interessado em iniciar um fórum sobre algum tópico do seu interesse, e admite que qualquer pessoa comente, portanto, o tipo 2ch é infinitamente melhor do que o PhpBB, o Invision, ou o vBulletin. 10  Vou me referir a eles como sendo ‘ antigos  softwares de fórum ’ ; não vou fingir imparcialidade. Os motivos são os seguintes:    Registro afasta comentadores qualificados.  Suponha que alguém que exerça uma atividade relacionada ao tema do seu fórum tope com ele. Trata-se de um especialista na área, e, assim, seria uma fonte qualificada de conhecimento para o seu fórum; entretanto, se for obrigatório um registro prévio completo (com e-mail e senha) antes de postar um comentário, então, provavelmente, essa pessoa desistirá de postar o comentário e vai fazer algo mais importante. Pessoas que têm vidas  tenderão a ignorar fóruns com processo de registro.    Registro permite a participação de comentadores dispensáveis.  Por outro lado,  pessoas  sem vida vão proliferar no seu fórum. Crianças e viciados em internet tendem a ter tempo livre para registrar uma conta e verificar o e-mail da mensagem de confirmação. Provavelmente, eles irão transformar seu fórum em um desperdício de banda larga.    Registro atrai zombadores [ trolls  ] . Se alguém tem o interesse de arruinar um fórum, um processo de registro apenas contribui para a excitação do desafio. Pode-se dizer que a ausência de registro permitirá que “qualquer um” insira um comentário, mas, na realidade, qualquer um pode postar comentários nos antigos softwares  de fórum ; o registro é somente um aborrecimento sem sentido. Citando um 4channele: Trolls não dão a mínima para proteger a própria reputação. Eles buscam destruir a “ reputação ”  das outras  pessoas… Fóruns com contas registradas são como jardins repletos de flores de vaidades que um troll adoraria arrancar.    Anonimato afronta a vaidade . Em um fórum onde se exige o registro, ou mesmo onde as pessoas dão nomes a si mesmas, um grupo está destinado a se converter em usuários de elite, e as postagens abordam mais quem você é do que o que você  posta. Em um fórum anônimo, se você não consegue identificar quem posta o quê, a lógica suplantará a vaidade. Como escreve Hiroyuki, o administrador do 2ch: 10  O autor se refere a três painéis de mensagens.  Se há uma identificação de usuário [ user ID ] associada ao usuário, uma discussão tende a se tornar uma troca de ofensas [ criticizing game ]. Por outro lado, em um sistema anônimo, ainda que sua opinião/informação seja atacada, você não sabe com quem se aborrecer. Ainda com relação à identificação de usuário, aqueles que participam assiduamente do  site  tendem a se tornar autoridades  –   e isso dificulta que um usuário discorde dele. Em um sistema anônimo ideal, você pode afirmar “é chato ” se , de fato, for chato. Toda informação é tratada com igualdade; só um argumento convincente terá valor. É difícil de crer nisso. (2006) Problemas com fóruns do tipo 2ch frequentemente podem suscitar a ideia de que “as pessoas estarão mais dispostas a insultar, agredir e zoar [ troll  ] se forem anônimas”. Pode ser que isso seja verdade… mas as pessoas  já  são pseudônimos   na maioria dos fóruns. As disputas [ drama ] e o ódio presentes em fóruns com pseudônimos são o pior que pode haver  ; com o anonimato, a situação seria provavelmente melhor em razão da comodidade.  De qualquer forma , será necessária uma dedicada equipe de moderadores  para controlar a zoeira e as bobagens [ trolling and nonsense ] no painel de discussão. Um estudo preliminar feito por… mim, em março de 2005, notou que não existiam diferenças relevantes entre o 2channel e o forums.gentoo.org em termos de postagens úteis, mensagens off-topic 11  e bobagens em um extenso tópico dedicado a questões técnicas. No fórum americano 4-ch.net, onde as postagens podem ser anônimas ou por meio de pseudônimos, grande parte das contribuições relevantes sobre questões técnicas eram srcinadas a partir de usuários anônimos, ao passo que usuários com pseudônimos costumavam narrar suas experiências pessoais. Mas esse estudo foi totalmente desprovido de bases científicas. Faça você mesmo uma pesquisa às cegas. 12   Spam 13   é uma outra questão. Desde 2004, quando esse ensaio foi escrito, mensagens de  spam se tornaram cada vez mais prevalentes em todos os fóruns anônimos. Entretanto, em fóruns do antigo formato, os  spammers 14   com frequência registram contas falsas e furtivamente tentam incorporar os usuários para seus websites  sem efetuar quaisquer registros. Se você tem recebido  spams  que se esquivam dos seus filtros locais, descobri que testes extremamente simples  –   como uma caixa drop-down 15  que pergunta se se trata de um ser humano (Sim? Não? Talvez?)  –   eliminam os  spams  completamente. Se você não pode ou não quer obrigar as pessoas a revelar ou a usar seus verdadeiros nomes, ao menos estimule alguma mudança desafiando o sistema [  give a  swing at bucking the establishment  ] e experimente um fórum totalmente anônimo. 11  Mensagens off-topic , ou apenas OT, referem-se a mensagens que fogem ao assunto da postagem do fórum ou grupo de discussão. (N. do T.) 12  Com a expressão blind study  o autor remete ao método de pesquisa científica de apreciação imparcial ( “ às cegas ” ) a qual oculta a precedência e autoria do trabalho em avaliação. (N. do T.) 13  Termo empregado para se referir a mensagens não solicitados, geralmente enviadas em corrente para muitos destinatários (N. do T.) 14  Termo empregado para caracterizar indivíduos que enviam  spam. (N. do T.) 15  As caixas de tipo drop-down são menus com opções suspensas para clicar e selecionar, dispostas em um campo de formulário. (N. do. T.)
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x