Documents

O Estigma de Cada Um- Goffmann

Description
texto de goffman que trata da diversidade
Categories
Published
of 3
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  O estigma de cada umTatiana Lima Ferreira [1] GOFFMAN, Erving. Estigma:  Notas sobre a manipulação da Identidade Deteriorada. Rio de aneiro! a#ar, $%&'.Erving Go((man nas)eu em $$ de *un#o de $%'', (oi um so)i+logo e es)ritor )anadense. Estudou nas universidades de oronto -.A. em $%/01 e de 2#i)ago -M.A. em $%/%, 3#.D. em $%041. Estudou a interação so)ial no dia5a5da, espe)ialmente em lugares p6bli)os, prin)ipalmente no seu livro 7A Representação do Eu na 8ida 2otidiana7. 3ara Go((man, o desempen#o dos pap9is so)iais tem a ver )om o modo )omo )ada indiv:duo )on)ebe a sua imagem e a pretende manter. Estudou tamb9m )om espe)ial atenção o ;ue )#amava de 7instituiç<es totais7, lugares onde o indiv:duo era isolado da so)iedade, tendo todas as suas atividades )on)entradas e normali=adas. 3odem5se )itar )om e>emplo as pris<es, os mani)?mios, os )onventos e algumas es)olas internas.A obra Estigma! Notas sobre a manipulação da Identidade deteriorada 9 uma interessante viagem pela situação de indiv:duos in)apa=es de se )on(inarem aos padr<es normali=ados da so)iedade, são indiv:duos)om de(ormaç<es (:si)as, ps:;ui)as ou de )ar@ter, ou )om ;ual;uer outra )ara)ter:sti)a ;ue os torne aos ol#os dos outros di(erentes e at9 in(eriores e ;ue lutam di@ria e )onstantemente para (ortale)er e at9 )onstruir uma identidade so)ial. Go((man analisa nesta obra, os sentimentos da pessoa estigmati=ada sobre si pr+pria e a sua relação )om os outros ditos 7normais7. E>plora a variedade de estrat9gias ;ue os estigmati=ados empregam para lidar )om a re*eição al#eia e a )omple>idade de tipos de in(ormação sobre si pr+prios ;ue pro*etam nos outros. Este livro, entretanto, o)upa5se espe)i(i)amente )om a ;uestão dos )ontatos mistos, os momentos em ;ue os estigmati=ados e os normais estão na mesma situação so)ial, ou se*a, na presença (:si)a imediata um dooutro, ;uer durante uma )onversa, ;uer na mera presença simultnea numa reunião in(ormal.Esta obra 9 um )on*unto de notas sobre )omportamentos desviantes ;ue Go((man mantin#a para as suas aulas de Bo)iologia do Desvio no Departamento de Bo)iologia da Cniversidade da 2ali(+rnia nos anos .Durante a leitura destas notas denota5se alguma simpatia pela situação dos estigmati=ados e talve= algum do seu interesse neste tema se*a pelo (ato de Erving Go((man ser *udeu, apesar de não se )onsiderar um.O estigma, a so)iali=ação dos estigmati=ados, a manipulação da in(ormação sobre o seu de(eito e as reaç<es en)ontradas em situaç<es de integração so)ial são des)ritas e analisadas ao longo de $0& p@ginas divididas em )in)o )ap:tulos. Os primeiros ;uatro )ap:tulos analisam a (orma pela ;ual )ontrolamos a )ir)ulação de in(ormação ;ue nos poder@ desa)reditar. O ;uinto )ap:tulo (o)a o desvio em si e desa(ia o estudo do )omportamento desviante )omo uma leg:tima subdivisão da so)iologia. Go((man, para )ontinuar a (a=er (9 ao seu estilo, não apresenta ;ual;uer )ap:tulo de )on)lus<es nem um ane>o metodol+gi)o.   No primeiro )ap:tulo 9 proposta a de(inição de Estigma, ;ue não 9 um atributo pessoal, mas uma (orma dedesignação so)ial e a an@lise da sua relação )om a identidade so)ial de )ada um. @ trs tipos de estigmas! por de(ormidades (:si)asH por moralidades e por lin#agem de raça, nação e religião. O segundo )ap:tulo en)ontra5se organi=ado por nove pontos nos ;uais Go((man se o)upa do 2ontrole da In(ormação e Identidade 3essoal. 2omeça por salientar a di(erença entre o indiv:duo desa)reditado e o desa)redit@vel, isto 9, entre a;uele ;ue apresenta aos normais uma dis)repn)ia vis:vel entre a sua identidade so)ial real e a sua identidade virtual e entre a;uele )u*o estigma ou 7de(eito7 não 9 imediatamente vis:vel nem ainda )on#e)ido pelos outros. A In(ormação Bo)ial 9 transmitida pela pr+pria  pessoa a ;uem se re(ere, atrav9s de s:mbolos. Go((man divide os s:mbolos em trs tipos! s:mbolos de  prest:gio, s:mbolos de estigma e desidenti(i)adores -s:mbolos ;ue tendem a ;uebrar uma imagem lançando s9rias d6vidas sobre a validade da identidade virtual1. O ter)eiro ponto trata da 8isibilidade do estigma, ou se*a, at9 ;ue ponto o estigma )omuni)a o ;ue o indiv:duo realmente 9 ou possui. A e>posição de Go((man segue então no pr+>imo ponto para a an@lise espe):(i)a do )on)eito de Identidade 3essoal,  pois o estigma 9 in(luen)iado pelo (ato de )on#e)ermos ou não, pessoalmente o indiv:duo estigmati=ado e para a apresentação do ;ue Go((man entende por iogra(ia do indiv:duo -;uinto ponto1. No se>to ponto, Os Outros )omo i+gra(os, 9 tratado o (ato dos 7normais7 )on#e)erem ou não pessoalmente o indiv:duo estigmati=ado, regulando este (ato as e>perin)ias ;ue mantm a)er)a do mesmo e as biogra(ias ;ue elaboram para ele. No ponto seguinte, Go((man o)upa5se do En)obrimento do estigma e dos diversos tipos de ameaças  identidade so)ial virtual ;ue a revelação do en)obrimento pode desen)adear. Avança depois para a an@lise das diversas 9)ni)as de 2ontrole de In(ormação usadas pelos indiv:duos ;ue  pretendem o)ultar um de(eito se)reto. O nono e 6ltimo ponto deste )ap:tulo trata da ;uestão do A)obertamento por parte de estigmati=ados )om de(eitos )on#e)idos, imediatamente vis:veis ou pass:veisde serem dete)tados (a)ilmente. No ter)eiro )ap:tulo da obra (ala5se do Alin#amento Grupal e Identidade do Eu, o )ap:tulo se ini)ia e>pli)ando a di(erença entre identidade so)ial e a identidade pessoal, sendo ;ue a primeira nos permite )onsiderar a estigmati=ação e a segunda o papel na manipulação do estigma, en;uanto ;ue no )ap:tulo seguinte, Go((man estuda o )on)eito do Eu e o seu Outro, ou se*a, a situação espe):(i)a do estigmati=ado e a sua resposta  situação em ;ue se en)ontra, vai se re(erir ao estigmati=ado e o normal )omo sendo  parte um do outro, um pro)esso so)ial de dois pap9is no ;ual )ada individuo parti)ipa de ambos. No 6ltimo )ap:tulo, intitulado Desvios e 2omportamento Desviante, Go((man e>pli)a um )on)eito relevante ;ue 9 o de )omportamento desviante, ;ue signi(i)a ;ue um membro do grupo não adere s normas analisando a relação entre os estigmati=adores e os )omportamentos desviantes, sugerindo em )on)lusão o estudo dos )asos desviantes )omo um )ampo espe):(i)o da dis)iplina.Go((man (a= uma grande apologia aos indiv:duos estigmati=ados ;ue so(rem pre)on)eitos por parte da so)iedade na ;ual vivem. O estigma 9 motivo de e>)lusão so)ial, ol#ares des)on(iados e (ala s es)ondidas.  Os ditos 7normais7 se a)#am no direito de apontar o dedo e *ulgar essas pessoas de a)ordo )om os seus valores de normalidade. Assim )ria5se uma e>pe)tativa sobre estas pessoas esperando um tipo de )omportamento *@ programado.Go((man os de(ende de maneira a e>por os tipos de estigmas, as )ara)ter:sti)as )entrais de suas vidas, os tipos de so)iali=ação e )ontatos )om a so)iedade, as vitimi=aç<es e as privaç<es.De ;ual;uer (orma, esses (atores )ausam muito so(rimento ao indiv:duo estigmati=ado, ;ue a)aba por se isolar da so)iedade e, assim, perdendo a motivação para modi(i)ar seu estilo de vida.Ao tentar uma apro>imação, um )ontato, eles en)ontram v@rias barreiras para )onseguirem (a=5los. Juando não )onseguem vem a )ulpa pelo (ra)asso, surgindo de)is<es )omo! es)onder o estigmaH tro)ar de nomeH a )ons)ienti=ação de ;ue não podem ser eles mesmos, tendo ;ue aprender a serem di(erentes e en)ontrar uma segunda maneira de serH e, a)abam por perder a sua identidade se tornando um ob*eto da so)iedade.3ortanto, os indiv:duos ;ue tm um estigma, sobretudo os ;ue tm um de(eito (:si)o, podem pre)isar aprender a estrutura da interação para )on#e)er as lin#as ao longo das ;uais devem re)onstruir a sua )onduta se dese*am minimi=ar a intromissão de seu estigma. -GOFFMAN, $%&', p.$$01 Não podemos dei>ar de lembrar do estigma dos 7normais7! o de pre)on)eituosos. Algumas pessoas ainda tm re)eio de se rela)ionar )om os portadores de algum estigma, elas pre)isam se in(ormar mais a respeito desse assunto e, se poss:vel, mudarem de opinião. O rela)ionamento entre indiv:duos estigmati=ados e indiv:duos 7normais7 deve ser )omo se (osse uma esp9)ie de trato, em ;ue o estigmati=ado se sinta inteiro parti)ipante da so)iali=ação, sem temer ou so(rer nen#um tipo de pre)on)eitoH e, para os 7normais7 não (i)arem distantes, devem desenvolver #abilidades  para aprender a )onviver e interagir )om eles, não se sentindo, )om isso, limitados, mas sim integrados.Esta obra se destina a todos ;ue se interessem pelas di(i)uldades dos estigmati=ados, ou aos ;ue ;uerem aprender a se rela)ionar )om eles de uma (orma a não emitir mais estigmas. Beria importante ;ue todas as pessoas tomassem )on#e)imento desta obra, para ;ue assim (i=essem um e>ame de )ons)in)ia e de realidade o ;ue (avore)e a ;uebra de pre)on)eitos e a modi(i)ação dessa visão, promovendo o respeito m6tuo entre as pessoas
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x