Books - Non-fiction

O que é a propriedade ou a investigação sobre o princípio da lei e do governo - Proudhon

Description
O que é a propriedade? ou a investigação sobre o princípio da lei e do governo - tradução para idioma português do livro 'Qu'est-ce Que la propriété? ou Recherches sur le principe du droit et du gouvernement' de Pierre-Joseph Proudhon
Published
of 123
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  , -:::, ., t\. f·: o ,ro <.- 1J ' N .' eM ;  TItulodo srcinai QU'EST-OE QUE LA PROPRltóTE?OU RECHERCHES SUR LE PRINCIPE OU OOOIT ET OU GOUVERNEMENT ) .- J ~   L_ _ -: ) ( Tradução de Marllia Caeiro INO ICE ~   ;1 I ~   Capítulo I - Método adoptado para esta obra.-Ideia de uma revoluÇão. 11 t apitulo ti - Da propriedade consi<lerada como direito natural. - Da ocupação e da lei civil I como causas eficientes do domfnio de pro J priedade. 35 ! I § 1.° - Da propriedade como direito natural 38 § 2° - Da ocupação com fundamento da I propriedade 46 II § 3° - Da lei civil como fundamento e sanção da propriedade 60 Capítulo 111 - Do trabalho, como causa eficiente do domíniode propriedade. 73 i it ' ~   'I . ~ § 1.°-A terra não 'Pode ser apropriada 77 § 2.°-O consentimento ur.iversal não justi ' ~ '   fica a propriedade 82 ~ i   § 3. -- A prescrição nunca pode ser aplicad' a propriedade llí 3 , ~ ; .Wj § 4. -Do trabalho. - QUe o t r a b a l ~ o   nào Illi tem, por si prÓ;Jrio, noohum poder d€ apropriacão sobre as coisas da natureza 91 7  § 5.° Que o trabalho conduz à igualdadedas propriedades 96 § 6. Que na sociedade todos os saláriossão iguais 105 § 7.° Que a d-esigualdade das faculdades é a condiçãonecessária para a igualdade das fortunas 112 § BO  Que, na ordem da Justiça, o trabalhodestrói a propriedade 12B Capítulo IV Que a propriedade é impossível. 131 A propriedade é ffsica e matemàticamente imposslve\. - Oemonstração 133 Primeira proposição 13B Segunda proposição 146 Terceira proposição 150Quarta proposição 154 Quinta proposição 160Sexta proposição 180Sétima proposição 182Oitava proposição 187Nona proposição 189 Décima proposição 193 8 Capítulo V -Exposição psicológica da ideia de justo e injusto e ·determinação do princIpio do governo e do direito. 195Primeira parte § 1. Do sentido moral no homem e nosanimais § 2. Do primeiro e do segundo grau da sociabilidade § 3. Do teíceiro grau da sociabilidade196 201 208Segunda parte § 1 0_ Das causas dos nossos erros: srcem da propriedade § 2. -Caracteres da comunidade e da pro priedade § 3 0- Determinaçãodaterceira forma social. Conclusão 218225242 9  CAPITULO I MUODO ADaPTADO PARA ESTA OBRA. - IDEIA DEUMA REVOLUÇAO. Se 00 tivesse que responder à seguinte pergunta: O que é ~ ' L í ! ! u r a ?   e respondesse sem hesitar: t. o a s s ã S s l n ~   o meu--pensamento ficaria perfeitamente Ilxpress<r:-rJáo precisareide fazer umgrande discurso para mostrar que o poder de privar o homem do pensaml,nto. da vontade e da personalidade, é um poder de vida e morte e que f a z e u i e _ U _ ! I L h o m e m , . . S l . S . C t a v ~ - e . Q . u J Y a J e   'I assassiná-lo. P o r q ü ê € n t ã o ~ - ã - - - e S s ã   outra pergu'nta: p qUe' é ~ · r p r C l p r f ! . d a d e ?   não posso responder simplesIIlonle: ~ · . ] j ' , º Y f i 9 ;   fTêirldo com a certeza que me enten d m. embora esta segunda proposição não seja mais '1 0 a primeira, transformada? Proponho-me discutir a própria base do nosso go VI no e instituições. a propriedade; estou no meu dmdto: posso enganar-me naconclusão a tirar das ,,,,,,lias buscas; estou no meu direito: apetece-me pOr pensamento ,final do meu livro no princfpio; estou',mupra no meu direito. Certo autor ensina que a propriedade é um direito c.ivil. nascido da ocupação e sancionado pela leI; um lIlro sustenta que é umdireito natural. tendo a sua I iqem no trabalho: e estas doutrinas. ainda que pare '. ,lIn opostas, são encorajadas e a p l a u d i d a s . ( ; J L . , Q l . ~  I n do gu EL.I'l§}:r.L . Q....lr..ªP_ªlb . Q . _ O ~ r n _ . ~   _ . Q . c j , l ~ a   ç ã o ' I l _ ~ ,   a ).e), podem . ç r l ? L _ ~ , , : P l o p ~ l ~ 9 . a e e ;   que ela CiHjj efeito sem,':lUsa: é repreenslvêl pensar assim?Quanta objecção se levanta!- A propriedade é o roubo! Eis o clarim de 93!.,, , o grande barulho das revoluções!..-Leitor. sossegue: não sou. de maneira nenhuma, ' i1<)ente de discórdia, um instigador da revoita. Ante 11

4 Aula Pós Micro

Aug 10, 2017

3_Meiosis

Aug 10, 2017
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x