Computers & Electronics

Plano Astral. A Consciência do III Milênio. A mente é o grande princípio de separação entre os homens

Description
A mente é o grande princípio de separação entre os homens Ocultista é o que aprende conscientemente a distinguir o bem do mal. Ocultista é o que anda pelo caminho do Amor-Sabedoria, da Verdade e da justiça.
Published
of 38
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
A mente é o grande princípio de separação entre os homens Ocultista é o que aprende conscientemente a distinguir o bem do mal. Ocultista é o que anda pelo caminho do Amor-Sabedoria, da Verdade e da justiça. Prof. Instr. Eliseu Mocitaíba da Costa Link PALESTRA PÚBLICA 24 horas ONLINE É importante saber, que para se praticar qualquer das ciências chamadas ocultas, não é necessário que tenhamos poderes paranormais, mas tão somente o conhecimento de como manipula-las. Incluindo nestas artes o mesmerismo, o magnetismo, a magia cerimonial, alquimia e a astrologia assim como as feitiçarias, os encantamentos, a necromancia, a cartomancia, a geomancia, a quiromancia e mil outras artes de clarividência física e astral, clariaudiência, psicometria, etc., numa lista inesgotável que qualquer pessoa pode acrescentar ao seu bom gosto. Mas, por infelicidade os segredos tão bem guardados de tais artes estão caindo em mãos inescrupulosas, os aprendizes de feiticeiros, por isso se faz o alerta. Qualquer um que pratica tais artes no sentido meramente fenomênico ou como passatempo, não pode se considerar ocultista, pode no máximo se considerar um mago ou mágico. Ocultista é o que aprende conscientemente a distinguir o bem do mal. Não é um homem teórico e sim prático; não atua com a fé cega mas sim com a intuição; não basta que seja meramente bom, mas também sábio e justo. A sabedoria não só supõe conhecimento, mas também compaixão, amor, por ser o laço que une o ser ao não-ser, laço que une os sábios, investigando com a sua inteligência, descobriram-no em seus corações... Ocultista é o que anda pelo caminho do desinteresse e da justiça. Nenhum homem ignorante das Forças do Universo pode, mesmo que queira, ser justo. O que pode ser justo para um número é a miúdo injusto para o bem estar da coletividade maior. Do mesmo modo também a justiça aparente para uma nação pode ser injusta para a humanidade e a aparente justiça para com esta talvez injusta para o universo. Assim a suposta crueldade da natureza é mera aparência ilusória, criada pela ignorância das mentes, que só podem contemplar a fração infinitesimal do magno problema. O ocultista vê o espírito e o corpo de todos os homens são como uma só coisa com o espírito e a matéria do universo. Deseja também unir sua mente com a grande mente ou alma do mundo. Ao propor-se a alcançar esta meta verifica-se nele uma mudança radical. Com a mente sempre fixa no axioma Amor-Sabedoria, Verdade, Justiça , amplia em silêncio sua natureza espiritual, sem limites o amor do indivíduo, da família da raça e até da humanidade, mergulhando no oceano da compaixão e de sabedoria que deve abarcar a natureza inteira. A mente é o grande princípio de separação entre os homens, porque expressa o modo de ser de suas respectivas opiniões e convicções... Aquele que permite que sua mente fique dominada por uma mistura de crenças filosóficas, exotérica, atrás de pretensos gurus, jamais poderá ser ocultista, e se perde em pretensas opiniões. Para que o ocultista possa ser justo com todas as crenças tem que estar livre e por cima de todas elas. Como a maioria não tem ainda a clarividência necessário se faz estudar tanto o corpo astral como o plano do mesmo nome em abundância de detalhes. Para apresentarmos o corpo astral devemos nos lembrar que as partículas que o constitui acham-se em constante movimento. Na maioria dos casos as nuvens coloridas se fundem umas nas outras e rolam constantemente umas nas outras aparecendo e desaparecendo sucessivamente na superfície luminosa como bolhas de água em violenta ebulição. Nunca as várias cores do ser que reveste um corpo astral ocupam a mesma posição, muito embora se note a tendência que elas têm em voltar ao ponto em que habitualmente se manifestam. Sua composição se faz de matéria astral de todos os sub-planos do plano astral, porém em quantidades variáveis... No homem pouco desenvolvido a quantidade de matéria astral dos sub-planos inferiores apresenta-se em maior quantidade e como é mais densa ocasiona contornos irregulares em seu ovo áurico... Apresenta-se com cores reveladoras, duma grande sensualidade misturadas com as do egoísmo e instintos animais. As manchas escarlates denunciam um estado constante de cólera. Há nela insignificantes vestígios de afeição e inteligência e os sentimentos religiosos são os da mais baixa espécie. Todas as cores se apresentam espessas e sombrias; é um corpo astral sem controle. O corpo astral de um homem medianamente desenvolvido é constituído de uma quantidade um pouco maior dos sub planos intermediários do plano astral, fazendo com que seu ovo áurico já tenha contornos definidos, porém como a matéria ainda é mais ou menos densa ela se concentra na parte inferior, fazendo com que a parte afunilada do ovo fique para cima. Domina nele o egoísmo com vestígios de malícia empregada para fins pessoais. Já apresenta tendências para transformar a astúcia em adaptabilidade. As cores denunciadoras da afeição, da inteligência e da devoção aparecem mais visíveis e de melhor qualidade. Vez por outra, qualidades artísticas, cores da sensibilidade podem se refletir no fundo do seu aura. No homem desenvolvido, a quantidade de matéria astral dos sub-planos superiores predomina, fazendo com que seu ovo áurico se apresente com a parte afunilada para baixo, pois sendo esta matéria mais sutil, conseqüentemente é mais leve. Todas as cores se apresentam claras e luminosas dispostas em faixas nitidamente marcadas. O contorno do corpo é bem definido e seu conjunto dá-nos a impressão de ordem e perfeito controle. Como há uma estreita ligação entre o corpo astral e o corpo mental no decorrer do seu desenvolvimento o homem vai fazendo com que um se torne à semelhança do outro. O homem passa a ter o domínio de suas próprias emoções... Tal homem acha-se ainda ocasionalmente sujeito a irascibilidade e a diversas aspirações indesejáveis, mas já sabe como reprimir e dominar estas manifestações inferiores. Tal homem acha-se ainda ocasionalmente sujeito a irascibilidade e a diversas aspirações indesejáveis, mas já sabe como reprimir e dominar estas manifestações inferiores. O corpo astral de um homem comum tem muitos tipos de vibrações diferentes, que se chocam produzindo enorme confusão. E o resultado de emoções e preocupações inúteis, de que são vítimas quase todos os homens, principalmente os ocidentais. Um corpo neste estado não é apenas um corpo feio, mas também um corpo capaz de causar perturbações nos corpos astrais de seu próximo Tal corpo pode ser comparado a um corpo físico que sofresse duma forma grave de paralisia, com todos os músculos se contraindo e expandindo desordenadamente e simultaneamente... Tais efeitos são contagiosos no plano e afetam as pessoas vizinhas as quais dão uma impressão penível de inquietação e desassossego. É exatamente o fato de haver milhões de pessoas com seu corpo astral agitado dessa maneira por toda sorte de sentimentos e desejos irracionais que torna difícil as pessoas sensíveis viver nas grandes cidades ou atravessar uma multidão. Estas desordens astrais contínuas podem mesmo reagir através do duplo etérico e produzir doenças nervosas. O corpo astral nas condições que acabamos de descrever origina centros de inflamação que estão para eles como os tumores no corpo físico. Além de desagradável aspecto que dão ao próprio corpo constituem pontos fracos por onde a vitalidade escapa. Tais tumores não oferecem nenhuma resistência às influências malignas. O remédio para reparar o corpo astral assim doentio, infelizmente muito comum, consiste em reprimir a agitação, o receio, a inquietação. O discípulo, como já tivemos oportunidade de dizer não deve ter nenhum sentimento pessoal que possa ser afetado pelas circunstâncias, sejam elas quais forem. No homem comum a inteligência é produzida pela único de kama (corpo de desejo) com manas inferior (mental dos sub planos inferiores) que é parte da personalidade só tem expressão no mundo físico, propiciando a memória física. O fato de kama-manas que é parte da personalidade só ter expressão no mundo físico nos explica claramente a razão porque não podemos ter memória de vidas passadas. Somente quando a consciência se eleva acima do mecanismo do cérebro, isto é quando passa a viver no próprio plano de kama e manas, é que o homem pode guardar essa memória. Tanto kama como manas se renovam a cada vida e por conseguinte nenhuma relação pode haver entre eles e as vidas passadas. As suas experiências se concentram em uma partícula de matéria do respectivo plano a que se dá o nome de átomo permanente, encarregado de fazer o transbordo destas experiências para o Ego, quando o respectivo veículo se desagrega pela morte. Segundo os ensinamentos esotéricos, após uma existência sobram três átomos permanentes que vão ser encarregados de dar as novas informações para formar o novo ser. O átomo físico se encarrega de formar o sistema simpático, o átomo anímico vai formar sistema vago e o átomo espiritual vai formar o sistema cérebro espinhal. Ao longo da coluna vertebral há três canais por onde passam três filamentos. O filamento ou corda da esquerda chama-se ida e está relacionado com o sistema simpático, a corda da direita chama-se Píngala e está relacionado com o sistema vago. A corda central chama-se Shushumna e está relacionado com o sistema cérebro espinhal. Quando praticamos o pranayama que consiste em exercício respiratório que ora aciona a narina esquerda, ora a narina direita e ora as duas ao mesmo tempo estamos fazendo nada mais nada menos que uma afinação destas cordas, que correspondem a mística lira de três cordas. Ciência das Idades A Iniciação do Prof. Henrique José de Souza foi, ainda, superior à dita Mayêutica, Maya-Budista das Iniciações antigas, porque não iniciou, apenas, filósofos, eruditos, teólogos, cientistas, pedagógicos, mas, também, criaturas humildes. Ensinou, sim, a homens de todas as classes, de todos os níveis de cultura, de sentimento, de evolução. Sociedade Brasileira de Eubiose A Liberdade Interior Eubiose (a Ciência da Vida) é um plano universal de evolução que segue três caminhos: Desenvolve a Emoção pela Educação, a Inteligência pela Instrução e a Vontade pelo Trabalho, em busca do seu Deus Interior. Mantém vários Departamentos nas principais Cidade e ainda Curso por Correspondência. Estamos Conectados F i m Prestigiem Portal de Aquário
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x