Documents

Setor de Educação Básica Entra No Radar Dos Investidores

Description
Setor de Educação Básica Entra No Radar Dos Investidores
Categories
Published
of 13
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  Setor de educação básica entra no radar dos investidores Escolas privadas se veem obrigadas a profissionalizar a gestão para sobreviver e entram na mira dos grandes investidores  No dia 31 de agosto de 2016, o site da International School of Erope !ISE , tradicional rede italiana de escolas de alto padrão, com 1#$00 alnos dos tr%s aos 1$ anos e nidades em &ilão, &odena, &onza e Siena, annciava 'e, a partir de então, passaria a fazer parte da Inspired, grpo internacional de escolas premim# (inanciada pelo fndo de investimentos Edcas, controlado pelo britanoliban%s Nadim Nsoli, a Inspired tem escolas premim ) o de elite ) na Eropa !*eino +nido, S-a, ./lgica e Itlia , strlia, frica !%nia e frica do Sl e m/rica do Sl !4ol5mbia # No total, são 23 nidades e mais de 1 mil estdantes# Segem padrão similar ao das escolas de neg7cios da edca-ão sperior, bscando renir estdantes e docentes de diversos pases e proporcionar ma forma-ão 'e permita aos alnos crsar niversidades de ponta em 'al'er pas do mndo, normalmente bilnges# Nascido em 1868, Nadim Nsoli fndo a Edcas em 2013, depois de ter sido m dos s7cios da 9rovidence E'it: 9artners, fndo de private e'it: com capital sperior a +S; 23 bilh<es# =amb/m trabalho em otra empresa de investimentos e em grandes  bancos# > m perfil 'e cada vez mais se apro?ima do niverso da edca-ão@ o de  profissionais de scesso no mercado financeiro 'e passaram a colocar em se radar o mndo da edca-ão privada#ssim como otras reas, o setor edcacional tem sido cada vez mais alvo de grandes investidores e de m modelo 'e bsca maior competitividade por meio de ganhos de escala, profissionais receptivos a novas lingagens e ao mndo onAline, oferta de recrsos tecnol7gicos de ponta e possibilidade de intercBmbio constante com institi-<es similares de otros pases# =do isso C vem se materializando h tempos na edca-ão sperior# gora, come-a a intensificarAse tamb/m na edca-ão bsica#De 200 para c, os grandes neg7cios em escala mndial saram da casa dos 2 ao ano eatingiram o pico de 1 em 2013# Em 2016, foram 31 at/ otbro, segndo levantamentoda consltoria de neg7cios 4ondere#   No caso do .rasil, os grandes grpos nacionais bancados pelo capital de investidores ainda não apostam nm processo imediato de internacionaliza-ão, ainda 'e o tenham no radar, mas baseiamAse cada vez mais na cren-a de 'e profissionaliza-ão da gestão, crescimento, sinergias, ganhos de escala e ma nova visão edcacional serão necessrios para 'em 'iser prosperar na edca-ão bsica privada# Seria m processo similar ao de otros segmentos prodtivos, como os bancos, o mesmo os meios de comnica-ão 'e, com novas tecnologias e ata-ão global, viveram grande concentra-ão acionria como forma de tornaremAse mais competitivos# Nesse momento,cinco grandes grpos se destacam entre a'eles 'e estão formando as maiores redes deescolas@ SE., 9ositivo, Somos Edca-ão, Eleva Edca-ão e Edinvest#Em certa medida, este momento se compara F'ele ocorrido nas das d/cadas passadas no ensino sperior, 'ando algmas institi-<es foram ao mercado de forma voraz# &as, como alertam vrias pessoas do meio edcacional, as etapas mant%m diferen-as entre si# GNo ensino sperior, o valor de ma institi-ão não se calcla pelo lcro, mas  pelo nHmero de alnos matriclados# Na edca-ão bsica, / m mHltiplo do Ebitda, e?plica Egenio 4ordaro, da 4ors 4onsltores# J Ebitda / o lcro obtido antes de se descontar Cros, impostos, deprecia-ão e amortiza-<es, o seCa, o resltado obtido ap7s descontar os cstos operacionais#Segndo 4ordaro, cCa consltoria atende mais de 100 escolas, C h algns anos o mercado de fs<es e incorpora-<es est se movimentando na edca-ão privada, mas o volme de neg7cios / bem inferior ao visto nos momentos mais agitados do ensino sperior# Nm estado como São 9alo, por e?emplo, h poca oferta de escolas como as preferidas pelos fndos, com mais de mil alnos e 'e não tenham como mantenedores institi-<es com tentclos maiores, como as confessionais# G'i, 0K das escolas t%mmenos de 10 alnos, $0K estão abai?o dos 00# s maiores oportnidades estariam no Nordeste, onde h escolas com mais alnos#  Jtro problema / 'e essas escolas, mitas delas com gestão familiar de ses fndadores, com forma-ão na rea pedag7gica, t%m dvidas e nnca pararam para pensar o 'anto valem, nem como calclar esse valor# J seCa, mitas vezes pedem mais do 'e o se valor de mercado#9ara &5nica &olina, da 4ondere, consltoria de mercado 'e ata com planeCamento estrat/gico, finan-as corporativas, fs<es e a'isi-<es, realmente h dificldade de replicar o 'e hove no ensino sperior# GNesse segmento, hove m poco de pressa, foi tdo mito rpido# &as isso gero aprendizado para a consolida-ão nm ritmo mais  pr7prio F cria-ão de valor# 4reio 'e, na edca-ão bsica, os investidores estão olhando mais para a e?cel%ncia, nm processo mais criterioso, avalia# pr7pria presen-a da 4ondere na edca-ão bsica / m indcio de 'e h ma cren-a de 'e ela ser a pr7?ima Gbola da vez#  empresa fez se primeiro neg7cio em edca-ão em 2013, atando como conselheira para a então bril Edca-ão, hoCe Somos Edca-ão# ntes disso, tinha forte ata-ão nas reas de 7leo e gs, tecnologia, saHde e infraestrtra# aposta da consltoria parece ser de m/dio e longo prazos, voltada ao mercado das escolas  premium , 'e segndo dados levantados pela empresa cresce cerca de 10K entre 2013 e 201L, 'ando totalizaria L#$ escolas no pas# J crit/rio para assim  batizAlas era o valor da mensalidade, na /poca acima de *; 2 mil# J nHmero havia dimindo em São 9alo, mercado mais competitivo, e amentado no Sdeste e no .rasil#   tese e a estrat/gia 'e sstentam o neg7cio / 'e escolas 'e esteCam com boa gestão e tenham proCetos edcacionais bem definidos podem liderar se pr7prio processo de e?pansão, seCa por meio de capital pr7prio, de terceiros, o nma combina-ão de ambos#Gchamos 'e as escolas t%m de liderar esse movimento de consolida-ão, montar m  plano de e?pansão# J segmento / rentvel, crescente e de bai?o risco# Jnde h boa gestão, o risco dimini e isso facilita a e?pansão, defende &5nica# Essa op-ão, ao 'e parece, / restrita a pocos# 4omo lembra 4ordaro, da 4ors, o mercado de edca-ão bsica privada passa por ma nova crise, em mito devida ao  perfil da maioria das escolas, de pocos alnos# +ma crise diferente da vivida nos anos 80, 'ando hove e?cesso de oferta e red-ão da demanda# Na'ela /poca, escolas especializadas em ciclos especficos abriram classes 'e ainda não ofertavam# J seCa, 'em s7 tinha o ensino m/dio, foi para o fndamental, 'em s7 trabalhava com o fndamental, abri classes de edca-ão infantil# +ns se e'ilibraram, otros 'ebraram#gora, o fantasma bate F porta novamente# Gem não est em boa sita-ão financeira vai acabar fechando#  esperan-a / 'e vem a ma nova gera-ão de gestores 'e sabero valor da escola, 'e vai trabalhar com metas# MoCe, / raro voc% ir a ma renião em 'e o dono te pergnte 'al o valor da escola dele, resme Egenio#9ara o pes'isador *omaldo 9ortela, professor do departamento de dministra-ão Escolar e Economia da Edca-ão da (esp, o movimento ocorrido no ensino sperior / mais difcil de ocorrer na edca-ão bsica# GNão h falta de vagas, o 'e não tem / alno# Se olhar o 'e acontece em otros lgares, pode haver ma proposta de bai?o csto e bai?a 'alidade, algo na linha 'e o professor ingl%s de polticas pHblicasO Pames =oole: prop5s na frica# , olhariam para o setor pHblico, propondo red-ão de
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x