Documents

158389346-Estetica-Facial.pdf

Description
Acupuntura aplicada à estética facial Por que escolher a Acupuntura como técnica para tratamento de rugas faciais? Sim, isto é muito curioso, mas pode ser utilizado! Esta técnica milenar tem sido utilizada recentemente para este fim. A busca pelo rejuvenescimento faz com que a cada dia, novos tratamentos sejam desenvolvidos para conter modificações que tanto incomodam esteticamente. Alguns tratamentos são muito invasivos e provocam mudanças significativas na aparência, nem sempre adequadas, ge
Categories
Published
of 13
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  1 Acupuntura aplicada à estética facial Por que escolher a Acupuntura como técnica para tratamento de rugas faciais? Sim, isto é muito curioso, mas pode ser utilizado! Esta técnica milenar tem sido utilizada recentemente para este fim. A busca pelo rejuvenescimento faz com que a cada dia, novos tratamentos sejam desenvolvidos para conter modificações que tanto incomodam esteticamente. Alguns tratamentos são muito invasivos e provocam mudanças significativas na aparência, nem sempre adequadas, gerando muitas insatisfações nos indivíduos que as realizam. Outros, no entanto, promovem uma melhora da tonicidade cutânea de forma mais suave. Este é o caso da Acupuntura, que permite ao indivíduo, não apenas uma recuperação de sua expressão facial, mas também um estado de saúde mais equilibrado, por meio da tonificação da função fisiológica de todos os órgãos do corpo. A Acupuntura permite, portanto, um tratamento mais amplo, com repercussão sobre outros aspectos do organismo. Embora essa técnica milenar já seja utilizada em muitos tratamentos médicos no Oriente, no mundo Ocidental, ela despontou a partir da década de 1970. Nos últimos anos, inúmeras pesquisas têm sido realizadas para esclarecer seu mecanismo de ação e possibilitar sua aplicação com segurança. Como a Acupuntura promove o estado de equilíbrio funcional? A Acupuntura é uma técnica de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na colocação de agulhas em pontos do corpo, que se situam sobre os Canais de Energia (Meridianos), localizados abaixo da superfície do corpo, por onde o fluxo de substâncias, Qi (Energia) e sangue podem ser ajustados, com a finalidade de se promover harmonia. 1 Essa técnica visa restabelecer a circulação de energia ao nível dos Canais de Energia, nos Órgãos e Vísceras e, com isso, levar o corpo a uma harmonia entre Energia e Matéria. 2  Vários estudos que investigam as bases anatômicas para os pontos de acupuntura e meridianos apóiam a possibilidade de que os meridianos, os clássicos “canais de energia”, são amplamente relacionados com os nervos periféricos. 3-4  Outros relacionam os pontos de acupuntura, com áreas de estimulação do córtex, visualizadas através dos estudos com Ressonância Magnética Funcional. Um desses estudos, demonstrou que através da colocação da agulha em um ponto de  2 acupuntura na perna, utilizado para tratamento de distúrbios visuais, obtiveram-se atividades visualizadas nos lobos cerebrais relacionados à visão. 5  A Acupuntura, juntamente com as ervas medicinais chinesas, massagens, alimentação adequada, exercícios físicos, como o Tai Chi Chuan e o Tao Yin (treinamento interior), buscam restabelecer o estado de saúde do indivíduo. 2 No caso da Acupuntura, sua principal contribuição tem sido facilmente evidenciada com relação ao tratamento de dores crônicas e agudas, o que chamou a atenção do Ocidente para a realização de pesquisas sobre o mecanismo de ação deste método. Nos últimos 25 anos, os cientistas têm realizado inúmeros experimentos para descobrir quais as bases fisiológicas estabelecidas dentro do corpo, após o estímulo da acupuntura. 6  Assim, descobriu-se que quando a agulha penetra na pele, isto provoca um estímulo em um nervo, localizado nos músculos, que envia impulsos à medula espinal e estruturas cerebrais, mesencéfalo, tálamo, hipófise-hipotálamo e córtex cerebral. Note que a ativação destas estruturas libera substâncias químicas transmissoras (endorfinas e monoaminas) que bloqueiam as mensagens de dor, assim como agem em outras funções do organismo. 6  A estimulação do eixo hipófise-hipotálamo, além de provocar a liberação de endorfinas, estimularia a liberação do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH), que por sua vez, estimularia as glândulas supra-renais a produzirem o cortisol, o que  justificaria os efeitos da acupuntura na artrite 7 e na melhora da asma. 8-9-10  Portanto, é através da estimulação do Sistema Nervoso Periférico e suas conexões centrais, que o estímulo na pele, dado pela acupuntura, permite a inter-relação com os órgãos internos, possibilitando o tratamento dos mesmos. Estas observações apenas confirmam uma série de ações da Acupuntura, descritas há tantos anos atrás. O Envelhecimento As bases desta medicina foram descritas há milhares de anos na China e desde então, já podíamos observar a preocupação com a busca da saúde, através dos cuidados com a mente e o corpo, assim como o detalhamento do envelhecimento. O envelhecimento é um processo fisiológico, gradual, que se inicia desde a concepção e que pode ser acelerado por outros fatores: características genéticas, exposição ao sol, doenças crônicas, alimentos inadequados e fatores emocionais.  3 No Lingshu 11 , livro antigo da Medicina Tradicional Chinesa, escrito há milhares de anos, encontramos uma referência ao processo de envelhecimento explicado pelo mestre Khi Pa ao Imperador Amarelo Huangdi,da seguinte forma: -Na idade de 10 anos, os Cinco Zang (Órgãos) que são Rim, Fígado, Coração, Pulmão e Baço começam a se consolidar. O Xue (Sangue) e o Qi (Energia) circulam livremente, em plenitude, na parte baixa do corpo e é por isto que a criança gosta de correr e saltar. -Na idade de 20 anos, o crescimento está em plena maturidade e os músculos estão em seu completo desenvolvimento. -Na idade de 30 anos, os Cinco Zang (Órgãos) estão completamente estabilizados. Os músculos estão sólidos e firmes. O Xue (Sangue) e o Qi (Energia) estão em total  plenitude. Nesta fase, o indivíduo anda calmamente. -Na idade de 40 anos, os Cinco Zang (Órgãos), os Seis Fu (Vísceras), os 12 Jing Mai (Meridianos Principais) estão em grande plenitude, mas em estado de parada de desenvolvimento. Os cabelos começam a cair e embranquecer. A plenitude máxima é seguida de uma sensação de peso e de lentidão e é por isto, que o indivíduo gosta de sentar-se. -Na idade de 50 anos, o Gan Qi (Energia do Fígado) começa a declinar. A bile e acuidade visual começam a diminuir. -Na idade de 60 anos, o Xin Qi (Energia do Coração) começa a diminuir. O indivíduo está frequentemente preocupado e triste. O Xue (Sangue) e o Qi (Energia) circulam mais lentamente e é por isto, que o indivíduo gosta de deitar-se. -Na idade dos 70 anos, o Qi (Energia) da raiva começa a diminuir. A pele fica opaca e ressecada. -Na idade de 80 anos, o Fei Qi (Energia do Pulmão) enfraquece-se. Nesta etapa a  palavra fica confusa -Na idade de 90 anos, o Shen Qi (Energia dos Rins) esgota-se. Os Jing Mai (Meridianos Principais) dos outros quatro Zang (Órgãos) estão em insuficiência. -Na idade de 100 anos, os Cinco Zang (Órgãos) estão completamente insuficientes.  A energia Mental deixa de existir. Resta apenas a forma corporal que espera a morte. 11  4 Note-se que, apesar da linguagem antiga e das terminologias próprias da Medicina Tradicional Chinesa, podemos entender facilmente as diferentes etapas do envelhecimento e a preocupação em descrever as modificações ocorridas em cada década da vida. Como a Acupuntura age na pele A pele é a camada que recobre todo o corpo, altamente visível e que reflete nossa saúde interna. 12  Na pele podemos observar, durante o envelhecimento, a mudança de tonalidade para amarelada e translúcida, com adelgaçamento da camada dérmica, pela fusão do tecido adiposo, juntamente com o aparecimento de rugas e a redução da tonicidade. 13  Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, a flacidez da pele e dos músculos está relacionada ao enfraquecimento energético de todos os Zang Fu (Órgãos e Vísceras). Os fatores inatos, a fadiga e os estados emocionais podem enfraquecer o Shen Qi(Energia dos Rins), que se manifestam por desânimo, cansaço, dores musculares, insônia, queda e embranquecimento dos cabelos. A deficiência do Gan Qi (Energia do Fígado), conseqüente ao Vazio do Shen (Rins), por estados emocionais excessivos ou reprimidos, que podem levar à fraqueza e diminuição do tônus muscular. 13  A deficiência do Pi(Baço) que enfraquece as funções energéticas que mantêm as estruturas anatomicamente posicionadas,provocando a palidez e flacidez da pele. 1 A deficiência do Fei(Pulmão), que rege a pele e os pêlos, com enfraquecimento do Wei Qi(Energia de Defesa)provocando a falta de imunidade na parte externa do corpo(pele e músculos).Por último, a deficiência do Xin(Coração) que ocasiona alterações do Shen(Mente) e enfraquecimento das funções vasculares que são regidas por este órgão. 13  Você pode estar aflito com tantas informações!Mas, isto tudo é para explicar o envolvimento de todos os órgãos do corpo no processo de envelhecimento e, portanto, da necessidade de se estabelecer, não apenas um tratamento local na pele, mas também, um olhar para o organismo como um todo, utilizando pontos de Acupuntura locais e de tonificação dos órgãos. Sendo assim, uma abordagem médica da Acupuntura é usada para corrigir disfunções fisiológicas, observando-se logo nas primeiras sessões, uma melhora do aspecto da pele. 12  A Acupuntura propõe para o tratamento das rugas e da flacidez da pele, a estimulação elétrica (eletroacupuntura) de pontos motores com o propósito de

Catálogo Hinode!

Jul 28, 2018

Comunidad de hoy

Jul 28, 2018
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks