Documents

A Europa e o Mundo No Limiar Do Séc

Description
A Europa e o Mundo No Limiar Do Séc
Categories
Published
of 3
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  Estudo Acompanhado Ano Lectivo 2016 / 2017 9 ºano Disciplina de História Nome: __________________________________________ A Europa e o Mundo no limiar do Séc. XX: A Supremacia europeia sobre o Mundo:    SUPERIORIDADE ECONÓMICO FINANCEIRA EUROPEIA:    Principais países industrializados a nível mundial: Inglaterra, França e Alemanha ;    A Europa produzia metade da produção industrial mundial;    A Europa controlava o comércio a nível mundial e aqui se situavam os portos mais importantes;    Os grandes bancos eram europeus;    A Europa controlava economicamente as suas colónias Africanas e Asiáticas.    SUPERIORIDADE DEMOGRÁFICA EUROPEIA:    A Europa era o continente populoso onde vivia cerca de ¼ da população mundial;    Era aqui onde se situavam os principais centros urbanos;    Foi durante muito tempo fornecedora de emigrantes que foram ocupando outros continentes.    SUPERIORIDADE CIENTÍFICA E CULTURAL EUROPEIA:    Até 1914 todos os prémios científicos Nobel foram atribuídos a Europeus;    As mais importantes Universidades, Academias Literárias e de Artes, museus e bibliotecas situavam-se em solo Europeu;    A Europa exportava a moda e os seus estilos de vida;    A Europa exportava as suas línguas e culturas.    SUPERIORIDADE POLITICA EUROPEIA:    A Europa controlava politicamente vastas áreas dos continentes Africano e Asiático, através do Colonialismo e Imperialismo. CONCEITOS A RETER: Colonialismo    –  domínio politico, económico, militar e cultural de um Estado (Metrópole) sobre uma população indígena com cultura diferenciada (a colónia). Imperialismo  –  exercício do domínio sobre outros povos e não mera anexação de territórios.    Motivos da Intensificação do Colonialismo e Imperialismo no século XX:    Necessidade de matérias-primas;    Necessidade de mão-de-obra barata;    Necessidade de expandir mercados;    Necessidade de colocação de capitais;    Necessidade de cada potência se afirmar, como mais poderosa e mais forte, do ponto de vista económico, politico, religioso, cultural e militar.     ÁFRICA  –  O CONTINENTE MAIS COBIÇADO:    Território extenso e pouco conhecido;    Continente muito rico em matérias-primas;    Habitado por povos considerados inferiores e não civilizados que podiam fornecer mão de obra barata. CONCEITO A RETER: Racismo    –   Defende a superioridade de certas “raças” relativamente a “outras”, o que legitima o domínio ou mesmo a supressão das raças consideradas inferiores. Finalidades das viagens de exploração ao continente africano: Geográfico / Científico Política Económica    A PARTILHA DE ÁFRICA:    2ª metade do Século XIX  –  ingleses, franceses, alemães, belgas Portugueses  –  manifestaram interesse pelo continente africano e enviaram exploradores.    Exploradores: -Britânicos: Livingstone e Stanley - Francês  –  Brazza - Portugueses  –  Serpa Pinto, Hermenegildo Capelo e Roberto Ivens    Conferência de Berlim ( 1884-1885)      Realizada em Berlim (Alemanha) por proposta do Chanceler Alemão Bismarck;    Procurou regularizar a partilha da África entre as várias potencias europeias;    Definiu as condições de posse dos territórios e fixou o princípio da ocupação efetiva do território em substituição do tradicional direito histórico da descoberta.    Mapa Cor-de-Rosa (1886)      Portugal demonstrou a pretensão de construir em África um Império que compreendia Angola, Moçambique e o território entre as duas colónias.    Este projeto chocava com os interesses ingleses de unir o Cairo (Egito) ao Cabo (África do Sul).    Em 1890, a Inglaterra apresentasse a Portugal o Ultimato Inglês, mandando que o nosso país retirasse as tropas daquele território referido no mapa cor-de-rosa. O nosso país, perante a ameaça da força, foi obrigado a ceder, o que causou agitação popular.   
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks