Slides

A fragilidade da vida humana

Description
1. Trabalho de Português realizado por Jorge Lopes, nº 19, 12º LEscola Secundária Alves Martins – Ano Lectivo 2011/2012A FRAGILIDADE DA VIDA HUMANA 2. A BASE DO…
Categories
Published
of 5
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Trabalho de Português realizado por Jorge Lopes, nº 19, 12º LEscola Secundária Alves Martins – Ano Lectivo 2011/2012A FRAGILIDADE DA VIDA HUMANA
  • 2. A BASE DO TRABALHO (CANTO I DE“OSLUSÍADAS”) Estância 105 “(…) Ó grandes e gravíssimos perigos! Ó caminho de vida nunca certo: Que aonde a gente põe sua esperança, Tenha a vida tão pouca segurança!” Estância 106 “No mar tanta tormenta, e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida! Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade avorrecida! Onde pode acolher-se um fraco humano, Onde terá segura a curta vida, Que não se arme, e se indigne o Céu sereno Contra um bicho da terra tão pequeno?”
  • 3. REFLEXÃO SOBRE O TEXTO Estes excertos mostram-nos a reflexão do poeta sobre a fragilidade e a insegurança da vida humana. Falam, mais especificamente, sobre os perigos que espreitam o ser humano que é demasiado pequeno para se enfrentar com forças poderosas (tempestades, mar, vento, guerra e enganos traiçoeiros dos inimigos). Especifica-se que o grande inimigo do Homem seja Deus, o Criador que está permanentemente dominado pelos ciúmes que desperta a mais perfeita de todas as criaturas.
  • 4. REFLEXÃO SOBRE A FRAGILIDADE NA VIDAREAL A fragilidade na vida real é, na minha opinião, muito forte nos momentos mais difíceis. Nós sentimo-nos frágeis quando nós estamos sensíveis, quando nós estamos tristes, quando nós somos forçados a fazer alguma coisa que não gostaríamos de fazer. A vida está sempre a andar na frente mas poderá haver acontecimentos que poderão adversar toda a nossa vida, como um acidente. É óbvio que somos bastante frágeis, a brutalidade pode arruinar a nossa felicidade e admitir a nossa fragilidade é um bom ponto de partida para manter o nosso projecto de vida. Ser frágil tem a capacidade enorme de aliar a outros frágeis pela solidariedade para construir um mundo melhor.
  • 5. FIM DO TRABALHO
  • Search
    Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks