Essays & Theses

A Fumaça Preta e o excesso de ruídos produzidos pelos caminhões pesados ultrapassam qualquer limite seguro, e causam danos irreversíveis..

Description
Excelentíssimo Senhor SubPrefeito de Vila Prudente O Portal Vila Prudente vem através desta solicitação pedir uma atenção do Srº para problemas que estão causando danos sérios e irreversíveis a saúde dos
Published
of 12
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Excelentíssimo Senhor SubPrefeito de Vila Prudente O Portal Vila Prudente vem através desta solicitação pedir uma atenção do Srº para problemas que estão causando danos sérios e irreversíveis a saúde dos moradores que moram até 500 metros de proximidade da Avenida Salim Farah Maluf e Avenida Profº Luiz Ignácio de Anhaia Mello. A Fumaça Preta e o excesso de ruídos produzidos pelos caminhões pesados ultrapassam qualquer limite seguro, e causam danos irreversíveis.. Na maior parte do dia o ruído ultrapassa de longe os 100 decibéis, pois os caminhoneiros adotaram uma prática de remover os silenciosos dos caminhões para produzir mais barulho e consequentemente emitem mais Fumaça Preta, pois os equipamentos que deveriam controlar as emissões são removidos. Fizemos contato com o Capitão Marcos Rogério da Cunha, comandante da 3ª Companhia do 2º Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) no daí 12/03/2015, e solicitamos Fiscalizações de Fumaça Preta na Avenida Salim Farah Maluf e ele se comprometeu em entrar em contato com a CETESB para planejarem estas operações visando o controle das emissões. Acreditamos que para este tipo de operação funcionar é necessário além da Policia Militar e da CETESB a participação da Prefeitura e Secretaria do Verde e Meio Ambiente, pois os danos causados por estes caminhões atingem diretamente o Meio Ambiente e os cidadãos de um modo geral. O que nós pedimos para a SubPrefeitura é que faça contato com a CETESB E SECRETARIA DO VERDE E MEIO AMBIENTE, para em caráter emergencial organizarem fiscalizações de FUMAÇA PRETA E EMISSÕES DE RUÍDOS nas Avenidas Salim Farah Maluf e Avenida Profº Luiz Ignácio de Anhaia Mello, para que os caminhoneiros regulem seus caminhões, e isso precisa ser feito frequentemente, não adianta fazer uma fiscalização por mês que não vai adiantar, esta fiscalização precisa ser semanal. Sabemos que da frota de veículos automotores do Brasil 10% são caminhões e eles por sua vez são responsáveis por 50% da Poluição é um número assustador, e que pessoas vão perder suas vidas em consequência da Poluição por Fumaça Preta produzida pelos caminhões a díesel. Outro sério problema é a MODA, criada pelos caminhoneiros em remover os SILENCIOSOS dos caminhões o que proporciona a condição de um caminhões destes produzir um ruído acima de 100 decibéis, o que chega a abalar portas, janelas, e objetos nas residências e empresas por onde eles passam. A Organização Mundial de Saúde não recomenda que um ser humano fique exposto por mais de 7 minutos a mais de 115 decibéis, e aqui na Vila Prudente os moradores estão ficando expostos praticamente 24 horas por dia, pois muitos caminhoneiros não respeitam os horários de restrição e adulteram suas placas para poder trafegar dentro dos horários de restrição sem serem multados. Como o Senhor pode conferir nesta matéria publicada pelo Portal Vila Prudente no dia 12/03/2015, onde até as 9h:00 da manhã 68 caminhões já haviam sido flagrados com placas adulteradas e péssimas condições de conservação oferecendo risco a segurança de motoristas e pedestres.: Dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde estimam que 10% da população mundial está exposta a níveis de pressão sonora que potencialmente podem causar perda auditiva induzida por ruído. Em aproximadamente metade destas pessoas o prejuízo auditivo pode ser atribuído ao ruído intenso. Segundo artigo publicado na Revista Lancet (2013), a perda auditiva induzida por ruído é um problema de saúde pública. Outro fator importante são os efeitos do ruído na perturbação do sono, com consequências para a vida cotidiana com efeitos sobre o sistema endócrino. Segundo Alessandra Giannella Samelli, professora do Curso de Fonoaudiologia do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, da Faculdade de Medicina da USP, os distúrbios do sono podem prejudicar a performance e o estado de alerta das pessoas durante o dia, assim como a qualidade de vida e a saúde em geral. Sabe-se que as pessoas percebem, avaliam e reagem aos sons (ruído) mesmo quando estão dormindo. Por este motivo, o organismo pode reagir ao ruído com aumento da produção de hormônios, elevação do ritmo cardíaco, contração dos vasos sanguíneos, entre outras reações, explica. Se a exposição ao ruído ocorrer por longo tempo, estas reações podem se tornar persistentes e afetar o organismo e a saúde como um todo (Organização Mundial da Saúde, 2011; Basner et al, 2013). Enfatizo a importância de uma ação interdisciplinar, associada ao desenvolvimento de políticas públicas, que visem o benefício da população. A poluição sonora, considerada a terceira principal causa de poluição no mundo, é um problema de saúde pública, uma vez que todos estão expostos, em maior ou menor grau, a níveis sonoros que podem provocar diversos efeitos deletérios na saúde, pondera. E acrescenta que há necessidade iminente de esclarecer a população acerca dos efeitos não auditivos. Dentre eles podemos destacar o nervosismo e a irritabilidade, estresse, tontura, dores de cabeça, alterações e distúrbios do sono, zumbidos e outros. A própria Organização Mundial da Saúde possui guia específico para tratar do ruído ambiental e efeitos na saúde da comunidade. Diversos países possuem recomendações específicas para a poluição sonora nas cidades Segundo o otorrinolaringologista Gilberto Takahashi, credenciado da Cabesp, o trânsito de veículos, a poluição ambiental, as indústrias, os aeroportos encontrados frequentemente nos grandes centros são fatores de risco à saúde auditiva. Já foram feitas várias reportagens sobre o assunto na região, a Rede Bandeirantes de Televisão e a Rede Globo fizeram duas matérias sobre o assunto, e outras centenas de matérias foram publicadas na internet e demais canais de tv aberta e a cabo: Reportagem feita na Rua Torquato Tasso Vila Prudente Também temos conhecimento de que não é tão simples controlar as emissões dos caminhões pesados, mas também não é impossível, se nada for feito agora a situação esta fugindo ao controle e milhares de vidas serão perdidas em resultado da INÉRCIA do Poder Público e os Órgãos responsáveis por manter a qualidade de vida e a segurança do cidadão, pois é uma agressão evidente que esta acontecendo e o cidadão é refém desta situação pois é dado ao Governo do Estado e a Prefeitura da Cidade de São Paulo as condições para fazer o controle da Poluição e os instrumentos necessários, é obrigação do Estado oferecer proteção a vida e ao Meio Ambiente, é obrigação de todos cuidar do Meio Ambiente. Estamos acompanhando a tentativa do Prefeito Fernando Haddad em implantar Ciclovias para criar o hábito de andar de bicicleta e veículos não motorizados, mas criar novas condições de não utilizar veículos automotores e deixar a frota existente trafegando sem nenhum tipo de fiscalização é um erro grave e que precisa ser revisto imediatamente. O CONTROLAR não oferecia a proteção que os cidadãos precisam pois era falho, não fiscalizava os veículos com placas de outras Cidades e Estados, e a POLUIÇÃO SONORA era feita de maneira aleatória, onde agentes escolhiam um veículo entre as dezenas que aguardavam para fazer a medição de emissão, totalmente ridículo e sem fundamento. O que sim faria efeito, e ofereceria qualidade de vida para os moradores das grandes capitais em especial São Paulo por onde todos os dias passam milhares de caminhões de outras Cidades e Estados, era todos os veículos serem obrigados a fazer a INSPEÇÃO VEICULAR com placas de São Paulo ou de qualquer outra cidade e Estado, inclusive medição de emissão de ruídos. Enquanto esta questão não é resolvida de imediato é necessário que se faça fiscalizações de Fumaça Preta e Emissão de Ruídos dos caminhões pesados que passam pela Avenida Salim Farah Maluf, Avenida Profº Luiz Ignácio de Anhaia Mello, Avenida dos Estados, estas são as principais Avenidas do Bairro que foram transformadas em RODOVIAS, para que os caminhões cruzem a cidade de São Paulo em busca da Anchieta e Imigrantes. O que diz a nossa Constituição: TÍTULO I Da Execução da Política Nacional do Meio Ambiente CAPÍTULO I Das Atribuições Art. 1º Na execução da Política Nacional do Meio Ambiente cumpre ao Poder Público, nos seus diferentes níveis de governo: I - manter a fiscalização permanente dos recursos ambientais, visando à compatibilização do desenvolvimento econômico com a proteção do meio ambiente e do equilíbrio ecológico; II - proteger as áreas representativas de ecossistemas mediante a implantação de unidades de conservação e preservação ecológica; III - manter, através de órgãos especializados da Administração Pública, o controle permanente das atividades potencial ou efetivamente poluidoras, de modo a compatibilizá-las com os critérios vigentes de proteção ambiental; IV - incentivar o estudo e a pesquisa de tecnologias para o uso racional e a proteção dos recursos ambientais, utilizando nesse sentido os planos e programas regionais ou setoriais de desenvolvimento industrial e agrícola; V - implantar, nas áreas críticas de poluição, um sistema permanente de acompanhamento dos índices locais de qualidade ambiental; VI - identificar e informar, aos órgãos e entidades do Sistema Nacional do Meio Ambiente, a existência de áreas degradadas ou ameaçadas de degradação, propondo medidas para sua recuperação; e VII - orientar a educação, em todos os níveis, para a participação ativa do cidadão e da comunidade na defesa do meio ambiente, cuidando para que os currículos escolares das diversas matérias obrigatórias contemplem o estudo da ecologia. Art. 2º A execução da Política Nacional do Meio Ambiente, no âmbito da Administração Pública Federal, terá a coordenação do Secretário do Meio Ambiente. Temos uma ação no Ministério Público que passou pela Promotoria de Habitação e Urbanismo e agora esta na Promotoria do Verde e Meio Ambiente, pedindo a proibição do tráfego de caminhões pesados na Avenida Salim Farah Maluf e Avenida Profº Luiz Ignácio de Anhaia Mello, assim como o Ex Prefeito Gilberto Kassab PROIBIU O TRÁFEGO DE CAMINHÕES PESADOS na Avenida dos Bandeirantes e Marginal Pinheiros, pois acreditamos que estes caminhões já podem acessar a Anchieta pelo rodoanel Leste, que mesmo faltando a alça de acesso da DUTRA já pode ser acessado pela Jacú-Pessego que recebeu toda uma estrutura para tal fim. Nós pedimos para que o Senhor Subprefeito cobre a CETESB, A SECRETARIA DO VERDE E MEIO AMBIENTE, PREFEITURA para que COM URGÊNCIA adotem medidas de controle do avanço da Poluição em nosso Bairro, é uma covardia o que esta acontecendo com os moradores e comerciantes locais, os comerciantes das proximidades da Avenida Anhaia Mello estão falindo, as pessoas não conseguem andar pela avenida, a poluição e o barulho chegaram a um ponto insuportável. Outro problema sério que recebemos dezenas de reclamações é o Tráfego de Caminhões pesados na rua Brumado de Minas e que a Folha da Vila Prudente também deu destaque ao problema: População reclama de tráfego de caminhões na Brumado de Minas Sex, 05 de Julho de :10 Rafael Gonçalo as obras do monotrilho na Anhaia Mello e a restrição da circulação de caminhões em vias do Centro Expandido, ruas e avenidas secundárias da região vêm sendo utilizadas como rota de fuga pelos caminhoneiros. Esse é o caso da avenida Brumado de Minas, no Jardim Independência, que serve de alternativa para o ABC Paulista. Os motoristas fogem da Anhaia Mello pela avenida Jacinto Menezes Palhares e utilizam a Brumado de Minas para acessar a rua Costa Barros, que termina na avenida do Estado. E como no ABC existem muitas indústrias, essa rota vem sendo cada vez mais utilizada. Só que esta via não aguenta o peso destas carretas e as calçadas e as paredes das casas estão rachando. Sem falar no trânsito, que dificulta até mesmo a entrada e a saída dos moradores das residências, comenta o advogado Nilton Prospero de Castro. Quem também reclama é o morador Sidnei Corraini. Este trajeto não tem estrutura para as manobras dos caminhões. Vários acidentes ocorreram, as calçadas estão danificadas e a maioria dos caminhoneiros não respeita a travessia de pedestres. O pior local é a confluência da Brumado de Minas com as ruas José Macedo e Orlando Calisto, principalmente no final da tarde. O trecho afunila em apenas uma faixa e o trânsito fica caótico, destaca. Para resolver a situação, os moradores da via solicitam que o tráfego de caminhões seja proibido no local. A Brumado até que pode ser considerada uma rua larga. Porém, ela dá acesso apenas para vias estreitas. E nestas ruas não é cabível trafegarem caminhões. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) tem que tirar o foco apenas da Anhaia Mello e olhar as vias próximas. Caminhões não podem circular por ruas e avenidas residenciais e atrapalharem a vida de todo mundo, ressaltou a estudante Miriam Mercedes da Silva. A reportagem questiona a CET sobre a situação há mais de um mês, porém o órgão não se pronunciou. (IMAGENS E TEXTOS RETIRADOS DO SITE: A única providência que se pode tomar em caráter de URGÊNCIA para resguardar o direito do munícipes ao descanso e proteger a saúde e segurança de todos é PROIBIR O TRÁFEGO DE CAMINHÕES PESADOS NA RUA BRUMADO DE MINAS. Outro ponto crítico é o cruzamento da Avenida Vila Ema com Avenida Salim Farah Maluf, na audiência com a CET no Ministério Público eles se comprometeram em adotar medidas para controlar os caminhões e veículos que avançam o semáforo de pedestres, e o fechamento do cruzamento pelos caminhões, coisa que não aconteceu, os pedestres continuam correndo risco de vida diariamente neste loca, os caminhões fecham o cruzamento e impedem a passagem de Ônibus e carros, causando muito transtorno e prejuízos. Na parte do trânsito estes são os principais problemas observados por nós, esperamos uma compreensão do Senhor para os problemas e uma análise mais profunda e aguardamos que em breve sejam criados sistemas emergenciais para controlar o avanço e crescimento destes absurdos que estão tirando os direitos dos cidadãos que moram, trabalham e passam pela região. Agora veja o que diz a página do Senado Federal: osonora/not03.htm Sintomas vão da dor de cabeça à perda da audição e pressão alta Os efeitos negativos no organismo decorrentes da exposição ao ruído podem variar em cada indivíduo. Alguns sintomas são sentidos momentaneamente, como dores de cabeça. Outros problemas, porém, como a perda auditiva, ocorrem sem ser notados. Os principais transtornos são: distúrbios do sono estresse perda da capacidade auditiva alteração do humor irritabilidade aumento da freqüência cardíaca surdez zumbido no ouvido distúrbios digestivos falta de concentração pressão alta dor de cabeça fadiga alergias Conforto acústico Segundo a Norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o limite aceitável de ruído é diferente para cada área. O valor menor corresponde ao nível sonoro para conforto. O maior significa o nível aceitável, ambos em decibéis: enfermaria de hospital: 35dB a 45dB sala de aula: 40dB a 50dB quarto de hotel: 35dB a 45dB dormitório residencial: 35dB a 45dB escritório com computadores: 45dB a 65dB pavilhões fechados para espetáculos e esporte: 45dB a 60dB Níveis de ruído Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nível de ruído recomendável para a audição é de até 50 decibéis (db). A tabela abaixo mostra exemplos de níveis médios de ruídos em decibéis. 15 db: cochichar 30 db: jardim tranqüilo 60 db: barulho de escritório 75 db: liquidificador 85 db: rua com trânsito intenso 90 db: caminhão pequeno acelerando 100 db: britadeira 110 db: concerto de rock 120 db: avião a jato 140 db: limite da audição O que fazer não acelere o carro enquanto estiver parado no trânsito regule freqüentemente o motor do carro evite usar a buzina reduza o volume dos aparelhos domésticos, como som e TV use tampões de ouvido em situações de exposição ao barulho compre aparelhos com baixo índice de ruído engenheiros e arquitetos podem fazer alterações para melhorar a acústica dos ambientes ou detectar falhas estruturais que facilitem a propagação do som. denuncie locais barulhentos e que desrespeitem a Lei do Silêncio. PASSARELA DA AVENIDA PROFº LUIZ IGNÁCIO DE ANHAIA MELLO A mais de 3 anos estamos cobrando uma reforma para Passarela que esta abandonada, A ILUME SE COMPROMETEU EM ILUMINAR O EQUIPAMENTO em 2013, mas até agora o serviço não foi feito. A estrutura metálica esta sofrendo as ações do tempo, a corrosão é evidente e mato esta nascendo entre a estrutura e o concreto do piso. Durante a execução dos serviços da Obra do Monotrilho uma máquina atingiu a passarela debaixo para cima e a placa de concreto que foi atingida esta rachada e visivelmente danificada. Os acessos ato topo do equipamento estão abertos, o que facilita o acesso de qualquer pessoa principalmente de jovens que sobem para pichar, utilizar drogas, ou mesmo apenas para ver a vista lá do alto. Pedimos em caráter emergencial que seja fechado o acesso ao topo utilizando-se de Grades impedindo a passagem e assim aumentando a segurança no local, onde passam centenas de alunos para os colégios próximos. Solicitamos que qualquer providência que for tomada relacionada a qualquer das solicitações que sejam comunicadas pelo Acreditando no compromisso desta administração para com os problemas dos munícipes da região, esperamos que o Senhor tome as medidas cabíveis o mais rápido possível para que a saúde e segurança dos contribuintes sejam preservadas. Agradecemos muito a atenção e conte sempre com o Portal Vila Prudente para divulgar eventos e serviços disponibilizados por esta subprefeitura. Atenciosamente Portal Vila Prudente Presidente José Luis de Souza Neto
Search
Similar documents
View more...
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks