Slides

A Geografia e o Teatro - Relatório

Description
1. Relatório – XIV Colóquio Ibérico de Geografia Unidade Curricular – Expressão Gráfica e Cartografia | Teórica Docente: Ana Francisca Silva Discente: Duarte…
Categories
Published
of 4
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. Relatório – XIV Colóquio Ibérico de Geografia Unidade Curricular – Expressão Gráfica e Cartografia | Teórica Docente: Ana Francisca Silva Discente: Duarte Nunes A73789 pg. 1 12 de Novembro Visualidade e Representação: notas sobre o espetáculo de dança “Mapa Movediço” P. C. de Moraesa, V. Cazettab (a) Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, peticiac@gmail.com (b) Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, vcazetta@gmail.com O porquê da escolha | Comentário: A escolha deste tema foi o que me despertou mais interesse, com a continuidade do estudo desenvolvido ao longo das aulas teórica foi-nos dado outras perspectivas relativamente à representação do espaço. Num sentido mais abstrato e geral, interligamos a um sentido cartográfico apenas, um espaço é apenas representado por um mapa, será mesmo?. Até que ponto é que o espaço e a sua habitual representação nos induz a um imaginário geográfico relativo?. Inviabilizando um verdadeiro entendimento do mesmo, porquê aceitar uma representação de terceiros como verdade absoluta?. São estas questões que nos remetem para uma problemática e a verdadeira subjetividade da representação de espaço aos quais não somos levado a refletir. O facto que me conscializou em grande medida foi a utilização de uma arte performativa de modo a transmitir uma mensagem subjacente, sem diálogos, a partir de uma dança levar o espectador a interpretar os movimentos de palco, a leitura da ocupação do palco e o modo como o actor interfere e cria o seu própio lugar. Uma arte performativa como o teatro envolve uma série de treinos e ensaios que visam a ocupação do espaço-palco de modo a transmitir a mensagem tanto de modo oratório como o posicionamento da personagem. Daí nasce o verdadeiro despertar por esta questão, com a oportunidade de puder estar em palco e fazer representação durante um ano, achei uma óptima oportunidade de recordar os ensaios e os métodos que utilizávamos de modo a ensaiar e influenciar o nosso própio espaço os quais irei referir. Apesar de não se tratar de uma mensagem relacionada com o espaço e cartografia, o simples acto de existir uma subordinação de deslocação do espaço em determinados tempos envolve um planeamento. Sendo este:
  • 2. Relatório – XIV Colóquio Ibérico de Geografia Unidade Curricular – Expressão Gráfica e Cartografia | Teórica Docente: Ana Francisca Silva Discente: Duarte Nunes A73789 pg. 2 Nesta imagens temos dois principais momentos: A fase de preparação, com muito trabalho e reflexão das posições com a sua demarcação dos espaços no palco, com vista a criação de hierarquia de importância, guiando o espectador para determinados acontecimentos. (Fig2., Fig3). Este planeamento é realizado através de ensaios e com alterações, mas a principal ideia é constante, o nosso objeto de estudo é o palco e os adornos que se situam e em que situação/momento. Chamo atenção essencialmente para a Figura 2, onde temos o palco como fundo do nosso mapa, especificidades do mesmo com a colocação de mobília ao centro, e temos uma definição de movimentos ao longo da cena, com as setas a indicar os movimentos e as direcções de cada respectivo actor. Imaginemos se não existisse este tipo de cartografia, não se trata de Fig.1: Momento do Espectáculo, 2013. http://omoniz.blogspot.pt/ Fig.2: “Mapa” de uma cena,movimento de palcos definidos por actor 2013. Arquivo pessoal. Fig.3: Posição dos actores no palco, definida com objectivo de transmitir mensagem específica. 2013 Arquivo pessoal. Fig.4: Momento do Espectáculo. 2013 http://omoniz.blogspot.pt/
  • 3. Relatório – XIV Colóquio Ibérico de Geografia Unidade Curricular – Expressão Gráfica e Cartografia | Teórica Docente: Ana Francisca Silva Discente: Duarte Nunes A73789 pg. 3 uma representação cientificamente aceite e comummente conotado à tão banal cartografia produzida pelas instituições. A existência deste planeamento e suporte informativo em palco permite e é um factor essencial, sem estes, as falas, personagens não iriam receber o destaque desejado e a mensagem sub-entendida seria confundida. Este processo e automatização da ocupação do palco adquire-se com os ensaios, apesar de sempre até ao último dia existir pequenas alterações, sendo o caso nestas imagens relacionadas com facto de apenas no último ensaio pudermos trabalhar com o jogo de luzes e sua intensidade de acordo com as emoções/espirito a ser transmitido. O caso da sessão apresentada por Peticia Carvalho de Moraes, temos o estudo de um espectáculo musical “Mapa Movediço”, relaciona-se com o caso que apresentei e a utilização do palco com determinado fim e ocupação do mesmo, mas com o tema base o mapa, através da utilização de duzentos quilos de lantejoulas. Ao longo de 80 minutos, é apresentada uma modificação da posição das lantejoulas, através do movimento corporal, ritmos diferenciados e distribuição de formas diferentes. Indicando a importância e a susceptibilidade de o factor movimento corporal como impacte no espaço que se encontra e circunda. Ao longo do nosso crescimento e através do processo de socialização, incutem-nos determinados padrões da nossa cultura, referenciamos os objetos com o fundamento que é ensinado, como uma cadeira, e como tal também vamos assimilando o espaço. A criação de mapas mentais, é um instinto e uma capacidade que se constituí nos animais de igual modo, diferenciando nos seus sistemas e tipos. A metáfora do final do espectáculo (Fig.6), simboliza um conceito essencial, os actores na tentativa de reunir todas as lantejoulas, simbolizam a tentativa do homem de “montar”, tudo o que foi por ele alterado. Fig.5: Momento do Espectáculo. “Mapa movediço”. 2012 Fig.6: Momento do Espectáculo. “Mapa movediço”. 2012
  • 4. Relatório – XIV Colóquio Ibérico de Geografia Unidade Curricular – Expressão Gráfica e Cartografia | Teórica Docente: Ana Francisca Silva Discente: Duarte Nunes A73789 pg. 4 No meu ponto de vista a Geografia consistia e tinha como principal foco de estudo a terra e todas componentes que geralmente são associadas, interligar a geografia com uma arte de representação, ou através de um espectáculo de representação transmitir um sentido geográfico diferenciado, levando-nos a pensar e repensar os conceitos de espaço e a forma como o influenciamos, parte ao meu ver, de uma necessidade de demonstrar o quanto as ciências estão sujeitas a uma complementaridade e evolução, é através desta junção/interligação de expressividade que podemos de melhor forma colmatar a necessidade de olhar de outra forma a uma cartografia e relação com o espaço que viria a tornar as visões diferenciadas, ao contrário de aceitar conceitos não consolidados, mal estabelecidos e sem meio de entender a sua verdadeira essência. O aluno, Duarte Nunes Consultas Livro de Atas do XIV Colóquio Ibérico de Geografia, páginas 380-385; Vídeo do espectáculo “Mapa Movediço” - http://vimeo.com/63591546.
  • Search
    Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks