Slides

A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Mc

Description
1. A INDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL ATIVIDADE DA TURMA 1º MC COLÉGIO JESUS CRISTO REI 2. FRASE 1 A indústria corresponde à atividade de transformação, de algo…
Categories
Published
of 135
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. A INDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL ATIVIDADE DA TURMA 1º MC COLÉGIO JESUS CRISTO REI
  • 2. FRASE 1 A indústria corresponde à atividade de transformação, de algo encontrado na natureza em produto de consumo pessoal ou coletivo. Ao processo de incorporar ao ato de produção o uso de técnicas, gerando transformações nas relações sociais e econômicas entre os homens chamamos de Revolução Industrial. A indústria responde por aproximadamente 30% da riqueza gerada no mundo – algo em torno de 9,6 trilhões de dólares em 2001, segundo o Banco Mundial. Nos últimos anos, porém, o maior setor produtivo tem sido castigado pela retração da economia mundial. Com vendas mais fracas, muitas fábricas reduziram a produção e cortaram postos de trabalho. O cenário destoa da notável performance alcançada durante a década de 1990, quando a produção industrial cresceu a uma taxa de 2,8% ao ano, de acordo com a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido).
  • 3. <ul><li>COMENTÁRIO </li></ul><ul><li>A Crise mundial, que teve seu inicio em 2008, começou a ser construída no ano de 2001, com o atentado as torres gêmeas. Naquele momento, com a sua economia fragilizada, o governo dos Estados Unidos reduziu os juros, o que é uma forma usada para se incentivar o consumo. Com juros menores, as pessoas compram e financiam mais, e a economia ganha força. Mas, ao contrário do esperado, a situação econômica americana piorou. A inflação aumentou, e os juros tiveram que ser aumentados pelo governo. Os financiamentos, tinham juros que variavam, sendo assim, muitas pessoas que financiaram com o juro baixo tiveram pagar um juro mais alto. Para piorar, essa situação atingiu pessoas de baixa renda. Por fim, essas pessoas deixaram de pagar os seus empréstimos. Consequentemente, as financiadoras foram atingidas, e estas não pagaram os bancos Logo, companhias seguradoras, outros bancos e o mercado da bolsa de valores estavam, todos, envolvidos na crise. </li></ul><ul><li>O Brasil perde muito com a crise, pois os juros bancários aumentam, a bolsa cai, o dólar sobe. </li></ul>
  • 4. ██   Países em recessão oficial (dois trimestres consecutivos) ██   Países em recessão não-oficial (um trimestre) ██   Países com desaceleração econômica de mais de 1.0% ██   Países com desaceleração econômica de mais de 0.5% ██   Países com desaceleração econômica de mais de 0.1% ██   Países com aceleração econômica (Entre 2007 e 2008, como estimativas de Dezembro de 2008 pelo Fundo Monetário Internacional) ██   N/A
  • 5. FRASE 02 Desde a Revolução Industrial do século XVII, até hoje, já passamos por três momentos distintos: a 1ª,2ª e atualmente se fala da 3ª Revolução Industrial. 1ª Revolução Industrial: Século XVIII, na Inglaterra e depois estendeu-se para França, Bélgica, Japão e os Estados Unidos. Fonte Energia Usada: Carvão Mineral, e as máquinas eram movidas a Vapor. 2ª Revolução Industrial: Meados do Século XIX. Fonte Energia Usada: Petróleo, Energia Elétrica, e as Máquinas usavam motores a combustão. Na primeira metade do século XX, países até então agro-exportadores já iniciavam sua industrialização, mas com características diferentes dos pioneiros. 3ª Revolução Industrial: Final década de 70, início da de 80, com o desenvolvimento da robótica, biotecnologia e da cibernética revolucionam o processo de produção. Fonte de Energia Usada: Diversificadas e máquinas e equipamentos são acoplados a computadores e robôs, em muitas linhas de montagem.
  • 6. A revolução nas suas três fases foi uma evolução,sendo a última de cunho mais tecnológica,cada um se caracteriza não só pela industrialização,mas também pela fonte de energia utilizada -1ª fase :Energia produzida pelo carvão -2ª fase:energia gerada pelo petróleo e pela energia elétrica proveniente das hidroelétricas -3ª fase: Caracteriza pelas fontes de energias renováveis (solar,eólica entre outros ) A Terceira Revolução Industrial na qual estamos vivenciando,permite o desenvolvimento de atividades na indústria que aplicam tecnologias de ponta em todas as etapas produtivas. A produção de tecnologias é um ramo que apresenta como um dos mais promissores no âmbito global. Essa nova fase produtiva não se limita a produtos de pouco valor agregado, como nas revoluções industriais anteriores, pelo contrário, o conhecimento inserido, no qual foram gastos anos de estudos e pesquisas, agregam elevados valores no produto final, mesmo que tenha sido gastos pouca quantidade de matéria-prima. .
  • 8. FRASE 3 <ul><li>Essencialmente, indústria significa atividades humanas que realizam a transformação de matéria-prima em algum produto que pode ou não ser comercializado. Porém, a indústria moderna realiza a transformação de matéria-prima, com a utilização de mão-de-obra, máquinas e energia; em bens de consumo. Apesar dessa característica, as indústrias são classificadas de forma distinta. Indústria de bens de produção: Nesse tipo de indústria a atividade desenvolvida transforma a matéria-prima que foi retirada da natureza de forma bruta, além de fornecer máquinas, equipamentos e outros instrumentos a diferentes tipos de indústrias, como aquelas do ramo da siderúrgica, mineração, química entre outras. Enquadram ainda nessa classificação aquelas que têm como objetivo produzir materiais destinados à infra-estrutura, oferecendo suprimentos para o transporte, energia, saneamento e habitação. As indústrias de bens de produção são conhecidas também por indústria de base (fornece condições para a proliferação de outras indústrias) e indústria pesada (transforma grandes quantidades de matéria-prima). Temos nos dias atuais três tipos principais de indústrias as de transformação, as extrativistas e as da construção. De acordo com a tecnologia empregada nessas indústrias, elas podem ser classificadas em dois tipos: Indústrias tradicionais: que contam com muita mão-de-obra e poucas máquinas. Indústrias modernas: ou de capital intensivas que aplicam maior soma de recursos em máquinas e tecnologias . </li></ul>
  • 9. COMENTARIO <ul><li>Atualmente pode-se dizer que existem dois tipos de indústrias, as tradicionais e as modernas. </li></ul><ul><li>As tradicionais assimilam-se as indústrias de antigamente, nas quais utilizavam muita mão-de-obra. Já as modernas utilizam mais tecnologia, com equipamentos modernos e especializados. </li></ul><ul><li>Entre elas destacam-se também três outros tipos, as de transformação, as extrativistas e as da construção. </li></ul><ul><li>Podem também ser divididas em setor: </li></ul><ul><li>Primário: é o conjunto de atividades econômicas que produzem matéria-prima. </li></ul><ul><li>Secundário: é o setor da economia que transforma produtos naturais produzidos pelo setor primário em produtos de consumo, ou em máquinas industriais. </li></ul><ul><li>Terciário: também conhecido como serviços, no contexto da economia, envolve a comercialização de produtos em geral, e o oferecimento de serviços comerciais, pessoais ou comunitários, a terceiros. </li></ul>
  • 10. ILUSTRAÇÕES SBRE O TEMA
  • 11. FRASE 4 As indústrias de transformação, que constituem o tipo mais comum e característico de atividade industrial, podem ser divididas, de acordo com a natureza dos bens produzidos, em três tipos: Indústrias de bens de produção ou de bens de capital ou indústrias de base: elaboram matérias primas para outros tipos de indústrias e, por isso, são consideradas como uma infra-estrutura ou base necessária para a existência das demais fábricas. Exemplos: indústrias siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas e outras. Indústrias intermediárias – constituídas pelas fábricas que produzem máquinas (indústria mecânica) e equipamentos (indústrias de peças, ferramentas, etc.) Indústrias de bens de consumo ou indústrias leves – são aquelas que são consumidas diretamente pelas pessoas. Elas costumam ser, divididas em: bens de consumo duráveis (automóveis, eletrodomésticos, móveis, vestuário e etc.) e bens de consumo não duráveis (bebidas, cigarros, alimentos e etc.).
  • 12. <ul><li>COMENTÁRIO </li></ul><ul><li>A função da industria de bens base é elaborar matéria </li></ul><ul><li>primas para outros tipos de indústrias ou seja são </li></ul><ul><li>extremamente necessárias para as outras empresas </li></ul><ul><li>poderem existir. </li></ul><ul><li>A indústria original, é hoje a mais comum, denomina </li></ul><ul><li>se indústria de transformação e consiste na </li></ul><ul><li>transformação de produtos das industrias de base são </li></ul><ul><li>bens industrializados ou manufaturados.  </li></ul><ul><li>Ou seja sem essas industrias não haveria produtos tão </li></ul><ul><li>bem elaborados hoje. </li></ul>
  • 14. FRASE 05 A INDUSTRIALIZAÇÃO NOS PAÍSES POBRES (GERAL), ACONTECEU PÓS II GUERRA MUNDIAL, QUANDO OS EUA E EUROPA VENDIAM INDUSTRIALIZADOS PARA OS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS, E ESTES MANDAVAM MATÉRIA PRIMA. COMÉRCIO ENTRE EUA E EUROPA ENFRAQUECE COM OS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS, E VOLTA-SE PRINCIPALMENTE A INDÚSTRIA BÉLICA. OS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS TÊM QUE DESENVOLVER A INDÚSTRIA QUE COMPRAVA DAS GRANDES POTÊNCIAS, É A CHAMADA INDÚSTRIA DE SUBSTITUIÇÃO.(TARDIA). VOLTA DA VENDA DE INDUSTRIALIZADOS DOS EUA E EUROPA PARA OS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS, MAS HÁ ALGUMAS TARIFAS ALFANDEGÁRIAS PARA GARANTIR O PROTECIONISMO. A ENTRADA DE MULTINACIONAIS E TRANSNACIONAIS NOS PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS, EVIDENCIA A ENTRADA DE CAPITAL EXTERNO, OS TORNANDO MAIS DEPENDENTES.
  • 15. COMENTÁRIO <ul><li>A frase 5 fala que a industrialização nos países pobres só aconteceu depois da 2ª Guerra,quando havia um comercio entre EUA e Europa com os países subdesenvolvidos. </li></ul><ul><li>Mas depois disso o comercio entre eles enfraqueceu, e EUA e Europa voltam a industria bélica . </li></ul><ul><li>Os países subdesenvolvidos teria que desenvolver a industria que eles compravam das grandes potencias.A industria de substituição. </li></ul><ul><li>Entrada de Multinacionais e transnacionais nos países subdesenvolvidos os tornam mas dependentes.As multinacionais só sugam os países subdesenvolvidos,estampam suas marcas e ainda usam recursos naturais dos Países. </li></ul>
  • 17. FRASE 6 <ul><li>O processo de industrialização no Brasil está diretamente ligado à acumulação de capital vindo da lavoura do café. A introdução da mão-de-obra assalariada, e a conseqüente extinção da mão-de-obra escrava, na lavoura cafeeira foi o passo mais importantes para a inserção do Brasil nos quadros do capitalismo mundial. A instalação de um sistema bancário, companhias ferroviárias e a mecanização de algumas fazendas de café em São Paulo eram o resultado da dinamização do mercado brasileiro. Os processos de industrialização promovem, sempre, a concentração espacial da riqueza e dos recursos financeiros e produtivos. Essa tendência de concentração espacial acompanhou a industrialização brasileira, desde o início do século XX. Em escala nacional, o seu resultado foi a configuração, no Sudeste, de uma região industrial central, dinâmica e integrada. O núcleo dessa região corresponde ao Estado de São Paulo </li></ul>
  • 18. O CRESCIMENTO INDUSTRIAL DO BRASIL <ul><li>O Processo de Industrializa ção do Brasil se deve diretamente: </li></ul><ul><li>A acumulação de capital vinda da lavoura de café </li></ul><ul><li>A introdução da mão-de-obra assalariada </li></ul><ul><li>A conseqüente extinção da mão-de-obra escrava na lavoura cafeeira </li></ul><ul><li>Gerando assim uma dinamiza ção no mercado brasileiro, tais como : </li></ul><ul><li>A instalação de um sistema bancário </li></ul><ul><li>Companhias ferroviárias </li></ul><ul><li>Mecanização de algumas fazendas de café em São Paulo </li></ul><ul><li>Como todo processo de industrializa ção sempre promove a concentração da riqueza e dos recursos economicos e produtivos, no Brasil não foi diferente. Pois essa concentração acompanhou a industrialização brasileira desde o século XX, resultando no Sudeste a implantação de uma região industrial tendo como principal foco o Estado de São Paulo, e depois foi espandindo-se para outros estados. </li></ul>
  • 20. FRASE 07 Diversos países, como Argentina, México e Brasil, iniciaram o processo de industrialização efetiva a partir da segunda metade do século XX, no entanto, o embrião desse processo no Brasil ocorreu ainda nas primeiras décadas de 30, momentos depois da crise de 29. Crise essa que ocasionou a falência de muitos produtores de café, com isso, a produção cafeeira entrou em declínio. Quando se fala em industrialização do Brasil é bom ressaltar que tal processo não ocorreu em nível nacional, uma vez que a primeira região a se desenvolver industrialmente foi o sudeste.
  • 21. COMENTÁRIO COM A CRISE DE 1929, O CAFÉ ENTROU EM DECADÊNCIA, E COM ISSO,GETÚLIO VARGAS ADOTOU UMA POLÍTICA INDUSTRIALIZANTE,PRINCIPALMENTE NO SUDESTE(RIO DE JANEIRO E SÃO PAULO)COM MÃO DE OBRA IMIGRANTE.A PRESENÇA DE NORDESTINOS QUE DEIXAVAM AS SUAS PLANTAÇÕES PARA TRÁS E VINHAM TRABALHAR NO SUDESTE(ÊXODO RURAL)TAMBÉM ERAM GRANDE,FAZENDO COM QUE O NORDESTE FICASSE EM SEGUNDO PLANO. ESSE DESENVOLVIMENTO OCORREU PRINCIPALMENTE EM SÃO PAULO, RIO DE JANEIRO, MINAS GERAIS E RIO GRANDE DO SUL, DEFININDO A GRANDE CONCENTRAÇÃO ESPACIAL DA INDÚSTRIA.ALÉM DISSO,O MERCADO CONSUMIDOR DO SUDESTE ERA MAIOR , O QUE ATRAIA MAIS IMPRESAS,ESSAS TORNARAM-SE PRODUTORAS DE MANUFATURADOS E EXPORTADORA PARA AS DEMAIS REGIÕES DO PAÍS, A PREÇOS ALTOS E, ESTAS, FORNECEDORAS DE MERCADOS CONSUMIDORES E DE MATÉRIAS-PRIMAS A PREÇOS BAIXOS.LOGO,ESSES FATORES FORAM DECISIVOS PARA A CONSOLIDAÇÃO DO SUDESTE COMO A PRINCIPAL REGIÃO DO PAÍS.
  • 23. FRASE 8 O Brasil é considerado um país emergente ou em desenvolvimento, apesar disso está quase um século atrasado industrialmente e tecnologicamente em relação às nações que ingressaram no processo de industrialização no momento em que a Primeira Revolução Industrial entrou em vigor, como Inglaterra, Alemanha, França, Estados Unidos, Japão e outros. As indústrias no Brasil se desenvolveram a partir de mudanças estruturais de caráter econômico, social e político, que ocorreram principalmente nos últimos trinta anos do século XIX.
  • 24. EXPLICAÇÃO <ul><li>O Brasil é um país emergente ou em desenvolvimento por causa da má distribuição de renda que o aflige. Pois o nível de desenvolvimento não é mais medido pelo PIB de um país e sim pela distribuição de renda existente, também pelas industrias que foram se desenvolvendo depois de muito tempo onde as mudanças estruturais de caráter econômico, social e político começarão a melhorar. </li></ul>
  • 26. A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA NESSE PERÍODO ESTAVA VINCULADA À PRODUÇÃO CAFEEIRA E AOS CAPITAIS DERIVADOS DA MESMA. ENTRE O FINAL DO SÉCULO XIX E AS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX O CAFÉ EXERCEU UMA GRANDE IMPORTÂNCIA PARA A ECONOMIA DO PAÍS, ATÉ POR QUE ERA PRATICAMENTE O ÚNICO PRODUTO BRASILEIRO DE EXPORTAÇÃO, O CULTIVO DESSA CULTURA ERA DESENVOLVIDO ESPECIALMENTE NOS ESTADOS DE SÃO PAULO, RIO DE JANEIRO, ESPÍRITO SANTO E ALGUMAS ÁREAS DE MINAS GERAIS. APÓS A CRISE QUE ATINGIU DIRETAMENTE OS CAFEICULTORES, ESSES BUSCARAM NOVAS ALTERNATIVAS PRODUTIVAS, DESSA MANEIRA, MUITAS DAS INFRA-ESTRUTURAS USADAS ANTERIORMENTE NA PRODUÇÃO DE TRANSPORTE DO CAFÉ PASSOU, A PARTIR DESSE MOMENTO, A SER UTILIZADO PARA A PRODUÇÃO INDUSTRIAL, INCLUSIVE OS CAPITAIS ACUMULADOS NO CULTIVO DO CAFÉ. Frase 9
  • 27. COMENTÁRIO DA FRASE <ul><li>A produção cafeeira no Brasil cresceu devido a queda na exportação de algodão, açúcar e cacau onde os fazendeiros decidiram investir no café, a produção era cultivada especialmente na região sudeste o café teve seu momento de crise, mas ele teve uma participação muito importante no desenvolvimento industrial nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro daí então o café teve um alto índice de exportação e com a abertura do porto de santos, onde se caracterizou como o porto do café, que teve um titulo como recorde de exportação. Embora, o café tenha representado uma fase importante fase na economia brasileira, desde os anos 50 a importância do café para a economia do país tem decrescido sensivelmente. </li></ul>
  • 28. EMBARQUE DE CAFÉ NO PORTO DE SANTOS NO INÍCIO DO SÉCULO XX.
  • 29. FRASE 12 : Vários foram os fatores que contribuíram para a intensificação da indústria brasileira, dentre os principais: crescimento acelerado dos grandes centros urbanos derivado do fenômeno do êxodo rural, promovido pela queda do café. A partir dessa migração houve um grande aumento de consumidores, apresentando a necessidade de produzir bens de consumo para a população. Outro fator importante para a industrialização brasileira foi a utilização das ferrovias e dos portos, anteriormente usados para o transporte do café, que passaram a fazer parte do setor industrial. Além desse fator, outro motivo que favoreceu o crescimento industrial foi a abundante quantidade de mão-de-obra estrangeira, sobretudo, italianos, que antes trabalhavam na produção do café.
  • 30. EXPLICAÇÃO: Ao longo da sua história, o Brasil conheceu dois modelos econômicos: o agroexportador e o urbano-dependente. O modelo agroexportador foi quando a economia do Brasil vivia da exportação de produtos agrícolas como: cana de açúcar e o café.Já o modelo urbano-industrial dependente foi quando a economia saiu do campo para a cidade e construindo industrias porém dependiam da tecnologia que não era produzido no Brasil mais sim nos países estrangeiros. Atualmente o Brasil tem uma economia industrializada, mas apesar de também produzir tecnologia, ainda depende muito da tecnologia estrangeira dos países desenvolvidos.
  • 32. FRASE 13 UM DOS FUNDAMENTAIS ELEMENTOS PARA A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA FOI A APLICAÇÃO DE CAPITAIS GERADOS NA PRODUÇÃO DE CAFÉ PARA A INDÚSTRIA, A CONTRIBUIÇÃO DOS ESTRANGEIROS NAS FÁBRICAS, COMO ALEMÃES, ITALIANOS E ESPANHÓIS. O ESTADO TAMBÉM EXERCEU GRANDE RELEVÂNCIA NESSE SENTIDO, POIS REALIZOU ELEVADOS INVESTIMENTOS NAS INDÚSTRIAS DE BASE E INFRA-ESTRUTURA, COMO FERROVIAS, RODOVIAS, PORTOS, ENERGIA ELÉTRICA ENTRE OUTROS. MAIS TARDE, APÓS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL, A EUROPA NÃO TINHA CONDIÇÕES DE EXPORTAR PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS, POIS TODO O CONTINENTE SE ENCONTRAVA TOTALMENTE DEVASTADO PELO CONFRONTO ARMADO, ENTÃO O BRASIL TEVE QUE INCREMENTAR O SEU PARQUE INDUSTRIAL E REALIZAR A CONHECIDA INDUSTRIALIZAÇÃO POR SUBSTITUIÇÃO DE EXPORTAÇÃO. NESSA MESMA DÉCADA ACONTECEU A INSERÇÃO DE VÁRIAS EMPRESAS DERIVADAS DE PAÍSES INDUSTRIALIZADOS QUE ATUAVAM ESPECIALMENTE NO SEGUIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA, QUÍMICA, FARMACÊUTICA, ELETROELETRÔNICAS, A PARTIR DE ENTÃO, O BRASIL INGRESSOU EFETIVAMENTE NO PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO, DEIXANDO DE SER UM PAÍS ESSENCIALMENTE PRODUTOR PRIMÁRIO PARA UM ESTADO INDUSTRIAL E URBANO, NO QUAL AMBOS ESTÃO LIGADOS DIRETAMENTE.
  • 33. EXPLICAÇÃO <ul><li>A industrialização brasileira estava vinculada à produção cafeeira, que tinha uma grande importância para a economia do
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks