Magazine

A noite em que segui o meu cachorro

Description
CAPA A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:27 Page 1 E m Que i te S São dez horas da noite... o C a c h or eg Você sabe por onde anda o seu cachorro? AN eu ui…
Categories
Published
of 37
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
CAPA A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:27 Page 1 E m Que i te S São dez horas da noite... o C a c h or eg Você sabe por onde anda o seu cachorro? AN eu ui ro M Algum dia você já imaginou aonde os cachorros vão à noite, e o que eles fazem? Bem, o menino desta história tem motivos para desconfiar que algo estranho vem acontecendo e está pronto para descobrir o que é. Junte-se a ele nesta aventura hilariante. Nina Laden Brinque-Book na mochila Brinque-Book na mochila MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:14 Page 1 E m Que i te S o C a c h or eg AN eu ui ro M Nina Laden Tradução: Gilda de Aquino 4a reimpressão Brinque-Book na mochila MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 2 Em memória de minha mãe, que teria ficado muito orgulhosa. Para Booth. Agradecimentos especiais a Victoria Rock, Kendra Marcus, e para Beth por ter estado numa barca no Lago de Como. CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO-NA-FONTE Texto e ilustrações © Nina Laden, 1994 SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVRO, RJ Publicado originalmente nos Estados Unidos pela Chronicle Books L156n Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta obra, protegida por copyright, pode ser reproduzida, armazenada Laden, Nina A noite em que segui meu cachorro / [texto e ilustrações] Nina ou transmitida de alguma forma ou por algum meio, seja eletrônico Laden ; [tradução Gilda de Aquino]. - São Paulo : Brinque-Book, 2007. ou mecânico, inclusive fotocópia e gravação, il. sem a permissão expressa dos editores. Tradução de: The night I followed my dog Tradução: Gilda de Aquino ISBN 978-85-7412-178-9 Revisão: Sílvia S. Dias e Denise de Almeida Tipografia estilizada: Clewerson Saremba 1. Literatura infantojuvenil. I. Aquino, Gilda, 1935-. II. Título. 07-0476. CDD: 028.5 Impressão: HRosa CDU: 087.5 Rempresso em 12.02.07 16.02.07 000495 Direitos reservados para todo o território nacional pela BRINQUE-BOOK Editora de Livros Ltda. Rua Mourato Coelho, 1215 – Vila Madalena – CEP: 05417-012 São Paulo – SP – Brasil – Tel./Fax: (11) 3032-6436 www.brinquebook.com.br – brinquebook@brinquebook.com.br MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 3 E m Que i t e S o C a c h or eg AN eu ui ro M MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 4 u tenho um cachorro. Nada de exó ico ou especial, só um cachorro comum. Aliás, eu sempre o achei um cachorro Quero dizer: ele sabe egar, e dar a pata, mas a maior parte do tempo ele dorme e 4 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 5 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 6 u costumava imaginar que nossos vizinhos tinham o melhor cachorro do mund . O cachorro deles sabe e trocar os canais da . Ele sempre ganha em cursos de adestramento. Mas agora não acho que o cachorro deles seja tão genial não desde a noite em que segui cachorro. 6 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 7 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 8 odas as noites, eu deixo meu cachorro sair, e ele corre pela escuridão com o rabo No dia seguinte, eu o deixo entrar, e ele vai direto para a tigela da comida. Mas uma manhã eu percebi algo Quando abri a porta um pouco mais ced do que o comum, vi meu cachorro saltar de uma ... usando um smoking. 8 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 9 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 10 ntes que eu pudesse lhar novamente, ele no quintal. Eu abri a porta da cozinha e assobiei. Quando ele entrou em casa, parecia ser o mesmo de sempre, Realmente eu não sabia se acreditava no que tinha visto. Então, naquela noite, eu decidi segui-lo. 10 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 11 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:15 Page 12 u vesti uma para não ser notado e deixei minha bicicleta perto da porta, para ficar à mão. Quando deixei o cachorro sair, escapuli também. Levei o para fora, para ele não desconfiar de nada. O cachorro foi direto para a sua casinha. Vi uma luz se acender lá dentro. Lentamente, fui até o quintal e espiei para dentro da casinha do cachorro. 12 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 13 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 14 sta não era a casinha que eu havia ajudado a construir. Lá dentro, havia uma enorme sala de visitas, um banheiro e um armário cheio de roupas O cachorro estava no banheiro. Ele estava usando um smoking e dar um laço na gravata. Quando ele saiu, andou tranquilamente para fora da casinha, atravessou o jardim e foi para a rua. 14 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 15 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 16 garrei minha bicicleta e o segui. Passados dois quarteirões, eu vi uma encostar. O cachorro entrou, e o carro partiu. Eu comecei a pedalar mais O carro atravessou a cidade. Pensei que fosse perdê-los, mas felizmente eles tiveram que parar em alguns sinais 16 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 17 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 18 inutos depois, estava numa parte da que eu nunca havia visto antes. Todos os prédios pareciam e estava tudo muito A limusine parou. Eu me escondi e vi meu cachorro saltar. Ele dentro de um prédio, e a limusine partiu. 18 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:16 Page 19 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 20 ão havia nada do lado de fora do prédio a não ser dois hidrantes de , um de cada lado da entrada. Eu abri a porta. No final do corredor, havia um letreiro de que dizia “The Doghouse”. Cheguei mais perto. Parecia uma espécie de clube. Decidi dar uma lhada. 20 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 21 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 22 o m mento em que abri a porta, dois buldogues apareceram e disseram: “Você não pode entrar aqui!” Eu não sabia o que dizer, então falei: “M-mas, m-mas eu vi meu cachorro... Quero dizer, acho que meu cachorro está aí dentro”. Nesse momento, meu cachorro se aproximou e disse: “Tudo bem, rapazes, ele está comigo”. Os buldogues disseram: “Certo, . Você é quem manda, ” 22 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 23 . MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 24 or um minuto, que me pareceu uma eternidade, eu esperei. Então, o meu cachorro disse: “Eu sabia que um dia você ia descobr r. Bem, agora você já sabe. Este é o meu lugar”. Eu lhei em volta. Finalmente, perguntei: “Que lugar é este?” Meu cachorro respondeu: “Este é um lugar aonde os cachorros vêm depois de um dia cansativo. É um lugar onde podemos e conversar sobre nossos problemas com o ou com o do vizinho”. 24 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 25 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 26 stá vendo esses sofás? Aqui, nós podemos nos , ganhar biscoitos sem ter que , ou fingir de morto. E se quisermos mastigar um sapato r s e gui n osso r ou p e r o abo , ninguém vai nos impedir. Não temos donos aqui, nem nem surras de jornal. Este aqui? Este é um lugar onde cachorros podem ser cachorros”. 26 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 27 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 28 ós nos sentamos. Uma cocker spaniel chegou e perguntou se eu queria um pote de água ou alguns . Pouco a pouco, cachorros de todos os começaram a chegar. Alguns dançavam, outros . Todos me olhavam desconfiados, mas, quando viam com quem eu estava, s rriam e me cumprimentavam. 28 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:17 Page 29 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 30 e repente, meu cachorro acenou para uma afghan com uma máquina fotográfica. Ela veio até a nossa mesa e tirou um de nós dois juntos. Meu cachorro me fazia sentir como se eu fosse um 30 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 31 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 32 uando eu estava começando a me divertir, olhei o relógio e disse ao meu cachorro que eu tinha que ir embora ou estaria em Ele concordou. Pensei que ele fosse dizer alguma coisa, mas uma greyhound agarrou sua pata e puxou-o para o meio do salão de dança. Ao se levantar, ele jogou a nossa para mim. Então inclinou-se ligeiramente e desapareceu no meio da 32 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 33 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 34 á passava muito da minha h ra de dormir. Enquanto pedalava de volta para casa na noite , pensei comigo mesmo: “Agora eu é que vou ter problemas pra cachorro !” Mas, pensando melhor, valeu a pena. 34 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 35 MIOLO A noite em que segui Layout 1 19/11/10 01:18 Page 36 NINA LADEN, filha de dois artistas, foi criada em Nova York. Teve uma infância normal, desenhando o tempo todo e inventando histórias. Formou-se como ilustradora pela Universidade de Syracuse. Após se formar, foi morar em Atlanta, Geórgia, onde trabalha como ilustradora freelance há dez anos. Durante todo esse tempo, ela se perguntava o que exatamente os cachorros fazem à noite. Agora que já sabe a resposta para essa pergunta, ela vem tentando descobrir aonde as meias vão quando desaparecem. Nina desenha a pastel em papel reciclado. Este é o seu primeiro livro. O CACHORRO foi criado numa família grande. Teve uma infância normal, correndo para pegar galhos e mastigando sapatos. Ele cursou a escola de adestramento, mas nunca ganhou medalhas. Mas até que ele conhece alguns truques.
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks