Documents

A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai

Description
A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai
Categories
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  4Trim2014_Lição 6: A peregrinação de Israel no deserto até o SinaiLições B!li as #$A%&o'ens e Ad(ltosTt(lo: )ma *ornada de +é —  A +ormação do po'o de Israel e s(a ,erança espirit(al#omentarista: Antonio -il!erto.la!oração e pes/(isa para a .s ola %omini al da Igre*a de #risto no Brasil #ampina -rande$B$ostagem no Blog A)3LI5 A5 .ST7.: 8ran is o A Bar!osa91 Trimestre de 2014Lição 6A peregrinação de Israel no deserto até o Sinai; de +e'ereiro de 2014T.3T5 <)7.5 “ 5ra t(do isso l,es so!re'eio omo +ig(ras e estão es ritas para a'iso nosso para /(em *= são ,egados os +ins dos sé (los ”  >1#o 10911?99@.7%A%. $7<TI#A5s erros e pe ados de Israel ser'emnos de alerta para /(e não 'en,amos a ometer os mesmosenganos9I5S S)-.7I%5SC02 46D E1E9L.IT)7A %I<7IASeg(nda  7m 1E94A B!lia toda nos ensinaTerça  ! 291C@igiemos em todo o tempoF(arta  ! 129125 rente e a arreira ristãF(inta  7m ;92G%e(s (mpre +ielmente a s(a $ala'raSeHta  #l 29161DSom!ras do Antigo TestamentoS=!ado  ! 1C91D5!edin ia em #ristoL.IT)7A BBLI#A . #LASS.  JHodo 1;916 Kmeros 1191C9JHodo 1;1  Ao ter eiro ms da sada dos +il,os de Israel da terra do .gito no mesmo dia 'ieram aodeserto do Sinai92  Tendo partido de 7e+idim 'ieram ao deserto do Sinai e a amparamse no deserto Israel poisali a ampo(se de+ronte do monte9C  . s(!i( oisés a %e(s e o S.57 o ,amo( do monte diendo: Assim +alar=s M asa de&a N e an(n iar=s aos +il,os de Israel:4  @Ns tendes 'isto o /(e +i aos egp ios omo 'os le'ei so!re asas de =g(ias e 'os tro(He amimE  agora pois se diligentemente o('irdes a min,a 'o e g(ardardes o me( on erto então sereisa min,a propriedade pe (liar dentre todos os po'os por/(e toda a terra é min,a96  . 'Ns me sereis reino sa erdotal e po'o santo9 .stas são as pala'ras /(e +alar=s aos +il,os deIsrael9 Kmeros 111  . a onte e( /(e /(eiHandose o po'o era mal aos o('idos do S.57 por/(e o S.57 o('i(o e a s(a ira se a ende( e o +ogo do S.57 arde( entre eles e ons(mi( os /(e esta'amna Kltima parte do arraial92  .ntão o po'o lamo( a oisés e oisés oro( ao S.57 e o +ogo se apago(9C  $elo /(e ,amo( a/(ele l(gar Ta!er= por/(anto o +ogo do S.57 se a endera entre eles95B&.TI@5SApNs esta a(la o al(no de'er= estar apto a:Analisar a peregrinação de Israel pelo desertoSa!er omo +oi a ,egada e a permann ia no monte Sinai e#ons ientiarse de /(e a idolatria é pe ado9#5.T<7I5IT75%)OP5$ala'ra #,a'e$eregrinação: A *ornada longa e eHa(sti'a /(e os israelitas +ieram até ,egarem a Terra$rometida9= m(itos rentes /(e +aem a seg(inte indagação: “ $or /(e est(dar as lições do AntigoTestamento sendo nNs ristãos da o'a AliançaQ ” 9 A resposta a esta perg(nta se en ontra na$rimeira .pstola aos #orntios apt(lo 10 'ers (los 1 a 129 5s +atos do Antigo Testamento são omo +ig(ras >1#o 109611? nos alertando para /(e não 'en,amos a ometer os mesmos erros /(eo po'o de %e(s omete( no passado9 .ntão est(de om a+in o ada lição deste trimestre e *amaissiga os amin,os da deso!edin ia re!eldia e idolatria tril,ados por Israel no deserto9 a lição de ,o*e est(daremos a amin,ada do po'o de %e(s até o Sinai9 @eremos omo %e(s  g(io( e s(stento( se( po'o /(e +oi in+iel m(rm(rador e idNlatra9 5 Sen,or permane e( +iel e (idando dos israelitas9 R#oment=rio: A B!lia é (ma re'elação progressi'a9 5 Antigo Testamentoé (m espel,o /(e permite /(e nos 'e*amos nas 'idas dos se(s personagens e nos a*(da a aprender de +orma indireta om os se(s eHemplos9 .Hpli a tantas oisas so!re /(em %e(s é as mara'il,as/(e tem riado e a sal'ação /(e tem pro'iden iado9 #on+orta a/(eles /(e estão passando por  perseg(ição o( pro!lemas9 Ao ler o Antigo Testamento ,a'er= m(ito /(e 'o  não entende deimediato mas ,a'er= m(ito mais /(e 'o  'ai entender e aprender9 Ao ontin(ar est(dando ass(as p=ginas pedindo a %e(s /(e o ensine ainda mais a s(a es a'ação 'ai l,e re ompensar omgrandes teso(ros o*e entraremos em ontato om a saga israelita atra'és do deserto em direçãoao Sinai9 A peregrinação deles em direção M terra prometida mostranos m(ito da/(ilo /(e é anossa eHperin ia ristã neste m(ndo9 %epois da tra'essia do ar @ermel,o o po'o de %e(s +oi ond(ido ao deserto l(gar onde %e(s iria ensin=los = 'i'er em s(a dependn ia9 8oi no desertoonde eles aprenderam depender (ni amente do se( %e(s s(as pro'isões e os (idados para om ose( po'o9 .sta é a +ig(ra /(e se apli a per+eitamente M Igre*a ilitante 'is'el9 Ten,amos todos(ma eH elente e a!ençoada a(laI9 IS7A.L $.7.-7IA $.L5 %.S.7T519 Israel ,ega a ara >JH 1E92C?9 5 po'o de %e(s esta'a +inalmente li're dos egp ios e omeça'a s(a amin,ada pelo deserto a amin,o de #anaã9 %epois da tra'essia do ar @ermel,oos israelitas +oram ond(idos por oisés até o deserto de S(r9 .les andaram trs dias pelo desertoe as =g(as /(e en ontraram em ara eram imprNprias para !e!er9 %es ontente o po'o omeço( am(rm(rar ontra oisés9 a 'erdade eles não esta'am re lamando de oisés mas de %e(s >JH169DG?9 (itos podem pensar /(e estão re lamando do se( lder mas na 'erdade estãore lamando ontra a/(.le /(e delego( a(toridade ao lder: %e(s9 A m(rm(ração é (ma ara tersti a negati'a da/(eles /(e não on+iam no Sen,or9 oisés on+ia'a na pro'idn ia do$ai9 .ntão ele oro( e %e(s l,e mostro( (m len,o9 oisés *ogo( o len,o nas =g(as e elas setornaram !oas para o ons(mo9 Seg(ndo o #oment=rio B!li o Bea on “ assim omo %e(s (ro(as =g(as amargas de ara assim .le (raria Israel satis+aendol,es as ne essidades +si as emais importante /(e t(do (rando o po'o de s(a nat(rea orrompida ” 9Israel era (ma massa de gente !rig(enta e sem +é /(e pre isa'a ser lapidada pelo Sen,or para /(ese trans+ormasse em (ma nação santa9 A lapidação 'eio om as pro'ações r(mo ao monte Sinai9R#oment=rio: ara >em ,e!rai o: UVWVX  (*o signi+i ado é YamargoY? é (m dos lo ais /(e a Tor=identi+i a omo tendo sido per orrida pelos israelitas d(rante o JHodo9 .ste +oi pro'a'elmente oZAin a[ara, onde ainda eHistem '=rias nas entes de =g(a /(e são m(ito YamargasY distantes er a de 4D /(il\metros de ZA](n o(sa >%i ion=rio B!li o .aston de 1G;D?9 Ns !em sa!emos/(e ,= (m paralelo per+eito entre a amin,ada do po'o de Israel até a Terra $rometida om atra*etNria da Igre*a /(e amin,a em (m deserto >o m(ndo em /(al 'i'emos? em direção a Terra$rometida9 %a mesma +orma /(e Israel passo( por di+i (ldades +oi pro'ado passo( por momentos di+ eis e ontaram om o re (rso de %e(s para a 'itNria nNs tam!ém >a Igre*a? passamos em alg(ns momentos por sit(ações di+ eis mas sa!endo sempre /(e podemos ontar  om o re (rso de %e(s >&es(s? para 'en er as nossas l(tas9 5 amin,o de trs dias nos +ala pro+eti amente da morte e ress(rreição do Sen,or &es(s a pala'ra do Sen,or relata /(e *(stamenteao ter eiro dia /(ando o po'o pre isa'a sa iar s(a sede pre isa'a do des anso para ontin(ar a  amin,ada o Sen,or orienta a oisés /(e tomasse o len,o e *ogasse so!re as =g(astrans+ormando a =g(a amarga em do e (ma representação pro+éti a eHtraordin=ria /(e aponta *(stamente a amarg(ra do pe ado do ,omem /(e esta'a so!re &es(s /(ando tomo( o nosso l(gar na r( do al'=rio le'ando so!re si a amarg(ra da morte tão !em des rita pelo pro+eta Isaas no apt(lo EC 'erso 4 /(ando di /(e: “ @erdadeiramente ele tomo( so!re si as nossasen+ermidades e as nossas dores le'o( so!re si e nNs o rep(t='amos por a+lito +erido de %e(s eoprimido9 ”  5 len,o não tin,a 'alor alg(m aos ol,os da raão ,(mana era despre'el mas traia onsigo (m 'alor eHtraordin=rio /(ando ol,amos para o aspe to pro+éti o !em des rito pelo$ro+eta Isaas no 'erso 2 do apt(lo EC: “…   omo rai de (ma terra se a não tin,a !elea nem+ormos(ra e ol,ando nNs para ele nen,(ma !elea 'amos para /(e o dese*=ssemos9 ”  .ra a+ig(ra pro+éti a do Sen,or &es(s /(e /(ando lançado nas =g(as trans+orma as =g(as amargas>morte? em =g(as do es >'ida?9929 7(mo ao Sinai >JH 1691?9 %epois de ara os israelitas +oram para .lim e em seg(ida para odeserto de Sim /(e +i a'a entre .lim e Sinai >JH 1;912?9 .sse é (m l(gar inNspito repleto deareia e pedra porém (m lo al per+eito para %e(s tratar do se( po'o9 %iante das di+i (ldades o po'o 'olta a m(rm(rar e /(er mais (ma 'e retornar ao .gito >JH 1692C?9 as %e(s é !om emiseri ordioso9 .le mais (ma 'e s(pri( as ne essidades do se( po'o9 Tal'e 'o  este*a sendotam!ém pro'ado pelo Sen,or9 .ste é (m momento di+ il mas em 'e de m(rm(rar adore aoSen,or9 @o  assim omo Israel 'er= o so!renat(ral de %e(s em s(a 'ida9 o deserto de Sim%e(s en'ia o man= ao se( po'o9 5 man= não +oi (m +en\meno nat(ral omo alg(ns ogitam9 8oi(ma pro'isão espe ial de %e(s9 .sta pro'isão aponta'a para &es(s o $ão @i'o /(e des e( do é(>&o 69C1CE?9%e(s s(stento( se( po'o atra'és do deserto não somente om pão mas tam!ém om arne e =g(a9.m 7e+idim %e(s +e =g(a *orrar da ro ,a >JH 1D91D?9 .le é o nosso pro'edor >Sl 2C91?9 T(do/(e temos 'em do Sen,or por isso de'emos ser gratos a .le pela pro'isão9 %epois de partir de7e+idim o po'o so! a orientação de %e(s amin,o( até o monte Sinai onde os israelitasre e!eram a lei do Sen,or9 R#oment=rio: Ao seg(irem para .lim /(e esta'a logo adianteen ontraram “ doe +ontes de =g(a e setenta palmeiras e ali se a amparam *(nto Ms =g(as ”  >.H1E92D?9 Isto é logo M +rente ,a'ia som!ra e =g(a +res a9 A analogia a/(i é lara: as =g(as de arase ontrapõem Ms +ontes de .lim9 .n/(anto as =g(as de ara sim!oliam amarg(ra des rença em(rm(ração as =g(as de .lim sim!oliam a pro'isão plena de %e(s para o se( po'o9 A grandelição a/(i é /(e ti'esse Israel s(portado a amarg(ra das =g(as de ara logo estaria +este*ando em.lim9 A po( a pa in ia de m(itos rentes em!ota o +io ag(çado da 'itNria alegre /(ando estao orre9 .lim omo men ionamos de passagem no tNpi o anterior +ala de pro'isão plena de %e(s9Se não 'e*amos: eram doe +ontes para doe tri!os o( se*a (ma para ada tri!o de Israel>#5.L5 AleHandre %AI.L Silas9 )ma &ornada de 8é9 oisés o JHodo e o #amin,o aTerra $rometida9 .ditora #$A%9 pag9 E;60?9 Toda'ia o deserto tem os se(s .lins !em omo osse(s aras as s(as +ontes e palmeiras !em omo as s(as =g(as amargas9 Y.ntão 'ieram a .lim e,a'ia ali doe +ontes de =g(a e setenta palmeiras e ali se a amparam *(nto das =g(as >'ers (lo2D?9 5 Sen,or gra iosa e ternamente prepara 'erdes l(gares no deserto para o Se( po'o e em!orase*am /(anto m(ito o=sis re+res am toda'ia o esprito e animam o oração9 A permann iatempor=ria em .lim era e'identemente al (lada para tran/(iliar os orações do po'o e +aer  essar as s(as m(rm(rações9 A som!ra agrad='el das s(as palmeiras e as =g(as re+res antes dass(as +ontes 'ieram m(ito a propNsito depois da pro'ação de ara e realçam M nossa 'ista as
Search
Tags
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks