Slides

A Saga dos Bianchini de Goito

Description
1. EXPLODE CORAÇÃO A Saga de Floriano Bianchini Maphalda Bianchini de Lima, 1917-1990 “ História esparsa, porque só me pediram para escrever a partir do nascimento…
Categories
Published
of 3
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  • 1. EXPLODE CORAÇÃO A Saga de Floriano Bianchini Maphalda Bianchini de Lima, 1917-1990 “ História esparsa, porque só me pediram para escrever a partir do nascimento de Floriano, mas há tanta coisa há ser contada...” - Má
  • 2. O INÍCIO <ul><li>Giuseppe Bianchini e Rosina Donzelli Bianchini instalaram-se em Dourados – SP, assim que se casaram. Eram italianos, ambos de Goito – Mantova, e casaram-se assim que chegaram ao Brasil, por volta de 1890. O primeiro filho veio em março de 1983, 31. Giuseppe havia montado um hotel na nova cidade, em sociedade com um amigo também imigrante.Os filhos crescendo... Floriano fazia o primário. Levavam uma vida normal, e relativamente farta. José era pai amoroso e rígido ems eus principios, não descuidando da educação dos(as) filhos(as). Pretendia que Floriano fosse ‘Doctore’.Quando Floriano completou 9 anos, sua vida mudou. O pai foi traido pelo sócio, que levou tudo o que tinha, desaparecendo em seguida. Giuseppe nunca mais se recuperou. Não resistindo ao impacto, sofreu um derrame cerebral, ficou parcialmente paralítico, não podendo mais trabalhar.Ao mesmo tempo em que terminava o primário, Floriano passou a fazer pequenos serviços, como engraxar sapatos, limpar jardins, levar recados. Ao terminar o primário não pode continuar os estudos, já que precisava auxiliar a família. Empregou-se como menino de recados, ganhando a quantia de 5$000 (5 mil réis) mensais, e engraxava sapatos nas horas vagas., Uchila e Vitória empregaram-se como domésticas. João empregou-se como assistente de alfaiate, pois era habilidoso neste mister. Depois mudaram-se então para Santa Gertrudes, onde estava a tia Cesira Donzelli Ferranti , e lá Giuseppe (José) faleceu, tendo sido enterrado no Cemitério São João Batista de Rio Claro. A caçula Angelina (Angela) quando em tempo de trabalhar, ajudava em casa.Assim aos 15 anos Floriano já era chefe da família, lutando contra todas as dificuldades para que sua familia sobrevivesse. </li></ul>
  • 3. Notas <ul><li>Quando no primário Floriano ficou muito amigo de Jose, da família de José Benedito Ferraz (Dr. Pudinha) .Estudavam juntos e nas horas vagas. pois ambos trabalhavam, jogavam futebol com bolas de meia. Conta Má :“Em 1968 no trem Campinas - Rio Claro, um senhor ao meu lado que dormia,a cordou na estação rioclarense e disse - Devo ter um amigo de infancia nesta cidade - eu perguntei. Quem? - o Bianchini, que nunca mais vi. Eu disse: e não o vera mais, Sr...mas está falando com sua filha mais velha...Era o José! </li></ul><ul><li>Joanin teve filhos com Maria Bianchini, cujos descendentes da nossa arvore genealógica vivem em Curitiba, pelo menos um dos filhos deles no bairro Santa Felicidade. É que tio Joanin separou-se e voltou para a família, tendo mais tarde sido companheiro de Zininha, e vivido na Ceramica já desativada,até a morte.Seus restos estão em Rio Claro. </li></ul><ul><li>O objetivo da autora era escrever um livro que lhe foi solicitado pelo irmão Floriano Bianchini Filho, assim algumas datas nãoe stão confirmadas, e os fatos relativos aos irmãos(as) de Floriano (seu pai) podeme star confusos emd ata. Foram 4 anos de trabalho em que ela se divertiu e chorou, devido as memórias abrasadoras. Ele esteve o tempo todo grata ao irmão que tanto amou e que lhe proporcionou este resgate emocional. </li></ul>
  • Search
    Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks