Food & Beverages

A sustentabilidade da paisagem em Tomar

Description
A sustentabilidade da paisagem em Tomar A Cerca e a Mata Nacional dos Sete Montes como espaço verde, urbano, que enquadra, protege e valoriza o património único do Castelo e do Convento de Cristo Fernando
Published
of 40
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
A sustentabilidade da paisagem em Tomar A Cerca e a Mata Nacional dos Sete Montes como espaço verde, urbano, que enquadra, protege e valoriza o património único do Castelo e do Convento de Cristo Fernando Catarino 3 de Março de 2012 Em 2003, quando se ultimava o projecto de elevar a paisagem de Sintra a Património Cultural...defendi que era urgente ganhar treino e vontade política para abater, imagine-se!, o que está a mais: árvores exóticas tornadas infestantes e massas de vegetação que, por demasiada volumetria e falta de poda atempada, impedem o uso das vistas naturais da Serra, tanto nos Capuchos em Monserrate e na Pena! Em Tomar, apesar de conhecer bastante menos bem a Cerca do Convento de Cristo e a Mata Nacional dos Sete Montes, aquelas ideias parecem-me muito adequadas... Parques e massas de vegetação contíguas a Monumentos Históricos de tão alto valor como os do Castelo Templário e do Convento de Cristo, precisam de continuada intervenção de forma a manter ou restaurar o valor intangível das vistas e o equilíbrio das paisagens circundantes. Imagem fraca, mal retirada, do Google! A cidade velha está apertada entre a linha do Nabão e a Mata e a Cerca É um privilégio para o viver urbano ter 39 ha de Mata ali tão perto! O Parque à francesa dá um toque romântico e arejado à cidade Álea de gimnospérmicas exóticas O Património histórico é quem mais ordena A Igreja de S. João Batista - o coração urbano de Tomar, a preto e branco e a cores! O Nabão limita a mancha urbana e dá frescura ao Mouchão Santa Maria dos Olivais, uma das mais belas igrejas de Portugal Notar a elevação do terreno causado por assoreamento de Séculos, na fértil aluvião onde, primeiro, os romanos implantaram Sellium A Ponte Velha, importante obra de D. Manuel I, que reforçou a ponte romana, numa fotografia do século XIX. De fora da Muralha ainda era tudo olival! Entrada e vista interior de Santa Maria O célebre pentagrama, uma espécie de logótipo dos Templários A primitiva atalaia medieval, transformada em torre sineira da Igreja de Santa Maria, por D. Manuel Santa Maria dos Olivais na Ilustração Portuguesa, em 1904 Imagem recente da Atalaia-torre sineira A Lápide perdida e achada Escrita legível do epitáfio de Gualdim Pais e notícia num Jornal da terra, no ano de 1895 O Aqueduto Filipino de Pegões, com 6 Km, é peça notável do Convento de Cristo O Castelo, hoje, recheado e cercado de arvoredos urbanos Que amenizam, o sítio, mas prejudicam a interpretação Histórica da função destas fortalezas Vulgares bugainvilleas Não tarda em a que as olaias animem de cor a encosta sobranceira à cidade As muralhas com o alambor inclinado na sua base e o Convento. A vegetação prejudica a leitura Nem sempre foi assim! Da Praça de S.João, a vista hoje é outra A Jóia da Coroa de Tomar: O Covento dos Templários A Charola exemplar único na nossa arquitectura religiosa A Janela mais famosa de Portugal cromaticamente enriquecida pelos líquenes a lembrar talha barroca! A Charola, só por si, vale o convento Uma história longa, feita curta... Da estrutura arquitectural do Convento, além das edificações construídas em torno da igreja templária, há a salientar o conjunto de quatro grandes claustros articulados por dois eixos em cruz latina, e também um aqueduto com 6 Km de extensão mandado edificar por Filipe II de Espanha. Integra os domínios conventuais uma área de floresta e cultivo conhecida por Mata dos Sete Montes, por estar confinada por sete colinas de acentuado relevo. (Fonte: IPPAR - tinyurl.com/4dnm5m) Espécies da Floresta Mediterrânea que podem ocorrer na Mata dos Sete Montes NOME COMUM - NOME CIENTÍFICO Aderno Phillyrea latifolia Azinheira - Quercus rotundifolia Carrasco Quercus coccifera Carvalho Português -Quercus faginea Medronheiro - Arbutus unedo Pinheiro-bravo - Pinus pinaster Pinheiro-manso - Pinus pinea Sobreiro - Quercus suber Zambujeiro - Olea europaea var. silvestris O Carvalho português, o que melhor caracterisa a região de TOMAR Zambujeiro Phillyrea latifolia Medronheiro Amieiro Freixo
Search
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks