Documents

A teoria do motor Bedini.docx

Description
A teoria do motor Bedini - Parte 1 A Teoria Geral por trás das Invenções sobre energia de saída maior que a de entrada. O maior obstáculo para estas invenções é a questão: de onde vem a energia? A Primeira Lei da Termodinâmica ou a Lei da Conservação da Energia afirma que a Energia não pode ser criada ou destruída. Elasó pode mudar de uma forma para outra. Este argumento foi utilizado pelos Escritórios de Patentes para rejeitar centenas de Invenções “OVER UNITY” ONDE O RENDIMENTO É APARENTEMEN
Categories
Published
of 3
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
  A teoria do motor Bedini - Parte 1 A Teoria Geral por trás das Invenções sobre energia de saída maior que a de entrada. O maior obstáculo para estas invenções é a questão: de onde vem a energia? A Primeira Lei da Termodinâmica ou a Lei da Conservação da Energia afirma que a Energia não pode ser criada ou destruída. Elasó pode mudar de uma forma para outra. Este argumento foi utilizado pelos Escritórios de Patentes para reje itar centenas de Invenções “OVER UNITY” ONDE O RENDIMENTO É APARENTEMENTE MAIOR DO QUE 1.  Este bloqueio é agora removido com O SEGUINTE cenário de barco em água calma e boa luz do sol . Se um cientista não sabe usar a luz solar, ele pode ignorá-la e usar a Lei da Conservação da Energia sobre o que ele acredita ser um sistema fechado e defender o uso da energia muscular? O remo. Mas se ele sabe usar painéis solares, ele pode usar tal energia sem violar a Lei de Conservação de Energia. Estamos realmente imersos em energia gravitacional. Se nós sabemos como usá-la, não violaremos a Lei da Conservação da Energia. A patente de Lee-Tseung afirma que podemos levar essa energia através de oscilação, vibração ou rotação com Pulsos de Força no momento adequado (em ressonância). A mesma teoria pode ser estendida à energia de movimento eletrônico. Energia de movimento de elétrons magnética, elétrica e eletromagnética. Está presente enquanto houver elétrons que giram em torno dos núcleos. O campo pode ser muitas vezes o campo gravitacional. O campo pode ser atração ou repulsão. Também pode ser ligado e desligado. Muitos inventores Over Unity usam essa energia específica sem perceber. Teoria do motor de Bedini Parte 2 Uma vez que entendemos que o Motor de Bedini não viola a Lei da Conservação da Energia, podemos ir ao próximo passo. A patente Lee-Tseung afirma que o pulso aplicado a um sistema rotativo pode levar a energia elétrica de movimento. O motor Bedini é essencialmente um sistema rotativo de ímãs sob Pulsos. Assim, a Energia elétrica de movimento é produzida para uma dada carga ou bateria no caso. Bedini usou o solenoide de pulsos para fazer o feedback (a realimentação do sistema). Ele usou o termo força eletromotriz de retorno (EMF). Ele poderia ter usado o eixo central giratório ou uma bobina de retorno separada para extrair a energia. No entanto, tais mecanismos têm suas próprias dificuldades e ineficiências. Assim, não há mistério no motor Bedini. A teoria do motor de Bedini- Parte 3 Os fatores que afetam o mecanismo de produção de energia são: 1. Velocidade de rotação da roda 2. Diâmetro da roda 3. Número de pulsos por revolução 4. Força do pulso 5. Força dos Ímãs ou do Campo Magnético  6. A orientação dos Ímãs 7. O mecanismo de extração de energia 8. O mecanismo de feedback ou retorno de energia 9. A correspondência dos fatores Em certos casos o motor Bedini pode não estar usando a força de impulso ideal para mover a roda. Muita corrente pode ter sido usada nas bobinas de pulsação. É provável que a orientação tenha de ser vista nos ângulos dos ímãs para melhorar. No entanto, o fato de que ele realmente pode recarregar baterias é digno de elogios. Com a teoria Lee-Tseung como diretriz, os desenvolvedores de motores Bedini podem melhorar seus dispositivos. Esperamos ver melhorias. Seria um desafio vencer o 225 HP Pulse Motor nos EUA ou o Liang / Chao Hall Effect IC Cars na China. teoria do motor Bedini Parte 4 O Bedini Motor é o que consideramos máquinas de energia cósmica de terceira geração. Na terceira geração? Leading Out Magnetic ou Electromagnetic Energy Machines, podemos resumir a implementação em 5 etapas principais: 1. Podemos precisar de alguma energia inicial para iniciar o movimento ou alimentar os eletroímãs. Bedini usou baterias. 2. Precisamos de uma força de pulso aplicada em ressonância. A bobina de solenóide é um excelente exemplo. Ele pode alternar os pólos magnéticos para dirigir um conjunto de ímãs permanentes. Bedini usou esse mecanismo. 3. Podemos usar uma técnica rotativa de eixo central para extrair energia ou podemos confiar nas mudanças de fluxo eletromagnético para extrair eletricidade diretamente. Bedini usou a recarga das baterias (ou o que ele chamou de mecanismo força eletromotriz de realimentação). 4. O mecanismo de feedback (retorno)de energia pode ser através de movimento mecânico ou através de circuitos elétricos. Bedini usava circuitos elétricos. 5.O circuito de controle para ajustar a saída quando a carga externa flutua. Se a saída não for reduzida quando a carga externa for reduzida ou diminuída para zero, a máquina superaquecerá. Algumas máquinas, como a roda Wang Shum Ho, usam material de proteção magnética para alterar o campo magnético. Também podemos detectar a carga de saída e reduzir o feedback (retorno) para a entrada conforme a saída. Bedini usou capacitores ou as baterias esgotadas para armazenar energia extra. Alguma energia não utilizada é dissipada como calor ou radiação eletromagnética. A teoria por trás do motor Bedini - Parte 5 Por favor, note que não estamos tentando desacreditar John Bedini e seus colegas fizeram um excelente trabalho e definitivamente merecem um lugar na história científica.  Nós simplesmente queremos ressaltar que (1) O uso convencional da Lei de Conservação de Energia não se aplica quando a energia de movimento de elétrons imersos é usada como nos  motores Bedini. (2) Enquanto houver elétrons que se movem em torno de núcleos, haverá troca de energia de movimento eletrônico entre qualquer objeto e seus arredores. O entorno é efetivamente todo o universo. (3) Não reivindicamos compreender ainda esta energia de movimento de elétrons. No entanto, estamos convencidos de que tal energia não é igual à energia usada para magnetizar os eletroímãs ou os ímãs  permanentes.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks