Magazine

A turma do xaxado vol 1 e 2

Description
Edição Especial Antonio Cedraz Volume 1 e 2 3ª Edição Fortaleza - 2010 Antonio Cedraz Volume 1 Copyright © 2010 Editora IMEPH Texto e ilustrações: Antonio…
Categories
Published
of 15
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Edição Especial Antonio Cedraz Volume 1 e 2 3ª Edição Fortaleza - 2010 Antonio Cedraz Volume 1 Copyright © 2010 Editora IMEPH Texto e ilustrações: Antonio Cedraz © 2010 Antonio Cedraz. Todos os direitos reservados. Logotipo, histórias, personagens e todo o material relacionado são propriedades de Antonio Cedraz e são publicados sob licença. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra, por quaisquer meios existentes ou que venham a ser criados, sem a autorização prévia por escrito dos editores, exceto para fins de divulgação. Rua Carlos Vasconcelos, 1926 - Aldeota 60115-171 - Fone: 85 3261. 1002 Fortaleza - Ceará - Brasil www. imeph. com. br - imeph@imeph. com. br Editorial Administrativo Pedagógico Criação e Produção Argumentos Desenhos e Arte-final Cores Revisão Editoração Lucinda Azevedo Thais Feitosa Amelia Albuquerque Antonio Cedraz Antonio Cedraz Tom Figueiredo Antonio Cedraz Sidney Falcão Mariel S. Viana Antonio Cedraz Vitor Souza Rouxinol do Rinaré Ismael Maia C389t Cedraz, Antonio Luiz Ramos A Turma do Xaxado - Volume 1 e 2 / Antonio Luiz Ramos Cedraz - 3. ed. - Fortaleza: Editora IMEPH, 2010. 60 p. : il. 22,5 x 22,5 cm ISBN 978-85-7974-022-0 1. Literatura infanto-juvenil. 2. Histórias em quadrinhos. I. Título. Aos amigos: Gonçalo Silva Júnior José Sérgio B. Fontes Robério Cordeiro da Silva Uilsom Morais Miranda Obrigado: A Deus, Santo Antônio e Santa Luzia, Lucineide, Cláudia, Cláusio, Caroline, meus pais, irmãs e amigos, sem os quais nada disso teria sentido. Criada pelo cartunista baiano Antonio Cedraz, a Turma do Xaxado é formada por personagens tipicamente brasileiros, cada um com seu jeito próprio de falar, pensar e agir, passando pelas várias classes econômicas, graus de instrução etc. É uma turminha heterogênea como o povo brasileiro, vivendo histórias que falam da nossa terra, encantos e problemas, mas sem perder de vista a universalidade da experiência humana. Atualmente a Turma do Xaxado é publicada diariamente no Jornal A Tarde (o maior do Norte/Nordeste do Brasil) e no jornal O Sul, de Porto Alegre. 35 diferentes publicações da Turma foram editadas pela Editora Escala, de São Paulo, e distribuídas pela Fernando Chinaglia para bancas de revistas do Brasil inteiro. A Turma do Xaxado também pode ser encontrada em livros didáticos das editoras Moderna, FTD, Saraiva e Ática. Em 2003, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) concedeu apoio institucional aos Projetos da Turma do Xaxado. Nas palavras do Sr. Jorge Werthein, representante da UNESCO no Brasil: “Tratase de iniciativa extremamente oportuna, uma vez que visa estimular o interesse pela leitura e embasada na identidade sociocultural de uma região”. A Turma do Xaxado conquistou quatro vezes o mais importante prêmio nacional das histórias em quadrinhos, o HQ MIX, considerado o “Oscar” dos quadrinhos nacionais, organizado pela Associação dos Cartunistas do Brasil, com sede em São Paulo. Antonio Cedraz, o criador da turma, é Mestre do Quadrinho Nacional, título concedido pela Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo. A Turma do Xaxado se caracteriza por um forte compromisso de despertar na criança e no adolescente o gosto pela leitura. Pesquisas demonstram que os alunos que leem histórias em quadrinhos têm melhor desempenho escolar do que aqueles que usam apenas o livro didático. Em alguns casos, o benefício obtido com a leitura de histórias em quadrinhos é maior do que quando há contato somente com livros ou revistas. De acordo com parecer técnico-pedagógico da Coordenação do Ensino Fundamental da Secretaria de Educação e Cultura do Estado da Bahia, a Turma do Xaxado “é uma leitura divertida, própria para o público infanto-juvenil, pois desperta a curiosidade e o prazer da leitura, além de permitir a participação ativa da criança na construção do sentido não só dos textos, como também da própria linguagem cotidiana. . . ” 6 A Turma do Xaxado Os quadrinhos na Bahia estão atravessando uma fase de ressurgimento, após uma série de crises. No movimento produtivo do nosso grafismo, Antonio Cedraz representa uma força bastante expressiva. Durante muitos anos, ele vem publicando seus trabalhos na Bahia, em outros estados e até fora do país. Um batalhador, nunca desiste. Isso é muito bom. O acomodamento e a desmotivação, que são fatores de estacionamento, nunca chegaram perto do artista. Dentro da luta nacionalista do quadrinho brasileiro, José Lanzelotti lançou Raimundo, o Cangaceiro, uma das mais criativas obras que aborda o cangaço. Henfil foi outro que sacudiu o país com seus personagens do sertão. Setúbal também deu boa contribuição aos quadrinhos sobre cangaceiros. Sessenta anos depois de sua morte, Lampião volta a aparecer nos quadrinhos, desta vez nas tiras de Xaxado, garoto interiorano, neto de um cangaceiro. Surgiu nas páginas do Caderno Municípios do jornal A Tarde, a partir de 20. 01. 1998, e quatro meses depois passou a ser publicado diariamente no Caderno 2, do mesmo jornal, e não parou mais. Da simplicidade do traço à criatividade da narrativa, Xaxado retrata a vida rural com todas as suas lendas e mistérios. São aventuras de um garoto às voltas com problemas do dia a dia, junto com seus pais e amigos. São eles: Seu Enoque, o pai agricultor e Dona Fulô, a mãe; Zé Pequeno, amigo de sempre, meio preguiçoso e com um linguajar específico da roça; Marieta, severa com o grupo no que diz respeito ao uso correto de falar; Arturzinho, o exibicionista; O Padre que sabe tudo o que se passa na redondeza; O Saci, que vive aprontando para todos; além dos animais Veneta, um jumento esperto, o porquinho Linguicinha, a galinha Odete, o cachorro Rompe-Ferro e muitos outros. Enfim, Xaxado é um brasileiro como todos nós. Apresentação 7Volume 1 Antonio Cedraz é um dos mais importantes quadrinhistas da Bahia, principalmente na área do quadrinho infanto-juvenil, gênero que alcançou o auge das historietas cômicas nas séries Lúbio, Zé Bola, Joinha, Ana, Pipoca, mais recentemente o nonsense da vida rural brasileira (Xaxado e Genuíno Gabola). O Imaginário tem uma importância muito grande em sua obra. São personagens do nosso cotidiano: meninos endiabrados, malandros simpáticos, tipos excêntricos, mitos e lendas da nossa terra, mas sempre despertando para fatos reais. A realidade é tematizada e questionada a cada passo. Muitas dessas histórias partem para fantasias e delírios, mas sempre com volta garantida para a realidade. Todo o trabalho tem um bom acabamento visual das personagens, com precisão no traço e originalidade temática. Através de um enredo fluente, falando de um cotidiano em que se misturam o real e o simbólico, o objetivo e o subjetivo, o autor constrói uma atmosfera da qual é difícil ficar alheio. Através de Xaxado penetramos num universo rural muito brasileiro. Deste universo gráfico de Cedraz, o imaginário infantil cria asas e viaja na mente de todos nós. Cedraz e sua equipe pesquisam novas formas, novas técnicas. O resultado é um trabalho de qualidade, caindo no gosto dos leitores, o que é possível sentir no contato direto com o público nas exposições que vem realizando na cidade e, agora, com esta coleção das melhores tiras do Xaxado publicadas na imprensa. Vale conferir. Boa leitura. Gutemberg Cruz Jornalista, Escritor e Crítico de Quadrinhos 8 A Turma do Xaxado Xaxado é um garotinho que vive na roça. É neto de um famoso cangaceiro que vivia com o bando de Lampião. As historinhas de Xaxado retratam a vida no campo com seus problemas e encantos, suas lendas e mistérios. FICA ASSIM NÃO. . . AMANHÃ ELE VOLTA! por que o senhor não dá uma folga? que tal ir dar um passeio pela cidade grande? ir À uma praia. . . deixa a dona chuva dar um passeio pelo sertão, vai! ao menos resta um consolo de ver chover na televisão! 10 A Turma do Xaxado não sei pur que a gente trabaia tanto. . . a culpa é do adão. se ele não tivesse comido a maçã. . . é, a bichinha divia tá bichada! calma, gente! ela ainda tá viVa. . . 11Volume 1 minha mãe disse que suco de maracujá acalma até boi brabo! que cheirinho delicioso! quando eu vejo você chorando, fico com tanta inveja! snif! snif. . . por quê? ah, tá uma seca danada por aqui. . . todo mundo morrendo de sede, e você assim. . . . . . com os olhos cheios d’água ah, não tem nada mais gostoso no mundo. . . . . . do que esse cheirinho de terra molhada! v. . . vocês não vão f. . . fazer ela passar por m. . . mentirosa, né? hummmmm. . . . glup!!! 12 A Turma do Xaxado adoro a chuva! xaxado, conta de novo aquela istória bunita! a natureza é uma mãe, né, zé pequeno? ela sempre dá um jeito de arranjar água pra gente. . . . . . mesmo não tendo nada pra ela mesma! era uma vez o reino de são paulo. . . lá chovia mais de uma semana seguido. . . as ruas viravam rios, e as casas se enchiam de água até o teto! oh! e as ruas? bem. . . ela traz de volta tudo que a seca levou embora! o verde das plantas. . . e as pessoas que haviam fugido pras cidades grandes! 13Volume 1 xaxado, será que existem pessoas interessadas em acabar com a seca do nordeste? em acabar, não sei! mas em mantê-la, tá assim, ó! peraí, gente. a chuva já vai chegar! é hora de plantar milho, plantar feijão, plantar mandioca. . . é hora de plantar os pés na terra! na cidade grande todo mundo vai atRás do trio-elétrico! aqui, a coisa é bem diferente! 14 A Turma do Xaxado Quer ver mais? www. imepheditora. com. br imeph@imeph. com. br (85) 3261 - 1002 https://www. facebook. com/editoraimeph http://www. youtube. com/Editoraimeph
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks