Documents

A UTILIZAÇÃO E PRODUÇÃO DIDÁTICA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS NO PROCESSO DE DETALHAMENTO DO PROJETO ARQUITETÔNICO

Description
O presente artigo objetiva discutir como algumas tecnologias digitais aplicadas ao processo de projeto podem contribuir para o desenvolvimento de detalhes arquitetônicos, servindo como caso de aplicação do projeto de pesquisa de mestrado que tem como tema “A Utilização e Produção Didática de Bibliotecas Digitais no Processo de Detalhamento do Projeto Arquitetônico”. A pesquisa tenciona criar uma rotina para desenvolvimento de detalhes arquitetônicos através de experiências didáticas, utilizando tecnologias digitais que auxiliem no processo de ensino e aprendizagem de projeto, assim como disponibilizar uma biblioteca digital com modelos paramétricos de detalhamento passíveis de prototipagem. Palavras-chave :Tecnologias Digitais, Processo de Projeto, Detalhamento Arquitetônico
Categories
Published
of 6
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
   arc  research in architecture and construction | revistaparc.fec.unicamp.br©unicamp ISSN1980-6809 recebido em 09.17.01! aceito em 11.1.01! A UTILIZAÇÃO E PRODUÇÃO DIDÁTICA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS NO PROCESSO DE DETALHAMENTO DO PROJETO ARQUITETÔNICO THE UTILIZATION AND DIDATIC PRODUCTION OF DIGITAL LIBRARIES IN DETAILING PROCESS OF ARCHITECTURAL DESIGN  Etiene do Amaral ARCARI Arquiteta mestranda em Arquitetura e Urbanismo, POSARQ - UFSC, Centro Tecnológico (CTC, etiene!a #osgrad!u$sc!br !  Alice Theresinha Cybis PEREIRA Pós %outora em Arquitetura e Urbanismo, Uni&ersidade Federal de Santa Catarina, ac'bis gmail!com Abstract Tis article discusses o) some digital tecnologies a##lied to te design #rocess can contribute to te de&elo#ment o$ arcitecturaldetail, ser&ing as a tool $or assessment o$ master researc #ro*ect )ic as te teme + Te Utiliation And %idatic Production O$ %igital ibraries .n %etailing Process O$ Arcitectural %esign+! Te researc intends to establis a routine $or de&elo#ingarcitectural details tat e/#lore digital tecnologies and assist in te teacing and learning #ro*ect troug student e/#eriments #rocess as )ell as #ro&ide a digital librar' o$ #arametric models o$ detail amenable to #rotot'#ing!0e')ords1 %igital Tecnologies, %esign Process, Arcitectural %etailing! Rs! # O #resente artigo ob*eti&a discutir como algumas tecnologias digitais a#licadas ao #rocesso de #ro*eto #odem contribuir #ara odesen&ol&imento de detales arquitet2nicos, ser&indo como caso de a#lica34o do #ro*eto de #esquisa de mestrado que tem comotema 5A Utilia34o e Produ34o %id6tica de 7ibliotecas %igitais no Processo de %etalamento do Pro*eto Arquitet2nico8! A #esquisa tenciona criar uma rotina #ara desen&ol&imento de detales arquitet2nicos atra&9s de e/#eri:ncias did6ticas, utiliandotecnologias digitais que au/iliem no #rocesso de ensino e a#rendiagem de #ro*eto, assim como dis#onibiliar uma bibliotecadigital com modelos #aram9tricos de detalamento #ass;&eis de #rototi#agem! Pala&ras-ca&e 1Tecnologias %igitais, Processo de Pro*eto, %etalamento Arquitet2nico! I$tr#%!&'# A conce#34o do #ro*eto arquitet2nico se relacionadiretamente com a organia34o de ideias, estudos em9todos que resultar4o na re#resenta34o deste con*untode elementos, tanto teóricos quanto #r6ticos! %entro do desen&ol&imento do #rocesso #ro*etual, aconce#34o da arquitetura atra&essa di$erentes est6giosdesde a idealia34o at9 a re#resenta34o t9cnica que&iabilia a constru34o do ob*eto (detalamentoe/ecuti&o! A#esar da im#ort<ncia da re#resenta34odestes detales, o ensino acad:mico muitas &ees n4oatinge o n;&el de e/#lana34o   necess6ria #ara que o #ro*eto com#lete sua tra*etória e ent4o se torne um ob*etoconcebido! FOR% ressalta em seu li&ro a im#ort<ncia destesdetales, le&ando em conta que mesmo sendo$undamentais, #ertencem tamb9m a um conte/to quede&e ser considerado1 5%etales s4o a base #ara - n4o um acessório #ara = acom#reens4o de um edi$;cio! .sto n4o 9 #ara dier que odetale cont9m em si a ideia da totalidade do edi$;cio>?!!!@ uma com#reens4o da constru34o n4o #ode ser se#arada deuma com#reens4o do detale ?!!!@ +! (FOR% , B, # D E6 arco Frascari acredita que 9 necess6ria acom#reens4o e &aloria34o de cada detale arquitet2nico, 1 |  arc  vo # n campinas de$embro 01 p.1-6  %rcari& '. %.& (ereira& %.).*.  % uti i$a+,o e produ+,o didtica de bib iotecas diitais no processo de deta hamento do pro/eto aruitetnico  bem como sua re#resenta34o gr6$ica! O resultado 9 um #rocesso #ro*etual mais claro, de$inido e maior com#reens4o do cam#o &isual, considerando que as #ossibilidades de ino&a34o e in&en34o est4o nos detales!FRASCAR. &: a arte do detalamento na uni4oentre materiais, elementos, com#onentes e #artes dedeterminada constru34o, de maneira $uncional e est9tica!Acredita que neste conte/to e/iste uma com#le/idade t4ogrande, que um mesmo detale #ode se adequar  #er$eitamente num edi$;cio, mas tamb9m #ode n4o$uncionar em outro #or muitas raGes! Rea$irmando sua cren3a, FRASCAR. cita o Arquiteto$ranc:s Eean abatutH1 5Quaisquer que se*am os es#a3os a9reos, as su#er$;cies e asdimensGes en&ol&idas, o estudo #reciso e a e/ecu34o esmeradados detales com#ro&am a grandea da arquitetura! O detaleconta a istória!8 (A7ATUT A#ud FRASCAR., BBI, P JKB  L4o se trata de uma no&idade #ensar que o detale e/erceum #a#el ca#a de modi$icar o sentido da obraarquitet2nica, sobretudo analisando que a constru34o emsi muitas &ees segue #adrGes re#etidamente, $aendocom que a obra #rocure sua identidade atra&9s dosdetales! PRODUÇÃO BIBLIOGRÁ(ICA A car:ncia de bibliogra$ia es#ec;$ica muitas &ees $acom que, ao longo de sua carreira, o arquiteto ou #ro$issional da 6rea de deseno crie sua #ró#riaidentidade gr6$ica, e *unto dela di$erentes $ormas dere#resenta34o que traduam o que de&e ser constru;do! A #artir deste contato com o deseno t9cnico, o #ro$issionala#rende ent4o a desen&ol&er uma linguagem gr6$ica quetra consigo in$orma3Ges $ormadoras de um #adr4o #ró#rio! Tal #adr4o se encarrega #ela transmiss4o deideias, #or9m, muitas &ees acaba se distanciando de umaconce#34o $ormal com #adr4o de deseno es#ec;$ico!Considerando que 5o deseno 9 uma #oderosa $erramentaanal;tica #ara o #ró#rio criador8 (ATOSO eMAA%ARNS e, BB, #! B a re#resenta34o gr6$ica #ode ser considerada um dos #rinci#ais instrumentos decomunica34o entre o #ro$issional, sua cria34o e todos os #ersonagens que $aem #arte da e/ecu34o de um #ro*eto! O mercado de li&ros t9cnicos dis#Ge de alguma bibliogra$ia sobre detalamento arquitet2nico, o que 9resultado da escassa #rodu34o na 6rea, #or9m, taisiniciati&as ainda n4o su#riram a atual de$ici:ncia! Acria34o de #adrGes de detalamento #odem esclarecer ideias sobre o #ro*eto e au/iliar na cria34o de solu3Ges #ara resol&er #roblemas $uncionais e de design!Nm DI, o arquiteto alem4o Nrnst Leu$ert #ublicou oli&ro 5Arcitects %ata8! O li&ro 9 considerado umare$er:ncia uni&ersal #ara arquitetos, engeneiros eestudantes como um manual de constru34o que rene$undamentos, normas e #rescri3Ges sobre recintos,edi$;cios, e/ig:ncias e dimensGes tomando o ser umanocomo medida e ob*eti&o! %esde sua #ublica34o, *6 $oitraduido em  idiomas incluindo o #ortugu:s, onderecebeu o t;tulo de 5A Arte de Pro*etar em Arquitetura8(Figura ! (IGURA )*+  Algumas das principais edições do livro A Arte de Projetar em Aruitetura ! SALTOS o considera como 5o li&ro de arquitetura mais bem sucedido de todos os tem#os!8, e cita MO.T #aracamar a aten34o em rela34o  linguagem dere#resenta34o adotada (Figura B1 5Leu$ert a&ia com#reendido que a e/ist:ncia do cinema, da$otogra$ia e da #ro#aganda comercial modi$icaranecessariamente os 6bitos de leitura! Lessa 59#oca ótica8,segundo a e/#ress4o de Otto Leurat, o li&ro enquanto um meiode comunica34o só teria sucesso caso se a#ro/imasse do leitor com a*uda de meios &isuais! Assim, a 5Arte de Pro*etar emArquitetura8 era constitu;da, em grande #arte, #or #equenosdesenos, cu*os tra3os *6 n4o s4o ilustra3Ges do te/to, mas sim,carregam uma necess6ria mensagem em si mesmos!8 (MO.TA#ud SALTOS, BB, #!BI  |  arc  vo # n campinas de$embro 01 p.1-6  %rcari& '. %.& (ereira& %.).*.  % uti i$a+,o e produ+,o didtica de bib iotecas diitais no processo de deta hamento do pro/eto aruitetnico (IGURA ),+  Eemplo de uma das primeiras bibliogra#ias de re#er$ncia paradesenho t%cnico & 'E()ERT* Ernst! A Arte de Projetar em Aruitetura! A ultima edi34o do li&ro tra atualia3Ges ecom#lementa3Ges, abordando temas como $acadas demadeira, ot9is, &arandas cobertas, entre outroscontedos! O li&ro ainda n4o dis#Ge de contedo digitalreutili6&el e n4o considera o detalamento arquitet2nicocomo $oco #rinci#al, #or9m se tornou uma das #rinci#aisre$er:ncias em re#resenta34o arquitet2nica, $ato que #odeser associado  $alta de outras tradu3Ges! At9 os anos B, #oderia ser considerada a i#ótese de queli&ros como A Arte de Pro*etar seriam o ti#o de #ublica34o que mais se relaciona&a com o temadetalamento arquitet2nico! Nm  $oi lan3ado o li&ro The Professional Practice of Architectural Detailing   (APr6tica Pro$issional de %etalamento Arquitet2nicotraendo consigo temas como CA% (Computer Aided  Design  e a#resenta os conceitos b6sicos de #re#ara34ode detales arquitet2nicos atra&9s de mais de IBBilustra3Ges! O li&ro te&e sua KV #ublica34o em B (Figura BD,quando recebeu o t;tulo de The Professional Practice of  Architectural Working Drawings  (A Pr6tica Pro$issionalde %esenos de Trabalo Arquitet2nico onde abordatemas como a in$lu:ncia das tecnologias 7. atra&9s dare#resenta34o de modelos tridimensionais, incluindoestudos de caso de #ro*etos! (IGURA )-+   The Professional Practice of Architectral !or in# Dra$in#s ! Considerando as ltimas #ublica3Ges na 6rea dedetalamento arquitet2nico, #odem ser citados autorescomo Nd)ard Allen e PatricW Rand com o li&ro  Architectural Detail   lan3ado em BB, e maisrecentemente Nd)ard R! Ford, que lan3ou The Architectural Detail.  Al9m destes, $oram lan3ados entreBB e B &6rios t;tulos #ela autora Mirginia ceodque trata do tema detalamento relacionando-o comoutros temas como #aisagismo, constru3Gescontem#or<neas, constru3Ges em &idro, arquiteturadom9stica, entre outros, al9m de dis#onibiliar *unto doli&ro um C% com os modelos a#resentados nos $ormatosNPS e %X (F.URA BK! ! |  arc  vo # n campinas de$embro 01 p.1-6  %rcari& '. %.& (ereira& %.).*.  % uti i$a+,o e produ+,o didtica de bib iotecas diitais no processo de deta hamento do pro/eto aruitetnico (IGURA ).+  Algumas das principais publicações de +irginia ,c-eod sobredetalhamento relacionado a di#erentes temas aliados . produç/oaruitet0nica! As #ublica3Ges citadas acima &:m mostrando que a blibliogra$ia sobre detales arquitet2nicos *6 &emocu#ando seu es#a3o no mercado e que este $ato #ode ser considerado uma consequ:ncia da rele&<ncia do tema, #or9m esta ainda n4o 9 uma realidade no 7rasil! Lo quese re$ere  #enetra34o destes li&ros no mercado brasileiro,a#enas alguns t;tulos est4o dis#on;&eis> menor ainda 9 onmero de tradu3Ges #ara a l;ngua #ortuguesa! UTILIZAÇÃO DE (ERRAMENTAS DIGITAISCOMO RECURSO DIDÁTICO E PRO(ISSIONAL Analisando algumas metodologias sugeridas #or PNL.%O e SOUYA, as quais eles camam de #edagogiasde #ro*eto, que 5consiste numa estrat9gia de #rodu34o dematerial did6tico a #artir de um curso abordando o tema%etales Arquitet2nicos8, #ercebe-se que as e/#eri:nciasdid6ticas a#licadas nesta 6rea #elo autor caminam aoencontro da digitalia34o do material did6tico que, sendo #adroniado, #ode inclusi&e ser&ir como recurso #ara os #ro$issionais que trabalam com deseno t9cnico comoarqui&os digitais de re$er:ncia, tutoriais t9cnicoses#ec;$icos e anima3Ges gr6$icas! A utilia34o de $erramentas digitais como recursodid6tico eZou #ro$issional &em se tornando uma #r6ticacada &e mais constante e &em conquistando seu es#a3otanto nos setores educati&os quanto #ro$issionais! esmotratando-se de um nico ainda em ascens4o, a utilia34ode m;dias digitais e da tecnologia *6 &em se incor#orandona educa34o atra&9s da necessidade de atualia34o edissemina34o do conecimento! A cria34o de um Ambiente Mirtual de A#rendiagem #ara #ublicar, armaenar e dis#onibiliar documentos #ermiteorganiar, selecionar e distribuir in$orma3Ges de acordocom as necessidades do usu6rio! Segundo N.LNR, uma biblioteca digital 91 5(!!! a cole34o de ser&i3os e de ob*etos de in$orma34o   ,com organia34o, estrutura e a#resenta34o que su#ortam o relacionamento dos utiliadores com os ob*etos de in$orma34o   ,dis#on;&eis direta ou indiretamente &ia meioeletr2nico Z digital!+ (N.LNR, , #! Sendo assim, a transmiss4o de in$orma3Ges econecimento atra&9s da internet atua de maneira aeliminar barreiras $;sicas e a $alta de acessibilidadecausada #ela dist<ncia!  Lo que di res#eito  #rodu34o did6tica de detalamentoarquitet2nico, #ercebe-se que normalmente esta iniciati&a #arte de #ro$issionais da 6rea e de uni&ersidades! Laa#resenta34o de seu li&ro, COSTA descre&e sua *usti$icati&a ao decidir escre&:-lo1 5%urante todos os meus anos de &ida como #ro$issional na 6reade deseno, #ude constatar a car:ncia e a necessidade de uma bibliogra$ia es#ec;$ica que atendesse as necessidades dea#rendiagem e consulta #or #arte dos #ro$issionais da 6rea dedeseno de %etalamento de Arquitetura! Lossa #reocu#a34o$undamental $oi su#rir a de$ici:ncia de tais no mercado deli&ros t9cnicos!8 (COSTA, , #! J Nm B, a FNNMAN criou o C%%C - um Cat6logo%igital de %etalamento da Constru34o! Trata-se de um website  #ara uso dos alunos do curso de Arquitetura eUrbanismo da Uni&ersidade FNNMAN! Lo siteencontram-se #ublica3Ges e materiais #roduidos #eloslaboratórios do curso, $ocado no detalamento daconstru34o (Figura BJ! O material e/#lorou di$erentesmaneiras #ara elucidar e e/em#li$icar detales e as#ectosconstruti&os, dis#onibiliando te/tos, desenos, $otos,modelos e outras m;dias! (IGURA )/+ 1etalhe da estrutura de cobertura do 2ercy 3 4hoppingCentre 5projeto de Ren6o Piano7! Quando se trata da #rodu34o de bibliotecas digitais #arauso #ro$issional, o mercado 9 ainda mais escasso!Percebe-se dois ti#os #rinci#ais de cria34o1 a #rimeira #arte de em#resas que digitaliam seu cat6logo de #rodutos, o que resulta na di&ulga34o de seusequi#amentos e na otimia34o do trabalo dos #ro$issionais que atra&9s deste #odem ter acesso aosdesenos t9cnicos digitaliados! Nntre as cole3Ges maisconecidas atualmente a#arece o %ecaCA%, que$unciona como um gerenciador que insere blocos dos #rodutos &endidos #ela marca %eca dis#oni&eis em$ormato !d)g com#at;&eis com o  software AutoCA%!Nste a#licati&o #or ser instalado no  software atra&9s de download e est6 dis#on;&el no site da em#resa!Recentemente a em#resa desen&ol&eu uma biblioteca7., sendo a #rimeira $abricante nacional a criar uma#licati&o #ara #ro*etos com esse conceito! O %eca7.(Figuta BI 9 com#at;&el com o so$t)are Re&it, e contoucom o a#oio de uma equi#e multidisci#linar no seu #rocesso de cria34o e desen&ol&imento como # |  arc  vo # n campinas de$embro 01 p.1-6

Rabies

Aug 4, 2017

GAPS Autism

Aug 4, 2017
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks