Government & Politics

AULA 12 Aplicação da Derivada (página 220)

Description
Belém, e maio e 0 Caro aluno, Nesta aula ocê encontra problemas resolios e Taxas Relacionaas. Resola os exercícios as páginas e a. Leia o enunciao com muita atenção. Cuiao com as uniaes. Faça um esquema
Published
of 10
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Related Documents
Share
Transcript
Belém, e maio e 0 Caro aluno, Nesta aula ocê encontra problemas resolios e Taxas Relacionaas. Resola os exercícios as páginas e a. Leia o enunciao com muita atenção. Cuiao com as uniaes. Faça um esquema gráfico o problema. É preciso saber a eriaa (implícita, Regra a Caeia) para calcular as taxas. AULA Aplicação a Deriaa (página 0) Taxas relacionaas calcular a taxa e ariação e uma granea em termos a taxa e ariação a outra. O proceimento é achar uma equação que relacione as uas graneas e então usar a regra a caeia para eriar ambos os laos em relação a ariáel inepenente m questão. Os exemplo a estão resolios no liro texto nas páginas 0 a. Aqui amos repetir o exemplo e resoleremos outros problemas os exercícios propostos. Exemplo. O carro A está se moimentano para o oeste a está moimentano para o norte a 90 km h e o carro B 00 km h. Ambos ão em ireção à interseção e uas estas. A que taxa os carros se aproximam um o outro quano o carro A está a carro B está a 80m a interseção? 0 m e o Solução: (a) Daos o enunciao, enotano as elociaes os carros por t 90km h e B t 00km h A. Cuiao com as uniaes. (b) O que se pee: taxa e ariação os ois carros no ponto e interseção e encontro os ois carros. (c) o que usar: eriaa implícita e a rega caeia. Notações: Seja t a istância entre os carros A e B e sejam x xt, yt istância entre os carros e o ponto e interseção C, conforme a figura abaixo. y a Sabemos que t t 90km h e t A t y y B 00km h. Veja a figura e obseramos que, em relação ao plano cartesiano xy, a ireção os carros estão no sentio negatio e moo que as elociaes terão o sinal negatio. Além isso, o que queremos é a istância t. Poemos usar o teorema e Pitágoras: x y (*) Como conhecemos as elociaes e caa carro basta eriar implicitamente a equação (*) e obtemos: x x y x A t yt t t y y B t t Substituino os aos o problema em (**) obtemos meios em x A t t y B t t x 0,0km h y 0,08km h km h : (**) (***) Para encontrar o alor e, como o carro A está a 0m 0, 0km o ponto C e o carro B está a 80m 0, 08km e C, pelo teorema e Pitágoras (*) poemos calcular a istância, x y 0,0 km 0,08 km 0,00 0,00 km 0,0km 0,0km 0, km Seno istância granea positia temos 0, km. Substituino x 0, 0km, y 0, 08km e 0, km em (***) obtemos: t xat yb t 0,0km 0, km,km h 8km h 0, km, km h 0km n 0, 90km h 0,08km00 km h Os ois carros aproximam-se um o outro a uma taxa e t km h. O sinal negatio inica que a taxa está ecrescente. (graficamente, a hipotenusa está iuino a raão e kmh. Exemplo. Um homem ana ao longo e um caho reto a uma elociae e,m s. Um holofote localiao no chão a m o caho é mantio focaliao no homem. A que taxa o holofote está girano quano o homem está a 8m o ponto o caho mais próximo a lu? a Solução: (a) Daos o enunciao. Velociaes o homem t o holofote ao caho, m s e istância x m. (b) O que se pee: taxa e ariação o holofote em relação a lu. (c) o que usar: eriaa implícita e a rega caeia. Notações: Sejam t o ângulo entre o feixe o holofote e a perpenicular ao caho e t x x a istância entre o homem e o ponto o caho mais próximo ao holofote. Veja o esquema gráfico esse problema. Temos que t, m s. Pela figura temos x C cos e C cos comprimento o feixe o holofote ao homem quano estier com calculao usano o teorema e Pitágoras: one C é o x 8m que poe ser 8 C C 00 C C 00 0 Deste moo a relação entre x e ser formulao usano a relação trigonométrica x tg x tg isto é Deriano caa membro em relação a ariáel t obtemos: tg sec Para calcular, reescreeno expressão acima temos: Quano x 8m temos: Por outro lao, como Assim: cos cos cos t 0 cos temos cos,m s cos 0., cos m s ,9 s. Execícios (Página ) ) (a) Se A é a área e um círculo com raio r e o círculo expane à meia que o tempo A r passa, encontre em termos e. Solução: Sabemos que área A e um círculo e raio r é aa por: A r Como tanto área quanto raio aria no tempo temos A At e r rt A. Para encontrar basta eriar em relação ao tempo, a fórmula acima membro a membro usano eriaa implícita e rega caeia em relação a A r rt. Temos assim: r r r A r r (b) Suponha que petróleo ae por uma ruptura e um petroleiro e espalha-se em um parão circular. Se o raio o petróleo erramao crescer a uma taxa constante e quão rápio a área o aamento está cresceno quano a raio é igual a 0 m. m s, Solução: Como o raio o petróleo erramao crescer a uma taxa constante e m s, significa que conforme r m s e quano r 0 m, a área o aamento estará cresceno A 0 m s. A A r r ou seja 0m m s 0 m s. 8) Suponha x 9y, one x e y são funções e t. Solução: A equação x 9y na forma reuia x y é uma equação a elipse centa na origem. Como x e y ariam com t, eriano a equação em t ambos membros resulta: 8x x 9y 8y y 0 (a) se y, encontre quano x e y. Solução: Quano x e y 8, se y 8 substituino na expressão acima: 0 y (b) se, encontre quano x e y. Solução: Quano x e y, se substituino na expressão acima: y y 8 0 y 8 y x ) Uma partícula moe-se ao longo a cura y sen. Quano a partícula passa pelo ponto P,, sua coorenaa x cresce a uma taxa e 0 cm s. Quão rápio a istância a partícula à sua origem está ariano nesse momento? Solução: Temos x y y sen, P, e 0cm s. Pee. 7 Deriano a expressão a cura x y sen em relação a t, resulta: y x x sen cos Substituino os aos o problema, obtemos: y x cos 0 0 cm s 0 cm s cm s cos. y 0 cm s,7 cm s ) Um aião oa horiontalmente a uma altitue e h km e passa iretamente sobre um telescópio no chão. Quano o ângulo e eleação for, esse ângulo estará iuino a uma taxa e. A que elociae o aião está iajano naquele instante? Solução: Pelo gráfico o oo o aião, poemos usar Teorema e Pitágoras para é:, h km e x cos km km, isto x h km km 8 km km 00 km 0 km Por outro lao temos em função o t Deriano em t, obtemos: Além isso como t x t h t x t km x 0 x x t x km x cos, eriano em t resulta: cos cos sen Substituino na expressão acima quano o ângulo e eleação for x, e lembrano que aião : e 9 cos 0 0 cos x sen aião aião aião A aião Ou seja aião aião aião aião 9 aião 0.
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks